Homem é condenado em Palmeirópolis por matar esposa com um facão

Justiça condena homem pelo crime de feminicídio.

O Ministério Público Estadual (MPE) obteve na quarta-feira, 05, a condenação de Romilton Ferreira Lima, a 17 anos e nove meses de prisão pelo crime de feminicídio.

Romildo, de 45 anos, foi levado a Júri Popular pelo assassinato da sua companheira, Maria Valda Costa da Gama Alves, cometido em agosto de 2016.

De acordo com a denúncia criminal apresentada pela Promotoria de Justiça, a vítima foi morta com golpes de facão, na residência do casal, localizada no reassentamento Piabanha II, em São Salvador do Tocantins, após uma briga do casal, em virtude de Maria Valda ter decidido ir embora para Porangatu (GO) a fim de realizar tratamento médico.

No júri, a Promotora de Justiça Bartira Quinteiro manteve as alegações no termos da denúncia de que o crime aconteceu por motivo torpe, desprezível, repugnante e decorrente de ciúme.

A Promotora também reforçou que o crime ainda foi cometido por motivações de gênero, tendo em vista que a violência ocorreu no ambiente doméstico e familiar, presentes a relação íntima de afeto e a vulnerabilidade do sexo feminino.

Femicídio ou feminicídio é um termo de crime de ódio baseado no gênero, amplamente definido como o assassinato de mulheres.

Por Denise/MPE

Em Jaú do Tocantins homem morre eletrocutado dentro de igreja

Ele foi socorrido por frequentadores da igreja, mas morreu antes de chegar em Gurupi.

Um homem morreu eletrocutado dentro da igreja Assembleia de Deus, em Jaú do Tocantins, nesta sexta-feira (8).

De acordo com relatos, por volta das 7:30 da noite, Danilo Alves Varandas de 24 anos, foi organizar o som para iniciar o culto quando sofreu uma descarga elétrica.  

A suspeita é de que ele tenha sofrido uma parada cardíaca no momento do choque.

Danilo era operador de som (sonoplasta), e cantor evangélico, morava em São Valério do Tocantins e tinha ido a Jaú apenas para participar do Congresso de jovens que começava ontem (8) de dezembro.

Segundo informações, a igreja estava lotada para começar os trabalhos, quando de repente Danilo caiu, um senhor percebeu e tirou o fio da tomada.

Ele foi socorrido com vida e levado para o hospital de Gurupi, mas morreu antes de chegar ao local. A equipe médica de Jaú tentou reanimar, mas não obteve sucesso.

Danilo era funcionário público e de uma das famílias mais tradicionais de São Valério, (Família Varandas), era filho de Nilo Varandas. Era recém-casado com Silvia Fernandes e não tinha filhos, dedicado à igreja e muito alegre.

O pastor da Igreja Assembleia de Deus de Jaú do Tocantins, Josafá Gonçalves de Oliveira e pastora Dinalva Campos, transmitem os sentimentos a família enlutada.  O pastor cancelou o evento deste final de semana para apoiar a família.

São Valério e Jaú do Tocantins estão de luto pela tragédia.

O vereador de Jaú do Tocantins, Osvaldo Mendes dos Santos (Osvaldinho), também transmite nota de pesar à toda família e a cidade de São Valério.

Da redação

Bombeiros arrombam apartamento para combater fogo causado por ferro de passar

Princípio de incêndio foi em um residencial no centro de Palmas. Além do equipamento, fogo destruiu tábua usada para passar e algumas roupas.

Um ferro de passar esquecido na tomada causou um incêndio em um apartamento na tarde desta quarta-feira (6) na quadra 304 Sul, em Palmas.

A fumaça provocada mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros e eles precisaram arrombar o apartamento, no 7º andar de um residencial, para combater as chamas. Ninguém ficou ferido.

Segundo os bombeiros, a hipótese é de que o equipamento tenha sido esquecido ligado na tomada.

Além do ferro, o fogo queimou a tábua de passar, que era de madeira, e algumas peças de roupa. Por medida de segurança, os elevadores do prédio foram isolados.

O Corpo de Bombeiros alertou para os cuidados com acidentes domésticos. A recomendação é para que o aparelho seja desligado se surgir algum imprevisto enquanto o morador estiver passando roupas.

“Geralmente quando a pessoa está passando roupa e algo faz que com ela desvie a atenção, o ferro fica ligado em cima da tábua. Desta vez foi apenas um susto, mas se não tivéssemos sido acionados a tempo o prejuízo poderia ser maior”, explicou o capitão Douglas Brito.

G1/Tocantins

Soldado do Exército e outros dois são presos suspeitos de explodir caixa de universidade

Segundo a polícia, a suspeita é que soldado tenha dado apoio na fuga dos criminosos usando uma moto aquática. Com os suspeitos, foram encontrados R$ 19 mil.

Municípios do Tocantins recebem R$ 57 milhões de FPM extra nesta quinta-feira

Cofres municipais recebem 1% adicional do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Os 139 municípios tocantinenses receberão nesta quinta-feira, 07, o adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) conquistados pelos movimentos municipalistas por meio da aprovação das Emendas Constitucionais 55/2007 e 84/2014. Essas medidas alteraram o artigo 159 da Constituição Federal e elevaram, gradativamente, os recursos repassados pela União para o Fundo. As prefeituras do Tocantins compartilharão o montante previsto de R$ 57.305.711,23, distribuídos conforme o coeficiente de cada município.

A previsão dos valores foi divulgada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), que realizou estudos com base em informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), por meio do Relatório de Avaliação Fiscal e Cumprimento de Meta. Segundo a CNM, a capital Palmas deve receber cerca de R$ 11 milhões, Araguaína cerca de R$ 3 milhões e Gurupi aproximadamente R$ 1,2 milhões.  Dos 139 municípios tocantinenses, 111 possuem população abaixo de 10.188 habitantes, com coeficiente de FPM em 0,6, o que leva cada cidade a receber individualmente R$ 269.090,69, que é o caso de Palmeirópolis.

Clique aqui e veja os valores. 

Precaução

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, prega precaução aos gestores na utilização dos recursos. “Em quase todos os meses de 2017 houve frustração de receitas nas finanças municipais, o que acarretou no desequilíbrio das contas neste fim de ano. O recurso adicional pode contribuir para amenizar a situação financeira dos Entes locais, sem dificuldades para o fechamento de contas das prefeituras. Os gestores devem priorizar o pagamento do 13° salário dos servidores e eventuais dívidas com fornecedores”, destaca Mariano, ao frisar que o FPM extra deve incorporar a Receita Corrente Líquida (RCL) do Município e, consequentemente, deve-se aplicar os limites constitucionais em saúde e educação.

O prefeito de Paranã, Fabrício Viana, revelou que o recurso de R$ 358.787,59, previsto a ser creditado nos cofres do Município será utilizado para o pagamento de contas. “Temos o planejamento de aplicar parte do recurso na complementação da verba destinada a pagar o 13° salário dos servidores comissionados, bem como no pagamento de contas e investimentos na educação e saúde. O recursos foi fundamental aos Municípios, pois deu folego aos gestores para encarar os desafios que surgirão no próximo ano”, afirma Viana, que paga o 13° dos servidores efetivos na data do aniversário de cada um.

Fábio Vaz prefeito de Palmeirópolis, disse que usará o dinheiro para pagar o 13º terceiro dos funcionários. 

Entenda o 1%

Os Municípios recebem todos os anos nos meses de julho e dezembro 1% da arrecadação de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) referente aos 12 meses anteriores ao mês do repasse. A ATM explica que o FPM é composto de 22,5% da arrecadação desses tributos repassados a cada decêndio e distribuídos de forma proporcional de acordo com uma tabela de faixas populacionais. Cabe destacar que, de acordo com a redação da emenda constitucional 55/2007, o 1% adicional do FPM não incide retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Associação Tocantinense de Municípios – ATM

 

 

Asfalto cede e engole metade de caminhão em quadra no centro de Palmas

Incidente ocorreu em rua da quadra 304 Sul. Funcionários da concessionária de água informaram que tubulação rompeu, mas problema foi consertado.

O asfalto do retorno de uma rua da quadra 308 Sul, na região central de Palmas, cedeu e engoliu parte de um caminhão na tarde desta segunda-feira (4). Um registro feito do local viralizou na web e os internautas brincaram sobre a qualidade da malha asfáltica na cidade.

“Isso que é um asfalto de qualidade. Uma terraplanagem de primeira”, comentou um internauta. “Eita, que asfalto maravilhoso é este gente [sic]. Merece muitos aplausos, né?”, brincou uma jovem.

O registro foi feito no início da tarde desta segunda-feira (4). O caminhão foi retirado e o motorista não foi encontrado no local para comentar como aconteceu o acidente.

Uma equipe da empresa BRK que estava no local contou que uma tubulação rompeu. Após fazer o conserto, os funcionários fecharam o buraco.

A Prefeitura de Palmas também foi questionada sobre o caso, mas ainda não respondeu.

Buraco foi fechado por empresa concessionária de água (Foto: Patrício Reis/G1)

G1 Tocantins

Turma do 5º ano (B) de escola municipal em Palmeirópolis vence a gincana do meio ambiente

Alunos realizaram gincana em defesa do Meio Ambiente.

A 1ª gincana do Meio Ambiente da Escola Municipal Elda Silva Barros, foi encerrada nesta sexta-feira (1º) e surpreendeu as lideranças pela quantidade de material reciclável recolhido durante a coleta.
Professora Rosirene Moreira fazendo a abertura do evento

A gincana foi realizada dentro do Projeto Piloto de Coleta Seletiva, feito pela prefeitura municipal, em parceria com secretaria de educação, Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Palmeirópolis e Região – ACOMP e Engie Brasil Energia.

O projeto teve início no mês de maio e finalizou nesse final de semana (1º) em Palmeirópolis. O projeto envolveu todos os alunos do 5º ano do ensino fundamental de Palmeirópolis e também de São Salvador e Paranã.

O desafio dos participantes era conseguir a maior quantidade de lixo seco, que posteriormente foi encaminhado a ACOMP, para beneficiamento e reaproveitamento.

Os materiais foram recolhidos ao longo de vários meses, e na manhã de sexta-feira aconteceu o evento para premiar a turma vencedora.

Quem ficou em 1º lugar foi o 5º ano (B) da escola Elda Silva, tendo como professora Adélia Barros. Enivaldo Rodrigues foi o pai que mais se envolveu no projeto, foi o maior motivador da coleta. Sua filha Sophia Silva, disse que o projeto foi importante para ela descobrir o tanto de lixo que as pessoas acumulam e jogam na natureza.Bruna P. dos Santos,Ana Caroline Silva, Sophia S. Rodrigues, Julia Machado, Anna Carolynne Constantino.

Ela e sua turma foi responsável por 90 por cento da coleta, por isso tiraram em primeiro lugar coletando cerca de 3.209 kg.Turma vencedora 5º ano B da professora Adélia Barros

O segundo lugar ficou com turma da professora Eliene, o 5º ano (A), 1085 kg, e em terceiro lugar 73 kg, professora Dirlene, 5º ano C.

A professora Adélia Barros abraçou a ideia e juntamente com a turma batalharam pela vitória.  Ela disse que todos nós somos reprodutores de lixo e aprendeu muito no decorrer do trabalho.Professora Adélia Barros, Sophia Silva e Adriano Diniz Baldissera.

A quantidade de material reciclável surpreendeu até mesmo os organizadores.

Além de papel e papelão, foram recolhidos outros materiais como plásticos e o alumínio. Todo material foi pesado e a turma vencedora ganhou brindes e a escola recebeu um conjunto de coletor seletivo de resíduo e uma mesa de ping pong.Professora Rosirene Moreira e Adriano Diniz

O projeto visou alertar os alunos e a comunidade sobre as graves consequências do descarte incorreto de lixo, provocar discussões que possam gerar, futuramente, ações que tragam benefícios para a coletividade na cidade de Palmeirópolis e região; e permitir que os alunos tenham vivência prática em sustentabilidade e protejam o meio ambiente.

Conscientizar as crianças para a importância da coleta seletiva e da reciclagem de materiais, a fim de evitar o grande volume de resíduos que vão parar nos aterros sanitários.

Prestigiando o evento o prefeito Fábio Vaz acompanhado da primeira dama Ana Paula, estiveram parabenizaram a todos pela iniciativa do projeto.O secretário de Meio Ambiente do município, Jean Carlos disse que viu uma semente sendo plantada em cada participante, ficou um grande conhecimento para a turma e suas famílias que vai gerar qualidade de vida.

Secretário do Meio Ambiente Jean Carlos e a Engenheira Florestal Jessica Thais Cangussu,

A coordenadora da escola Elda Silva Barros Rosirene, junto com sua equipe deu total apoio ao projeto. Na ação junto aos moradores, os estudantes do Elda conseguiram arrecadar mais de 4 mil quilos de materiais recicláveis. 

Aproximadamente (60) famílias em Palmeirópolis vivem da coleta de lixo reciclável. Quem quiser fazer parte deste projeto procure um ponto de entrega dos resíduos e ajude famílias. 

Além de pais, estiveram presentes os Engenheiros Agrônomos Josimar Costa Furlan e Adriano Diniz Baldissera, Marcelo Oliveira gerente de Usina na ENGIE Brasil Energia, Rosirene Moreira diretora do Elda Silva Barros, Jéssica Cangussu Engenheira Ambiental, Prefeito Fábio Vaz e primeira dama Ana Paula Vaz, secretário de Meio Ambiente do munícipio Jean Carlos Pereira, Lucimar Tavares representando a secretaria de educação, professores local e equipe da escola. D redação

Baile da terceira idade anima idosos de Palmeirópolis

Animação e forró tomou conta dos “jovens” da terceira idade de Palmeirópolis.

 

Ampliar a cada dia o atendimento aos idosos, dando condições de atividades e qualidade de vida é o principal objetivo da Prefeitura Municipal de Palmeirópolis, por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social e CRAS – Centro de Referência em Assistência Social.

A coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, conhecido como (Centro do Idoso), Iraildes Gomes, destacou que os encontros com o grupo da terceira idade têm por objetivo compartilhar alegrias, afeto, amor, criar oportunidades para desenvolvimento de novas habilidades e competências. Trabalhar a autonomia e a independência, propiciando suporte emocional e motivado para esta etapa da vida.Coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, Iraildes Gomes.

“É uma alegria e um prazer estar aqui há anos e poder compartilhar este momento de muita alegria, dança, esporte e diversão com todos, é importante promover atividades sociais para as pessoas da terceira idade, principalmente o forró, pois eles adoram e podem sair da ociosidade”, conta a coordenadora Iraildes. Ela ainda elogiou toda equipe que trabalha em prol da realização dos eventos.

Ela se emocionou ao falar dos idosos falecidos que passaram pelo Centro de Convivência. Disse que “cria um vínculo afetivo, uma família, difícil não se emocionar”.

Para a coordenadora Iraildes Gomes, sem dúvida, o baile é o que eles mais gostam e ressalta. “Estamos terminando o ano proporcionando muita festa e alegria para nossos queridos idosos, fizemos muitas atividades recreativas este ano, mas o baile é a preferência de quase todos, vamos continuar durante todas as férias, aqui não vai fechar”.

“Em busca de saúde e diversão”. Foi essa a temática do encontro desta quarta-feira, uma confraternização a todos que participam do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Palmeirópolis.Animação tomou conta do Baile, com casais dançando forró coladinhos, ou, até mesmo, mulheres com mulheres no salão. Não importava se tinha ou não alguém para tirar para dançar. Animados, a vontade de confraternizar era o que mais importava para os convidados. O forró alegrou e levou todos ao arrasta-pé.

Seu Francisco Regis (Chiquinho), “um dançarino de primeira”, só parou rapidinho para a entrevista, mas logo voltou animadíssimo para o salão. Ele disse que não perde uma festança, que faz parte do grupo da melhor idade e que participa das festas e todos os encontros. “Onde tem festa eu vou, gosto mesmo é de dançar e me divertir, e este forró aqui está bom demais, vou dançar até terminar”, disse ele, animado.Dona Maria Gomes Barros, com seus bens conservados 73 anos, participa há cinco anos e disse que as atividades renovaram sua vida. “Descobri que fazer as atividades aqui é uma terapia, a hidroginástica é o que eu mais gosto. Fazemos amizades, conversamos, revemos os amigos, que as vezes morando na mesma cidade dificilmente a gente vê, aqui encontramos e batemos um papo. a Paula trata bem, abraça, é carinhosa, hoje me sinto mais feliz”, ressaltou Maria.

Dona Maria Gomes Barros

O casal Ermínia Alves Telles e Marcelino Pereira Telles, frequentadores do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, disse participar de todas as atividades e que o baile é a preferência do casal, principalmente este, onde eles podem dançar coladinhos o forró. “A festa está linda, a música está ótima, viemos preparados para dançar até o final”, disse dona Ermínia sorrindo.

Dona Ermínia Telles e seu esposo, Marcelino Pereira.

A primeira Dama, Assistente Social Ana Paula Vaz, foi muito elogiada tanto pela equipe, como pelos os idosos. Ela não pôde estar presente no baile por estar viajando a Palmas, mas ressaltou que logo será construído o barracão, aberto, (para ventilar), com palco, um espaço para outros divertimentos, tudo se ajustando para atender melhor cada um.A coordenadora Iraildes Gomes é pioneira no trabalho em Palmeirópolis, desde que fundou o Serviço de Convivência em 2002 ela é coordenadora, se mudou, mas logo retornou a função. De lá para cá tem notado o crescimento do número de pessoas cadastradas. Hoje aproximadamente 182 pessoas são atendidas no local.

Depois de um delicioso jantar a música ficou por conta de Dudu do Forró e banda  que abrilhantou e fez a galera dançar até meia noite.

Veja mais fotos

Da redação

A convite do Sebrae o prefeito de Palmeirópolis participa do VIII Fomenta

Fomenta Nacional aproxima gestores públicos das pequenas empresas.

O prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz foi convidado a participar do VIII Fomenta Nacional – oportunidades para os pequenos negócios nas compras governamentais, que foi realizado em Brasília-DF, esta semana, nos dias 28 e 29 de novembro.

Presidente do Sebrae Tocantins Pedro Ferreira, prefeito de Palmeirópolis Fábio Vaz, prefeito de Santa Rosa Ailton Araújo.

Fábio Vaz e mais cinco (5) gestores foram convidados pelo Sebrae a representar o Tocantins no evento.

O Fomenta Nacional é realizado para aproximar os setores público e privado e fortalecer a participação dos pequenos negócios no universo das compras públicas.

A programação foi composta de palestras, painéis, oficinas, seminários temáticos e internacionais, apresentações de casos de sucesso, além do encontro de oportunidades realizado entre pequenos negócios fornecedores e gestores públicos.

O prefeito Fábio Vaz é considerado uns dos melhores gestores do Brasil e já concorreu a final do prêmio Sebrae de empreendedorismo no Tocantins. “Fiquei muito feliz com este convite do SEBRAE e com muito prazer participei deste evento que é um incentivo para os pequenos negócios e uma oportunidade para nós gestores nos aprimorarmos e trocarmos experiência” destacou Fábio Vaz.

O encontro teve a participação de 18 Estados da Federação, com empresários de pequenos negócios, gestores públicos, lideranças empresariais e presidentes de comissões de licitações. A realização é uma parceria entre o SEBRAE, o Governo do Distrito Federal e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Além do prefeito de Palmeirópolis, participaram do VIII encontro de Oportunidades para Micro e Pequenas Empresas nas Compras nas Compras Governamentais-Fomenta os consultores do Sebrae Tocantins, os prefeitos de Colinas, Araguatins, Santa Rosa, Almas, Fátima e Palmeirante.

O evento teve objetivo de promover a participação dos pequenos negócios no fornecimento para a administração pública.

No Tocantins existem 85 mil pequenos negócios, os quais atuam como propulsores da economia e do desenvolvimento estadual. Mesmo sendo numeroso, o contingente de pequenos negócios que atuam como fornecedores do governo ainda é pequeno.

“Além de contatos e identificação de novas oportunidades de negócios, o Fomenta possibilitou a disseminação de regras e procedimentos técnicos para acesso a mercados de compras governamentais. Também esperamos sensibilizar gestores públicos e compradores sobre a importância da participação dos pequenos negócios nas aquisições públicas e criar um ambiente favorável para troca de informações e interação entre compradores e potenciais fornecedores do governo”, explicou o analista técnico do Sebrae Alex Veras.

Diante de 1.600 pessoas, entre empresários e gestores públicos, o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, convocou gestores públicos e tribunais de contas para fazer valer a Lei Geral, que determina tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas nas compras governamentais. O discurso de sensibilização ocorreu nesta terça-feira, durante a abertura do VIII Fomenta Nacional, em Brasília.

São parceiros do Sebrae na realização do evento o Ministério de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SEMPE) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. 

Da redação

Ricardo Ayres vai propor nomes em vez de números para avenidas da capital

De início, a nova nomenclatura vai ser utilizada em avenidas criadas na região sul com a Revisão do Plano Diretor; a mudança dos nomes de avenidas antigas pode entrar na discussão.

O secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano de Palmas, Regularização Fundiária e Serviços Regionais, Ricardo Ayres, convocou para esta quarta-feira, 29, os membros que compõe o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação para participarem de reunião que discutirá a nomenclatura de futuras avenidas instaladas em Palmas.

Ricardo disse que defende o nome de pessoas e de “coisas” para nomear avenidas que serão construídas na região sul a partir da “Revisão do Plano Diretor”.

“A Revisão do Plano Diretor prevê a criação de avenidas na alça viária Sul, e que em razão disso, vamos fazer uma reunião para debater o assunto. Em vez de dar números, dar nomes as avenidas” ressaltou o secretário.

Ricardo sinalizou, ainda, que por se tratar de um momento que em que a atualização do plano diretor será debatida, a comissão deve discutir a mudança de números das avenidas existentes, também, para nomes ou coisas.

Segundo o secretário, para “facilitar mais os endereços”. Sobre possíveis nomes, relatou que sua equipe já recebeu algumas sugestões.  

T1noticias