De acordo com a Polícia Militar, o pai do colega de Alifer, que era dono do revólver, era foragido por um homicídio e foi preso pela corporação, em Santa Helena de Goiás.

O estudante Alifer Gomes da Silva, de 12 anos, morreu, na quinta-feira (8), depois de ser baleado enquanto brincava com uma arma na casa de um amigo, em Santa Helena de Goiás, na região sudoeste do estado.

De acordo com a Polícia Militar, o pai do colega de Alifer, que era dono do revólver, era foragido por um homicídio e foi preso pela corporação.

O adolescente chegou a ser socorrido pelo avô, mas morreu a caminho do hospital. Segundo a avó do adolescente, a dona de casa Marli Rosa da Silva, o menino era filho único.

“Está sendo muito triste. Meu neto, minha filha só tinha um. Eu não estou suportando a dor”, disse, emocionada.

O caso ocorreu na tarde de quinta-feira. Segundo a PM, Alifer brincava na casa de um vizinho da mesma idade quando os dois pegaram a arma em um guarda-roupas da casa e começaram a manuseá-la. O disparo ocorreu, segundo a corporação, quando o adolescente pegou a arma para mexer. O garoto foi atingido no tórax.

Em entrevista à TV Anhanguera, o soldado Jean Carlos da Silva disse que a arma, um revólver calibre 38, era do pai do amigo da vítima e não tinha registro.

“Ele disse que possuía esta arma, que era a arma dele. Foi questionado pela equipe se ele tinha o registro, autorização para ter esta arma, ele disse que não tinha. Diante dos fatos, nós conduzimos a arma, munições e todos os envolvidos para realizar os procedimentos de praxe”, disse.

O caso é investigado pela Delegacia Regional da Polícia Civil de Rio Verde, responsável pelo município de Santa Helena de Goiás.

Pai do amigo da vítima, que era dono da arma, foi preso em Santa Helena de Goiás (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

G1 Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here