Suspeito de espancar idoso de 82 anos durante assalto em São Salvador do Tocantins é condenado a prisão

Sérgio Moreira dos Santos teria invadido a casa da vítima em São Salvador do Tocantins e agredido o idoso quando ele se recusou a dizer onde estava o dinheiro. Crime foi em março deste ano.

Sérgio Moreira dos Santos foi condenado a 10 anos e oito meses de prisão por espancar um idoso de 82 anos durante um assalto em São Salvador do Tocantins, no sul do estado. O crime foi em março deste ano. De acordo com a denúncia, Santos começou as agressões após a vítima se recusar a dizer onde estava escondido o dinheiro.

Um laudo pericial apontou que o dono da casa foi agredido com coronhadas e com a parte plana de um facão. A defesa tentou invalidar o exame alegando que ele não foi feito por um perito oficial, mas a juíza Ana Paula Araújo Aires Toríbio lembrou que na maior parte das cidades do interior não há peritos oficiais e um médico é o mais indicado para realizar o trabalho.

Além do laudo pericial, testemunhas também foram ouvidas durante o julgamento. O suspeito teria conseguido roubar R$ 1.350 na casa. O fato de a vítima ser idosa foi considerado um agravante. A pena deve ser cumprida no regime fechado.

Presidente da Câmara de São Salvador e mais três vereadores apoiam Carlesse ao Governo

Há dez (10) dias do processo eleitoral para as eleições suplementares que acontecem no Tocantins no dia 03 de junho, Mauro Carlesse vem crescendo e ganhando mais aliados.

Nesta quinta-feira (24), os coordenadores da Campanha de Mauro Carlesse estiveram na cidade de São Salvador do Tocantins. Ali, o candidato ao Governo na eleição suplementar do dia (3) de junho recebeu apoio dos vereadores Bena Nascimento, (Presidente da Câmara), Edvan Conceição, Elyesyio Bezerra e Marquinho Pereira Martins.

Vereadores Marquinho Martins e Elyesyio Bezerra.

Os vereadores afirmaram que decidiram apoiar Carlesse porque viram nele a seriedade e o compromisso com o povo do Tocantins. “Tem respondido com rapidez os pedidos feitos por nós, o governador visitou pessoalmente o trecho do Apertado da Hora (a curva da morte) no município de Palmeirópolis, é uma das suas metas depois de eleito. Já resolveu o problema da ponte do Rio Almas, que tinha sido queimada. É um homem que conhece a nossa região, por ser daqui”. Afirmaram os vereadores confiantes. 

Governador Mauro Carlesse e o vereador Edvan Conceição.

Na corrida da eleição suplementar ao governo do Tocantins o candidato e governador interino, Mauro Carlesse (PHS) juntamente com seu vice Wanderley Barbosa, da coligação Governo de Atitude, conseguiram a simpatia e apoio dos quatro (4) vereadores de São Salvador, que vão dar andamento a campanha no município.

Da redação

Escola Estadual do Retiro realiza Projeto de Intercâmbio Cultural

O Objetivo do projeto é resgatar um dos primeiro meios de comunicação através da troca de cartas entre professores e alunos.

Na noite desta quarta-feira, 07, a Escola Estadual Retiro, localizada no Município de São Salvador do Tocantins, realizou o Projeto Social de Intercâmbio Cultural: “Cartas, um Canal de Comunicação” que faz parte do PROEMI (Programa Ensino Médio Inovador).

O Objetivo do projeto é resgatar um dos primeiro meios de comunicação através da troca de cartas entre professores e alunos.

Essa troca de comunicação está sendo realizada via correios, e-mails e Whatsapp, entre as escolas estaduais do Retiro, no município de São Salvador e a escola estadual João de Abreu, localizada no Município de Dianópolis.

Durante as apresentações os alunos participaram de Dinâmicas, Karaokê, mensagem de motivação, apresentação de paródia, teve ainda uma apresentação de slides onde foi apresentado a cidade de Dianópolis.

A diretora da escolar estadual Retiro, Ana Maria Ribeiro da Silva, ressalta que é importante resgatar esse tipo de comunicação.

“É importante esse tipo de comunicação e instigar o aluno a produzir uma carta aos colegas e conhecer os gêneros textuais, epistolares o bilhete, o recado, o diário a carta os e-mails e os depoimentos na rede social, proporcionar aos alunos o conceito de comunicação”, explanou.

Ao final do evento foi lida uma mensagem do dia internacional da Mulher e oferecido um delicioso Jantar.

Leila Novais
Assessora de Comunicação da DRE – Regional Gurupi

Colégio Família Agrícola de São Salvador promoveu o evento “Dia do Amigo”

O envolvimento da família, dos parceiros, agricultores com as questões educacionais é importante no processo de escolarização.

Para estreitar os laços entre a escola, os parceiros e as famílias, o (CEFA) Colégio Família Agrícola José Porfírio, promoveu neste final de semana o Encontro de Pais e Educadores, Agricultores e Parceiros, com o intuito de esclarecer dúvidas em relação à proposta pedagógica e às normas escolares da instituição e também agradecer pelo apoio.

O evento o “Dia do Amigo”, foi aberto oficialmente pela direção da escola a partir das 19horas no refeitório do colégio com a participação do diretor Cirineu da Rocha.

A finalidade do evento foi criar um laço com os agricultores da região e aquelas pessoas que tem contribuído com o Colégio e que receberam os estudantes em suas casas para fazer o estágio.

O aprendizado foi feito nas unidades da agricultura familiar da região. “Os agricultores receberam os alunos por duas semanas e ensinaram cada um a trabalhar, colocar a mão na massa. Eles fizeram tudo que o dono, o produtor ensinava. Se alimentaram e dormiram no local, hoje, este momento é para agradecer e ouvir de cada agricultor se este tipo de trabalho está correto. É um momento de bater um papo para saber se estamos no caminho certo ou não”, disse Cirineu.

Os alunos começaram o estágio no início do ano, sempre em dupla, fazendo aproximadamente 80horas aulas, sendo duas semanas alternadas com 40 horas cada uma.

A primeira fase foi feita no Colégio, a segunda fase nas unidades da agricultura familiar que é a partir do 2º ano. A terceira fase que será o último estágio, eles vão para empresa pública como Ruraltins ou privada, sempre na areia da agricultura, pecuária, ou meio ambiente, acrescentou Cirineu.

O local escolhido para os estágios é sempre aquele produtor da agricultura familiar que mexe com leite, horta, abatedouro de frango, dentre outros ligados a agricultura. Aqueles produtores que não tem nenhuma atividade bem-sucedida não servem para o estágio explicou.

O coordenador, Agrônomo e professor de Nutrição Animal Marcio Alves Francisco, falou do estágio familiar e que esta primeira etapa cerca de 25 alunos participaram. “Existe três focos importantes no estágio familiar: Primeiro escolar, segundo familiar que seria o 2º ano, terceiro ano, o empresarial, todos monitorado pelo colégio agrícola, sempre com frequência para ver o rendimento de cada aluno”. Explicou professor Marcio.

Ele disse ainda que, todos os agricultores parabenizaram os alunos estagiários pela dedicação nesta etapa.

Estagiários junto com alguns os agricultores

A aluna Clara Stefany Benevides Araújo de 22 anos, disse que os estágios foram importantes desde os que foram feitas no próprio colégio e nas propriedades rurais. “Eu mexi com bovinos de leite e aprendi muito, tudo que o proprietário fazia a gente fazia também, acordava as 5 horas da manhã, junto com os donos, éramos tratados como se fosse filhos deles. E pretendo estagiar em empresa grande e crescer lá dentro, quando eu terminar o curso”, disse emocionada.

Alunas Kamilla e Stefany

O prefeito de São Salvador André Borba e a secretária Meio Ambiente Cassya tem sido parceiros do Colégio Família Agrícola.

O prefeito de São Salvador relatou que tem dado total apoio ao colégio, e está vendo o crescimento e esforço do Cirineu na unidade escolar. “O trabalho tem fluido e para acabar com o “clima” que houve no início do ano, estamos junto nesta parceria tentando fazer o melhor, apesar da falta de tempo, da correria estamos buscando melhorias”, finalizou.

Prefeito de São Salvador André Borba, Presidente da Câmara Edvan e vereador Bena.

Participaram do evento o presidente da Câmara de São Salvador Edivan Francisco, o ex-prefeito Charles Evilacio e o vereador Bena.  

No final do evento os convidados puderam degustar um delicioso jantar acompanhado de churrasco ao som de Dudu do Forró e sua banda.

Da redação

Primavera Cultural será na próxima sexta-feira em São Salvador

Primavera Cultural’ reúne exposição, música e dança em diversão.

Na próxima sexta feira 22, mais um evento vai movimentar à praça de São Salvador do Tocantins.

Desta vez será a vez do evento ‘Primavera Cultural, com uma programação regada por catira, boi bumbá, sussa, teatro, cordéis, exposições de quadros, dança folclóricas, além de outras atrações culturais com os jovens atendidos pela Rede da Amizade e muito mais.  

O evento vai acontecer a partir das 19horas, em frente à igreja Católica no centro da cidade. Na noite da Primavera Cultural haverá distribuição de mudas de árvores para as mães do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família – PAIF e orientação sobre a preservação ambiental com a Secretária de Turismo e Meio Ambiente Cássia. A secretária irá junto com as mães do PAIF, fazer o plantio de mudas em vasos reciclados e confeccionados por elas mesmas. 

É um Projeto do Fundo Municipal de Assistência Social e conta com a parceria das demais secretarias como: Polícia Militar, Câmara Municipal, Conselho Tutelar, Ruraltins, CMAS, CMDCA, CRAS. 

O evento é promovido pelo Fundo Municipal de Assistência Social tendo como gestora a primeira dama Amanda e o prefeito André Borba.

Com informações/Sâmela Bastos
Diretora de Departamento

 

MPE requer estrutura e material do Conselho Tutelar de São Salvador

Entidade funciona precariamente sem material.

O Ministério Público Estadual (MPE) expediu recomendação ao prefeito de São Salvador do Tocantins André Borba, orientando que cumpra a legislação e dote o Conselho Tutelar do município da estrutura e de todo o material de trabalho necessário à execução das suas atividades.

Segundo foi levantado pelo MPE, a entidade funciona precariamente, sem computador, bebedouro e sem telefone desbloqueado para a realização de chamadas, enquanto o veículo disponibilizado não é para uso exclusivo e se encontra com o motor fundido, sem estepe e com o banco do passageiro solto. Já a sede do Conselho não possui ar-condicionado e nem mesmo uma placa de identificação.

Na recomendação, a Promotora de Justiça Bartira Silva Quinteiro orienta que deve ser disponibilizado ao Conselho Tutelar espaço com sala reservada para atendimento, sala para reunião e sala para serviços administrativos. A unidade também deve contar com veículo e com linha telefônica exclusiva, além de aparelho celular com créditos suficientes para o uso dos cinco conselheiros tutelares.

Também é requerida a instalação de computadores e de ar-condicionado na sede, o fornecimento do material de expediente necessário e a disponibilização de camisas de identificação e de profissionais que prestem assessoramento técnico aos conselheiros, sendo um assistente social e um psicólogo. Também deve haver um auxiliar de serviços gerais prestando o serviço de limpeza do Conselho Tutelar.

Entre outros pontos, ainda é requerido que o pagamento dos conselheiros seja efetivado até o décimo dia de cada mês e que a proposta de lei orçamentária a ser enviada à Câmara Municipal contemple a previsão dos recursos necessários ao funcionamento do Conselho Tutelar.

A recomendação do Ministério Público é fundamentada na Resolução nº 180 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), que atribui às prefeituras a responsabilidade de custear os Conselhos Tutelares, ao dispor que a lei orçamentária municipal deve estabelecer dotação orçamentária específica para a implantação, manutenção e funcionamento do Conselho Tutelar, incluindo os recursos necessários para a remuneração e para formação continuada dos conselheiros e para a execução das suas atividades.

O não cumprimento dos termos da recomendação pode implicar responsabilização judicial do gestor público.

Assessoria de Comunicação do MPE-TO

Corpo de empresário desaparecido em São Salvador é encontrado em estado avançado

O empresário estava desaparecido desde última quarta-feira 27. Autores se entregaram a polícia em Palmeirópolis e confessaram o crime.

Na noite desta sexta-feira (01), o corpo do empresário Marcos Macedo que estava desaparecido desde a última quarta-feira, foi localizado em um matagal aproximadamente 5 km da cidade de São Salvador do Tocantins, próximo a uma torre. Segundo informações a chácara pertence a Edivan.

A perícia esteve no local para retirada do corpo.

Os autores do crime, Edivan Soares e seu filho Ítalo Soares, se entregaram a polícia na tarde de hoje acompanhados de seus advogados. Na delegacia de Palmeirópolis eles confessaram a autoria do homicídio.

Em seguida Ítalo acompanhado, foi mostrar o local onde jogaram o cadáver. Ele narrou para polícia que foram à casa de Marquinho conversar e lá se desentenderam por uma situação que envolvia um posto de combustível do seu pai Edivan. Em meio a lutas, deram duas pedradas na cabeça da vítima, depois colocaram na carroceria da camionete e levaram até o matagal, na tentativa de ocultar o corpo. Ainda segundo Ítalo, ao chegar ao local notou que a vítima ainda estava viva, pois levantou a cabeça, foi então que ele pegou uma espingarda 40, com a bala calibre 38 e efetuou dois disparos na cabeça de Marcos levando-o a morte, arrastaram matagal a dentro, depois cobriu-o com capim.

A polícia teve conhecimento do caso por volta das 4 horas na tarde de quarta-feira, de lá até esta sexta-feira começaram um trabalho de buscas com equipe da polícia civil e militar, já sabendo dos principais suspeitos.

Trabalharam incansavelmente nas buscas pelos foragidos.

Nesta quinta-feira, localizaram a caminhonete usada para ocultação do cadáver no lago do Ilha Verde no mesmo município, toda limpa na tentativa de esconder os vestígios.

Em seguida avistaram os dois suspeitos em uma canoa no lago, quando viram a polícia atravessaram e se esconderam. Nesta sexta-feira a tarde se entregaram na delegacia e confessaram autoria do crime.

A prisão preventiva foi decretada e vão ficar cerca de 180 dias em regime fechado até os esclarecimentos dos fatos e apuração do delito.

O comandante da polícia militar de Palmeirópolis, tenente  Rosa Neto fez questão de deixar registrado a parceria da PM e polícia civil no desenvolvimento do caso, “Foi com eles que fizemos um bom trabalho, estes guerreiros merecem os parabéns, por juntos desvendarmos este crime rápido, nosso comandante de Gurupi Coronel Flávio, também empenhou junto a equipe, estamos trabalhando para fazer o melhor”, disse Rosa Neto.

Marcos Macedo de 52 anos, será sepultado em São José do Rio Preto São Paulo, sua cidade de origem. O pai, amigos e alguns familiares vieram buscar o corpo. Tinha fazenda em São Salvador e também em Senador Canedo em Goiás. 

O Mapa da Notícia não conseguiu falar com os advogados dos acusados, estamos aguardando a qualquer momento.

Empresario Marcos Macedo.

Da redação

O desaparecimento de um homem em São Salvador do Tocantins ainda é um mistério

São Salvador vive um clima tenso

De acordo com informações, ontem por volta das três horas da tarde, duas pessoas foram vistas saindo da residência da suposta vítima Marcos Macedo (conhecido como Marquim).

Os supostos autores Edivan Soares e seu filho Ítalo, foram vistos saindo em uma caminhonete GM/Silverado, cabine simples, cor branca, placa ainda não identificada em alta velocidade.

As dezoito horas, uma testemunha amiga da vítima, esteve em sua casa para participar de um churrasco que havia marcado. Porém se deparou com os portões abertos e bastante sangue na área. Em seguida notou que a casa estava aberta e não tinha ninguém.

Verificou também uma pedra grande na garagem, provavelmente utilizada na prática do crime.

Após as verificações in loco, não foi localizado o corpo da vítima, como também os supostos autores que fugiram da cidade.

Por estas circunstâncias deduz-se, que os autores tenham praticado provável homicídio e ocultado o corpo.

Ressalta ainda que a suposta vítima, havia obtido decisão judicial favorável e ganhado a “causa”, na qual era movida contra um dos supostos autores. Esta decisão judicial envolvia um posto de combustível, que pertencia a Edivan na cidade de São Salvador do Tocantins.

A polícia continua as buscas que ainda é um mistério.

O mapa da notícia estará acompanhando o caso.

 

 

Show com Humberto e Ronaldo abriu a temporada de praia de São Salvador do TO

Abertura oficial da temporada de praia em São Salvador, aconteceu nesta quarta-feira 05, a partir das 22 horas com show da dupla Goiana Humberto e Ronaldo.

Com a presença de autoridades, os sertanejos levantaram a multidão de quase cinco mil pessoas que puderam gritar, dançar e se divertir até de madrugada. Para a surpresa de todos o cantor Juliano da dupla Henrique e Juliano subiu ao palco para delírio da galera que puderam se divertir com belas músicas do “trio”, composto por Humberto, Ronaldo e Juliano. Um espetáculo para ninguém “botar” defeito.

Ao longo da programação que segue até dia 30 de julho, a praia da Moreninha receberá shows com artistas diversificados e apresentações. A festa continua amanhã dia 08, com Berg Moreno e no domingo 09, Stenio e Rafael. A expectativa é que muitas pessoas visitem a praia durante a temporada.

Para receber os visitantes, a organização do evento montou estrutura com barracas comerciais e institucionais. As entalações oferecem bares, restaurantes, lanchonetes, área para acampamento, campo de futebol, palco, camarim, chuveiro e banheiros, serviços de saúde e fiscalização ambiental.  

Segundo o prefeito André Borba, a intensão é receber cada vez melhor os visitantes e fazer com que a temporada em São Salvador e Retiro seja referencia no estado. Ele foi vereador por três mandatos consecutivos pelo município, agora como prefeito disse que tem autonomia para trabalhar melhor. “Como prefeito tenho mais a oferecer e lutamos para realizar esta temporada o mês inteiro, toda verba para o evento foi do nosso município, não tivemos ajuda, eu sabia dos gastos, por isso fui economizando, nos organizando, para este mês poder fazer este evento. Parcelamos algumas coisas e a minha pespectiva é grande, porque é meu primeiro evento desta temporada de praia como prefeito”, disse.

A temporada conta ainda com as parcerias da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente, BPMA, Policia Militar, Bombeiros e Câmara de vereadores.

Para animação dos moradores e turistas que pretendem visitar São Salvador e Retiro nessas férias, a temporada de praia promete muito mais. “Estamos no início de nossa gestão, mas não poderíamos deixar de fazer uma temporada de praia tão tradicional em nosso município. Juntos, vamos realizar a melhor temporada de praia da região”, finalizou o prefeito.

Estiveram presentes no evento, o prefeito de Peixe José Augusto e sua esposa Juliana Pinheiro, prefeito de Paranã Fabricio Viana e sua esposa, ex-deputado Dr. José Viana e sua esposa, prefeito de Palmeirópolis Fabio Vaz e Ana Paula Vaz, Veredores de São Salvador, vereador de Palmeiropolis Fabio Gonçalves e Divino da patrol, empresário Edson Reis, ex-prefeitos: Osvaldo de Souza Lima, Denival Gonçalves, Charles Evilacio e secretários em geral.   

Agenda de toda temporada de praia do mês inteiro e dos patrocinadores.
Agenda de toda temporada de praia do mês inteiro e os patrocinadores.

Veja as Fotos na galeria vip

adriiwalquiriapesaopublicomulttidaovaltinhodamassronaldogenteeeeevereadores saodesesseisquinzequatorzetrezedozeonzedeznoveoitoseteseiscincoquatroprefeito comprimeira

Prefeitos de Paranã Fabricio Viana, de Peixe José Augusto e de São Salvador André Borba.
Prefeitos de Paranã Fabricio Viana, de Peixe José Augusto e de São Salvador André Borba.

Da redação

Em São Salvador do Tocantins, projeto social afasta crianças das ruas por meio da luta

O projeto atende crianças e adolescentes com auto índice a criminalidade.

O objetivo do projeto “Capoeira vai à Escola”, é promover o desenvolvimento humano através da cidadania.

Para começar, o aluno é passado por uma triagem, para saber a conduta social de cada um, depois é selecionado aquele jovem, ou adolescente que estão no comportamento de risco a criminalidade.

“Aquele que tem mais condições de ingressar no mundo do crime, são trazidos para a luta e feito algumas exigências mínima dele. A primeira delas é, estar estudando, ter disciplina, também ter uma religião”, explicou Santos.

O projeto nasceu em Arraias sudeste do estado com o mestre Fumaça. Hoje atende várias pessoas em sete cidades do sul e sudeste do Tocantins. Uma iniciativa do cabo Santos, juntamente com o mestre Fumaça, que vem crescendo a cada dia.

Em São Salvador, o projeto ganhou rumo e apoio do prefeito André Borba e dos vereadores, que abraçaram a ideia para livrar São Salvador de qualquer risco de drogas ilícitas. Uma vez por semana, os garotos têm a oportunidade de se dedicar ao esporte naquela cidade.

O professor Santos e o mestre Fumaça se conheceram em Brasília e desde então, começaram a ver os problemas sociais na época. 

“Nascemos em comunidade menos favorecidas como a baixada fluminense, pois sou oriundo da favela, e com isso, notamos que o governo e as autoridades, não nos assistiam à altura, tanto é que, aquelas previsões antigas que nós fazíamos na comunidade naquele tempo, estão se realizando hoje: os presídios super-lotados, o sistema público falido, enfim, um conjunto de fatores de derrota. Outra coisa: Administração que não vingou por causa da corrupção, por inveja, por causa da política partidária, que é a pior e vivente em nosso país. Então, resolvemos usar este esporte que aprendemos na comunidade, que nos livrou da criminalidade, das drogas e da violência, que foi a capoeira”, disse o treinador.

O projeto atende meninos de 7 a 30 anos e fornece aulas de box (MMA) e capoeira. Algumas meninas entraram mais logo desistiram, por ser um esporte violento para mulheres. É um projeto de inclusão, especialmente para pessoas carentes, sem condições financeiras. “Só atendo a classe baixa, não trabalho com filho de rico, ou com jovens bonzinhos, mas sim aqueles com zona de risco a criminalidade”, disse. 

Segundo o ex-prefeito de São Salvador Denival Gonçalves, o projeto é importante, pois consegue resgatar crianças e adolescentes que poderiam estar nas ruas. E afirma o total apoio do prefeito André neste trabalho.denval

“Nosso gestor vai estar de mãos dadas, e manda dizer que a parceria vai continuar aqui no município, fizemos no passado, foi boa e vamos continuar. Muitos aqui são alunos desde aquela época, que isso possa formar mais pessoas. Temos um professor dando aula, que passou por aqui, foi aluno, hoje segue carreira, disse Denival, que foi representando o prefeito que estava viajando à Brasília, com todos os vereadores em reunião com lideranças políticas.   

O cabo e professor de MMA e capoeira Santos, afirma esta parceria do prefeito de São Salvador André Borba. “Como é um trabalho antigo, hoje está colhendo os frutos, e o prefeito está praticando a política comunitária, mesmo eu não votando no município de São Salvador o prefeito André abraçou nossa causa, mesmo não puxando saco, até porque não preciso disso, o prefeito teve a consciência de nos ajudar, coisas que outros prefeitos da região não fizeram, mesmo sendo beneficiados com este projeto. Trabalho este que foi implantado na época do ex-prefeito de Palmeirópolis Enoque Souza e ele nos ajudou muito. Neste governo do Fabio Vaz, não tivemos seguimentos, mas reconheço o trabalho brilhante na área social que exerce o município, que é a Rede do Bem, que assiste ao jovem e crianças carentes”, elogiou.

O prefeito Fabio Vaz disse, que já existe este projeto em Palmeirópolis que cuida de crianças e adolescentes que é a Rede do Bem, admira e não é contra o trabalho do cabo Santos prestado à sociedade menos favorecidas, isso enriquece e protege o município.

O professor explica ainda a falta de interesse de gestores públicos. “Gostaríamos de fazer muito mais, poucas vezes conseguimos ajuda do poder público, mas graças a Deus, temos conseguido parceria com o ministério Público e a Justiça, principalmente de Peixe, Alvorada, Palmeirópolis, empresários, escolas, fazendeiros. Agora, a parte principal que é, a ajuda dos políticos eles somem, praticam as políticas partidárias, só aquelas na época das eleições, naqueles meses de campanha, ou seja, só quem votou eles ajudam, apenas quem é do “bando”, quem não fez parte eles excluem. Hoje acredito que entre Palmeirópolis, São Salvador, Paranã e Jau, temos mais de 80 políticos, poucos nos ajudam, são raros a ajuda deles”, desabafa Santos. 

Para ele, a luta vai além do fator esporte, que também pode ser visto como uma ferramenta de educação e transformação social. Promover o desenvolvimento humano através da cidadania, e a ferramenta utilizada é o esporte, a luta, como uma ação complementar para a educação.cabo

“Também buscando transformar o conceito de responsabilidade social, atingindo um maior número de pessoas e integrando classes sociais diferentes, através do esporte. Sabendo que nem todos serão atletas. Se conseguir formar grandes homens e mulheres, já estará contribuindo bastante para a sociedade”, disse.

Tanta dedicação fez com que Santos fosse mais do que um mestre de capoeira e MMA, ele é tido como um grande “pai” dos meninos e meninas, muitos dos quais ele, por meio do projeto social, ajudou a tirar de situações de risco social. “Eu aqui estou no lugar de um pai de rua, exemplo: aquela criança que não quer ir  à escola, que não quer se adaptar a sociedade, nós fazemos a inclusão social e escolar dela com as nossas disciplinas, eu consigo trazer elas para o esporte”, destacou.

É feito premiações, são levadas para temporadas de praias, alguns passeios de bug na areia, jet-ski, sobre o patrocínio na maioria das vezes do próprio bolso”, emociona ao falar.

Luiz Eduardo de Souza, começou a aprender capoeira com o policial, quando tinha 09 anos de idade, hoje com 12, disse que o aprendizado e a disciplina é gratificante, os pais dele notam isso, e também não esconde a admiração pelo professor. Para a maioria deles treinar e ocupar a cabeça é uma forma de não estar na rua fazendo coisas erradas.

Ao olhar para o passado, o militar e professor Santos, conta que fica muitas vezes emocionado e feliz ao ver o trabalho realizado com os participantes. “Aposentei como militar, entrei na polícia pela porta da frente e também saí pela porta da frente. Fui muito perseguido, mais tudo que tem o toque da mão de Deus não fracassa, conseguimos passar destas barreiras e trazer para as classes mais baixas, menos favorecidas, mais dependente do poder público o esporte através da luta”.

O projeto “Capoeira vai à Escola” não é experimental, mas sim funcional. O professor relata ainda que não envolve com pessoas com o nome sujo, qualquer classe social que envolver com a criminalidade está fora do projeto. “Queremos formar cidadãos atletas, fazemos uma peneira fina, uma varredura jogando a semente. Hoje sou um mulplicador desta causa do bem e ela está germinando. Todos que vier nos ajudar e não tiver problemas com a justiça estaremos de portas abertas”, desabafou.

De acordo com ele, o pai da dupla Henrique Juliano, Edson Reis se prontificou a ajudar no projeto, ser o padrinho neste trabalho. “Investigamos a conduta dele e realmente é mesmo fruto da música, de bons caminhos, não tem lavagem de dinheiro e nem de tráfico de drogas, por isso vamos aceitar”.

Procuramos Edson Reis para uma entrevista mais não conseguimos localizar.

Como é um esporte de contato e violento dentro da sua metodologia, MMA é no tatame para não machucar ninguém, a disciplina é acima de tudo.

Padre de São Salvador há 15 anos, Tiziano Scaccabarozzi disse que sem dúvida o projeto é importante. “O espaço que cria a possibilidade de trabalho é pouco, com isso dá mais chance de ir para as ruas, não sei avaliar quantos do poder público estão abraçando esta causa, mas deveria ser uma grande preocupação para todos, porque a grande parte dos presidiários é abaixo de 30 anos, isso é sinal que no âmbito educativo é bastante, este índice. A proposta de drogas é enorme, este trabalho no imediato não dá retorno, mais a longo prazo, a gente percebe a diferença. Trabalho não feito, deixa consequências grandes na sociedade”, explicou o padre. padre tiziDiretor de escola há muitos anos, o professor e agora vereador em Palmeirópolis, Daniel Rosa disse que, Santos foi parceiro dele no Colégio Carolina, e que ele trabalha com pessoas mais vulnerável, trabalha com paixão e sem ganhar nada com isto. “Se todos os prefeitos se organizarem com os projetos do município como Rede do Bem por exemplo, pode encaixar e fazer uma parceria neste trabalho do Santos. “Temos um projeto como professor para ajudar nesta área que é muito importante à sociedade, vamos estar desenvolvendo não como vereador, mas sim como professor”, explicou. danielO trabalho em Jaú do Tocantins por enquanto está suspenso, o professor alega falta de interesse do prefeito daquela cidade. Questionado pelo jornal, Onassys disse que ainda não foi procurado para um diálogo sobre o projeto, mais gostaria de sentar para entender os detalhes do assunto e depois dá uma resposta.

VEJA MAIS FOTOSdenicriançasmais crincrianmeninosdani

Da redação