Isolados em comunidade, quilombolas se arriscam ao atravessar rio em balsa improvisada

Sem ponte, moradores da Comunidade Boa Esperança precisam usar balsa feita com galões e madeira. Defensoria Pública entrou com ação para pedir construção de ponte sobre o rio Sono.

Os quilombolas que vivem na comunidade Boa Esperança, a 75 km de Mateiros, no Jalapão, estão isolados. Na região não tem uma ponte. Para sair do lugar, eles se arriscam ao atravessar o rio Sono em uma balsa improvisada. A estrutura é precária, construída com galões e madeira. Por causa do problema, a Defensoria Pública do Tocantins entrou com uma ação contra o município de Mateiros e o Governo do Tocantins para que seja construída uma ponte.

G1 busca resposta do governo e do município sobre o problema.

Quem vive na comunidade se preocupa com a situação. O acesso à balsa é difícil e ela só permite a travessia de no máximo 10 pessoas, por vez. A estrutura é controlada por cordas amarradas em cada lado do rio. As crianças chegam a ficar sem ir à escola quando o cabo de aço usado para puxar a balsa fica debaixo da água.

O escoamento da produção agrícola, como farinha, feijão e hortaliças, também fica prejudicado. Segundo a Defensoria, muitos dos produtos perecíveis são estragados por não ser possível a travessia para vender a produção fora da comunidade.

Na época da chuva, a situação piora. A balsa não pode ser utilizada, pois aumenta o volume das águas do Rio Sono.

Na ação, a Defensoria pede à Justiça que o município de Mateiros e o Governo do Tocantins realizem o conserto da balsa em no máximo 15 dias, para garantir o acesso da comunidade ao município de São Félix e às demais regiões. Pede também que os entes apresentem um projeto e um cronograma para a construção da ponte de acesso à comunidade.

Outros problemas

Conforme a Defensoria Pública, a comunidade não tem serviços básicos de saúde, já que os moradores não recebem visitas regulares de equipes do Programa Saúde da Família, médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêuticos e ambulância.

Os moradores vivem em casas de tapera, sem acesso a água encanada, energia elétrica, saneamento básico e transporte.

Adolescente morre afogado durante pescaria com a família no rio Tocantins

Gabriel Rodrigues Lopes de Oliveira, de 14 anos, teria ficado preso em um buraco ao nadar para verificar se havia peixes na rede de pesca. Tio e primo tentaram salvá-lo, mas não conseguiram desprender o corpo.

Praia da Tartaruga recebe Kevinho, Hugo & Guilherme e Babado Novo no sábado, 14 de julho

A Praia da Tartaruga, localizada no município de Peixe, está recebendo visitantes de todo o Brasil nesta temporada. 

A Praia da Tartaruga, localizada no município de Peixe, está recebendo visitantes de todo o Brasil nesta temporada. Além de oferecer uma estrutura diferenciada, atrações nacionais e regionais animam o fim de semana dos banhistas com muita música e diversão. A programação segue até 29 de julho.

Tendas na água, bares, restaurantes, área de camping com tendas para quem quiser acampar e banheiros químicos são oferecidos gratuitamente. Já os quartos em hotel, Wi-fi, banheiros com ar condicionado e o acesso à praia que é feito por balsas ou voadeiras são pagos.

Shows gratuitos

Nesta sexta-feira, 13 de julho, o cantor Joan Alessandro e o DJ Gabriel Porteira comandam a festa no palco principal. Já no sábado, 14, a dupla nacional Hugo & Guilherme e a banda Babado Novo agitam a noite. Todos esses shows serão gratuitos.

Sumiu UAI! na praia

A marca Sumiu UAI! sensação nos eventos pelo Brasil, desembarca pela primeira vez, na Praia da Tartaruga, com o Acampamento Sumiu UAI! na praia, neste final de semana.

Os DJs VINNE e Gorilla sobem ao palco do Arena UAI! no dia 13 de julho, já a sensação do funk no Brasil, o cantor Kevinho e a dupla Hugo & Guilherme , se apresentam no dia 14 de julho.

O acampamento terá área de camping, banheiro completo exclusivo, segurança terceirizada e decoração temática. Com 30 horas de open bar, sendo dez horas de open bar por dia.

 O passaporte para os dias 13,14 e 15 de julho podem ser adquiridos nos pontos de venda em Palmas e Gurupi ou pelo site BaladAPP.

Confira a programação completa da Praia da Tartaruga  – 13 a 15 de julho

Ø  Sexta-feira (13/07)

Palco Principal da Praia da Tartaruga (shows gratuitos)

08h – abertura

Sunset Beira da Água

11h- DJ Gabriel Porteira

14h – Ricardo Castro

Palco Principal da Praia da Tartaruga (shows gratuitos)

22h – Joan Alessandro

00h – DJ Gabriel Porteira

Palco Sumiu UAI (shows pagos)

02h – DJ VINNE

03h30 – DJ GORILLA

Ø  Sábado (14/07)

Sunset Beira da Água

11h- DJ HAAS

13h – Ricardo Castro

15h – Projeto Rafatom Live

Palco Principal da Praia da Tartaruga (shows gratuitos)

22h – Hugo & Guilherme

00h – Babado Novo

Palco Sumiu UAI (shows pagos)

18h30 – Kevinho

20h – Rafael de Paula

02h – Clara Garcia

03h – Hugo & Guilherme

04h30 – DJ HAAS

Ø  Domingo (15/07)

Palco Sumiu UAI (shows pagos)

15h – Sunset Sumiu UAI na praia

18h – fim

*Ordens de todos os shows sujeita a alterações sem aviso prévio

Ø  Serviço: Acampamento Sumiu UAI! (13 a 15 de julho)

Praia da Tartaruga – Peixe – Tocantins

Masculino: R$ 400,00

Feminino: R$ 270,00

  • Valor Sujeito à alteração sem aviso prévio

30 Horas de open bar.

Pontos de Venda:

Gurupi: Elos Calçados I Elegante I Conveniência Tio Patinhas.

Palmas: Apple Tech.

Goiânia: The Body Shop – Shopping Flamboyant e Goiânia Shopping

Uruaçu: SB Óticas 

 Porangatu -GO: Padoka

Vendas on-line: site BaladAPP

Travessia: a partir de R$ 15,00 * Valor sujeito à alteração sem aviso prévio.

Informações sobre o Acampamento Sumiu UAI!, Hotéis, travessias e shows: (63) 9 8454 1937 ou (63) 3312 0814

 

Assessoria de Imprensa da Temporada 2018 da Praia da Tartaruga 

Levantamento aponta crescimento de 110% no número de mortes por afogamento

De janeiro a esta terça-feira (10), 21 pessoas morreram afogadas nos rios do Tocantins; no mesmo período do ano passado foram 10. Bombeiros dão dicas a banhistas nesta temporada de praias.

Ao todo, 21 pessoas morreram por afogamento no Tocantins, de 1º janeiro até esta terça-feira (10). Os dados são do Corpo de Bombeiros e revelam ainda que houve um crescimento de 110% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 10 pessoas morreram afogadas.

O mês de julho ainda está no início, mas já registrou três mortes nos rios de água doce do Tocantins. O último caso aconteceu em Formoso do Araguaia, na região sul do estado, no último domingo (8). José Júnior Pereira Araújo, de 25 anos, desapareceu após mergulhar no Rio Javaés. O corpo dele foi encontrado nesta segunda-feira (9).

Em junho, o pastor Alpiniano Ferreira Campos, de 55 anos, também morreu afogado no rio Tocantins, entre Esperantina e São Sebastião, no norte do estado. Ele se afogou ao tentar ajudar dois adolescentes que também estavam se afogando. Fábio Carvalho da Conceição, de 15, e Maria Vitória Sousa Matos, de 13, também não resistiram. O caso aconteceu durante encontro de membros de uma igreja evangélica.

Em abril, Dhefferson Crystian Vieira Alves, de 15 anos, morreu afogado no momento em que nadava na praia da Graciosa, em Palmas. Ele estava no local com amigos de uma igreja. Os Bombeiros informaram que Alves foi nadar depois de comer e passou mal. Ele afundou e não foi mais visto. Pessoas que estavam no local tentaram localizá-lo, mas não conseguiram.

São Sebastião do Tocantins e Porto Nacional registraram o maior número de vítimas. Em cada cidade, três pessoas morreram este ano, conforme o levantamento.

Alerta

A quantidade de banhistas nas praias durante a temporada de férias acende um alerta. É que nessa época, os casos tendem a aumentar ainda mais. Das 36 praias do estado, 33 têm guarda-vidas.

Os Bombeiros recomendam aos banhistas que evitem nadar em áreas desconhecidas e que escolham praias sinalizadas e com guarda-vidas.

Outra orientação é que os pais não percam as crianças de vista e que elas sejam estejam usando um colete salva-vidas. Além disso, o ideal é que o banhista não entre na água para nadar, após consumir bebida alcoólica ou alimento de difícil digestão.

Os Bombeiros ainda orientam que caso ocorra um afogamento, a vítima deve manter a calma, tentar flutuar e acenar por socorro. E se alguém for prestar socorro a quem esteja afogando, o ideal é não se lançar na água, mas fornecer objetos flutuantes.

G1 Tocantins.

Promotoria recomenda que concurso da PM continue suspenso por suspeitas de fraude

Concurso está suspenso devido decisão judicial. Investigação apurou fraudes e delegado afirmou que todo o processo pode estar comprometido.

O Ministério Público Estadual recomendou que o concurso da Polícia Militar não seja retomado pelo governo do estado. Os resultados da primeira fase não foram divulgados ainda por causa de uma decisão da Justiça que determinou a suspensão, em abril deste ano. Além disso, uma investigação da Polícia Civil apontou que houve fraude durante a aplicação das provas e todo o concurso pode ser comprometido.

Conforme o MPE, a recomendação é para que o governador Mauro Carlesse (PHS) dê uma resposta em 10 dias para informar quais providências vai tomar em relação ao concurso.

As provas do concurso foram aplicadas em março deste ano. Conforme a 28ª Promotoria de Justiça da Capital, há inúmeras denúncias de envelopes violados e aparelhos celulares apreendidos. Na época do concurso, várias fotos de gabaritos chegaram a circular nas redes sociais.

Imagens de gabaritos circulam nas redes sociais (Foto: Arte G1)Imagens de gabaritos circulam nas redes sociais (Foto: Arte G1)

Imagens de gabaritos circulam nas redes sociais (Foto: Arte G1)

Para o promotor, as suspeitas de fraude podem resultar na anulação do concurso. A recomendação destaca que há investigações sendo feitas pela polícia em Palmas, Arraias e Araguaína. “Se depender do apurado nas investigações em curso, o referido certame deverá ser anulado, seja por via administrativa ou judicial”, disse o promotor.

Por outro lado, a empresa responsável pela aplicação das provas divulgou uma nota nesta terça-feira (10) informando que será possível identificar e eliminar os candidatos que tentaram fraudar o concurso.

“Por fim, a AOCP reitera que até o momento as investigações demonstram, apesar da tentativa de fraude, a inexistência de qualquer prova de que algum candidato tenha obtido êxito em tal expediente, de forma a afetar a lisura do certame […]”, diz trecho de nota.

A Polícia Militar se manifestou sobre a suspensão do concurso nesta segunda-feira (10). Em nota, a comissão organizadora informou que o concurso continua suspenso temporariamente por decisão judicial e decisão administrativa do Tribunal de Contas do Estado.

“Neste intuito, está envidando todos os esforços junto a estes órgãos para agilizar a solução dos entraves que fundamentam tais decisões. O Comando aguarda as decisões a fim de que possa dar continuidade às demais fases do concurso”, dizia nota enviada.

G1 procurou o governo do estado e a Polícia Militar na manhã desta terça-feira (10) para repercutir a recomendação do MPE e aguarda resposta.

Operação cumpriu mandados no Tocantins, Maranhão e Piauí (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Operação cumpriu mandados no Tocantins, Maranhão e Piauí (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Operação cumpriu mandados no Tocantins, Maranhão e Piauí (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Suspeitos presos

A investigação em Araguaína, inclusive, resultou na operação Ateleia. Em cumprimento a mandados, a Polícia Civil prendeu 14 pessoas suspeitas de envolvimento em fraude durante o concurso.

Após a operação, o delegado José Anchieta de Menezes disse que o certame continuava comprometido, mesmo após a prisão dos suspeitos e a Polícia Civil ainda não identificou todos os beneficiados com as fraudes.

“É um dos riscos da continuidade deste concurso da Polícia Militar do Tocantins. Porque ainda não foi possível se chegar ao dano exato e impedir todos que teriam praticado a fraude. Corre o risco de, caso o concurso continue, pessoas que não foram aprovadas da forma devida entrem na Polícia Militar”, disse Anchieta.

Concurso

As provas do concurso foram aplicadas no dia 11 de março. Foram oferecidas 1 mil vagas para soldado e mais 40 para oficial da PM. Ao todo, mais de 70 mil pessoas fizeram as provas em 17 cidades.

O concurso também é composto por avaliação de capacidade física, avaliação psicológica, médica e odontológica e investigação social. A previsão inicial era que o resultado final de todas as etapas do concurso fosse divulgado em agosto deste ano.

O subsídio inicial durante o Curso de Formação de Oficiais é de R$ 4.499,52 e para o Curso de Formação de Soldados é de R$ 2.215,10.

G1 Tocantins.

Uma pessoa morre e duas ficam feridas após carro capotar na BR-226

Veículo saiu da pista e foi parar em matagal após motorista perder o controle da direção. Acidente aconteceu perto de Wanderlândia, no norte do estado.

 

Homem é preso suspeito de matar a própria mulher com facada no pescoço

Crime aconteceu na casa onde os dois moravam, em Araguaçu. Mulher foi encontrada seminua, deitada num colchão; homem foi preso momentos depois pela polícia.

Foi preso em Araguaçu, região sul do estado, Ronair Barreto, de 27 anos, suspeito de matar a própria mulher Rosilene Pinheiro de Sousa, de 45, com uma facada no pescoço. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (9), na casa onde os dois moravam, no setor Vale do Araguaia.

Segundo informações da polícia, durante uma briga, ele teria esfaqueado a vítima. O homem fugiu em seguida, mas foi preso pela Polícia Militar e levado para a Delegacia de Central de Flagrantes de Alvorada. Rosilene foi encontrada seminua sobre um colchão. Ela morreu no local.

Outro homicídio foi registrado na cidade no último domingo (8). Um homem foi morto com dois golpes de faca durante uma discussão. O suspeito ainda não foi preso.

G1 Tocantins.

Jovem é estuprada sob ameaças de morte após pegar carona com amigo de ex-marido em Anápolis

Vítima relatou à Polícia Civil que autor a ameaçou de morte várias vezes. Mulher foi deixada na porta de casa após o abuso e criminoso fugiu.

 

Piloto de MT que está desaparecido há 15 dias foi contratado para levar avião para o Tocantins, diz família

Último contato de Felipe Zamberlan, de 22 anos, foi feito no dia 24 de junho. Numa ligação para a namorada, ele contou que estava no Pará (PA).

Desaparecido há 15 dias, o piloto Felipe Meirelles Zamberlan, de 22 anos, foi contratado para levar um avião de Goiânia (GO) até Palmas (TO), segundo da família dele. O último contato dele com a família foi feito no dia 24 de junho. Numa ligação para a namorada, o jovem contou que estava no Pará.

Segundo a família, Felipe saiu de Sapezal, a 473 km de Cuiabá, no dia 20 de junho com destino à capital onde pegaria um voo até Goiânia (GO). Os familiares, no entanto, não têm informações sobre o susposto contrante.

No último contato, o piloto teria dito que estava em uma cidade do Pará e que, na segunda-feira (25), voltaria para Mato Grosso.

Após a divulgação do desaparecimento nas redes sociais, o antigo professor de Felipe entrou em contato com os familiares. Segundo o professor, o piloto teria ligado para ele no dia 23 de junho dizendo que estava passando de carro por Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá.

Com a informação, a família registrou um boletim de ocorrência.

Depois disso, a polícia entrou com contato com policiais dos estados onde Felipe disse que estaria e uma ação conjunta está sendo realizada em busca de pistas que possam levar ao paradeiro do jovem.

A polícia também fez contato com órgãos responsáveis pela aviação civil para saber se houve alguma queda de avião ou há informações de sequestro de aeronave. Por enquanto, porém, não nenhum registros, segundo a família.

G1 Tocantins.

Bombeiros encontram corpo de jovem que desapareceu em rio no sul do estado

José Júnior Pereira Araújo, de 25 anos, havia desaparecido no fim de semana após mergulhar no Rio Javaés. Corpo foi encontrado boiando próximo ao local onde ele foi visto pela última vez.

Corpo de Bombeiros encontrou o corpo de José Júnior Pereira Araújo, de 25 anos, que havia desaparecido no fim de semana após mergulhar no Rio Javaés. O caso foi em Formoso do Araguaia, na região sul do estado. O jovem estava boiando próximo ao local onde ele foi visto pela última vez.

A perícia da Polícia Civil foi chamada para confirmar as causas da morte e o corpo de José Júnior deve ser levado para o Instituto Médico Legal de Gurupi. Ele estava na região do povoado do Capão do Coco.

As buscas pelo jovem começaram ainda no domingo e pararam durante a noite, sendo retomadas na manhã desta segunda-feira (9). Ele foi encontrado no começo da noite.

Também neste domingo, Ludmila Santana de Sousa, de 23 anos, teve parada cardiorrespiratória após se afogar na praia da Ponta em Araguatins, no norte do estado. Ela foi encontrada minutos depois por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Regional de Augustinópolis.

O Corpo de Bombeiros orienta os banhistas a não entrarem na água caso ingiram bebida alcoólica, pois a prática está relacionada a grande parte do número de afogamentos.

G1 Tocantins.