Se você acha que a inflação no seu bolso pesou mais, leia aqui como especialistas explicam isso.

A carne vermelha levou a fama de grande vilã da inflação nos últimos meses, mas outros produtos comuns no dia a dia do brasileiro —como feijão carioca, loteria e alho— subiram ainda mais que a carne no ano passado, em termos percentuais. O IBGE divulgou que a inflação de 2019 foi de 4,31% e ficou dentro da meta do governo. 

As carnes em geral acumularam alta de 32% em 2019. O feijão carioca subiu 56%. Os jogos de azar ficaram 40,36% mais caros. O alho teve alta de 33,5%. Considerando os diferentes cortes de carne, a maior alta foi da capa de filé (+39,41%), seguida do acém (+36,22%), da costela (+35,07%) e do patinho (+33,85%).

Veja os vilões da inflação, que subiram mais de 30% em 2019:

feijão branco: +98,21%

feijão carioca: +55,99%

banana da terra: +46,02%

jogos de azar: +40,36% c

apa de filé: +39,41%

acém: +36,22%

costela: +35,07%

patinho: +33,85%

chã de dentro: +33,68%

alho: +33,50%

alcatra: +33,30%

carnes em geral: +32,40%

feijão fradinho: +32,15%

pá (corte de carne): +32,11%

peito (corte de carne): +31,67%

filé mignon: +31,48%

contrafilé: +30,33%

lagarto comum: +30,22%

Os dados são da inflação oficial, medida pelo IPCA, e foram divulgados nesta sexta-feira (10) pelo IBGE.

fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here