Com trabalho em equipe prefeitura de Palmeirópolis recolheu cerca de 24 toneladas de pneus velhos para reciclagem

Prefeitura fez convênio para retirada e reciclagem de pneus com a empresa há cerca de um ano.

A Prefeitura de Palmeirópolis, através da Secretaria de Meio Ambiente Sema, Urbanismo, Saúde e Administração em parceria com a Reciclanip, uma associação dos fabricantes de pneus do Brasil, realizaram na sexta-feira (5), o serviço de coleta de pneus inservíveis.

Além de cooperar com a limpeza, o recolhimento e destinação adequada deste material, diminui o risco de disseminação do mosquito da dengue, uma questão de saúde pública e que necessita de uma atenção especial.

O objetivo do Convênio da prefeitura com a empresa Reciclanip, é desenvolver ações conjuntas e integradas visando proteger o meio ambiente através da destinação ambientalmente adequada.

Os pneus foram levados à Brasília, onde serão triturados e posteriormente encaminhados para o destino final que é na fabricação de combustível alternativo para as indústrias de cimento, fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, tubos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, além de tapetes para automóveis.

Recentemente surgiram estudos para entender a utilização dos pneus inservíveis como componentes na fabricação de manta asfáltica e asfalto-borracha, processo que tem sido acompanhado e aprovado pela indústria de pneumáticos.

A Reciclanip é considerada uma das maiores iniciativas da indústria brasileira na área de responsabilidade pós-consumo. O trabalho de coleta e destinação de pneus inservíveis realizado pela entidade é comparável aos maiores programas de reciclagem desenvolvidos no país, em especial, o de latas de alumínio e embalagens de defensivos agrícolas.

O projeto teve início em 1999, com o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis implantado pela Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), entidade que representa os fabricantes de pneus novos no Brasil.

Ao longo dos anos, o Programa foi ampliando sua atuação em todas as regiões do País, o que levou os fabricantes a criar uma entidade voltada exclusivamente para a coleta e destinação de pneus no Brasil. Assim, em 2007, surgiu a Reciclanip para consolidar o programa nacional de coleta e destinação de pneus inservíveis. As atividades atendem a resolução 416/09 do CONAMA, que regulamenta a coleta e destinação dos pneus inservíveis.

A principal vantagem do recolhimento destes pneus, além da prevenção da degradação ambiental, é evitar a criação e proliferação de mosquitos transmissores de doenças, como a dengue (Aedes Aegypti) e outras.

A Vigilância Epidemiológica de Palmeirópolis tem desempenhado uma função fundamental na prevenção e controle de doenças em saúde pública. Os agentes de endemias realizaram testes rápidos em vários pacientes, onde foram registrados apenas 5 casos positivos, sendo 3 dengues e 2 zika.

Isso demonstra que a vigilância epidemiológica de Palmeirópolis, vem desenvolvendo um serviço primordial aos meios de prevenção contra essas doenças, como orientação, tratamento dos focos e eliminação dos mesmos.

Diante desses casos, nota uma evolução grande no serviço, pois em anos anteriores, Palmeirópolis esteve quase em situação de endemia. De alguns anos para cá a redução foi grande como demonstra os dados retirados do Sinan.

A prefeitura assinou esse convênio com a Reciclanip e não paga absolutamente nada para a retirada destes pneus do município, apenas a mão de obra de recolher até o galpão.

Da redação/Com informações da SEMA

 

Pensando no meio ambiente prefeitura de Palmeirópolis promove descarte de pneus

Prefeitura de Palmeirópolis realiza coleta de pneus velhos do município.

Pensando na sustentabilidade e na responsabilidade ambiental, a prefeitura de Palmeirópolis, por meio das Secretarias de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Saúde e Urbanismo, firmou convênio com o Programa Reciclanip para dar destinação correta aos pneus inservíveis que estão num deposito.

O objetivo desta ação é evitar que o armazenamento destes materiais poluam o Meio Ambiente e ameacem a saúde pública, pois servem de criadouros de mosquitos transmissores da dengue, febre-amarela e malária.

Da mesma forma, a queima dos pneus produz uma fumaça tóxica que apresenta riscos à saúde.

As 24 toneladas de pneus foram doadas para a Reciclanip de São Paulo, onde serão reciclados e reutilizados para massa asfáltica e alimentação de caldeiras nas indústrias de grande porte em cidades metropolitanas.

Palmeirópolis já é uma cidade credenciada ao Ecoponto, no entanto, devido a quantidade acumulada de pneus que havia no prédio municipal, a empresa Pneus Neto está fazendo a retirada no local.​20170803_153128

Fonte:Ascom/meioambiente