Administrador do CRA Renato Jaime é o novo secretário da Saúde do Tocantins

Administrador do CRA Renato Jaime é o novo secretário da Saúde do Tocantins.

O governador Mauro Carlesse anunciou agora a noite o nome de mais um auxiliar de seu Governo. O administrador Renato Jayme da Silva assume a Secretaria Estadual da Saúde. 

Segundo o Governador a escolha foi por critérios. “Os problemas são muitos, mas tenho a confiança que o escolhido irá fazer o melhor pela população tocantinense”, disse Mauro Carlesse. 

Renato Jayme disse que vai valorizar a gestão montando uma equipe de pessoas capacitadas para trabalhar com planejamento, controle de tudo que se faz e medição de resultados. Disse que as prioridades da saúde são muitas, mas que pretende conhecer de perto a real situação setor e realizar ações emergenciais. “Vamos mobilizar os profissionais, o corpo técnico para que a gente possa resolver uma série de ações para reduzir o sofrimento do cidadão nas filas dos hospitais”, disse. 

Perfil

Renato Jayme da Silva é Administrador, foi o 1º Presidente do CRA/TO, professor, consultor legislativo, empresário na área de educação há 15 anos. Já atuou como secretário geral da ACIPA, conselheiro fiscal do SEBRAE, conselheiro federal do CFA, diretor de planejamento estratégico e escritório de projetos. No Estado do Tocantins foi presidente da Fundação Pioneiros Mirins e subsecretário da Saúde. É Consultor na área de negócios e estratégias de empresas, inclusive certificação ISO 9001.

Movimentação em véspera de feriado no Palácio para decidir nomes da Educação e Saúde

Movimentações no Palácio são para decidir secretários que ocuparão Educação e Saúde; Nomes devem sair antes do feriado.

Em decorrência da nova formação do novo Governo do Tocantins, o Palácio do Araguaia está a todo vapor nessa véspera de feriado, com reuniões para decidir os nomes dos secretários que devem assumir as pastas da Educação e da Saúde do Estado.

O governador interino Mauro Carlesse, que ainda não publicou os gestores de todas as pastas do seu secretariado, esteve reunido durante todo o dia com parte de sua equipe já formada e com deputados, conforme confirmou o secretário de Comunicação.

A informação é de que o grupo discute apresentar ao menos os nomes dos responsáveis que ficarão à frente das principais secretarias do Estado, a Educação e a Saúde, assim como resolver as pendências deixadas pelo Governo anterior.  

Ventilado na imprensa para a Seduc foi o nome da ex-secretária da Educação Municipal, Berenice Barbosa, que já foi citado diversas vezes, mas ainda nada foi confirmado.

Demanda judicial à Saúde

Na Saúde, já começam a surgir demandas judiciais. Nesta quinta-feira, 29,  a família de uma paciente comunicou ao Portal que sua mãe, paciente com aneurisma, conseguiu na Justiça uma liminar para que o Estado garanta o procedimento cirúrgico a ela, que até o momento não foi realizado.

A questão é que o Oficial de Justiça não teria conseguido oficiar a Secretaria da Saúde por não haver nenhum representante legal para receber a Liminar. 

O Portal site contatou a Secretaria de Comunicação que afirmou estar ciente da situação, que a paciente está recebendo o atendimento no Hospital Geral de Palmas (HGP) e que o Governo se apressa em resolver a escolha do gestor à frente da pasta. 

A Secretaria de Saúde de Palmeirópolis promoveu palestra sobre deveres dos pais na criação dos filhos

O evento foi dando continuidade ao Projeto sobre Prevenção da gravidez na adolescência e DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) com o tema: “Adolescente Consciente”.

Na terça-feira (20), a Secretaria de Saúde e Assistência Social, em parceria com a escola estadual Maria Guedes, promoveram palestras aos pais sobre educação e abandono sexual, moral e intelectual de seus filhos.

Promotora de Justiça Bartira Quinteiro e a Juíza Ana Paula Toríbio 

As palestrantes do evento foram a Juíza Ana Paula Araújo Toríbio e a Promotora, Bartira Quinteiro, da Comarca de Palmeirópolis.

Assistente Social Daviane Lôpo, explicou que o objetivo da palestra foi orientar os pais quanto a aspectos relacionados às mudanças e crescimento dos filhos, no sentido moral, intelectual e emocional, preparando-os para a responsabilidade da vida adulta. Assistente Social Daviane Lôpo

A juíza Ana Paula, falou sobre a falta de diálogo entre pais e os filhos, dizendo que a pessoa está dentro da sua casa, com suas limitações e não dá o carinho e a atenção a seu filho. 

Ana Paula Toríbio, Juíza da Comarca de Palmeirópolis

“Muitas vezes, ficam no celular, psicologicamente isto adoece o ciclo familiar, estranho dentro de casa. Quando pensamos na omissão, e negligência, nós não estamos nos restringindo somente no abandonar na rua, isso pode acontecer no núcleo familiar com todos morando juntos”, ponderou.

A magistrada ainda acrescentou: “O que se tem visto hoje em muitos casos, infelizmente, na maioria das vezes, é uma nítida inversão de valores, na medida em que vários pais, ao ‘colocarem os filhos no mundo”, pensam que devem atribuir suas responsabilidades para as creches, professores, conselheiros tutelares, autoridades constituídas incluindo-se até mesmo a polícia. Isto porque, não raro, mães acorrem até as delegacias ou varas da infância e juventude pedindo para que estas autoridades resolva o problema do seu filho”, explicou a juíza Ana Paula.

A promotora de Justiça Bartira Quinteiro, cintando o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ao referir sobre os deveres dos pais: “Aos pais incumbe o dever de sustento, guarda e educação dos filhos menores, cabendo-lhes ainda, no interesse destes, a obrigação de cumprir e fazer cumprir as determinações judiciais”.

Promotora de Justiça de Palmeirópolis, Bartira Quinteiro.

“È importante se considerar que, a despeito das obrigações do Estado, autoridades e sociedade como um todo, cabe aos pais a responsabilidade mais direta quanto aos filhos, até porque são destes dependentes. E quando falamos de afeto, estamos falando de amor, atenção, sem isso, entra a negligência, entra, por exemplo, o descaso, trazendo aí à concepção de dano, o dano é um trauma. Um trauma psicológico. Tem filhos pedindo indenizações ao pais porque não foram amados, filho abandonado afetivamente, considera-se a existência de uma série de transtornos sociais e psicológicos causados a este filho futuramente”, finalizou.

O prefeito municipal Fábio Vaz acompanhado da primeira dama Ana Paula, disse sobre a ausência e omissão da família, que resultam em um grande aumento da criminalidade dos jovens. “A escola tem uma função de complementar à educação, mas não substitui a educação dos pais”, finalizou.

Prefeito de Palmeirópolis, Fábio Pereira Vaz

O evento a teve a participação de pais, alunos, educadores, Conselho Tutelar e o poder público.

Da redação

 

Senador Vicentinho Alves anuncia o pagamento de R$ 2,4 mi para a Saúde do Tocantins

O Senador Vicentinho Alves (PR/TO) anunciou o pagamento de emendas impositivas, por meio do Ministério da Saúde, para 19 municípios do Estado do Tocantins, na aquisição de equipamentos e custeio nos postos de saúde, no valor total de R$ 2.432.547,00. 

Confira:

Ananás 2017NE458821405 2018OB816599 Equipamento 150.000,00
Aurora do Tocantins 2017NE488805405 2018OB815401 Equipamento 91.200,00
Babaçulândia 2017NE472466405 2018OB816311 Equipamento 54.350,00
Babaçulândia 2017NE476954405 2018OB815281 Equipamento 45.510,00
Barrolândia 2017NE489164405 2018OB814168 Custeio 80.000,00
Brejinho de Nazaré 2017NE476958405 2018OB815281 Equipamento 149.890,00
Caseara 2017NE458853405 2018OB816543 Equipamento 200.000,00
Chapada Natividade 2017NE458886405 2018OB816168 Equipamento 9.840,00
Chapada Natividade 2017NE463675405 2018OB816377 Equipamento 190.000,00
Fátima 2017NE458877405 2018NE816311 Equipamento 84.000,00
Fátima 2017NE469777405 2018OB816544 Equipamento 116.000,00
Miranorte 2017NE488802405 2018OB815401 Equipamento 150.000,00
Oliveira de Fátima 2017NE463657405 2018OB814967 Equipamento 187.990,00
Paranã 2017NE458880405 2018OB816295 Equipamento 33.415,00
Ponte Alta Bom Jesus 2017NE458818405 2018OB816544 Equipamento 149.680,00
Rio Sono 2017NE488811405 2018OB815401 Equipamento 116.000,00
Sampaio 2017NE484211405 2018OB815401 Equipamento 118.200,00
Sampaio 2017NE463648405 2018OB814967 Equipamento 46.472,00
Santa Tereza 2017NE469779405 2018OB816599 Equipamento 150.000,00
São Salvador 2017NE463668405 2018OB815534 Equipamento 150.000,00
Sítio Novo 2017NE458893405 2018OB816599 Equipamento 150.000,00
Xambioá 2017NE490400405 2018OB815401 Equipamento 10.000,00
TOTAL 2.432.547,00

“A verba de R$ 2,4 mi dará mais agilidade nos exames realizados pela rede pública de saúde. Com a aquisição dos equipamentos e custeios para os postos de atendimento dos municípios, teremos mais qualidade de vida, uma das nossas prioridades do mandato”, afirma Vicentinho Alves.

Ascom senador Vicentinho

 

 

Estado anuncia pagamento de dívidas da Saúde com os Municípios durante capacitação de prefeitos e gestores municipais

Débitos referem-se aos convênios e programas firmados entre Estado e Municípios; Encontro capacitou gestores municipais para mudanças nas transferências de recursos fundo a fundo na área da saúde.

Diante do presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Jairo Mariano, e demais prefeitos e gestores municipais, a vice-governadora do Estado de Tocantins, Cláudia Lelis, anunciou a liberação do pagamento de convênios e programas da área da saúde, firmados entre Estado e Municípios.

O anúncio ocorreu nesta segunda-feira, 05, durante o Encontro de Gestores Integrados na Discussão de Financiamento do SUS, no auditório da ATM, em Palmas.

A vice-governadora disse que o pagamento já foi autorizado e que entrará na conta das prefeituras nos próximos dias. “Estaremos repassando aos Municípios mais de R$ 8 milhões para o custeio dos convênios e programas na área da saúde”, revelou Cláudia, ao explicar que R$ 4 milhões serão para pagar dívidas contraídas pelo Estado junto a 129 municípios do Tocantins, enquanto os outros R$ 4 milhões serão para pagamento das dívidas parceladas contraídas com os Municípios de maior porte.

Dificuldades

A alegação da grande maioria dos prefeitos é que o Governo do Estado não tem se mantido regular nos repasses de recursos para o custeio de programas como Farmácia Básica, SAMU, Centros de Atenção Psicossociais (CAP’s), bem como para a manutenção dos Hospitais de Pequeno Porte (HPP) e a promoção de serviços de Média e Alta Complexidade (MAC).

Apurada em janeiro de 2018, a dívida do Estado com os Municípios era de R$ 23.652.838,00.

O presidente da ATM, Jairo Mariano, comemorou o anúncio do pagamento. “Os prefeitos sentem muita dificuldade em executar os convênios e programas com o Estado devido, justamente, a falta de repasse dos recursos para a execução. Os gestores precisam retirar dos cofres municipais o dinheiro para o custeio dessas parcerias, ao desequilibrar as finanças municipais. O anúncio traz certo alívio aos Municípios que terão seus caixas recompostos com a liberação do dinheiro”, explica Mariano, ao destacar que a ATM acompanhará de perto o pagamento da dívida.

Encontro

O Encontro de Gestores Integrados na Discussão de Financiamento do SUS reuniu centenas de gestores municipais, vindos dos 139 municípios tocantinenses, e proporcionou o debateu sobre a Portaria MS/GM de nº 3992 de 28 de dezembro de 2017, que dispõe sobre as novas regras no sistema de financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e da transferência dos recursos federais para ações e serviços públicos de saúde.

A portaria estabelece um novo formato de repasse de recursos que flexibiliza o fluxo financeiro, com praticidade na aplicação e prestação de contas dos recursos.

O encontro é uma parceria da ATM, Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de Tocantins – Cosems, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – Conasems, e Conselho Nacional de Secretários de Saúde – Conass.

Associação Tocantinense de Municípios – ATM

Estado de saúde de deputada é grave; amigos e aliados fazem corrente de oração

A deputada está em coma no Hospital Dom Orione, em Araguaína, e será operada ainda na manhã desta sexta.

A deputada Amália Santana sofreu um aneurisma cerebral e está sendo submetida a   um procedimento cirúrgico no Hospital Dom Orione, em Araguaína.

A parlamentar passou mal por volta das 23 horas da última quinta-feira, 15, quando estava em casa na cidade de Colinas do Tocantins. Ela foi socorrida por familiares e levada para o Hospital Municipal de Colinas aonde já chegou sem falar e recebeu os primeiros cuidados.

Devido a gravidade da situação e por orientação médica, a deputada foi encaminhada para Araguaína em ambulância especial, dando entrada no Hospital Dom Orione por volta das 3 horas.

Após exames,  a equipe da unidade hospitalar constatou o aneurisma cerebral do lado direito, estabilizou o quadro e realizou a indicação cirúrgica.

O estado de saúde da deputada Amália Santana é grave, mas ela está estável.

A família agradece as correntes de oração formadas entre os amigos e correligionários.

Mensagens

Amigos e aliados da deputada desejam melhoras por meio de mensagens em redes sociais. Confira algumas:

“Meu bom dia de hoje é com muita tristeza, nossa amiga e grande companheira Dep Amália Santana do PT, sofreu um AVC hemorrágico nesta madrugada e está em processo cirúrgico na cidade de Araguaína, o estado é crítico. Pedimos vossas concentrações espirituais em favor desta pessoa humana extraordinária”, Milne Freitas, amigo pessoal e aliado político.

“Deus está com vc restaurando sua saúde e vida minha amiga todos nós estamos pedindo pra Deus em muitas orações pois vc e uma pessoa guerreira mulher de princípios que zela de todos com muito carinho e dedicação Deus e o médico dos médicos e esta cuidando da senhora neste momento restabelecendo sua saúde e força pra continuar cuidando do seu povo”, disse outro amigo.

Gazetadocerrado

Metodologia Claves combate abuso sexual e pode ser aplicada nas redes Municipais de Educação e Saúde, CRAS e CREAS

Originada no Uruguai, método busca ensinar crianças a identificar atos de abuso sexual e a buscar ajuda segura; ATM e PM incentivam Municípios a adotarem metodologia.

Com o objetivo de ensinar crianças e adolescentes a se protegerem da violência sexual ocorrida em ambiente domiciliar e/ou fora dele, a Metodologia Claves é uma proposta multidisciplinar que promove a prevenção de casos de abuso sexual por meio de abordagens lúdicas, com diferentes intervenções nos grupos familiares.

Durante reunião com representantes do método de ensino ocorrida nesta quinta-feira, 08, em Palmas, a Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e Polícia Militar manifestaram apoio à aplicação da metodologia nas redes Municipais de Educação e Saúde, bem como nos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) e nos Centros de Referências Especializados de Assistência Social (CREAS).

Segundo a representante da Metodologia Claves na Região Norte do Brasil, Elis Sodré, o programa busca orientar a criança para a construção de uma barreira de proteção diante de eventuais casos de abuso sexual ocorridos em âmbito familiar. “Tecnicamente, capacitamos profissionais das áreas da assistência social, educação e saúde para ensinarem crianças e adolescentes a se protegerem, por meio de oficinas, elaboração de recursos didáticos e promoção de campanhas. Buscamos desenvolver fatores de fortalecimento pessoal, familiar e comunitário”, explica.

Originado no Uruguai, o método acumula 20 anos de atividades em toda a América Latina. No Tocantins, é praticado pela Assistência Social do município de Guaraí.

Serviço público

O presidente da ATM e prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, incentiva os governos municipais a implementarem a metodologia nos Municípios. “Infelizmente, temos centenas de casos de abuso sexual que ocorrem no Tocantins anualmente. Nem sempre os profissionais detêm todo o conhecimento para a identificação e solução do problema. A Metodologia Claves se consolidou na América Latina e vem construindo resultados positivos onde é aplicada. O método representa mais um serviço público benéfico que as gestões municipais podem oferecer as comunidades locais”, defende Mariano.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SESAU), em 2017 foram notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN-NET, o total de 644 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes.

Polícia Militar

Por desenvolver o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), a Polícia Militar apoia a implementação da metodologia nos Municípios. “Iniciativas efetivas que buscam combater de modo educativo os eventuais casos de abuso sexual contra menores recebe total apoio da Polícia Militar do Estado do Tocantins. Queremos que nossos policiais integrem os grupos que receberão as capacitações nos Municípios para que sejam multiplicadores dessa metodologia em toda a corporação”, pede o Coronel da PM, Edvan de Jesus Silva.

Capacitação

Segundo Sodré, a capacitação é destinada a grupo de 30 profissionais que atuam nas áreas de Assistência Social, Conselho Tutelar, Educação e Saúde, tendo vagas destinadas também aos policiais militares. O treinamento é realizado durante três dias e em cinco módulos, contendo conteúdo conceitual, estudos de caso, discussões, trabalhos em equipe, dinâmicas de grupo e avaliações. O local do curso ficará a cargo da contratante, no caso as prefeituras, que deverão ceder espaço contendo cadeias, mesas, datashow e sistema de som.

Os gestores municipais interessados em implementar a Metodologia Claves no Município deve entrar em contato com a representante Elis Sodré, pelo emailclavestocantins@gmail.com . 

Associação Tocantinense de Municípios – ATM

Em Palmeirópolis: Secretaria de Saúde realiza ações de prevenção às DSTs

Campanha alerta sobre a importância da prevenção à Aids durante o Carnaval.

Buscando cumprir metas estabelecidas no Plano de Ações e Metas de 2018, dando continuidade ao projeto de diminuir a gravidez na adolescência em Palmeirópolis, a Secretaria Municipal de Saúde, realizou ações com objetivo de conscientizar e mobilizar a sociedade sobre o aumento do número de casos das doenças transmissíveis como Aids em Palmeirópolis, e a vulnerabilidade a que as pessoas se colocam com a prática do sexo, sem proteção.

Nesta quarta-feira (7), a equipe esteve na feira principal da cidade, orientando e entregando camisinhas à população.

De acordo com Mara Layane Alves Benvindo, coordenadora da Atenção Básica de Saúde, o uso do preservativo ainda é a alternativa mais eficaz e segura na prevenção das DST e da Aids.

Por isso, a estratégia de distribuição de camisinhas em pontos de grande concentração de pessoas nesta época do ano é fundamental para sensibilizar a população sexualmente ativa para a prática de sexo seguro, principalmente durante a folia do carnaval, período onde há aumento expressivo do número de parceiros eventuais.

O prefeito Fábio Vaz também esteve apoiando a equipe no projeto.

Equipe da saúde trabalhando em harmonia afim de concientizar as pessoas.

Da redação

Atentado contra prefeito: estado de saúde de Silvino é estável

O prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Gomes Neto (SD), e o motorista dele, João Mascarenhas Barros, foram baleados na manhã deste domingo (4). 

O Hospital geral de Palmas divulgou o estado de saúde do prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino, baleado em sua casa.

Segundo o boletim: “Ferimento por arma de fogo”, orifício de entrada em mesogastrico, infraumbilical. Bala alojou em nadega a esquerda. Vai entrar pra cirurgia. Paciente tá bem, estavel, orientado… bem tranquilo”, informou.

O motorista de de Silvino também foi baleado no atentado que aconteceu na casa do gestor.

Entenda o caso

O prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Gomes Neto (SD), e o motorista dele, João Mascarenhas Barros, foram baleados na manhã deste domingo (4). O caso aconteceu na casa do político.

Ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Miracema e depois para o Hospital Geral de Palmas. O motorista está internado em Miracema.

Segundo testemunhas, o prefeito estava em casa com parentes e amigos se preparando para comemorar o aniversário dele. Nesta manhã, ele pediu para que o motorista o levasse até a padaria.

Os criminosos se aproveitaram do momento para entrar na casa e renderam quem estava no local, inclusive os três filhos dele, todos menores de idade.

Testemunhas contaram ainda que os homens agrediram a esposa do prefeito e outras pessoas. Quando o prefeito e o motorista retornaram, perceberam o assalto.

Os criminosos atiraram contra os dois e depois fugiram.

O carro em que eles estavam foi abandonado numa rodovia que dá acesso a Miracema. A Polícia Militar confirmou o caso e disse que está fazendo buscas para encontrar os suspeitos.

Manoel Silvino foi presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e está no terceiro mandato à frente da Prefeitura de Tocantínia, cidade localizada na região central do estado.

gazetadocerrado

Secretaria de saúde de Palmeirópolis realiza reunião intersetorial sobre planejamento familiar

A primeira reunião intersetorial debateu planejamento familiar, com foco em gravidez na adolescência.

Com objetivo de desenvolver ações voltadas ao planejamento familiar com foco em gravidez na adolescência e doenças sexualmente transmissíveis, a secretaria de saúde de Palmeirópolis realizou na manhã desta quinta-feira (1º), a primeira reunião intersetorial do município.

O evento teve início as 8horas da manhã no auditório da Câmara Municipal.

A saúde da criança e do adolescente foi um dos focos principais da ação, que incluiu o enfrentamento e prevenção da gravidez indesejada e drogradição.

A intenção é que em 2018, haja diminuição dos índices problemáticos referentes a essas questões.

Fazendo parte da equipe do NASF, Daviane Vieira Lôpo apresentou o projeto “Atenção à Saúde do Adolescente”. Pojeto de prevenção da gravidez na adolescência e DST em Palmeirópolis/“ADOLESCENTE CONCIENTE”. Ela ministrou uma palestra sobre o assunto.

O prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz, ao usar a tribuna falou que uma criança mal cuidada leva com ela problemas futuros. A sociedade e as famílias precisam cuidar deste assunto. “Devemos pensar numa solução, sabemos que tem muita situação que existe os abusos sexuais, não vamos “tampar o sol com a peneira”, a importância de nos unirmos e buscarmos uma saída eficaz para nosso município, a criança não tem opção. Se colocarmos uma criança na casa de um vizinho, ou em outro local, ela vai ficar, faz o que determinamos, é vulneral, devemos trabalhar em conjunto com sociedade e principalmente com as famílias”, relatou.

Prefeito de Palmeiropolis Fábio Vaz

A primeira dama Ana Paula Vaz, parabenizou a equipe da secretaria de saúde pela iniciativa do evento e disse que, “quando se trabalha em parceria evita muito este tipo de situação, unidos falando a mesma linga trazemos um bom resultado. Temos que traçar um plano de ação articulado, no qual devemos fazer o trabalho tanto em caráter preventivo quanto de enfrentamento nas problemáticas que alcançam as crianças e os adolescentes, tirar o projeto do papel e “arregaçar as mangas”, destacou emocionada.

Secretária de Assistência Social de Palmeirópolis, Ana Paula Vaz

O secretário de saúde Bartolomeu Moura comentou do filho que nasceu e permanece internado em um hospital do Tocantins e ele (Bartolomeu) observando, ficou comovido de tantas crianças gravidas, outras com bebê no colo dentro do hospital. “Eu fiquei assustado com tantas crianças entre 11, 12, e 13 anos com um filho no colo, uma criança com um bebê na mão, ou seja, uma criança segurando outra criança. A sociedade está vendo isso com naturalidade. Não devemos fechar os olhos, isso acontece no nosso meio, lugar de criança é na escola. Não podemos deixar a criança pular as etapas da vida, elas estão dando um salto assumindo o papel na vida. Está errado, precisam subir os degraus gradativamente, é uma fase do ser humano, e as crianças precisam viver isso”, explicou.

De camiseta branca Bartolomeu Moura, secretário de educação

Bartolomeu ainda acrescentou que a maioria dos pais não conseguem falar de sexo com os filhos, ainda existe este tabu. Nos dias de hoje está difícil, porque é o professor que está fazendo este papel. “Os pais não percebem nada sobre o comportamento dos filhos, entrega na escola para ser cuidado, muitos até dizem que não dão conta de cuidar do próprio filho. É de responsabilidade da família educar, cuidar dos filhos, os pais devem conversar sobre a sexualidade com os filhos, quando a escola faz isso são criticados”, finaliza.

O secretário de saúde Nélio relatou que a sociedade está vivendo numa época que “tudo pode”, os valores estão invertidos. “Vemos casos absurdos em Palmeirópolis, não podemos fechar os olhos, temos que pensar no futuro dos nossos filhos, encontrar formas de ajudar a resolver este problema, a secretaria de saúde está aberta no que puder orientar e também trabalhar no assunto”, disse Nélio.

Secretário de saúde do município Nélio Oliveira.

Mara Layane Alves Benvindo, coordenadora da Atenção Básica de Saúde fez uma apresentação explicando que a saúde veio através desta reunião, trazer uma problemática para que cada secretaria e órgão, e juntos tentar encontrar uma saída. A secretaria de saúde marcou a reunião preocupados com as crianças e adolescentes.

Mara Layane Alves Benvindo, coordenadora da Atenção Básica de Saúde.

“Considera até 21 anos gravidez prematura, a meta do município de Palmeirópolis é de 10 a 19 anos. A gravidez nesta idade pode trazer riscos à saúde da mãe e da criança, acontece toda uma mudança na vida, envolve principalmente a família. O projeto é da secretaria de saúde, com total interesse da prefeitura. A equipe da saúde vem fazendo um planejamento familiar nas escolas, dando palestras, falando das doenças sexualmente transmissíveis, o município é pequeno para o tanto de casos de HIV que existe. A nossa preocupação maior é com as doenças, estamos advertindo que use preservativos. Estamos tentando “cercar” o problema o quanto antes”, enfatizou Mara Layane.  

Para o militar Helon Inácio da Silva, o foco principal, a base de tudo é a família, “a falha é a ausência da família. Os filhos são criados sozinhos, ou com uma baba, irmão (a) mais velho, uma vizinha, ou seja, não adianta nada, sem a família. Devemos começar as reuniões na base, se o pai, ou a mãe não estiver presente não resolve nada, precisamos ser exemplos. Eu posso até ser um profissional mais o menos, agora ser um pai de qualquer jeito não podemos. Temos que assumir a responsabilidade no lar. O filho precisa copiar os pais. As pessoas jogam culpa sempre em alguém sobre o comportamento dos filhos, mas não assumem seu papel dentro de casa”. Desabafou.

Estiveram presentes no evento o prefeito Fábio Vaz, a secretaria de assistência social Ana Paula Vaz, o secretário de saúde Nélio Oliveira Silva, o secretário de educação Bartolomeu Moura Junior, vereadores, (dentre eles): O vice presente da Câmara Nilson Rodrigues, Fábio Gonçalves, Divino da Patrol, Hildene Tóquio, polícia militar, Conselho Tutelar, pastor Marcelo, Amanda, representando o Ministério Público, toda equipe da saúde e servidores da prefeitura.

A equipe da saúde distribuiu vários convites aos orgãos e departamentos de Palmeirópolis, sociedade civil e eclesiástica, escolas, igrejas, mas infelizmente ninguém compareceu ao evento.

Da redação