Mãe é presa suspeita de torturar o filho em Goiás

Segundo Rotam, mulher, de 31 anos, espancou garoto, de 8, com corda pelo fato dele ser ‘levado e teimoso’. Criança foi entregue ao Conselho Tutelar.

Uma mulher de 31 anos foi presa suspeita de torturar o próprio filho, de 8, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) que fez a detenção, a mãe alegou que espancou a criança com uma corda porque ele estava muito “teimoso e levado”.

O crime foi cometido na manhã de domingo (11). De acordo com o tenente João Rosa Soares Júnior, a corporação chegou até a mulher depois que um vídeo do menino agredido, feito pela própria mulher e enviado ao pai do garoto, começou a repercutir nas redes sociais.

“Nós conseguimos encontrar a residência a noite [de domingo] e, em entrevista, ela confessou o crime, alegando que o menino estava teimoso e que queria dar um corretivo nele”, disse o policial.

O menino apresentava hematomas e marcas na costas, peito, braços e pescoço. De acordo com João Júnior, o pai da criança mora em Tocantins. O garoto vive com a mãe, o padrasto e mais cinco irmãos.

A vítima está aos cuidados do Conselho Tutelar de Senador Canedo. Já a mulher está detida na delegacia de Senador Canedo.

G1/GO

Blogueira fitness morre após explosão de sifão de chantilly

Rebecca Burger foi atingida fortemente no peito, teve um ataque cardíaco e não resistiu.

A blogueira fitness Rebecca Burger, de 33 anos, morreu após o sifão de chantilly que ela estava usando explodir. As autoridades de Mulhouse, na França, anunciaram nesta quinta-feira (22) que estão investigando se a embalagem do produto tinha algum defeito.

Rebecca estava em casa quando o sifão explodiu e a feriu violentamente no peito. A blogueira teve um ataque cardíaco e acabou morrendo, segundo divulgado pela revista “60 Million Consumers”.

A publicação afirma já ter alertado para os riscos do produto. Acidentes como este aconteceram anteriormente na França, mas ninguém tinha morrido.

O Instituto Nacional do Consumidor (INC), da França, alertou anteriormente sobre os riscos da marca Ard’Time. De acordo com o órgão, a cabeça de plástico parece não resistir à pressão e tem risco de explosão.

Noticias ao Minuto

 

Músico integrante do reality show “Troca de Família” mata mãe e irmã

Jacob segue em condições críticas; a polícia não divulgou informações sobre motivo do crime.

Um integrante de uma família em Ohio (EUA), suspeito de matar a mãe e o irmão, deu um tiro na própria cabeça e está internado em estado crítico desde sexta-feira (16), num hospital de Cleveland, disseram autoridades locais à rede CBS.

Eles ficaram conhecidos por participarem do reality show “Troca de Família” (“Wife Swap”), na TV norte-americana.

O xerife do condado de Stark, George T. Maier, explicou que os oficiais que atenderam a uma chamada telefônica da região, na última quinta-feira (15), viram uma porta aberta na casa da família, em Beach City, e ouviram um disparo de arma de fogo ao se aproximarem. Em seguida, eles encontraram o músico Jacob Stockdale, de 25 anos, com um ferimento a bala na cabeça, e os corpos da sua mãe, Kathryn Stockdale, 54 anos, e do irmão, James Stockdale, 21, já sem vida.

As autoridades acreditam que Jacob Stockdale atirou contra a própria mãe e o irmão com uma espingarda. Jacob e James, junto ao pai Timothy Stockdale, eram membros da banda Family Stockdale, que tocava bluegrass e tinha fama na região.

“Esta é uma tragédia para a família. É uma tragédia para a comunidade”, disse o xerife. Além disso, a família ganhou notoriedade em 2008 ao participar do reality show da ABC, em que duas famílias de diferentes origens trocam esposas por duas semanas. O programa retratou os Stockdales como “devotadamente religiosos”, uma família que evitava o uso de palavrões, televisão e videogames.

O pai, Timothy Stockdale, não estava em casa no momento do tiroteio, enquanto outros dois filhos dele vivem em uma cidade diferente. “Kathy foi minha amada mulher por 32 anos e uma mãe maravilhosa para nossos quatro filhos. Ela não amava nada além de ser mãe e avó”, disse Timothy Stockdale em um comunicado. A nota diz ainda que a família “agradece às orações e ao apoio que recebemos dos nossos amigos e da comunidade”.

Calvin Stockdale disse que seu irmão Jacob “ainda está em condições críticas e estamos rezando por sua recuperação física à medida que nossa família faz planos de funeral e tenta se recuperar”. A polícia não divulgou nenhuma informação sobre um possível motivo do crime. “É difícil supor o que o levou a fazer isso “, disse o xerife Maier. “Mas já há algumas especulações”.

Noticias ao Minuto

Zeladora de escola estupra aluno de 16 anos

Jessica Galyon foi presa e conselho de escolas condenado a pagar multa, no Tennessee.

Um caso de abuso sexual em uma escola veio à tona nesta sexta-feira (28), nos Estados Unidos. A família de um adolescente de 16 anos denunciou que a zeladora da escola abusou sexualmente dele. De acordo com o boletim de ocorrência da Delegacia de Roane County, em Kingston, no estado norte-americano do Tennessee, Jessica Galyon, de 29 anos, estuprou o jovem depois de ele ter se recusado a ficar com ela, na Midway High School.

A Justiça, conforme anunciaram jornais do Tennessee, condenou o conselho de escolas na região, o The Roane County Schools, por ter contratado a zeladora. Galyon, que é casada e tem filhos, foi presa em fevereiro.

A repercussão tornou público detalhes do caso. Segundo familiares, a zeladora enviava mensagens de “flerte e conteúdo sexual” para o jovem. Mesmo depois de ele ter deixado claro que não tinha interesse nela e de que os textos não eram “bem-vindos”.

Conforme a documentação do caso, em setembro passado, Galyon teria convidado o garoto para um motel. Ele teria confrontado a zeladora, que o levou para uma sala da escola e o estuprou, em pleno período de aulas.

O texto da denúncia diz ainda que o adolescente era virgem. E que as investidas dela foram testemunhadas por várias pessoas na escola. Os colegas da vítima costumavam se referir a Galyon como namorada dele. E um outro funcionário da escola teria dito que invejava-o. 

Noticias ao Minuto

Mortos são mantidos em casa e tratados como vivos

Por que o vovô está sempre dormindo?’, pergunta criança.

Os mais de um milhão de habitantes da região de Tana Toraja, na ilha de Sulawesi, na Indonésia, cultuam uma tradição secular bastante peculiar: eles mantém os corpos dos seus parentes mortos dentro de casa e agem como se eles estivessem vivos.

Segundo a tradição, o funeral é realizado somente depois de meses da morte. Enquanto isso, os corpos são mantidos na casa das famílias, que tratam deles como doentes. Os cuidados incluem levar comida, bebida e cigarro duas vezes ao dia. Os corpos são limpos e as roupas trocadas regularmente. Eles têm até um recipiente para fazerem as “suas necessidades”, segundo reportagem da BBC.

As famílias temem que, se não cuidarem dos corpos de forma correta, os espíritos podem voltar para assombrá-las. 

Antigamente, folhas e ervas especiais eram esfregadas no corpo dos mortos para preservá-los. Hoje em dia, muitos usam formol, o que deixa a casa com um odor forte.

O corpo de Paulo Cirinda, por exemplo, que morreu há 12 anos, fica em um quarto da casa. “Como vai seu pai?”, perguntou um dos convidados à filha dele, Mamak Lisa. Ela respondeu: “ele ainda está doente”.

“Por que o vovô está sempre dormindo?”, perguntou um dos netos ao repórter da BBC. “Vovô, acorde e vamos comer”, gritou outro. “Shhh… Parem de importunar o vovô; ele está dormindo. (…) Vocês vão deixá-lo zangado”, disse a mãe.

Segundo a crença dos Torajans, os funerais são eventos nos quais a alma finalmente deixa a Terra e começa sua longa e difícil jornada para a Pooya, que é o estágio final da vida após a morte, onde a alma reencarna. Os rituais incluem um grande cortejo e cerimonial, para o qual são feitos anos de economia.

Noticias ao Minuto

Deslizamentos deixam pelo menos 16 mortos

Chuvas fizeram dezenas de vítimas na cidade de Manizales, capital do departamento de Caldas, na Colômbia.

Pelo menos 16 pessoas morreram e sete estão desaparecidas após deslizamentos de terra causados pela forte chuva que atingiu ontem (19) à noite a cidade colombiana de Manizales, capital do departamento de Caldas, no centro do país, segundo o último balanço da Cruz Vermelha.

As chuvas atingiram oito bairros, há cerca de 100 imóveis afetados e 23 feridos, confirmou à Agência EFE uma fonte da Cruz Vermelha.

Os bairros mais afetados pelos deslizamentos são os de Aranjuez, Persa, Sierra Morena, González e Granjas e Viviendas, com mais de 400 mil habitantes e situada em região montanhosa.

Em entrevista por telefone, o prefeito de Manizales, José Octavio Cardona, disse que a chuva torrencial de ontem não têm antecedente na cidade.

“O que acontece é que temos históricos de chuva que nunca tinham sido registrados em Manizales”, afirmou o governante, acrescentando que “ontem à noite caíram 96 milímetros, e o histórico médio da cidade estava em 85”, de acordo com o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais (Ideam). Em uma noite choveu mais do que costuma chover em um mês.

Essa nova tragédia ocorre 20 dias depois de um deslizamento que deixou mais de 300 mortos na cidade colombiana de Mocoa, capital do departamento de Putumayo, no Sul do país.

Diante da emergência em Manizales, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, visitou a região. “Nossos corações estão com as famílias das vítimas. Viemos prestar nossa solidariedade e acompanhá-los nessa tragédia”, disse Santos, que pediu que a população se mantenha em alerta permanente devido à previsão do Ideam de mais chuva em Manizales.

Por sua vez, o diretor-geral da Unidade Nacional para Gestão do Risco de Desastres (UNGRD), Carlos Iván Márquez, afirmou que os trabalhos se concentrarão na busca das pessoas desaparecidas.

“A assistência humanitária está garantida e o processo de recuperação de moradias será uma das metas do plano de ação. Faremos uma visita à região com o presidente da República”, disse Márquez.

Ele anunciou ainda que serão distribuídos kits para 500 famílias com ajuda humanitária alimentar e não alimentar, além de um subsídio de 150 mil pesos (R$ 150) às famílias afetadas para que se desloquem para moradias temporárias. Com informações da Agência Brasil.

Noticias ao Minuto

Mundo vai acabar em outubro de 2017, dizem cientistas britânicos

O fim do mundo pode ser resultado da colisão entre o nosso planeta e um corpo celeste gigante.

Segundo os especialistas, isso pode ser resultado da colisão entre o nosso planeta e um corpo celeste gigante, que fará desaparecer todas as formas da vida na Terra.

Os cientistas britânicos determinaram até a data da catástrofe que poderá destruir toda a vida no nosso planeta. Um objeto desconhecido de grande tamanho vai colidir com o nosso planeta em outubro de 2017. 

Os especialistas acrescentam que o objeto celeste terá mais de 40 metros de diâmetro. Em resultado da colisão vai se formar uma cratera profunda na superfície da Terra. 

A colisão com tal corpo celeste pode levar à destruição da camada de ozônio e a alterações climáticas, o que vai provocar a morte dos organismos vivos no planeta, comunica o The Mirror.  

No entanto, o astrônomo russo Igor Lopin acrescenta que estas conclusões precipitadas e alarmistas poderão não se justificar. Primeiro os corpos celestes frequentemente alteram a trajetória de voo. Segundo, a colisão com um asteroide pode levar a destruições locais, mas não obrigatoriamente provocar uma catástrofe global, comunica a Nation News. Com informações do Sputnik Brasil.

Noticias ao Minuto

 

Polícia revela identidade do terrorista de Londres

Khalid Masood é um cidadão britânico; Estado Islâmico reivindicou autoria do ato

A Polícia Metropolitana de Londres informou, na tarde desta quinta-feira (23), a identidade do responsável pelo ataque ao Parlamento, que começou na Ponte de Westminster: Khalid Masood era de Kent, na Grã-Bretanha. O homem de 52 anos vivia, no entanto, na região das Midlands Ocidentais.

Massood já tinha sido condenado, segundo lista da Scotland Yard, por roubo, posse de arma e por desordem pública, entre 1983 e 2003. 

O atentado foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), que anunciou na agência Amaq News: “Um soldado do Estado Islâmico realizou o ataque, respondendo a um apelo para atacar cidadãos de estados da coligação [uma referência aos países que lutam contra o EI]”, segundo tradução de Björn Stritzel, jornalista do Bild.

Quatro pessoas morreram no ato, incluindo o terrorista. Outras pessoas ficaram feridas e 29 ainda seguem hospitalizadas. Sete delas, em estado grave. Os mortos são, de acordo com o chefe de operações especiais da polícia de Londres, Mark Rowley: Aysha Frade, de 43 anos, que seguia para buscar os filhos, de 8 e 11 anos, na escola; o turista norte-americano, Kurt Cochran, que estava de férias com a mulher; além do policial Keith Palmer.Fonte:Noticias ao Minuto

Fossa com 800 bebês é achada em orfanato católico na Irlanda

Local foi encontrado por uma comissão de investigação

Especialistas descobriram a existência de uma fossa comum em um antigo orfanato católico na Irlanda, onde estariam enterrados sem identificação 800 bebês e crianças. O caso gerou repercussão na Europa nesta sexta-feira (3).   

Testes de DNA apontaram que as crianças enterradas nas 20 câmaras da fossa tinham idade entre 35 semanas e 3 anos. A investigação foi feita por uma comissão, instituída pelo governo local para apurar a atuação de centros religiosos no auxílio a jovens grávidas, após uma denúncia da historiadora Catherine Corless, que descobrira a certidão de óbito de 800 crianças residentes na instituição, mas nunca os registros de enterro delas.   

Localizado na cidade de Tuam, o orfanato “Bon Secours Mother and Baby Home” funcionou entre os anos de 1925 e 1961 como um lar para crianças e mães solteiras jovens.   

A comissão afirma que as mulheres e jovens que viveram nas casas católicas e conventos sofreram fome, miséria e tratamentos violentos, o que levou à morte de várias meninas e de seus bebês. Muitas jovens trabalhavam gratuitamente em troca do auxílio das freiras na gravidez e no parto. Após os bebês nascerem, eles eram colocados em uma ala separada da de suas mães e entregues para adoção.

Lançado em 2013, o filme “Philomena” narra um episódio inspirado em fatos reais ocorridos na Irlanda em 1952, com uma mulher que engravidou na adolescência, foi mandada para o convento Roscrea e teve seu filho vendido pelas freiras católicas. Em 2014, a mulher que inspirou o filme, a irlandensa Philomena Lee, reuniu-se com o papa Francisco, no Vaticano.

Atualmente, ela está à frente do “Philomena Project”, que tenta ajudar outras mães a encontrarem seus filhos e luta para que o governo irlandês promulgue uma lei que permita consultas a registros de crianças adotadas. (ANSA)

Fonte:Noticias ao Minuto

Adolescente de 16 anos é queimado vivo por estuprar criança na Bolívia

Multidão invadiu delegacia e ateou fogo a suspeito de ter estuprado menina de 7 anos.

Um adolescente de 16 anos foi queimado vivo por uma multidão revoltada em uma localidade do sudoeste da Bolívia depois de ser acusado de ter estuprado uma menina de 7 anos.

O caso aconteceu na segunda-feira passada, em Toro Toro, no departamento andino de Potosí. Uma multidão invadiu a delegacia, onde o agressor estava sendo interrogado.

A multidão pegou o acusado e ateou fogo a ele na porta da delegacia, segundo contou o delegado à TV local.

Segundo a fonte, os médicos não conseguiram salvar o adolescente acusado de estupro e que foi punido, segundo as pessoas envolvidas, pela “justiça comunitária”.

Um relatório do ministério da Justiça estabeleceu que, em 2013 foram registrados 79 casos de linchamento ou morte de delinquentes por pessoas que fazem justiça pelas próprias mãos.(Fonte:G1/Foto:CM)