terça-feira, janeiro 18, 2022

Últimas Notícias

Saúde reforça a importância do diagnóstico precoce do HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis

Os testes são gratuitos e podem ser realizados em todas as Unidades Básicas de Saúde.

Nesta quarta-feira, 1° de dezembro, quando se comemora o “Dia Mundial da Luta Contra a Aids”, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) reforça a importância da Testagem Rápida do HIV, como também, do uso dos preservativos para a prevenção do HIV/Aids e outras IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Em 2021, até o momento, foram diagnosticados 258 casos de pessoas portadoras do vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana) e 73 casos de AIDS (doença infectocontagiosa já desenvolvida pelo organismo humano), para a qual ainda não existe cura.  O objetivo é promover uma campanha para atingir a maior parte da população por meio das mídias impressas e eletrônicas.

Além da prevenção à Aids, a campanha também aproveita para divulgar a acessibilidade aos testes rápidos mais próximos do usuário da rede pública de saúde, na qual o Estado vem promovendo a formação de novos profissionais habilitados nos municípios para realização da técnica que permite, tanto o diagnóstico do HIV, quanto a avaliação para sífilis e hepatites virais B e C, nas Unidades Básicas de Saúde.

Os testes rápidos estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde da maioria dos municípios do Estado e nos Serviços de Assistência Especializada – SAE (Araguaína, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Gurupi), Centros de Testagem e Aconselhamento – CTA (Araguaína e Palmas).

As ações da campanha estão pautadas no incentivo aos municípios a ofertarem testes-rápidos à população, distribuição de preservativos, palestras educativas, além do incentivo à iluminação de prédios públicos, conforme a Lei nº 13.504 de 07 de novembro de 2017, que institui a Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis.

“Muitos são os esforços empregados pela Secretaria a fim de ampliar a oferta de exames para o diagnóstico precoce da infecção pelo HIV, bem como tratamento em tempo oportuno aos pacientes diagnosticados com HIV/Aids”, avalia a assessora técnica da Área IST/AIDS e Hepatites Virais, Márcia Cristina Alves Brito.

Diagnóstico

O momento do diagnóstico da infecção está diretamente relacionado com o sucesso do tratamento, e consequentemente, com a qualidade de vida da Pessoa Vivendo com o HIV/Aids – PVHIV. Entretanto, a participação dos municípios é fundamental nesse processo, principalmente no que diz respeito à garantia da qualificação dos profissionais, bem como a oferta de uma estrutura mínima para realização dos procedimentos, conforme preconizado. A garantia da realização do diagnóstico pela equipe de saúde da família contribui para gerar vínculo entre paciente e serviço/equipe, permite uma assistência mais efetiva no que se refere a transporte, cuidados básicos, e encaminhamentos a médicos aos serviços de referência que garantirão o melhor acompanhamento, no caso de pacientes que tenham diagnóstico de  HIV.

Secretária de saúde.

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.