Motorista tenta ligar carro e veículo pega fogo no sul do Tocantins

Apesar do susto, ninguém ficou ferido no incêndio. Suspeita do Corpo de Bombeiros é que pane na parte elétrica causou o fogo.

Um carro pegou fogo no centro de Gurupi na tarde desta quinta-feira (11) quando o motorista tentou ligá-lo. Apesar do susto, ninguém ficou ferido no acidente. O caso foi no cruzamento entre a Rua D e a avenida Alagoas, em frente a um supermercado. O veículo foi completamente destruído pelas chamas.

O Corpo de Bombeiros informou que o incêndio começou na parte elétrica do carro e que a principal suspeita é que uma pane tenha causado o fogo. As chamas foram controladas em 10 minutos pela equipe que compareceu ao local.

G1/TO

Motociclista cai de ponte após bater em buraco e perder controle de veículo

Acidente aconteceu na ponte do setor Itaipú, em Araguaína, norte do Tocantins. Jovem foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e levado para hospital consciente.

O motociclista Pedro Henrique Fernandes da Cruz, de 18 anos, caiu de uma ponte na tarde desta segunda-feira (8) enquanto dirigia pelo setor Itaipú, em Araguaína, norte do Tocantins. A queda foi de uma altura de aproximadamente seis metros.

Idoso morre e mulher fica ferida após pneu estourar e veículo capotar em rodovia do Tocantins

Acidente foi em uma estrada de Colinas do Tocantins. Impacto deixou veículo destruído.

Um homem de 82 anos morreu e uma mulher de 42 ficou ferida após o carro em que eles estavam capotar na TO-335, em Colinas do Tocantins, região norte do estado. O acidente foi nessa quinta-feira (14), depois que o pneu do veículo estourou. O impacto deixou o carro destruído.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem sofreu fraturas e a mulher sentia dores na região do abdômen. O motorista do carro não teve ferimentos.

As duas vítimas foram levados para o Hospital Municipal de Colinas do Tocantins. Por causa da gravidade o idoso foi transferido para o Hospital Regional de Araguaína, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na unidade. 

G1 Tocantins

Ponte ameaça cair e alunos precisam descer de veículo e atravessar a pé no sul do Tocantins

Para evitar acidente, estudantes descem do veículo e atravessam a pé. “É arriscado para a gente passar todo os dias carregando vidas”, diz o motorista.

Uma ponte de madeira é um dos principais acessos para 10 propriedades na zona rural de Gurupi. Mas a estrutura começou a cair e os moradores da região temem que ela caia. O lugar é rota para o transporte escolar e para evitar acidente, os alunos precisam descer do veículo e atravessar a pé.

“Está muito perigoso. É arriscado para a gente passar todo os dias carregando vidas”, diz o motorista Jeciclei Moreira.

Os pais temem que a situação piore. “Eu fico com medo pelo meu filho vir porque é perigoso. Ninguém toma providência. Tem que arrumar porque o trajeto é esse”, reclama Tatiane Xavier.

O pecuarista Dirceu Romera precisa passar pelo local todos os dias e não está mais confiante na estrutura de madeira. “A maioria está podre e a parte de concreto está rachada em baixo. Ela não caiu porque tem um pau atravessado que fica sustentando, senão já tinha caído. Para caminhão pesado é um risco”, diz.

Segundo os moradores da região, a situação da ponte começou a piorar depois que uma viga caiu quando um caminhão tentou passar. O veículo ficou preso e só foi retirado com a ajuda de um trator. O problema pode ficar ainda pior porque outras vigas ameaçam cair, pois estão deterioradas por cupins. Além disso, também há madeiras podres.

A dona de casa Salete do Nascimento não arrisca e desce da motocicleta para atravessar. “Eu sempre desço porque eu tenho medo de cair no buraco”, conta.

Em baixo da ponte tem problema também. Uma das cabeceiras de concreto está rachada e isso tem preocupado o trabalhador rural Jailson Santana. “Tem que fazer alguma coisa, é uma estrada bem movimentada. É um risco porque chega a passar mais de 30, 35 mil toneladas”, afirma.

Em nota, a Prefeitura de Gurupi informou que a recuperação da ponte começará nesta terça-feira (28) e até quinta-feira (30) estará pronta.  

G1/Tocantins

Oficiais alegam que delegado baleado “arrancou” com veículo “desobedecendo ordem de parada”

Marivan da Silva Souza foi atingido com três tiros disparados por policiais militares no sábado.

A Turma de Oficiais do Quadro Combatente divulgou nota em defesa dos militares suspeitos de envolvimento na ocorrência em que o delegado regional de Polícia Civil de Colméia, Marivan da Silva Souza, 39 anos, foi atingido com três tiros disparados por integrantes do Batalhão de Choque (BPCHOQUE). Conforme a nota, o delegado “arrancou” com o veículo “desobedecendo ordem de parada”. O documento diz ainda que repudia as notas publicadas por entidades policiais civis e narra os fatos, segundo os oficiais, “omitidos” até agora sobre a ocorrência na cidade de Guaraí.

Os policiais militares identificados no envolvimento são como Frederico Ribeiro dos Santos, João Luiz Andrade da Silva, Tiago Marinho Duarte Peres e Cleiber Levy Gonçalves Brasilino.

De acordo com a nota, os policiais estavam em diligência na região de Guaraí em virtude do roubo a um carro forte em Presidente Kennedy, na tarde de sexta-feira, 27. As equipes trabalhavam com suspeitas do roubo ter sido cometido por uma quadrilha abordada em Itaporã em janeiro.

A nota dos oficiais ressalta ainda que na manhã de sábado, um chacareiro informou aos policiais militares que na tarde de sexta-feira, data do roubo ao carro forte, indivíduos em uma SW4 branca de vidros escuros e rodas pretas se deslocava sentido Itaporã, tentaram abordar seu filho que que estava em uma caminhonete Ford Ranger, porém ele fugiu com medo de serem os assaltantes;

Ainda conforme a nota, os militares saíram em diligência para Itaporã para averiguar o local onde a quadrilha de roubo a banco havia sido abordada em janeiro, sendo que cerca de 20 quilômetros de Guaraí o veículo SW4, placa PSM 3000, cruzou com os militares em altíssima velocidade indo em sentido à BR-153, momento em que a equipe iniciou a tentativa de alcançá-lo, porém só obteve êxito dentro da cidade de Guaraí;

A equipe então, “convicta de serem os assaltantes”, conforme a nota, deu ordem de parada para o motorista, que arrancou com o veículo desobedecendo, momento em que foram efetuados disparos, de acordo com os oficiais, “com o único intuito de cessar a fuga”. O documento diz que o motorista só parou cerca de 60 metros após os últimos disparos, quando desceu do veículo, gritando: “Sou delegado, o carro não é meu, ele está na minha cautela”.

A nota diz que “em momento algum havia sido informado à Polícia Militar de Guaraí que o veículo abordado com assaltantes a banco havia sido disponibilizado para uso do delegado”.

Sindepol
Embora a nota informe que o delegado dirigia em alta velocidade, nesse domingo, 29, o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Tocantins (Sindepol/TO) afirmou, por meio de nota que Souza estava “em baixa velocidade, desarmado e sozinho, conduzindo uma viatura descaracterizada”. O Sindepol diz que, de acordo com as investigações, “os militares efetuaram os disparos de dentro do veículo que conduziam sem antes se identificarem como militares e sem ao menos averiguar quem se encontrava no automóvel à frente (conduzido pelo delegado)”.

“Ação como essa é o reflexo de atos ilegais que são praticados de forma costumeira pela Polícia Militar do Estado do Tocantins, contrariando Recomendação do Ministério Público do Estadual. Isso demonstra ainda o perigo para a sociedade da atuação de um órgão armado extrapolando suas funções constitucionais”, afirma na nota a presidente do Sindepol, Cinthia Paula de Lima.

Prisão preventiva
O juiz plantonista em Guaraí, que não teve o nome divulgado, decretou no sábado a prisão preventiva dos militares Frederico Ribeiro dos Santos, João Luiz Andrade da Silva, Tiago Marinho Duarte Peres e Cleiber Levy Gonçalves Brasilino. O mandado foi expedido e cumprido ainda na noite de sábado e os policiais foram encaminhados para o Quartel da PM em Guaraí.

Entenda o caso
O delegado regional de Polícia Civil de Colméia, Marivan da Silva Souza, 39 anos foi atingingido com três tiros dado por policiais militares. Um dos tiros atingiu de raspão a cabeça, um segundo, na mão, e outro arrancou parte da orelha.

Souza recebeu os primeiros socorros no Hospital Regional de Guaraí e foi transferido para uma unidade de saúde particular em Palmas.

Leia a íntegrada da nota dos oficiais:

“Nota pública sobre a ocorrência envolvendo a PMTO e um delegado em Guaraí

A Turma de Oficiais do Quadro Combatente (Aspirantes 2007), vem a público REPUDIAR as notas publicadas por entidades policiais civis, e ESCLARECER os fatos omitidos até agora sobre a ocorrência na cidade de Guaraí-TO, onde por fatalidade um Delegado da Polícia Civil foi ferido em uma abordagem feita por policias do Batalhão de Choque.

Como ocorreram os fatos
1- O Batalhão de Polícia de Choque (BPCHOQUE) é uma unidade de elite da PMTO com jurisdição em todo o Estado, cujas funções são de preservação e restauração da ordem
pública, inclusive nos casos de roubo a Instituições financeiras no Estado;

2- A equipe do BPCHOQUE estava em diligência na região de Guaraí em virtude do roubo a um Carro Forte em Presidente Kennedy, na tarde do dia 27 (sexta-feira);

3- As equipes de serviço no local trabalhavam com suspeitas do roubo ter sido cometido por uma quadrilha de roubo a bancos abordada na cidade de Itaporã-TO no mês de janeiro, onde na abordagem foi localizado um veículo SW4, cor branca, placa PSM 3000;

4- Na manhã do dia 28, a equipe do BPCHOQUE foi informada por um chacareiro que no fim da tarde do dia anterior (data do roubo ao Carro Forte), indivíduos em uma SW4 branca de vidros escuros e rodas pretas a qual se deslocava sentido Itaporã, tentaram abordar seu filho
que estava em uma caminhonete Ford Ranger, porém o mesmo fugiu com medo de serem os assaltantes;

5 – Sabendo do ocorrido as equipes saíram em diligência para a cidade de Itaporã para averiguar o local onde a quadrilha de roubo a banco havia sido abordada em janeiro, sendo que aproximadamente a 20km de Guaraí o veículo SW4, placa PSM 3000, cruzou com a equipe do BPCHOQUE em altíssima velocidade indo em sentido à BR 153, momento em que a equipe iniciou a tentativa de alcançá-lo, porém só obteve êxito dentro da cidade de Guaraí;

6- A equipe então, a qual usava colete balístico com a descrição da PMTO de forma ostensiva, convicta de serem os assaltantes, deu ordem de parada para o motorista, o qual arrancou com o veículo desobedecendo a ordem legal, momento em que foram efetuados disparos com o único intuito de cessar a fuga;

7- O motorista só parou cerca de 60 metros após os últimos disparos, momento em que desceu do veículo, gritando: “sou delegado, o carro não é meu, ele está na minha cautela”;

8- Ressalta-se que em momento algum havia sido informado à Polícia Militar de Guaraí que o veículo abordado com assaltantes a Banco havia sido disponibilizado para uso do delegado;

9 – Após ser identificado, a equipe do BPCHOQUE de imediato iniciou o socorro ao delegado, inclusive sendo auxiliada por uma enfermeira que estava próxima ao local;

10- Ao chegar a Viatura da cidade, o delegado foi colocado pelos integrantes do BPCHOQUE em seu interior e deslocaram para o hospital em continuidade à prestação de socorro;

11- No hospital, a equipe do BPCHOQUE se encontrou com o Comandante do 7o BPM, e se apresentaram voluntariamente se colocando à disposição da justiça militar;

12- Ao sair do hospital a equipe do BPCHOQUE se deslocou novamente ao local da abordagem a fim de preservá-lo, onde verificaram que objetos do Delegado haviam sido retirados do veículo por um policial civil, o qual, devido a este fato, foi qualificado na ocorrência;

13- Em seguida, os Policiais Militares do BPCHOQUE se deslocaram para o quartel do 7o BPM, onde permaneceram até o término do procedimento judiciário militar, na presença da Corregedoria da Corporação, ocasião em que os militares prestaram depoimento e entregaram suas armas para perícia;

Sobre a prisão preventiva
Quanto à Prisão Preventiva decretada em desfavor dos Policias Militares, esta turma acredita que a mesma não preenche os requisitos legais conforme o ordenamento jurídico brasileiro razão pela qual merece ser revista, caso contrário ficará a sensação de que os militares estão presos pelo simples fato de serem POLICIAIS MILITARES, visto que o mesmo tratamento não foi dado em ocorrências ainda mais graves envolvendo outras forças policiais.

Da conduta e capacidade dos policiais militares envolvidos no fato
Os policiais militares lotados no Batalhão de Polícia de Choque possuem cursos especializados de altíssimo nível, tendo comportamento excepcional, e possuem uma rotina diária de treinamento, que os capacitam para atuarem nas ocorrências de maior complexidade de forma técnica e profissional.

O capitão PM Cleiber Levy é um oficial de conduta exemplar, respeitado e querido em todas Unidades nas quais já trabalhou, casado, com dois filhos, pastor evangélico, instrutor dos Cursos de Rotam, Giro, GOC, e Força Tática, tendo contribuído com a formação de mais de 1000 policiais militares da PMTO desde seu ingresso na corporação, sendo integrante desta Turma de Oficiais, e admirado por sempre atuar de forma técnica e profissional.

Por fim, lamentamos a fatalidade ocorrida, desejando uma excelente recuperação ao Delegado Marivan Silva Souza, ressaltando a confiança na condução sensata da situação pelo judiciário e pelos comandantes das Instituições envolvidas e acreditando na capacidade de haver uma relação harmoniosa entre a Polícia Militar e Polícia Civil, visto que o conflito entre estas forças em nada contribuem para o bem estar da sociedade tocantinense.

Palmas, 29 de outubro de 2017.”

Site:Clebertoledo

Duas pessoas morrem afogadas após veículo sair de pista e cair em represa

Vítimas ficaram presas no carro, que ficou submerso. Acidente foi em uma estrada vicinal de um assentamento em Araguacema, na região central do Tocantins.

Alex Cândido Gomes, de 32 anos, e Leandro Martins de Sousa, de 24, morreram após o carro em que eles estavam cair dentro de uma represa. O acidente foi em uma estrada vicinal que dá acesso à TO-348 em um assentamento de Araguacema, na região central do Tocantins. A perícia informou que o veículo ficou submerso na água. As vítimas ficaram presas e morreram afogadas.

Segundo a Polícia Militar (PM), o acidente ocorreu na madrugada desta segunda-feira (4) perto de uma curva. A perícia disse que o motorista pode ter perdido o controle do veículo por dirigir embriagado ou dormir ao volante. Um laudo vai confirmar as causas do acidente.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Paraíso do Tocantins.

G1/TO

Adolescente de 14 anos é flagrado dirigindo na BR-153, próximo a Morrinhos

Além dele, no veículo em péssimo estado de conservação, estava um senhor completamente embriagado

Um menor de 14 anos foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) conduzindo um VW Passat, na BR-153, próximo a Unidade Operacional de Morrinhos. Além dele, no veículo, estava um senhor completamente embriagado.

O flagrante aconteceu neste domingo (5). O veículo chamou a atenção dos policias por estar em péssimo estado de conservação e, quando foi parado, para a surpresa dos agentes, estava sendo conduzido por um adolescente e, junto com o ele, estava um senhor de 51 anos, visivelmente embriado, que se identificou como tio do garoto.

Segundo o adolescente, ele e o tio estavam em um povoado chamado Rancho Alegre e o tio teria pedido para que ele conduzisse o veículo até a cidade de Morrinhos, que fica a 20 quilômetros do rancho, alegando que seria melhor que a polícia flagrasse o garoto dirigindo do que ele, que estava embriagado.

Além das multas aplicadas por má conservação, tanto a documentação do veículo quanto a carteira de habilitação do senhor, estavam vencidos há 2 anos. Dadas as circunstâncias, foi lavrado um termo circunstanciado em desfavor do dono do veículo, o tio do adolescente.(Fonte:Mais Goiás)

Trecho da TO-030 fica interditado após caminhão tombar

Acidente aconteceu próximo a cachoeira na entrada de Taquaruçu.
Técnicos da Smamtt tentam tirar o veículo do local para liberar tráfego.

Um trecho da TO-030, próximo a Taquaruçu, está interditado. Isso porque uma carreta carregada com grãos tombou no local. O Corpo de Bombeiros não soube precisar o trecho, mas informou que o acidente aconteceu próximo a uma cachoeira que existe na entrada do distrito de Palmas.

Segundo a Corporação, técnicos da Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (Smamtt), tentam tirar o veículo do local para pode liberar o tráfego.(fonte:g1/to)