sábado, agosto 13, 2022

Últimas Notícias

Wanderlei Barbosa exonera núcleo de confiança de Carlesse e causa racha no grupo

Foram exonerados nove secretários das pastas centrais da gestão.

Em menos de uma semana como governador interino do Tocantins, Wanderlei Barbosa (sem partido) fez uma série de movimentações políticas e até sinalizou aproximação com os maiores críticos do governador afastado Mauro Carlesse (PSL), que é o caso da senadora Kátia Abreu (PP).

Um dia depois de ter assumido o governo, Barbosa afirmou que não faria mudanças bruscas na gestão e tranquilizou o secretariado dizendo que o ‘mesmo grupo’ continua à frente do Palácio Araguaia.

Contudo, rompendendo com esse discurso, Wanderlei Barbosa exonerou 9 integrantes do 1º escalão que são os mais próximos de Carlesse, causando um possível racha no grupo. Os nomes foram publicados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (25).

Com a reforma administrativa, Wanderlei Barbosa pretender fazer o alinhamento da gestão com pessoas ligadas diretamente ao seu grupo político.

Entre os exonerados estão nomes importantes do governo Carlesse como Divino Alan, Tom Lyra, Rolf Costa Vidal e Sandro Henrique Armando.

EXONERADOS

  1. Secretário da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços Tom Lyra;
  2. Secretário da Governadoria, Divino Alan;
  3. Secretário de Estado da Comunicação, Élcio Mendes;
  4. Secretário Extraordinário de Assuntos Parlamentares, José Humberto Marques Pereira;
  5. Secretário Extraordinário de Assuntos Parlamentares, Kleiton de Sousa Barbosa;
  6. Secretário de Estado da Saúde, Luiz Edgar Leão Tollini;
  7. Secretário-Chefe da Casa Civil, Rolf Costa Vidal;
  8. Secretário de Estado da Fazenda, Sandro Henrique Armando;
  9. Presidente da Agência de Tecnologia da Informação, Thiago Pinheiro Maciel.

NOMEADOS

  1. Wlademir Costa Oliveira (delegado) – Secretaria de Segurança pública
  2. José Humberto Filho – Secretaria de Parcerias e Investimentos
  3. Joseph Madeira (empresário) – Governadoria
  4. Jairo Mariano (ex-prefeito de Pedro Afonso) – Secretaria da Fazenda (acumulando com a Adetuc)
  5. Afonso Piva de Santana – Secretaria da Saúde
  6. Darci Martins Pinheiro – Secretaria Extraordinária de Assuntos Parlamentares
  7. Carlos Humberto Duarte de Lima – Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços
  8. Marco Aurélio Giralde – Agência de Tecnologia da Informação
  9. Rafael Sulino de Castro foi nomeado para exercer o cargo de Secretário Executivo, da Secretaria da Administração.
  10. Na Casa Civil, assume interinamente Sebastião Pareira Neuzin.
  11. Nenhum nome foi designado para responder pelas Secretaria de Comunicação e pela Secretaria Extraordinária de Ações Estratégicas.

Identidade

Antes de anunciar os novos nomes, o governador Wanderlei Barbosa afirmou que a mudança é necessária para dar nova identidade à sua gestão e em razão de alguns secretários não terem ficarem à vontade para continuar nos cargos após o afastamento de Carlesse.

“Nós temos algumas coisas que precisam ser modificadas até mesmo porque tivemos secretários que não ficaram à vontade conosco e nós temos que trocar. E nós temos também o nosso jeito de fazer. Se for por 15 dias, são 15 dias, se for por um ano, é um ano, se for por cinco, é cinco, mas nós temos os nossos encaminhamentos. Nós também trabalharemos uma identidade para o nosso governo”, afirmou em entrevista à imprensa durante evento na manhã desta segunda-feira (25).

Mais Mudanças

Apesar de ter garantido em seu primeiro dia como governador interino que não haveria ‘caça as bruxas’ durante sua administração, o discurso de Wanderlei, bem como as atitudes à frente do Palácio Araguaia, mudaram rapidamente, o que representa nos bastidores uma ruptura com o governador afastado Mauro Carlesse (PSL).

Wanderlei já vinha dando sinais de insatisfação com Carlesse em razão de nunca ter sido anunciado como candidato à sucessão em 2022 e a situação piorou depois que o próprio Carlesse afirmou que pretendia disputar o 3º mandato. Agora, Wanderlei tem a oportunidade de traçar o seu caminho para a reeleição como governado do Tocantins no próximo pleito.

Apesar de ter trocado o núcleo central da administração, modificando praticamente todos os cargos indicados diretamente por Carlesse, Wanderlei deve fazer mais modificações.

Outra mudança já esperada é a substituição da presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras, Juliana Passarim, que acumula também a função de secretária de Infraestrutura.

Ainda conforme apurado pelo site, Wanderlei deverá conversar com os deputados estaduais que outrora apoiavam incondicionalmente o governo Carlesse, para analisar se mantém ou não as indicações dos parlamentares para algumas pastas e em cargos importantes da administração gestão.

AF Notícias.

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.