Veja os compromissos dos candidatos ao governo do Tocantins nesta quarta (16)

Entre os compromissos do dia estão reuniões, entrevistas e carreatas. Os políticos estão dispostos em ordem alfabética.

Confira os compromissos dos candidatos ao governo do Estado para esta quarta-feira (16). Entre os compromissos do dia estão reuniões, entrevistas e carreatas. Os políticos estão dispostos em ordem alfabética.

Kátia Abreu (PDT)

Palmas

  • 07h45 – Reunião com colaboradores de empresa privada
  • 10h – Visita ao Camelódromo – Centro

Gurupi

  • 12h30 – Entrevista à emissora de televisão local
  • 13h30 – Reunião com líderes políticos
  • 14h30 – Reunião com lideranças
  • 16h30 – Reunião com lideranças
  • 17h – Reunião com líderes políticos
  • 17h30 – Reunião com lideranças
  • 18h – Reunião com líderes políticos
  • 18h30 – Reunião com juventude
  • 20h – Grande reunião no Setor Malvinas

Marcos Souza (PRTB)

  • Tarde: Retorno para Palmas
  • Noite: Visita à veículo de comunicação para gravação de entrevista

Mário Lúcio Avelar (PSOL)

  • 06h – Visita a construção do Hospital Geral de Araguaína, o Hospital Regional de Araguaína e o setor de Radioterapia, a Casa de Prisão Provisória e a uma cratera na TO-022, no perímetro urbano da cidade;
  • 08h – Entrevista em programa de TV em Araguaína
  • 09h – Reunião com camponeses, movimentos sociais e lideranças políticas de Araguaína no Bairro São João, também em Araguaína;
  • 18h – Entrevista em programa de TV em Palmas

Márlon Reis (Rede)

  • 11h – Reunião com presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para falar sobre campanha contra Fake News.
  • 14h – Reunião com representantes do Sindicato dos Delegados da Polícia Civil do Tocantins (Sindepol-TO).
  • 16 horas – Entrevista para TV em Palmas.
  • Noite – reunião em Luzimangues.

Mauro Carlesse (PHS)

  • 7h30 – Apresenta propostas a empresários do ramo da indústria na sede da Fieto, em Palmas
  • Período da tarde – agenda de Governador
  • 19h – Participa de reunião política em Tocantinópolis

Vicentinho Alves (PR)

Palmas

  • 09h – Reunião com liderança religiosa
  • 10h – Reunião com extensionistas rurais

Lagoa do Tocantins

  • 11h – Carreata

Santa Tereza do Tocantins

  • 13h – Reunião na praça 5 de Janeiro

Novo Acordo

  • 15h – Grande Reunião na Praça Central

Palmas

  • 20h30 – Reunião com o partido em Palmas

Eleitores devem regularizar título até esta quarta (9) para votar nas eleições de outubro

Quem não resolver pendências também terá problemas com emissão de passaporte ou CPF e empréstimos em bancos públicos. Prazo vale para transferência de domicílio e inclusão de nome social.

Os eleitores têm até esta quarta-feira (9) para regularizar o título e assim votar nas eleições gerais de outubro. O prazo vale para aqueles que queiram tirar o título de eleitor, transferir o domicílio eleitoral, incluir no documento o nome social e para que os presos e adolescentes infratores peçam a regularização da sua situação para votar.

Os eleitores que não resolverem as pendências também podem ter problemas com a emissão de passaporte ou CPF, empréstimos em bancos públicos e não poderão se inscrever em concurso ou renovar a matrícula em estabelecimentos de ensino.

Pela lei, o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios aos brasileiros a partir dos 18 anos e facultativos aos jovens de 16 e 17 anos, aos maiores de 70 anos e aos analfabetos. Portanto, o eleitor que tem 15 anos, mas vai completar 16 anos até a data da eleição e pretende votar, também pode requerer o título de eleitor até esta quarta-feira.

Para quem deseja obter o título, pode fazer a solicitação pela internet, por meio do Título Net. Depois, deve ir até uma unidade de atendimento da Justiça Eleitoral para concluir o pedido e receber o documento. Em caso de não comparecimento, o requerimento será invalidado.

Os documentos necessários são os seguintes: carteira de identidade, carteira de trabalho ou certidão de nascimento ou casamento, comprovante de residência original e recente e certificado de quitação do serviço militar para os maiores de 18 anos do sexo masculino. A apresentação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou passaporte exigirá complementação documental para suprir os dados necessários à emissão do título.

Para verificar se o seu título de eleitor está regular, basta preencher o nome completo e a data de nascimento no Portal do TSE.

Se a situação do eleitor estiver irregular, é sinal de que ele ficou mais de três eleições sem votar ou justificar sua ausência nas urnas. Ele deve procurar o cartório para resolver a situação.

Também termina nesta quarta-feira o prazo para o eleitor informar à Justiça qualquer mudança de dados para a atualização de seu cadastro ou pedir a transferência de domicílio eleitoral. Para isso, basta que ele leve até o cartório um documento oficial com foto e de seu novo comprovante de residência.

Esta é também a data limite para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida, que irá necessitar de um atendimento especial no dia da eleição, solicitar transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade.

Os travestis e transexuais que desejarem incluir no título de eleitor o nome social também devem comparecer a um cartório. Segundo a Justiça Eleitoral, a mudança é simples e exige apenas a autodeclaração do nome com o qual deseja ser identificado. O nome civil e o nome social ficarão registrados nos bancos de dados de eleitores.

Em outubro, os brasileiros vão eleger o presidente e o vice-presidente da República, os governadores e vice-governadores de estado e do Distrito Federal, dois senadores por estado, deputados federais, deputados estaduais e distritais. O primeiro turno da eleição ocorrerá no dia 7 de outubro e o segundo turno no dia 28 de outubro, nos casos em que houver necessidade.

G1 Tocantins

Missa de sétimo dia do falecimento de Júnior Coimbra acontece nesta quarta, em Palmas

A missa reúne amigos, familiares e vários políticos, entre eles os membros da caravana do candidato às eleições suplementares, Carlos Amastha (PSB), que interromperá agenda pelo Estado para participar.

Acontece às 19h30 desta quarta-feira, 2, na Paróquia São Judas Tadeu, em Palmas, uma missa de sétimo dia em memória do ex-deputado Júnior Coimbra, de 53 anos, que faleceu em acidente de carro no último dia 26, no Sul do Tocantins. Outra missa também está prevista para acontecer nesta quarta na cidade de Itaporã, onde o ex-parlamentar foi prefeito e onde ainda residem alguns de seus familiares.

A missa reúne amigos, familiares e vários políticos, entre eles os membros da caravana do candidato às eleições suplementares, Carlos Amastha (PSB), que interromperá agenda pelo Estado para participar.

Júnior Coimbra fazia parte da caravana da campanha de Amastha e faleceu após o veículo em que estava capotar na TO-070, entre as cidades de Sandolândia e Formoso de Araguaia, para onde o grupo seguia. O ex-deputado se candidataria à disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições gerais deste ano.

Homenagem na Câmara de Palmas

O presidente da Câmara Municipal de Palmas, Folha Filho, deve apresentar na sessão desta quarta um pedido de realização de sessão solene em homenagem a Júnior Coimbra, que já foi vereador da Capital. Caso aprovado o pedido, a sessão deve acontecer nesta quinta-feira, 3.

t1noticias

Vicentinho e Dimas se reúnem em Brasília nesta quarta para discutir eleições diretas

Na pauta dos dois, o entendimento sobre quem disputará as eleições diretas suplementares, para substituir o ex-governador Marcelo Miranda, que deixou o governo, por força de cassação votada pelo TSE.

O senador Vicente Alves (PR), o Vicentinho, se reúne nesta quarta-feira, 28, em Brasília (DF) com o prefeito de Araguaína e pré-candidato ao governo do Estado para as eleições de outubro, Ronaldo Dimas (PR).

Na pauta dos dois, o entendimento sobre quem disputará as eleições diretas suplementares, para substituir o ex-governador Marcelo Miranda, que deixou o governo, por força de cassação votada pelo TSE no último dia 22.

Dimas se manifestou com a intenção de disputar o pleito suplementar e recebeu um convite do MDB para filiar-se e disputar eleição pelo partido.

O convite à defesa da candidatura de Dimas divide opiniões dentro do MDB, que tem em seus quadros o prefeito de Paraíso e ex-governador Moisés Avelino.

Em reunião do partido a portas fechadas, Avelino divergiu de Derval de Paiva e indicou intenção de apoiar o senador Vicentinho.

Impedimento constitucional

O prefeito Ronaldo Dimas, assim como o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, pode estar impedido de disputar as eleições suplementares por não ter se desincompatibilizado seis meses antes do pleito. É o que afirmam constitucionalistas.

O presidente do TRE, desembargador Marco Villas Boas confirmou em entrevista à imprensa no final da tarde de ontem, 27, que a resolução a ser baixada pelo tribunal para regulamentar as eleições no Tocantins seguirão os preceitos constitucionais.

Caso se confirme o impedimento dos prefeitos, o senador é o nome que o PR tem para a disputa direta do dia 3 de junho.