O mês de maio está sendo marcado por uma série de ações em alusão ao Dia, lembrado no dia 18 de maio.

As mobilizações foram voltadas para a prevenção e conscientização da sociedade sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes e o enfrentamento a todos os tipos de violência, incentivando as denúncias.

A Prefeitura de Palmeirópolis por meio da Assistência Social, com apoio das demais secretarias municipais, vem realizando nas escolas diversas Ações em referência ao Combate de Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Foi realizado nas escolas, diversas Ações em referência ao Abuso.

Na última semana, a equipe esteve em várias escolas da cidade, tanto estadual como municipal, onde foi realizado palestras com o especialista em Gestão Organizacional com ênfase em Desenvolvimento Humano, Vanderli Cândido de Jesus.

“Como adultos e pais, somos responsáveis por fiscalizar e proteger nossas crianças e adolescentes”, explicou uma mãe.

Durante a palestra foi apresentado cuidados importantes que os pais precisam tomar, estando atentos a qualquer comportamento diferente e não confiar demais nas pessoas que se aproximam muito da sua família.

A equipe marcou presença também no Centro Municipal de Educação Infantil Pequenos Brilhantes (CMEI), trabalhando o tema com as crianças do maternal III ao 2° Jardim, onde a Psicóloga Nara Kássia e a Assistente Social da Pessoa de Referência da Proteção Especial Mirian Lopes dos Santos, trabalharam o tema de forma lúdica para o fácil entendimento das crianças.

Os alunos do “Projeto Rede do Bem” também estiveram presentes realizando apresentação da música tema da campanha.

Os estudantes da rede Municipal Elda Silva Barros, recebeu apresentação de uma peça teatral sobre o caso da menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma criança brasileira assassinada em 18 de maio de 1973. 

Finalizando a ação com chave de ouro, foi realizado neste sábado 18, uma grande pedalada de conscientização e entrega de panfletos nas principais vias da cidade até o setor Bom Tempo. Cerca de 200 pessoas participaram.

A coordenadora da Ação Miriam Lopes, falou da importância desse movimento. “Palmeirópolis apesar de ser uma cidade de pequeno porte, há muitos casos de abusos contra crianças e adolescentes. Por isso, é muito importante o debate desta temática com a população. Quanto mais informada a criança estiver, terá menos chances de sofrer abuso e a exploração sexual, pois saberá a quem recorrer”, explicou Miriam.

“Quanto mais informada a criança estiver, terá menos chances de sofrer abuso e a exploração sexual”, disse Miriam.

Ainda segundo ela, Palmeirópolis apesar de ainda não possuir o CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social), dispõe de uma equipe multidisciplinar da Rede de Proteção com  Assistente Social da Pessoa de Referência que fica na sede da Secretaria de Assistência Social, Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia civil e Policia Militar. “Quem tiver conhecimento de algum caso, pode procurar algum desses órgãos ou denunciar anonimamente através do disque 100”, pontuou.

A pedala em Palmeirópolis percorreu Ruas, Avenidas até o setor Bom Tempo.

A pedala percorreu ruas, avenidas até o setor Bom Tempo, e teve o apoio da secretária de Assistência Social Ana Paula Vaz, Polícia Militar, Conselho Tutelar e o carro da saúde (ambulância).

Teve o apoio da secretária de Assistência Social Ana Paula Vaz, que fez questão de pedalar.

VEJA MAIS FOTOS DAS AÇÕES

   

Informações e fotos: Daniella Tavares

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here