Secretaria de Saúde de Palmeirópolis promove ações em comemoração ao “Novembro Azul”

Segundo estimativa mais de cem homens compareceram ao posto de saúde nesta quinta-feira.

Nesta quinta-feira 23, a Unidade Básica de Saúde (UBS) e Programas de Saúde da Família (PSF), de Palmeirópolis realizaram diversas ações em comemoração ao “Novembro Azul”, mês dedicado à conscientização sobre a prevenção ao câncer de próstata e cuidados com a saúde do homem.Secretário de saúde Nélio Oliveira, radiante com a maguinitude do evento

De acordo com a equipe, o evento foi realizado à noite por entender a disponibilidade daqueles que trabalham durante o dia.

O movimento internacional “Novembro Azul” foi criado com base no Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata, comemorado em 17 de novembro, com o objetivo de incentivar o público masculino a fazer exames preventivos e cuidar da saúde.

Secretário de Saúde do município Nélio Oliveira e a coordenadora da Atenção Básica e Vigilância em Saúde, Mara Layane Alves Benvindo.

Entusiasmado, o secretário de Saúde do município Nélio Oliveira Silva disse que o evento surpreendeu a todos. “Nunca esperava este tanto de gente, quebrou paradigma de que homem não se cuida, não procura o médico para fazer exame da próstata. Esta ação é a primeira vez em Palmeirópolis. Quando vejo este local cheio de senhores, me alegra o coração, porque está acabando com o preconceito grande que existia. Tudo isso é fruto de todos os profissionais da saúde, juntos, emprenhados nestas ações. Temos que cumprir metas e para mim é uma satisfaço imensa, acompanhar de perto tudo isso. Neste momento estou surpreso nunca imaginei, a população recebeu os convites e compareceram ao posto de saúde”, explicou Nélio emocionado.

Sala de espera, palestra e vídeo

Daniela Awinny Telles Pereira enfermeira responsável pela Unidade Básica de Saúde Dr. Mário José Romão, falou que foi uma ação conjunta entre todos os Postos de Saúdes e secretaria, para realizar o “Novembro Azul”. O horário a noite foi discutindo e acharam melhor porque os homens durante o dia trabalham e não teriam tempo de comparecer.

Da esquerda para direita Mara Layane, Jucilene Duarte Marinho (Jô), Daniela Awinny Telles Pereira, Rayra, Rezende Macedo, enfermeira e coordenadora da UBS do setor Bom Tempo.

A Jucilene Duarte Marinho (Jô), enfermeira coordenadora da UBS Helena Maria Borges PSF I, explicou que para convidar os homens pensaram num multiplicador que seria os filhos estudantes. Foram em todas as escolas, municipais, estaduais e distribuíram os convites, em todas as igrejas, na feira, e também os agentes de saúde entregaram em todos os domicílios.

Os tipos de serviços ofertados foram sala de vacinas, (imunização de todas as vacinas para adultos), exame PSA, que é para saber o índice de câncer de próstata, dentista (saúde bucal), atendimento médico com as consultas, teste rápido para HIV, sífilis que são as doenças sexualmente transmissíveis, triagem, palestra sobre: educação em saúde, violência doméstica e tabagismo, alcoolismo, auto exame dos testículos, importância da alimentação saudável para prevenção do câncer de próstata,  teve entrega de lembrancinhas,  sorteio de cortes de cabelo, doado por alguns salões de beleza e um caldo delicioso com refrigerante.

A coordenadora da Atenção Básica e Vigilância em Saúde, Mara Layane Alves Benvindo, acrescentou que os organizadores sentaram e decidiram fazer um evento sobre o “Novembro Azul” para os homens, exclusivamente pensado neles. “O secretário de saúde Nélio ofertou os exames de PSA que o Laboratório Perfil veio coletar sem nenhum custo para o paciente, se detectar qualquer alteração será encaminhado ao um especialista. Ao chegar aqui homem pode escolher o exame que fazer, se médico, dentista, ou se quiser fazer todos podia também, ele estava à vontade para escolher”, finalizou.

Serviço odondológico com o dentista Dr. Agripino Guedes.

O prefeito Fábio Vaz e a primeira dama Ana Paula, não puderam participar por estarem viajando, mas estão envolvidos neste projeto e parabenizaram a equipe pelo brilhante trabalho realizado.

Segundo estimativa mais de cem pessoas (homens) compareceram ao evento.

Da redação

MPE recomenda suspensão de contratos da Secretaria de Saúde do Tocantins

MPE recomenda suspensão de contratos da Secretaria de Saúde do Tocantins até que se conclua investigação sobre supostas irregularidades.

O Ministério Público Estadual (MPE) expediu recomendação ao Secretário de Saúde do Estado, Marcos Esner Musafir, na quarta-feira, 22, recomendando ao gestor a suspensão da eficácia de todos os contratos firmados entre o Estado do Tocantins e o Instituto Elisedape, decorrente da habilitação por credenciamento e contratação direta e/ou por inexigibilidade (inviabilidade de competição), até que o MPE conclua as investigações sobre possíveis irregularidades na contratação, buscando evitar a ocorrência de prejuízos ao patrimônio público.

Na mesma data, também foi expedida recomendação ao secretário da Fazenda do Estado do Tocantins, Paulo Antenor, orientando-lhe que seja suspenso qualquer tipo de pagamento ao Instituto Elisedape até a conclusão das investigações.

As investigações preliminares do MPE constataram que o Instituto Elisedape foi criado em 03 de março de 2016 e, cinco meses depois, em 09 de agosto, foi credenciado pela Sesau, mediante habilitação no Edital de Credenciamento nº 004/2016, a prestar serviços médicos especializados fornecendo profissionais capacitados no Hospital Regional de Dianópolis, com valor estimado total mensal de R$ 195.600,00 e total anual de R$ 2.347.200,00, ensejando na celebração do Contrato Administrativo de Prestação de Serviços nº 102/2016, em 12 de agosto de 2016.

Em 14 de agosto de 2017, o contrato sofreu aditivo, tendo seu prazo de vigência prorrogado por mais 12 meses, pelo mesmo valor.

Além disso, as investigações preliminares do MPE apontaram que a Sesau, nos anos de 2016 e 2017, celebrou diversos contratos de prestação de serviços com o Instituto Elisedape para a realização de procedimentos cardiológicos, todos sem licitação, com valores, em princípio, vultosos, sendo que, em consulta ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafem), constatou-se que o Estado do Tocantins já pagou a quantia de R$ 1.921.299,07 ao Instituto Elisedape apenas este ano.

Para o Ministério Público, os indícios apontam preliminarmente que o Instituto Elisedape não possui qualificação técnica, operacional e financeira necessária à execução dos serviços contratados, dado o pouco tempo passado entre a sua criação (03/03/2016) e a sua contratação por parte do Estado do Tocantins (12/08/2016).

Outra constatação do MPE, com base em entendimento pacífico do Tribunal de Contas da União (TCU) refere-se ao excessivo número de contratações emergenciais celebradas entre a Sesau e o Instituto do Elisedape, as quais podem ter decorrido da absoluta falta de planejamento ou devido a má gestão pública, causando, em princípio, suposta violação ao princípio constitucional da obrigatoriedade de licitação.

A investigação está sendo conduzida pelo Promotor de Justiça Edson Azambuja, com atuação na defesa do patrimônio público, por meio do Inquérito Civil Público nº 2017.0003422, instaurado também na última quarta-feira, 22.

Assessoria de Comunicação do MPE-TO

ATM agradece Bancada Federal do Tocantins pela destinação de emendas para a Saúde dos Municípios

Recursos foram depositados nos cofres municipais nesta sexta-feira, 27.

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, em nome dos gestores municipais dos 139 municípios tocantinenses, agradeceu a Bancada Federal do Tocantins pela destinação de R$ 21 milhões de emenda de bancada distribuída aos municípios do Tocantins para investimentos na área da Saúde. Os recursos entraram nos cofres municipais nesta sexta-feira, 27.

“Queremos registrar nossos agradecimentos à bancada federal de Tocantins em Brasília pela prioridade dada aos Municípios na destinação dos recursos. Sabemos das dificuldades que passam as cidades com a falta de dinheiro, e precisamos manter os serviços de saúde em pleno funcionamento”, agradece Mariano, ao destacar a articulação do líder da bancada, senador Vicentinho Alves, para a destinação dos recursos às prefeituras. 

O presidente da ATM agradeceu ainda a sensibilização do Governo do Estado em repartir os recursos da bancada, que foram pleiteados aos Municípios graças as intensas solicitações da ATM em Brasília. 

Ao todo, são R$ 78 milhões provenientes da Emenda da Bancada ao Orçamento de 2017, destinada à Manutenção de Unidades de Saúde. O Estado receberá R$ 58 milhões, enquanto os Municípios recebem R$ 21 milhões. A ATM destaca que as prefeituras poderão utilizar parte dos recursos no pagamento da folha dos profissionais de saúde, conforme autorização concedida pela Portaria 2.257/2017.

Fonte: Associação Tocantinense de Municípios – ATM

 

 

Prefeitura de Palmeirópolis inaugura nova Unidade Básica de Saúde na cidade

Comunidade prestigia inauguração da terceira Unidade Básica de Saúde na cidade.

O prefeito Fábio Vaz, a vice-prefeita Josemir Bastos, secretários municipais, vereadores e a população de Palmeirópolis, inauguraram nesta segunda-feira 16, a Unidade Básica de Saúde – UBS – Dr Mário José Romão, no Setor União.

Unidade Básica de Saúde toda equipada.

Em conjunto com a Câmara Municipal, ficou definido que o nome seria do médico Mario Romão, falecido há alguns anos. A viúva Dorinha Romão emocionada recebeu as homenagens acompanhada de familiares.

Foi passado um vídeo contando a história e a trajetória do Dr. Mário e também depoimentos emocionantes. Um homem que tinha zelo pela cidade de Palmeirópolis.

O prefeito disse da satisfação em estar inaugurando mais uma Unidade de Saúde para atender a população de Palmeirópolis. E ter colocado o nome do Dr. Mario na unidade. “Um prazer para nós, porque foi um médico que nunca deixou de trabalhar pelo povo da nossa região, uma honra homenageá-lo”, disse emocionado.

Presente no evento de inauguração, Irajá Abreu ressaltou a qualidade da UBS e a importância de um investimento amplo em saúde. “Entregamos uma unidade de saúde que atenderá a comunidade do maior bairro de Palmeirópolis, Setor União. É um mine-hospital, completo, moderno e completamente equipado, inclusive com uma clínica odontológica. Já destinei quase um milhão em recursos para a saúde de Palmeirópolis, porque priorizamos o atendimento mais humano para nossa gente”, reforça Irajá Abreu.A UBS foi construída com emenda individual do deputado Irajá Abreu, no valor de R$ 408 mil reais. Um ano aproximadamente até concluir a obra. Toda montada, já funcionando, com verba de 260 mil também do deputado Irajá Abreu para equipamentos tais como: Cadeiras, ar condicionados, computadores, fogão, geladeira consultório odontológico, Tvs, aparelhos de pressão, dentre outros. Todas as três UBS com dentista atendendo a comunidade.

O parlamentar falou também sobre os recursos que destinou para asfalto, trator e ônibus escolar, os quais já foram entregues, e o asfalto está em fase de conclusão. Os setores Bom Tempo e o setor Jardim das Palmeiras estão sendo pavimentados.

Irajá Abreu destacou ainda, a construção da feira do produtor, recurso de sua autoria, no valor de R$500 mil reais, concretizará a realização de um sonho.

O prefeito Fábio Vaz reconheceu a ajuda do deputado na área da saúde e outros seguimentos da sociedade. “Somente o deputado Irajá Abreu já entregou mais de R$2,5 milhões em obras na cidade de Palmeirópolis. Seja para a construção de asfalto, equipamentos hospitalares, odontológicos e maquinários. O deputado Irajá Abreu é um parceiro de primeira hora nas demandas da nossa cidade”, lembrou o prefeito.

Além do deputado Irajá Abreu, estiveram presentes no evento o presidente da Assembléia Legislativa do Tocantins, o deputado Mauro Carlesse, o deputado estadual Ricardo Aires, o prefeito de São Salvador  André Borba, ex-prefeitos Charles Evilácio e Osvaldo de Souza Lima,  ex-prefeito de Palmeirópolis Jonas Macedo, câmara de vereadores, vereadores de cidades vizinhas, secretário de saúde Nélio que falou da importância da UBS para atender o setor União e também o município.

Durante o evento teve palestras sobre câncer de mama, “outubro rosa”, apresentação da Rede do Bem, e também dos idosos.

O prefeito finalizou dizendo da satisfação de poder concluir as três unidades básicas com toda estrutura montada e em funcionamento. “Concluímos as obras em meio a crises, um sonho realizado, obras com toda estrutura, agora vamos começar a reforma no hospital, só estávamos aguardando esta inauguração para começarmos, tudo isso com o apoio da Câmara de Palmeirópolis. Vamos continuar trabalhando em prol do município”, argumentou.

Os moradores acompanharam a inauguração da UBS, e após o descerramento da placa, visitaram as dependências da Unidade, que está totalmente equipada e pronta para uso.

Da redação   

 

Ação de lazer e saúde tira moradores de Palmeirópolis do sobrepeso

O projeto Praticar é Divertido, trabalha na saúde de pessoas que gostam de se cuidar e curte esporte ao ar livre.

Palmeirópolis é considerada uma cidade de pessoas com as menores taxas de obesidade, excesso de peso e hipertensão. A população tem procurado se cuidar diariamente praticando esporte e tendo uma alimentação saudável.

Pensando em promover ainda mais a saúde e também na busca por estilos de vida e hábitos mais saudáveis, a Equipe de Saúde da Família (ESF) em Palmeirópolis, juntamente com a Profissional de Educação Física Aracelly Correia da Costa, do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), tem desenvolvido Práticas Corporais ao ar livre para toda a população em geral do município, tanto homens como mulheres totalmente de graça.Este trabalho de atividade física é definido como um conjunto de ações que um indivíduo ou grupo de pessoas pratica envolvendo gasto de energia e alterações do organismo, por meio de exercícios que envolvam movimentos corporais, com aplicação de uma ou mais aptidões físicas. Além de atividades mentais e sociais, de modo que terá como resultados os benefícios à saúde.

O aumento da obesidade se relaciona em parte, à falta da prática de atividades físicas. O sedentarismo está ligado ao estilo de vida moderno, no qual a maior parte do tempo livre é passado assistindo televisão, usando computadores, jogando videogames.

Ampliar as práticas de atividade física na comunidade é de suma importância para melhorar a saúde. O projeto define realizar práticas corporais como: Alongamentos, Ginástica Aeróbica, Ritmos, Treinamento Funcional, entre outros.

Lembrando que este projeto da prática regular de exercícios físicos traz benefícios que se manifestam sob todos os aspectos do organismo. Do ponto de vista musculoesquelético, auxilia na melhora da força e dos tônus muscular e da flexibilidade, fortalecimento dos ossos e das articulações. Eles conferem benefícios aos praticantes e têm seus riscos minimizados através de orientação e controle adequados.

Esses exercícios regulares aumentam a longevidade, melhoram o nível de energia, a disposição e a saúde de um modo geral. Afetam de maneira positiva o desempenho intelectual, o raciocínio, a velocidade de reação, o convívio social. Há uma melhora significativa da sua qualidade de vida.Com relação à saúde física, pode ser observada a perda de peso e da porcentagem de gordura corporal, redução da pressão arterial em repouso, melhora do diabetes, diminuição do colesterol total e aumento do HDL – colesterol. Todos esses benefícios auxiliam na prevenção e no controle de doenças, sendo importantes para a redução da mortalidade associada a elas. Tudo isso está dentro do projeto desenvolvido pela equipe de PalmeirópolisA atividade física ao ar livre está sendo desenvolvida no Parque Poli Esportivo de Palmeirópolis-To, a serem realizadas semanalmente, (duas vezes por semana), terça e quinta-feira, a partir das 18horas, onde serão feitas as avaliações físicas pela Profissional de Educação Física Aracelly, aferição da Pressão Arterial (PA) com uma enfermeira Padrão. Sempre com sorteios de brindes, como aconteceu ontem e vários outros prêmios no final do ano para aqueles(a) que perder peso, ter o menor número de faltas, dentre outros.  

 

Com uma equipe de profissionais competente, sendo:

NASF: Núcleo de Apoio à Saúde da Família

Órgão Gestor: Secretária Municipal de Saúde

Secretária de Saúde: Nélio Oliveira Silva

Coordenadora do NASF: Mara Layane Alves Benvindo

Prefeito: Fabio Vaz

Equipe do NASF: Aracelly Correia da Costa, Daviane Vieira

Lôpo, Bruna Gomes e Juliana Correia de Souza.

Elaboração do Projeto: Aracelly Correia da Costa

Da redação

 

  

 

 

 

 

 

Pentacampeão Marcos deixa a UTI e tem quadro de saúde estável

Marcos descobriu o problema cardíaco há quase um mês.

O ex-goleiro Marcos avançou no processo de recuperação da cirurgia cardíaca realizada na última quinta-feira (20). O ídolo palmeirense deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e segue o tratamento em um quarto no HCor (Hospital do Coração). O quatro do pentacampeão é estável.

Segundo informação confirmada pelo próprio hospital, Marcos tem evoluído bem na recuperação. O ex-goleiro encontra-se internado desde o dia da cirurgia, mas agora segue o tratamento no quarto, sem a necessidade dos cuidados especiais de uma UTI.

Marcos descobriu o problema cardíaco há quase um mês, depois de passar por exames de rotina. O pentacampeão teve diagnosticada uma alteração na válvula mitral, que gerava um inchaço no coração.

Para corrigir o problema, os médicos recomendaram o procedimento cirúrgico. Na primeira previsão passada pelos médicos, o estafe do ex-atleta previa dez dias para Marcos deixar o hospital. Com informações da Folhapress. 

Noticias ao Minuto

Posto de saúde faz cirurgias para acabar com o problema da ‘língua presa’ em bebês

O procedimento feito em Gurupi é simples e dura cerca de 15 minutos. Mães comemoram resultado e relatam problemas na fala e durante a amamentação.

Um posto de saúde de Gurupi, sul do Tocantins, está fazendo cirurgias para acabar com um problema em bebês: a língua presa. O procedimento é simples e dura cerca de 15 minutos. O resultado é comemorado pelas mães. É que o problema, muitas vezes, impede o bebê de amamentar e falar corretamente.

A cirurgiã dentista Rise Rank explica que o primeiro passo é fazer o diagnóstico. “Detectando que há a necessidade dessa cirurgia, nós anestesiamos a criança e realizamos essa incisão do freio lingual para que a língua possa ter a mobilidade e sua função correta”.

O ideal é que a criança receba a cirurgia o mais cedo possível. Porque, se for feito posteriormente, o procedimento pode ser mais complicado. “Quanto mais tarde, mais nós teremos sequelas e também as cirurgias serão mais invasivas, com pós-operatório mais complexo”, explica a cirurgiã.

Se o teste for realizado no primeiro mês de vida do bebê, é possível detectar a língua presa e buscar tratamento precocemente. A empresária Rafaela Vargas agiu rápido quando o médico disse que o filho dela, de 2 meses, estava com o problema. A cirurgia foi um alívio para ela. “A gente fica mais tranquila com a criança estando com a língua normal para poder mamar, isso nos deixa bem mais felizes. É gratificante”.

O bebê Heitor, de 9 meses, tinha dificuldades para falar. A mãe percebeu os sinais logo após o nascimento da criança e procurou o médico. Agora, vai completar três meses desde que a vida dela e a do filho mudou. “A partir do momento em que ele fez a cirurgia, tudo melhorou, a amamentação. Se ele vai tomar alguma coisa, ele não engasga mais”.

A cirurgia é realizada no posto de saúde João Manoel, em Gurupi, e a criança recebe anestesia local. Um procedimento simples que tem deixado muitas mães aliviadas. “Muito feliz porque ele não vai ter dificuldade em falar. Isso foi a melhor coisa que aconteceu”, comemora a dona de casa Narlúcia Ferreira Gomes.

 G1/TO

Ministério da Saúde libera vacina contra gripe para toda população, mas TO ainda não aderiu

Orientação foi dada pelo Ministério da Saúde. Secretaria de Estado da Saúde disse que ainda não recebeu norma técnica e vai definir sobre liberação na próxima semana.

O Ministério da Saúde orientou que os estados e municípios disponibilizem as doses da vacina contra a gripe para toda a população. A Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins disse, porém, que ainda não recebeu a norma técnica sobre a liberação e só vai definir se poderá aderir a determinação na próxima segunda-feira (5).

Segundo o Ministério, a medida foi tomada porque ainda há um estoque de 10 milhões de vacinas compradas. No Tocantins, até o momento 249 mil pessoas dos grupos prioritários foram imunizadas, número que representa 78,25% do público esperado.

Caso o estado siga a recomendação, as vacinas devem ficar disponíveis para toda a população a partir da próxima segunda-feira (5).

“Neste ano, tivemos poucos casos por influenza devido à baixa circulação do vírus. Em consequência disso, o público-alvo procurou menos os postos de saúde. No entanto, ainda há 10 milhões de doses de um montante de 60 milhões adquiridas. Para que não haja desperdício, já que estas vacinas só valem por um ano, decidimos estender a todas as faixas etárias, enquanto durarem os estoques”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ainda conforme o Ministério da Saúde, o estado do Amapá foi o único que atingiu a meta de vacinação. A campanha, inclusive, foi prorrogada para até o dia 9 de junho para que os estados alcançassem a meta de 90% do público imunizado.

G1/TO

Plantões fantasmas e servidores cedidos custam mais de R$ 7 mi para saúde do TO

Relatório foi apresentado pelo Departamento de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus). Foram encontradas irregularidades em 13 das 19 unidades de saúde do governo estadual.

Um relatório divulgado pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus) apresenta diversas irregularidades registradas em quase todos os hospitais administrados pelo governo do Tocantins. Além disso, mais de R$ 7 milhões teriam sido gastos com plantões fantasmas e servidores cedidos para outros órgãos do Estado.

O relatório foi apresentado nesta terça-feira (25) durante um fórum que reuniu membros do Ministério Público Federal e Estadual, Defensoria Pública e do Denasus. A auditoria aconteceu durante o ano de 2014, mas algumas irregularidades ainda estariam acontecendo.

Pelo menos R$ 3,5 milhões foram gastos indevidamente com plantões extraordinários não foram realizados. Outros R$ 4 milhões teriam sido gastos com funcionários da saúde cedidos a outros locais.

Em um dos casos, conforme o relatório, seis médicos que deveriam trabalhar em Lajeado, Oliveira de Fátima, Araguatins e Aparecida do Rio Negro nunca apareceram nas unidades de saúde. Em outro caso, um médico recebia o salário da função e ainda ganhava para ser farmacêutico, mas sem exercer a função.

“Foi identificada também a sessão para municípios. Teoricamente esses servidores deveriam atender na atenção básica, só que foi identificado que eles nunca compareceram e não foram cadastrados nesses municípios. Estão recebendo remuneração de maneira ilícita”, explicou o auditor do Denasus Frederico Silvério.

G1/To

Secretaria de Saúde confirma casos de H1N1 em presídio de Goias

Dois detentos estão com o vírus, mas já estão recebendo o tratamento dentro da unidade. Casa de Prisão Provisória tem dois casos suspeitos.

A secretaria de Saúde de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, confirmou que dois detentos que estão no presídio da cidade estão com o vírus H1N1. Os presos começaram a ter sintomas mais graves durante um surto de gripe dentro do Centro de Inserção Social (CIS) unidade.

Dos cerca de 400 presos, 180 estavam gripados, sendo que quatro estavam com suspeita de H1N1. “Enviamos quatro amostras e duas delas deram positivo para H1N1. Todos esses pacientes foram tratados e o surto de gripe foi controlado”, disse o secretário de Saúde, Watherson Roriz.

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) explicou que recebeu apenas dois resultados de exames, sendo que um deu positivo e outro, negativo. O órgão disse que o interno que está com o vírus está isolado e recebendo os cuidados médicos.

Os presos já receberam tratamento dentro do presídio e já apresentaram melhoras, segundo a secretaria, já apresentam melhoras. O órgão explicou que a doença já está sob controle.

Além desses dois casos confirmados, ainda existe a suspeita de outros dois casos de H1N1 na Casa de Prisão Provisória de Luziânia. “Quando fizemos uma vistoria, 43 presos estavam com sintomas de gripe e 27 deles, com suspeita de H1N1. Em dois casos foram colhidas amostras, mas o resultado ainda não chegou”, completou o secretário.

A secretaria explicou que vai imunizar todos os presos contra a gripe durante a campanha nacional de vacinação, que começa na próxima semana.

 G1/Go