Atualmente já se contabilizam 51 vítimas nessa curva, sendo 9 vítimas fatais.

O Presidente da Câmara de Palmeirópolis William Marques de Souza, acompanhado dos vereadores, estiveram em Brasília esta semana, tratando de um assunto polêmico ligado ao município. O principal objetivo é uma solução urgente para o trecho conhecido como, “curva da morte”, ou “apertado da hora”, um local perigoso que tem levado muitos a morte.

Último acidente foi na semana passada, levando a morte do pastor Marcos Antônio de Oliveira de Gurupi.

Segundo os vereadores, já enviaram oficio aos deputados tanto estadual, como federal, pedindo que intercedam na liberação de emendas e busque uma alternativa para aquele trecho.

Segundo o presidente, atualmente as pessoas que necessitam passar pelo local, deslocam apreensivos e com medo. Para o vereador, está tendo um descaso na região, já que vários pedidos, requerimentos, manifestações foram feitos e nada foi resolvido até o momento, apenas colocaram algumas placas de sinalizações que não resolveram nada, porque o principal problema é no alto, no início da ladeira, e quem mais sofre são os caminhoneiros, explica o vereador.

O presidente acrescentou ainda, que apesar dos esforços que vem sendo realizado pelo executivo e legislativo do município para resolver este problema, é preciso buscar parceria junto aos representantes do Estado e também em Brasília. “Estivemos com toda a bancada do Tocantins em Brasília esta semana e eles se mostraram sensível aos problemas que enfrenta o município de Palmeirópolis e se dispuseram a ajudar. “O estado e nossas lideranças não podem ficar apenas se colocando à disposição para ajudar, precisam agir, resolver. Chega de promessas! É hora de agir. Disse o vereador William.

O vereador Fábio Gonçalves lamentou e disse: “Sabemos das dificuldades, mas quando se trata de vidas precisamos correr contra o tempo, porque nossas vidas estão em perigo. Trafegamos pelo local quase todos os dias, a população só usa esta estrada sentido Goiás, nossas famílias também. É fácil chegar em Palmeirópolis de avião e não correr o risco que a população está correndo, as lideranças políticas precisam conhecer de perto o local. A responsabilidade envolve as três esferas do poder, ou seja, federal, estadual e municipal e nada mais justo do que buscar essa ajuda junto ao governo do Estado e também em Brasília através dos nossos representantes, não é hora de politicagem, é hora de união com o mesmo objetivo”, enfatizou o vereador.

Os vereadores pedem providencias no sentido de se criar alguma alternativa viável de engenharia, transformando a “curva da morte” em um trecho seguro para os motoristas da Rodovia TO-387.

Trecho este, bem próximo à cidade de Palmeirópolis, que tem levado muitas pessoas a óbito, localizado a 5 km do centro da cidade.

Atualmente já se contabilizam 51 vítimas nessa curva, sendo 9 vítimas fatais. O trecho é antigo e conhecido por vários acidentes em série. Há muitos anos a população vem fazendo abaixo assinados, buscando uma reforma nessa curva.

A curva fica no pé de uma serra com ribanceira e tem sido alvo de reclamações de moradores devido o perigo e os constantes acidentes.

Todos os vereadores agradecem ao assessor, Wilton Gomes (Fião) pelo apoio. Sempre que vão a Brasila, Fião acompanha de perto a caravana de Palmeirópolis. 

Com o deputado federal Irajá Abreu.

Deputado federal Gaguim, com os vereaodres de Palmeirópolis.

Senador Ataídes Oliveira recebe os vereadores em seu gabinete em Brasilia.

Reunidos com a deputada federal Josi Nunes.

Com assessoria da deputada fereral Dulce Miranda.

Da redação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here