MPE convoca reunião e órgãos se comprometem a combater conjuntamente o comércio clandestino de carnes em Palmas

Durante reunião ocorrida no Ministério Público Estadual (MPE) nesta quarta-feira, 20, diversos órgãos públicos assumiram o compromisso de iniciar uma atuação conjunta para combater o comércio de carne clandestina na cidade de Palmas. 

As ações devem focar os produtos de origem suína, caprina e ovina. O fato de não existirem abatedouros específicos para estes animais na capital estaria contribuindo para o comércio de carnes e derivados clandestinos – ou seja, sem selo dos serviços de inspeção. A comercialização ilegal se concentraria principalmente nas feiras livres.

A intenção do trabalho em conjunto é alcançar uma atuação mais efetiva por parte de cada órgão e inclusive superar supostas interferências políticas, contrárias à realização de fiscalizações.

A reunião desta quarta foi convocada pela Promotora de Justiça Maria Roseli de Almeida Pery, que possui atuação na área de saúde pública, tendo como motivação a denúncia de um comerciante do ramo de carne. Segundo ele, existe uma completa ausência de fiscalização sanitária nas feiras livres da cidade de Palmas. Ele também relatou ter presenciado a venda de carnes estragadas em feiras.

Compareceram à reunião reapresentantes da Vigilância Sanitária Municipal (Visa), Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder), Conselho Municipal de Saúde (CMS), Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adapec), Superintendência Federal da Agricultura (SFA) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Uma reunião do grupo, para traçar estratégias de atuação, foi marcada para a próxima semana.

Ascom MPTO/Flávio Herculano

Suspeito de estupros em Palmas e Gurupi é preso após ficar 10 anos foragido

A suspeita é que ele tenha feito pelo menos seis vítimas. Homem tinha dois mandados de prisão e foi capturado na casa onde morava, na saída para o município de Aparecida do Rio Negro.

João Soares Glória foi preso nesta quinta-feira (21) suspeito de cometer vários estupros em Palmas e Gurupi. Até agora, estão confirmadas seis vítimas, mas é possível que outras mulheres tenham sido violentadas por ele. As informações são de agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual, que fez a prisão com o apoio da Polícia Militar.

O homem foi encontrado numa casa, na saída para o município de Aparecida do Rio Negro. Segundo agentes do Gaeco, havia um mandado de prisão contra ele por um crime de estupro cometido há 10 anos em Gurupi. E outro mandado expedido pela comarca de Palmas pelo mesmo crime praticado há cinco anos.

A suspeita é que ele tenha feito outras vítimas, inclusive nesse ano, não setor Taquaralto, região sul da capital, e em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. Os investigadores envolvidos disseram que as características do suspeito batem com a descrição das vítimas.

O homem tem uma sequela num dos olhos. A suspeita é que a marca tenha sido provocada por uma pedrada dada por uma vítima em Gurupi, segundo os agentes.

Os investigadores dizem que João abordava as mulheres em pontos de ônibus e, armado, as obrigava a subir em uma motocicleta. Em alguns casos, ele atirava nos pés da vítima para intimidá-la. A investigação aponta que o suspeito torturava, batia nas vítimas e passava mais de cinco horas com ela.

Imagem ilustrativa

Prédio da Prefeitura de Palmas é evacuado após suspeita de fogo em elevador

Servidores foram orientados a pegar os pertences e foram liberados. Corpo de Bombeiros disse que houve um superaquecimento no cabo do elevador, mas não foi registrado incêndio.

O prédio da Prefeitura de Palmas, localizado na avenida JK, precisou ser evacuado na manhã desta quarta-feira (20) por causa de uma suspeita de fogo no elevador. Todos os servidores públicos tiveram que sair do local.

O Corpo de Bombeiros informou que houve um superaquecimento no cabo do elevador. No momento, os servidores sentiram forte cheiro de queimado. Alguns ficaram desesperados e, por causa da suspeita de incêndio, todos saíram do prédio.

Os Bombeiros estão no local e disseram que não chegou a ter incêndio. Os servidores foram orientados a pegar os seus pertences e foram liberados.

 G1 Tocantins.

Comícios em Araguaína e Palmas consagram vitória de Carlesse: “Vamos governar este Estado juntos”

Os últimos grandes comícios da campanha eleitoral em apoio à candidatura de Mauro Carlesse (PHS), da coligação Governo de Atitude, ao Governo do Estado para o pleito suplementar deste domingo, 3, reuniram multidões em Araguaína e na região sul de Palmas na noite desta quinta-feira, 31.

No norte do Estado, a força dos líderes do município no apoio ao candidato levou mais de 10 mil pessoas ao setor Araguaína Sul para aplaudir Carlesse. Simultaneamente, em Palmas, milhares de pessoas de Taquaralto e de outros bairros da região, como o Setor Taquari e as Aurenys, foram ao encontro do governador interino para defender a estabilidade do Estado, com a permanência de Carlesse à frente do Executivo até dezembro.

Em meio à multidão, ele garantiu que seu governo terá verdadeira participação popular. “Nós vamos governar este Estado juntos. As decisões têm que ser tomadas junto com a comunidade. Quem sabe do sofrimento é quem está lá na ponta”, destacou. Ele defendeu a adoção de medidas urgentes para reduzir os preços abusivos pagos pela população para ter acesso a produtos como gás de cozinha e combustível. “Nós temos que tomar uma decisão nesse Estado e diminuir esses impostos. É assim que queremos o Tocantins. Não é fazendo promessas, mas realizando agora”, frisou.

Carlesse voltou a destacar as importantes medidas que seu governo interino conseguiu executar em pouco mais de um mês, a exemplo da implantação do programa Opera Tocantins, que está tirando milhares de pessoas de filas de até 3 anos para realização de cirurgias eletivas. Desde que foi iniciado, conforme destacou, foram realizadas uma média de 40 cirurgias/dia, resgatando a dignidade dos pacientes. Além disso, também apontou medidas adotadas no âmbito da educação, segurança e funcionalismo público, cujos salários de mais de 60% dos servidores estão sendo pagos nesta sexta-feira, 1 de junho.

Araguaína

O palanque recheado de líderes de Araguaína e região foi a demonstração de uma campanha vitoriosa que cresceu na hora certa e colocou Carlesse em primeiro lugar na corrida pelo Palácio Araguaia. “Fico feliz em ver tantos líderes importantes nos apoiando. Araguaína me traz uma energia tão grande que só me fortalece em todo o Estado. Estamos firmes porque estou no Governo não para fazer debates em momento que nos exige realizações urgentes”, disse Carlesse.

Palmas

Após passar por Araguaína, Carlesse chegou ao comício em Taquaralto, onde foi recebido com entusiasmo pelos moradores, líderes políticos de Palmas e lideranças comunitárias da região sul. “Eu não poderia ficar calado neste momento em que vejo essa multidão abraçando a candidatura deste homem que tem palavra, que tem compromisso com o povo do Tocantins. Nós do Taquari não poderíamos ficar de braços cruzados com tantas falsas promessas que foram feitas naquele bairro, com tanta mentira e enganação. Usaram e abusaram daquele povo e o troco nós vamos dar no dia 3 de junho, com Mauro Carlesse governador”, destacou Ronaldo da Moradia, representando os moradores do Taquari.

O palanque de Carlesse na Capital contou com a presença do candidato a vice-governador Wanderlei Barbosa, dos deputados federais Professora Dorinha e Carlos Henrique Gaguim, dos deputados estaduais Olyntho Neto, Eli Borges, Cleiton Cardoso e Luana Ribeiro, presidente da Assembleia Legislativa; dos vereadores Marilon Barbosa, Vandim do Povo, Léo Barbosa, Milton Neres e Claudemir Portugual; ex-vereadores do município, dentre tantos outros.

O último comício da campanha de Carlesse em Palmas foi encerrado com uma oração conduzida pelo deputado e pastor Eli Borges. De mãos dadas, a multidão agradeceu e pediu pelo Estado do Tocantins e por um futuro melhor para a população.

Goiatins

Antes dos comícios em Araguaina e Palmas, o próximo governador Carlesse passou em Goiatins, onde realizou uma grande carreata e recebeu o apoio de Max Luz, presidente da Câmara Municipal, e dos vereadores Claudio Cruz, Jose filho, Salmeron Luz, Edimilson do Cartucho, além do ex-prefeito Manoel Natalino e do presidente do PHS de Goiatins Gilson Fernandes.

Ascom Coligação Governo de Atitude

Policiais escoltam caminhões-tanque para abastecer postos em Palmas e Araguaína

A PRF disse que estão sendo escoltados 25 caminhões-tanque para abastecer a capital e 15 para abastecer Araguaína. Ao todo, devem ser transportados mais de 1,2 milhão de litros de combustível.

Policiais escoltam caminhões-tanque para abastecer os postos de combustíveis de Palmas e Araguaína. Desde a última quinta-feira (24), todos os estabelecimentos da capital estão sem estoque de gasolina e álcool. Estão envolvidos nesta operação, a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

A PRF informou que estão sendo escoltados 25 caminhões-tanque para abastecer a capital. Eles foram até a central de distribuição, em Luzimangues, onde encheram os tanques. Depois, vão seguir para Palmas, onde abastecerão os postos. O Exército participa da operação auxiliando na segurança do local de abastecimento.

Os policiais também farão a escolta de 15 caminhões para abastecer o município de Araguaína. A expectativa é que sejam transportados, ao todo, mais de 1,2 milhão de litros de combustível.

Em Palmas, motoristas já começam a fazer fila em alguns postos no centro da cidade. Nesta manhã, um posto localizado às margens da TO-050 informou que havia chegado óleo diesel. Donos de caminhonetes, principalmente, foram até o local para abastecer.

Postos da capital informaram que mais combustível deve chegar no início da tarde.

G1 Tocantins.

Moradores interditam ponte que liga Palmas a Paraíso e causam congestionamento

Protesto começou por volta de 6h30 e trânsito foi liberado às 7h30. Ato é realizado por moradores que cobram melhorias para o distrito de Luzimangues.

A ponte Fernando Henrique Cardoso, que liga Palmas a Paraíso do Tocantins, foi interditada na manhã desta segunda-feira (28). O bloqueio começou por volta das 6h30 e terminou às 7h30. O ato é realizado por moradores que cobram melhorias no distrito de Luzimangues e não está relacionado à greve dos caminhoneiros.

Por causa do protesto, uma fila gigante de carros se formou no local. A ponte tem um alto fluxo de veículos principalmente no início da manhã e fim da tarde. Os moradores pedem, entre outras medidas, transporte escolar de qualidade, creches e a redução dos valores no IPTU.

Luzimangues é distrito de Porto Nacional e tem 20 mil habitantes. Após o ato na ponte, moradores foram até a subprefeitura e esperam para falar com o prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia. “A urgência é com relação a entrega da UPA, que não foi concluída. Esperamos a entrega da unidade há mais de um ano. Nós só temos uma unidade e ela atende 20 mil moradores. Quem precisa, muitas vezes, precisa ir a Palmas”, disse um dos organizadores do movimento, Roberto Sousa.

A população também pede outras melhorias. “Nós queremos que os recursos captados sejam aplicados aqui. Nós não temos escolas suficientes, têm crianças fora das escolas, a coleta de lixo é ineficiente e o transporte escolar é precário”, reclamou o presidente da Associação Comunitária de Luta pela Emancipação do distrito de Luzimangues, Edson Pires de Almeida.

Caminhoneiros seguem com bloqueio no Tocantins e gasolina acaba em Palmas

Sindicato dos postos informou que não há mais combustível na capital. Ao todo, 10 trechos estão interditados em quatro rodovias federais.

A greve dos caminhoneiros continua no Tocantins. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, todos os pontos bloqueados nas rodovias federais seguem sem alteração. Ao todo, 10 trechos estão interditados em quatro estradas. Este é o quinto dia da greve que começou na última segunda-feira (21).

Um dos organizadores do movimento em Paraíso do Tocantins, Amaury Lima, informou que segue bloqueando a BR-153, na cidade. “Estamos cansados e com muito sono, mas continuamos na luta. O medo é de na reta final a categoria fazer acordo que não venha nos representar”, afirmou.

Reflexos da paralisação

O presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis do Tocantins (Sindiposto), Wilber Silvano, afirmou que não há mais combustível em Palmas. “Não tem nada. Inclusive os caminhoneiros estão na base de distribuição e não vão deixar entrar caminhão para carregar”.

A falta de combustíveis foi registrada em Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Guaraí, Gurupi, Araguaína e outras cidades do interior.

Nos supermercados, espaços usados para colocar as verduras estão vazios. Faltam batatas, tomates, beterrabas e outros produtos. Caminhões que deveriam descarregar frutas estão parados nas rodovias. O centro de distribuição de alimentos também está sem estoque e o preço dos produtos disparou.

O transporte coletivo de Palmas terá o número de ônibus reduzido em 5% a partir da tarde desta quinta-feira (24). Segundo o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (Seturb), 10 ônibus serão retirados de circulação. A frota atual é de 190 veículos. A medida foi decidida no final da manhã com a Prefeitura de Palmas.

Segundo o governo do Estado, não há risco de desabastecimento na frota oficial, mas foram tomadas medida para reduzir o consumo. Para isso, estão sendo priorizados os serviços essenciais.

Em Palmas, a prefeitura informou que vai priorizar o abastecimento das ambulâncias do Samu. Até o momento o Município já garantiu mais de 12 mil litros para os serviços essenciais.

Trechos bloqueados

Veja os pontos de bloqueios no Tocantins, segundo balanço da Polícia Rodoviária Federal. Em todos os casos o trânsito está bloqueado para veículos de carga. Os outros automóveis conseguem transitar.

  • Araguaína – BR-153, km 152
  • Nova Olinda – BR-153, km 208,7
  • Colinas do Tocantins – BR-153, km 245
  • Fortaleza do Tabocão – BR-153, Km 360
  • Paraíso do Tocantins – BR-153, km 492
  • Gurupi – BR-153, km 674
  • Alvorada – BR-153, km 761
  • Pedro Afonso – entre a Ponte sobre o Rio Tocantins e o trevo da cidade – BR-235, km 164
  • Silvanópolis – BR-010, KM 306
  • Santa Rosa – BR-010, KM 260

Protesto de caminhoneiros completa três dias, afeta comércio e postos em Palmas

Gerentes de mercados afirmam que cargas de verduras não chegaram e produtos podem faltar. Donos de postos relatam falta de combustíveis.

O protesto dos caminhoneiros completa três dias nesta quarta-feira (23). No Tocantins, ao menos oito trechos de rodovias federais estão bloqueados, impedindo a passagem principalmente de caminhões. Em Palmas, os supermercados já começam a sentir os reflexos do movimento. Postos de combustíveis também enfrentam falta de produtos, segundo o sindicato da categoria. Os atos começaram na última segunda-feira (21).

Gerentes de dois supermercados, localizados no centro da capital, informaram que as cargas de verduras e leite não chegaram. Os produtos estão diminuindo nas prateleiras e podem faltar nas próximas horas, caso não haja a entrega.

O presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis (Sindiposto), Wilber Silvano, disse que alguns postos em Palmas estão com falta de combustíveis. “A base de distribuição está interditada e como ela fica bem ao lado, ninguém tem grandes estoques. Outro fator é que as pessoas podem entrar em pânico e pode levar um consumo maior”, argumentou.

Os Correios informaram que a greve afeta os serviços. 

Veja os pontos de bloqueios no Tocantins. Em todos os casos o trânsito está bloqueado para veículos de carga. Os outros automóveis conseguem transitar.

  • Araguaína – BR-153, km 152
  • Nova Olinda – BR 153 km 208,7
  • Colinas do Tocantins – BR-153, km 245
  • Fortaleza do Tabocão – BR-153, Km 360
  • Paraíso do Tocantins – BR-153 Km 492
  • Gurupi – BR-153 Km 674
  • Alvorada – BR 153, km 761
  • Pedro Afonso – entre a Ponte sobre o Rio Tocantins e o trevo da cidade – BR 235 Km 16
  • TOCANTINS

Deputado Wanderlei Barbosa parabeniza Palmas pelos seus 29 anos

“Parabenizo Palmas pelos seus 29 anos de emancipação política. Cidade receptiva, onde sonhos se realizam”.

Nesta data, quero parabenizar essa jovem capital a qual eu tenho uma imensa felicidade de fazer parte da sua história. Histórias de lutas, perseveranças e conquistas, afinal já se passaram 29 anos de convivência nesse lugar que nos abriga com sua simplicidade.

Parabenizo a todos que apostaram e que acreditaram. Agradecemos a Deus e aos palmenses que todos os dias lutam pela criação e consolidação de uma grande história.

Que Deus continue abençoando nossas famílias, nosso povo palmense. Parabéns, Palmas! Meus aplausos são para você, feliz 29 anos.

Deputado Estadual Wanderlei Barbosa

Missa de sétimo dia do falecimento de Júnior Coimbra acontece nesta quarta, em Palmas

A missa reúne amigos, familiares e vários políticos, entre eles os membros da caravana do candidato às eleições suplementares, Carlos Amastha (PSB), que interromperá agenda pelo Estado para participar.

Acontece às 19h30 desta quarta-feira, 2, na Paróquia São Judas Tadeu, em Palmas, uma missa de sétimo dia em memória do ex-deputado Júnior Coimbra, de 53 anos, que faleceu em acidente de carro no último dia 26, no Sul do Tocantins. Outra missa também está prevista para acontecer nesta quarta na cidade de Itaporã, onde o ex-parlamentar foi prefeito e onde ainda residem alguns de seus familiares.

A missa reúne amigos, familiares e vários políticos, entre eles os membros da caravana do candidato às eleições suplementares, Carlos Amastha (PSB), que interromperá agenda pelo Estado para participar.

Júnior Coimbra fazia parte da caravana da campanha de Amastha e faleceu após o veículo em que estava capotar na TO-070, entre as cidades de Sandolândia e Formoso de Araguaia, para onde o grupo seguia. O ex-deputado se candidataria à disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições gerais deste ano.

Homenagem na Câmara de Palmas

O presidente da Câmara Municipal de Palmas, Folha Filho, deve apresentar na sessão desta quarta um pedido de realização de sessão solene em homenagem a Júnior Coimbra, que já foi vereador da Capital. Caso aprovado o pedido, a sessão deve acontecer nesta quinta-feira, 3.

t1noticias