Idoso morre e mulher fica ferida após pneu estourar e veículo capotar em rodovia do Tocantins

Acidente foi em uma estrada de Colinas do Tocantins. Impacto deixou veículo destruído.

Um homem de 82 anos morreu e uma mulher de 42 ficou ferida após o carro em que eles estavam capotar na TO-335, em Colinas do Tocantins, região norte do estado. O acidente foi nessa quinta-feira (14), depois que o pneu do veículo estourou. O impacto deixou o carro destruído.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem sofreu fraturas e a mulher sentia dores na região do abdômen. O motorista do carro não teve ferimentos.

As duas vítimas foram levados para o Hospital Municipal de Colinas do Tocantins. Por causa da gravidade o idoso foi transferido para o Hospital Regional de Araguaína, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na unidade. 

G1 Tocantins

Agricultor acusado de matar mulher e forjar bilhete de despedida é condenado 10 anos depois do crime

José Francisco terá que cumprir uma pena de 13 anos de prisão. Crime aconteceu em 2007; homem confessou que matou porque não aceitava fim do relacionamento.

O agricultor José Francisco Borges foi condenado a 13 anos de prisão por matar a mulher Maria da Conceição de Sousa e forjar um bilhete de despedida com o objetivo de não levantar suspeita. O Tribunal do Júri foi realizado nesta terça-feira (12), mais de 10 anos depois do crime, que foi cometido em fevereiro de 2007.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, o agricultor matou a mulher porque não aceitava o fim do relacionamento. Na época, ele enterrou o corpo em um lote baldio e forjou um bilhete de despedida. Nele, havia a informação de que a vítima tinha ido embora e o pedido para que a família cuidasse de dois filhos pequenos.

O inquérito policial chegou a ser arquivado por falta de provas, mas no início deste ano, uma pessoa procurou a polícia e disse que escreveu o bilhete a pedido de José Francisco. A perícia confirmou que a caligrafia da testemunha é correspondente com a do bilhete.

Depois disso, o inquérito foi reaberto. Em maio deste ano, o acusado foi preso em Goiânia.

O agricultor foi condenado a 13 anos de prisão pelo homicídio. Ele ainda deverá pagar R$ 50 mil por reparação de danos à família da vítima. Já pela ocultação de cadáver, José Francisco recebeu pena de um ano, mas ela foi extinta, por causa do período de 10 anos entre o homicídio e a denúncia do Ministério Público.

G1 Tocantins.

Mulher invade rodovia e morre atropelada junto com homem que tentou salvá-la

Motorista de caminhão disse à PRF que mulher sentou no meio da BR-153; homem tentou retirá-la, mas os dois foram atingidos. Caso aconteceu perto de Guaraí.

Um homem e uma mulher, que ainda não foram identificados, morreram após serem atropelados por um caminhão perto de Guaraí na noite deste domingo (27). Segundo o motorista do veículo, os dois estavam sentados às margens da rodovia, ao lado de uma bicicleta. Quando o caminhão se aproximou, a mulher teria ido para o meio da pista. O homem correu para salvá-la, mas os dois foram atropelados.

O motorista ainda informou à Polícia Rodoviária Federal que tentou desviar dos dois, mas não conseguiu. O homem morreu no local do acidente. A mulher foi socorrida por populares, mas não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

Até o momento as vítimas não foram identificadas. Segundo a PRF, o caminhão tinha um peso total de 48 toneladas. 

G1/Tocantins

Mulher fica presa às ferragens após caminhão tombar no sul do Tocantins

Acidente foi entre Gurupi e Aliança do Tocantins, no sul do estado. Mulher foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Regional de Gurupi.

Uma mulher, de 41 anos, ficou ferida após um caminhão tombar no km 560, da BR-153, entre Gurupi e Aliança do Tocantins, no sul do estado. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima, que não usava cinto de segurança, ficou presa às ferragens. O acidente foi nesta sexta-feira (24).

Um casal estava no veículo, que estava carregado com fardos de arroz. A mulher teve fraturas no tornozelo e foi levada para o Hospital Regional de Gurupi. O motorista não ficou ferido.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista disse que perdeu o controle do veículo ao tentar desviar de um buraco, mas testemunhas disseram que ele teria tentado forçar uma ultrapassagem. Apenas a perícia poderá confirmar as causas do acidente. 

G1/Tocantins

Corpo de mulher é encontrado perto do lixão em Paraíso do Tocantins

Corpo está em avançado estado de decomposição. A suspeita é que se trata de uma jovem desaparecida desde o dia 17 deste mês.

O corpo de uma mulher foi encontrado perto do lixão, no setor Nova Esperança, em Paraíso do Tocantins. A polícia foi chamada na manhã desta quinta-feira (23). O cadáver está em avançado estado de decomposição.

A suspeita é que o corpo seja da jovem Taísa Ribeiro, que está desaparecida desde o dia 17 deste mês. A polícia disse que a família dela está no local para fazer o reconhecimento. Mas ainda não é possível afirmar que o corpo é da jovem. 

G1/Tocantins

Mulher é condenada a 16 anos de prisão por assassinato de lavrador no Tocantins

Paula Felizardo Ribeiro teria se irritado com comentários do lavrador Davi Damião de Souza sobre sua filha. Depois disso, teria assassinado o homem com uma faca.

Uma mulher foi condenada a 16 anos de prisão por assassinar um lavrador no Assentamento Tabuleiro, na zona rural de Filadélfia, no norte do Tocantins. Paula Felizardo Ribeiro, de 32 anos, teria se irritado com comentários do lavrador Davi Damião de Souza, de 69 anos, sobre sua filha. Depois da discussão ela teria assassinado o idoso com uma faca.

O lavrador tinha sido contratado pelo marido de Paula para consertar cercas da chácara em que vivam. Ela, o marido e o lavrador teriam ingerido bebida alcoólica e a discussão por causa da filha de Paula teria acontecido enquanto os dois bebiam. O caso foi em 6 de junho de 2016

Segundo o Tribunal de Justiça, Paula era fugitiva do sistema prisional onde cumpria pena pelo homicídio de uma mulher em Araguaína no ano de 2009. Após o novo crime, ela foi presa e levada a Cadeia Pública de Pedro Afonso onde passou a responder pela morte de Souza.

Segundo a Justiça, o crime foi praticado por motivo fútil e de forma inesperada, sem que a vítima pudesse se defender de alguma forma. O julgamento foi na última segunda-feira (20) e o cumprimento da pena será em regime fechado.

 G1/Tocantins

Mulher é detida por clientes furtando desodorantes em farmácia

Caso aconteceu na avenida Cônego João Lima, em Araguaína. Clientes seguraram a mulher até a chegada da Polícia Militar.

Uma mulher de 47 anos e nome não informado foi flagrada e detida por clientes furtando desodorantes e produtos de beleza em uma farmárcia em Araguaína. O caso aconteceu nesta sexta-feira (17), na avenida Cônego João Lima.

A Polícia Militar contou que no momento havia algumas pessoas no local que perceberam o furto. A mulher foi detida até a chegada da PM. Com ela, foram encontrados 10 desodorantes e um produto para cabelo.

Ela foi levada para a delegacia, onde foi autuada por furto. 

G1/Tocantins

Morre em Goiás mulher baleada por vizinho que queria matar a esposa no Tocantins

Sandra Gomes da Silva, 38, estava na casa da irmã, em Formoso do Araguaia, quando vizinhos invadiram a casa discutindo.

Uma mulher de 38 anos morreu, no sábado (4), em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, depois de ser baleada pelo vizinho da irmã dela, em Formoso do Araguaia, no Tocantins. Segundo registro de ocorrência da Polícia Civil, Sandra Gomes da Silva foi atingida por engano, depois que o autor invadiu a casa da irmã da vítima querendo atirar na esposa.

Ela chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e encaminhada para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). Em nota, a unidade de saúde explicou que a paciente de 38 anos deu entrada no sábado, às 10h30, com ferimentos graves provocados por arma de fogo. ela passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu por volta das 16h10, durante a operação.

O crime ocorreu na manhã da última sexta-feira (3), em Formoso do Araguaia, na região sul do Tocantins, divisa com Goiás. Após Sandra ser transferida pelo Samu para Aparecida de Goiânia, o marido da vítima registrou o caso, no sábado (4), no 1º Distrito Policial da cidade, que deve submeter a investigação para a delegacia da cidade onde o fato ocorreu.

Conforme consta no registro de ocorrência, a vítima estava na casa da irmã, quando um casal de vizinhos, na residência ao lado, começou uma discussão. Segundo relato do marido à polícia, minutos depois da briga começar, a mulher do vizinho invadiu a casa onde a vítima estava, fugindo do companheiro, quando o homem entrou armado atirando e, por engano, atingiu Sandra.

Ela foi socorrida pelo Samu, levada ao Huapa e, às 16h45 de sábado, morreu na unidade. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia e, segundo o órgão, já foi liberado à família.

G1/TO

Corpo de mulher é encontrado carbonizado dentro de barracão em Goiás

Segundo polícia, perícia vai definir se incêndio foi criminoso ou acidental. Um homem, que seria o marido da vítima, chegou a ser levado à delegacia, mas foi liberado em seguida.

O corpo de uma mulher foi encontrado carbonizado neste domingo (15), dentro de um barracão às margens da BR-364, em Mineiros, região sudoeste de Goiás. A vítima ainda não foi identificada. Um homem, que seria o marido da vítima, chegou a ser detido, mas foi liberado em seguida.

De acordo com o sargento da Polícia Militar Carlos Alexandre Lemos Morais, o imóvel foi incendiado na tarde de sábado (14). Os bombeiros foram até o local e apagaram as chamas, mas, na ocasião, não localizaram o corpo, que estava dentro do banheiro.

“Ainda será realizada uma perícia para saber se o que houve foi um incêndio acidental ou criminoso”, disse Morais.

O policial disse que chegou a deter um homem, apontado como marido da vítima, sob alegação de que ele teria a agredido há algumas semanas e poderia ter envolvimento no incêndio. Porém, ele negou a acusação em depoimento e foi liberado em seguida.

O caso foi registrado na Polícia Civil, que investiga a morte.

G1/GO

Mulher morre após ser atropelada por viatura da polícia militar

Policial que dirigia a viatura disse que teve a visão ofuscada por outro veículo que utilizava farol alto. Acidente ocorreu em Buriti do Tocantins; mulher foi socorrida com vida, mas morreu no hospital.

A dona de casa Aldaires José Benigno da Silva, de 32 anos, morreu depois de ter sido atropelada por uma viatura da Polícia Militar (PM). Ela fazia caminhada com mais duas pessoas quando foi atingida. O acidente foi na noite desta terça-feira (3), em Buriti do Tocantins, no extremo norte do estado.

Segundo a PM, a viatura fazia ronda no local quando uma van com farol alto, que vinha da direção contrária, ofuscou a visão do policial que dirigia. A viatura bateu de frente com a vítima.

Os policiais militares disseram que Aldaires foi socorrida com vida. Ela foi levada para o Hospital Regional de Augustinópolis, mas não resistiu aos ferimentos. Teve hemorragia interna e morreu na unidade três horas após o acidente.

A Polícia Civil informou que o policial que dirigia a viatura se apresentou na delegacia depois do acidente. Ele disse que a vítima caminhava além da linha de acostamento com roupa escura. A perícia esteve no local e o caso será investigado.

Uma amiga da vítima disse que Aldaires tinha costume de fazer caminhada todos os dias e que ela deixou cinco filhos pequenos. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tocantinópolis e liberado para a família. O velório acontece em Buriti na tarde desta quarta-feira (4) e o enterro está marcado para quinta-feira (5).

G1/TO