quarta-feira, agosto 10, 2022

Últimas Notícias

Criminalidade não dá trégua

População palmense se sente insegura devido aos assaltos constantes a qualquer hora

Os constantes assaltos que estão acontecendo na Capital têm deixado a população insegura até dentro de suas próprias residências, onde os bandidos, sem se preocupar em esconder os rostos, invadem, rendem as famílias, as fazem de reféns e levam tudo o que querem. Os estabelecimentos comerciais também estão na mira dos criminosos, que arrombam, furtam ou roubam até em plena luz do dia.

Somente na última semana, uma cerealista, a casa de um vereador de Palmas e de um pastor foram alvos dos assaltantes. Nos três episódios, os bandidos estavam armados e fizeram todos de reféns. Três suspeitos pelos assaltos a residências foram presos pelas polícias Militar (PM) e Civil (PC).

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano a Polícia Civil registrou cerca de 700 ocorrências só na Capital em crimes contra o patrimônio, que incluem roubos e furtos de veículos, comércios, residências e transeuntes. Em todo o ano de 2015 foram mais de cinco mil ocorrências desse tipo em Palmas.

Arrombamentos

Os comerciantes da região Sul amargam prejuízos por causa dos meliantes, que, na maioria das vezes, durante à noite arrombam os estabelecimentos para saquear produtos e dinheiro. O comerciante e diretor da Associação do Comércio e Indústria (Acipa) Ernesto Pereira Ribeiro, 40 anos, conta que sua loja, localizada na Avenida Perimetral IV, no Jardim Aureny II, nas proximidades do Ginásio Ayrton Senna, foi arrombada quatro vezes somente neste ano. Ele reforçou a segurança e incluiu novas barras de ferro na porta.

Ainda de acordo com Ribeiro, as lojas vizinhas também já foram arrombadas e, inclusive, um restaurante que funcionava no local fechou após ser alvo dos bandidos por três dias consecutivos no início do ano. Já uma loja de parafusos na mesma avenida, os criminosos arrombaram o teto para ter acesso no interior.

Audácia

E a audácia dos bandidos não tem limites. Na Avenida Tocantins, em Taquaralto, um homem entrou em uma loja de roupas após quebrar aproximadamente 1 metro² da parede de alvenaria num corredor que dá acesso à loja. Foram levados bermudas, camisetas, bonés e R$ 645,00 que estavam no caixa, detalhou o gerente Pedro Gomes de Almeida.

Em janeiro deste ano um homem já havia entrado no local.

Na mesma noite, uma loja de cosméticos que fica na Avenida Perimetral, próximo à Avenida Tocantins, foi arrombada, mas com o barulho da porta de vidro caindo ao chão um vizinho escutou e chamou a polícia e o suspeito foi preso.

Repressão

A Polícia Militar (PM) informou que foram implantadas a Força Tática, a qual tem retirado de circulação muitos infratores; a reativação da Patrulha Escolar; a ampliação da rede comunitária de segurança e realização de operações constantes com o apoio do efetivo administrativo.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) foi questionada sobre dados atualizados desses últimos meses e a respeito de quais as medidas para garantir a segurança da população, porém até o fechamento desta edição não havia se manifestado. As polícias não informaram se farão algum tipo de operação para aumentar a sensação de segurança na Capital.

 
economia
economia

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.