Presidente do Sindiposto diz que espera queda dos preços nesta semana.
Consumidores também reclamam que não sentiram diferença nas bombas.

Os preços da gasolina e do diesel ainda não caíram nas bombas dos postos de Goiânia, segundo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Goiás (Sindiposto). Após o anúncio da Petrobrás de que o valor desses combustíveis seria reduzido nas refinarias, o sindicato afirma que o diesel já está R$ 0,03 mais barato nas distribuidoras, mas ainda não houve redução no preço da gasolina para os donos de postos.

O presidente do Sindiposto, José Batista Neto, afirmou que espera que as mudanças sejam vistas nos próximos dias. “Por hora, só houve redução do diesel nas distribuidoras. Estamos num período de mudança do preço do etanol, que pode ficar mais caro, mas estamos esperando que, durante a semana, a gasolina sofra redução”, afirmou ao G1.

A Petrobrás havia anunciado na sexta-feira (14) a redução do diesel em 2,7% e da gasolina em 3,2% na refinaria. Segundo a empresa, se o reajuste for repassado integralmente ao consumidor nas bombas, a mudança vai representar desconto de R$ 0,05 para cada litro de cada tipo de combustível. Os motoristas goianos, no entanto, não acreditam que serão beneficiados com o desconto.

Alguns postos de combustíveis da capital tiveram queda de R$ 0,03 no preço da gasolina nesta segunda-feira (17). Um dos postos, que estava com a gasolina a R$ 3,97 e o diesel a R$ 2,89, manteve o mesmo valor. Já outros dois estabelecimentos abaixaram a gasolina de R$ 3,97 para R$ 3,94, mas mantiveram o preço do diesel, o primeiro a R$ 2,99 e o segundo a R$ 2,89.

O gerente de um dos postos de combustíveis que abaixou o preço da gasolina afirmou que a queda não tem a ver com a mudança no preço da gasolina na distribuidora. “Ainda não compramos combustível mais barato porque ainda temos estoque e as distribuidoras também não estão abertas. A partir de amanhã vamos ver se o preço abaixou mesmo. Essa queda no valor é para incentivar os consumidores nos dias de menor movimento, como no final de semana”, disse.

Luiz Carlos afirma que não acredita que verá desconto da gasolina nas bombas Goiânia Goiás (Foto: Vanessa Martins/G1)
Luiz Carlos afirma que não acredita que verá desconto da gasolina nas bombas (Foto: Vanessa Martins/G1)

Consumidores
Os motoristas da capital relatam que ainda não viram diferença no preço dos combustíveis após o anúncio da Petrobrás. A empresária Líbia Silva, de 33 anos, conta que ainda acha muito alto o preço cobrado pela gasolina.

“Não vi nenhuma diferença ainda. Espero que consigam abaixar mais o preço. Aqui vi que diminuiu um pouco, mas foi muito pouco. Tem postos vendendo a até R$ 3,99”, afirmou.

Já o técnico em telecomunicações, Luiz Carlos dos Santos, de 37 anos, comentou que não acredita que o desconto chegará realmente até as bombas. “Eles aumentaram o preço cerca de R$ 0,20 no final de setembro e agora abaixaram R$ 0,03. Ainda não vi queda significativa e acho que nem vai chegar”, disse.

O engenheiro Gustavo Fonseca, de 26 anos, comentou que notou uma pequena redução, mas não acredita que vá fazer diferença. “Está um pouquinho mais barato, mas não acho que vai fazer muita diferença. Na hora de encher o tanque não está mudando muito”, afirmou.

Gustavo pontua que desconto que encontrou foi pequeno e não fará diferença Goiânia Goiás (Foto: Vanessa Martins/G1)
Gustavo pontua que desconto que encontrou foi pequeno e não fará diferença (Foto: Vanessa Martins/G1)

Fonte:g1;go

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here