sábado, agosto 13, 2022

Últimas Notícias

Terceiro suspeito de estupro coletivo se apresenta à polícia em Natividade

O menor de 17 anos estava escondido em Jaú do Tocantins
Ao delegado, ele negou a participação do crime em Chapada da Natividade

O terceiro suspeito de participar do estupro coletivo de uma jovem de 13 anos, em Chapada da Natividade, foi apreendido nesta segunda-feira (13). De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ibanez Aires, o adolescente de 17 anos se apresentou na delegacia de Natividade por volta das 14h.

O menor estava acompanhado da mãe e de um advogado. Segundo o delegado, ele negou a participação no estupro da menina, que é portadora de necessidades especiais.

Conforme o delegado, o menor alegou que durante o tempo em que esteve foragido, ele estava na casa de parentes, em Jaú doTocantins. Como havia um mandado contra o jovem, ele foi apreendido e será transferido para o Centro de Atendimento Socioeducativo de Gurupi. O caso corre em segredo de justiça.

O crime aconteceu no dia 15 de maio e a vítima afirma ter sido estuprada por Janio Ney dos Santos, 32 anos, filho de um vereador da cidade, e dois menores de 15 e 17 anos. O adulto está preso na Cadeia Pública de Natividade o menor de 15 anos também está apreendido.

Estupro
O crime foi registrado no dia 15 do mês passado. De acordo com as investigações, a vítima passava em frente a um colégio, quando um homem e os dois adolescentes, a convidaram para entrar na residência, que fica ao lado da escola.

A jovem entrou. Os suspeitos trancaram a porta e amarraram os braços da adolescente, depois abusaram sexualmente da garota. Ainda segundo as investigações, algumas horas depois ela foi liberada. No dia seguinte, um dos menores apareceu na casa da vítima para levar uma pílula do dia seguinte.

A mãe da menina achou estranho e questionou a filha sobre o comportamento do menor. Neste momento, segundo a polícia, ela contou o que havia acontecido. As duas registraram o caso na delegacia de Chapada de Natividade.

O laudo do Instituto Médico Legal confirmou o estupro. De acordo com o documento, os ferimentos foram tão graves que a adolescente precisou ser transferida para o Hospital Regional de Porto Nacional. A irmã conta que logo após o crime ela chorava muito e ficou com medo de sair de casa.

Prisões
Os mandados de prisões foram cumpridos no dia 1º deste mês. O suspeito de 32 anos, foi preso. Ele foi autuado por estupro de vulnerável e está na Cadeia Pública de Natividade.

Outros dois menores de 15 e 17 anos também estão sendo investigados por participação.

Durante as investigações, o delegado descobriu que além do estupro coletivo, a menina estava sendo molestada há cerca de dois meses por um idoso de 65 anos. De acordo coma a polícia, ele a seduzia com dinheiro. O idoso também já está preso. A menor está sendo acompanhada por especialistas.(fonte:g1/to)

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.