Folha volta à Câmara e reclama da polícia: ‘Tinha que quebrar a porta da minha casa?’

Vereador passou dois dias preso suspeito de participar de esquema criminoso. Ele recebeu apoio de vereadores e disse que a Polícia Civil invadiu a Câmara.

Polícia prende suspeitos de roubar R$ 750 mil em cabeças de gado em fazenda de Porangatu

No dia do crime, dupla rendeu os caseiros, alugaram caminhões e transportaram 420 animais. Outras duas pessoas já estavam detidas investigadas por envolvimento no crime.

A Polícia Civil prendeu na terça-feira (8) dois homens suspeitos de integrar uma quadrilha que furtou R$ 800 mil em cabeças de gado, em Porangatu, no norte de Goiás. No dia do crime, em julho deste ano, criminosos renderam os caseiros, alugaram caminhões e transportaram 420 cabeças de gado.

Hugo Leonardo Gomes da Cruz e Matheus Gomes Oliveira foram presos em Anápolis. Segundo a polícia, eles são os responsáveis diretos pelo roubo. O G1 não conseguiu localizar a defesa dos presos até a publicação dessa reportagem.

“Após o crime, nós conseguimos prender um suspeito de ter organizado todo o crime. O pai dele é vizinho da fazenda roubada e sabia de todos os detalhes e encomendou o roubo. O Hugo e o Matheus cometeram o crime e encaminharam o gado para um receptador em São Paulo, que foi preso no domingo (5)”, explicou o delegado Glaydson Carvalho, responsável pelo caso.

O gado de corte foi recuperado no dia seguinte ao crime. Parte dele na cidade de Piracanjuba e a outra, em Frutal, Minas Gerais. Os animais foram devolvidos ao proprietário.

“No dia do roubo, os criminoso alugaram seis caminhões para transportar os animais. Com o caseiro e a esposa dele rendidos, pararam os veículos no curral e passaram o dia carregando os animais”, completou o delegado.

Os motoristas dos caminhões não foram presos porque, segundo o responsável pelo caso, eles não sabiam do crime.

Os presos vão responder por roubo e o fazendeiro que comprou o gado vai responder por receptação.

G1 Tocantins.

Polícia prende suspeitos de planejar assalto em agência dos Correios no interior

Polícia Militar informou que o alvo era a agência de Aguiarnópolis. Um dos suspeitos era fugitivo de um presídio no Maranhão e os dois estavam em um carro roubado.

A Polícia Militar informou que prendeu dois homens suspeitos de planejar um assalto na agência dos Correios de Aguiarnópolis, no norte do Tocantins. Os nomes não foram divulgados, mas a PM diz que um dos detidos tinha 45 anos e era fugitivo de um presídio no Maranhão. O outro teria 23 anos. A informação é de que eles confessaram a intenção de cometer o crime.

O carro em que os dois estavam era roubado e teve as placas clonadas. Eles foram encontrados na BR-230, após a equipe local ser alertada pela equipe de inteligência, que já monitorava a dupla.

No veículo, foi localizado um revólver calibre 38 com 10 munições e uma quantia em dinheiro. Eles foram levados para a delegacia da Policia da Civil em Tocantinópolis e vão responder pelos crimes de adulteração de veículo e porte ilegal de arma de fogo.

G1 Tocantins.

Presidente da Câmara investigado pela polícia se apresenta em delegacia de Palmas

José do Lago Folha (PSD) é investigado na 2ª fase da operação Jogo Limpo, da Polícia Civil. Ele está na Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública.

Acompanhado do advogado, o presidente da Câmara Municipal de Palmas, José do Lago Folha Filho (PSD), se apresentou na Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma), na capital, nesta segunda-feira (6). Ele é investigado na 2ª fase da operação Jogo Limpo, da Polícia Civil.

O presidente da Câmara de Palmas disse que teve ciência das denúncias através da imprensa. Falou que desconhece e que não autorizou que fossem feitos depósitos na conta dele e garante que é inocente. A defesa dele informou que fez o pedido de liberdade.

A nova fase da operação foi realizada na última sexta-feira (3). Segundo as investigações, um grupo criminoso desviou R$ 7 milhões da Fundação Municipal de Esporte e Lazer (Fundesportes) e da Secretaria de Governo e Relações Institucionais da capital. A verba seria destinada a projetos sociais, mas o dinheiro teria sido usado em campanhas eleitorais de 2014. Três vereadores tiveram a prisão decretada.

Investigados foram liberados

Mais quatro investigados da 2ª fase operação Jogo Limpo ganharam liberdade após prestar depoimento, entre eles o vereador Rogerio Freitas (MDB). De acordo com a Polícia Civil, os investigados foram liberados na noite deste domingo (5), após pedido de revogação da prisão temporária ser feito pela própria Dracma. No sábado (4) outras oito pessoas tinham sido liberadas.

Ao todo, foram 26 mandados de prisão expedidos, sendo que 24 foram cumpridos. Além do presidente da Câmara Municipal, entre os alvos, está o vereador Major Negreiros (PSB). Confira a defesa deles no final desta reportagem.

Foram liberados os seguintes investigados:

  • Rogerio Freitas
  • Waldson Pereira Salazar
  • Pedro Neto Gomes Queiroz
  • Neimar Tavares Magalhãe
  • Salvador Domingos dos Anjos
  • Renato Cesar Auler do Amaral Santos
  • Wilson Alves da Silva
  • Jocivaldo Dias Cardoso
  • Pedro Coelho Santos
  • José Antonio Coelho Dos Santos
  • Adenilton de Sousa Barbosa
  • Claudio Adalberto do Amaral Santos

Outras 11 pesoas seguem presas temporariamente.

O esquema

O esquema envolve quatro núcleos compostos por servidores, políticos, empresas fantasmas e entidades. Segundo a decisão judicial, 10 entidades investigadas admitiram o uso de notas frias fornecidas por sete empresas fantasmas.

As notas seriam para justificar despesas e serviços não realizados. Depois, o dinheiro seria desviado para servidores e agentes políticos ou para terceiros indicados por eles.

A polícia informou nesta sexta-feira (3) que encontrou R$ 40 mil na conta do vereador Rogério Freitas oriundos de uma empresa fantasma utilizada no esquema.

Outro lado

O chefe de gabinete do major Negreiros informou que o vereador está retornando para o país e deve chegar em Palmas até a próxima quarta-feira (8) para prestar os esclarecimentos necessários.

A Prefeitura de Palmas informou que está à disposição da Justiça e da investigação para contribuir com qualquer esclarecimento. O vereador Rogério Freitas disse em entrevista à TV Anhanguera que até o momento não foi acusado de nada e é inocente. O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa dos demais citados na reportagem.

1ª fase da operação

A primeira fase da operação foi realizada em fevereiro deste ano contra uma organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro. O crime era praticado por meio de entidades sem fins lucrativos e empresas fantasmas, conforme as investigações. Ao todo, 10 federações e organizações não governamentais (ONG) podem estar envolvidas, além de quatro empresas.

Na época, os policiais cumpriram 24 mandados de prisão temporária e 33 mandados de busca e apreensão em Palmas e em mais quatro cidades do Tocantins: Paraíso do Tocantins, Nova Rosalândia, Paranã e Miracema.

G1 Tocantins.

Polícia prende suspeito de roubo é encontra espada de fabricação caseira

Prisão foi feita pela Polícia Civil em cumprimento a um mandado de prisão. Jovem é suspeito de envolvimento em roubo no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional.

O jovem Mateus Albuquerque da Silva, de 19 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (2) em Palmas suspeito de roubo. A prisão foi feita pela Polícia Civil em cumprimento a um mandado de prisão. Os agentes também cumpriram mandados de busca e apreensão em duas casas, uma na capital e outra no distrito de Luzimangues. Foram apreendias uma arma e uma espada, ambas de fabricação caseira.

Conforme a Polícia Civil, o suspeito é investigado por pratica de roubos em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. Além disso, o jovem tem passagem por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Após ser preso, Silva foi autuado por posse ilegal de arma e depois foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional.

G1 ainda tenta contato com a defesa da vítima.

G1 Tocantins.

Jovem morta e enterrada na areia de praia estava totalmente nua, diz polícia

Amostras do corpo foram enviadas ao IML para verificar se houve violência sexual antes da morte. Corpo foi encontrado por salva-vidas em uma praia no município de Praia Norte.

Amostras retiradas do corpo da jovem Elenia Silva Santos, de 20 anos, foram enviadas pela Polícia Civil ao IML de Imperatriz (MA) para exame de conjunção carnal. O corpo dela foi encontrado enterrado nas areias de uma praia no município de Praia Norte. Nesta quarta-feira (1º) a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a vítima estava totalmente nua.

O corpo da jovem foi localizado por salva-vidas na praia do São Francisco, no município de Praia Norte, na região do Bico do Papagaio. A vítima estava com o corpo coberto pela areia e apenas os pés apareciam para fora da areia.

Ainda conforme a SSP, o objetivo do exame é verificar se Elenia Silva sofreu violência sexual antes de ser morta. A Polícia Civil ouviu testemunhas e um suspeito foi descartado pela investigação.

No corpo da vítima não foram encontradas lesões e ainda não se sabe a causa da morte. O inquérito deve ser concluído até o fim do mês.

Entenda

Segundo a Polícia Militar, o corpo da jovem foi encontrado por volta das 17h de domingo (29). A polícia disse que foi chamada por salva-vidas que trabalhavam na praia. A jovem estava enterrada atrás de barracas da praia.

Ainda segundo a polícia, não se sabe até o momento as circunstâncias do crime.

G1 Tocantins.

Cão da polícia encontra drogas dentro de pão durante vistoria no presídio de Palmas

Governo afirmou que não vai se manifestar sobre a vistoria realizada na CPP. Buscas foram feitas depois da fuga de 18 detentos do presídio de Miranorte.

Uma vistoria feita na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP) na manhã desta terça-feira (31) encontrou porções de droga escondidas dentro de um pão francês, em uma das celas da unidade. Também foram encontrados celulares, armas artesanais e cachaça feita pelos presos. A operação foi feita depois que 18 criminosos fugiram de uma unidade prisional no interior do estado durante o fim de semana.

A droga foi encontrada por um cão do Grupo de Operações com Cães (GOC). A Secretaria de Cidadania e Justiça, responsável pela gestão dos presídios, foi questionada sobre a vistoria e a droga encontrada na alimentação dos presos, mas afirmou que “o resultado desta revista não será divulgado à imprensa, por questões estratégias.”

A CPP de Palmas tem, atualmente, 750 detentos no espaço pensado para 260. Em novembro do ano passado, um grupo de detentos usou dinamite para explodir o muro da unidade e fugir. Na época, mais de 20 homens conseguiram escapar e sete ainda não foram recapturados.

Armas artesanais, celulares e cachaça encontrados dentro do presídio (Foto: Divulgação)Armas artesanais, celulares e cachaça encontrados dentro do presídio (Foto: Divulgação)

Armas artesanais, celulares e cachaça encontrados dentro do presídio (Foto: Divulgação)

Em julho deste ano, outra vistoria localizou mais de sete quilos de explosivos no local.

G1 ligou para o diretor do sistema prisional para comentar a droga encontrada dentro da sacola de pãos, mas a ligação não foi atendida.

Participaram da vistoria desta terça-feira (31) equipes do GOC, Força Tática, Grupo de Intervenção Rápida, Ostensiva (Giro), Ronda Tático Motorizada (Rotam) e Companhia de Operações Especiais (Coe). Além de agentes do sistema prisional.

Todos os presos foram levados para a área de banho de sol e retornaram para as celas no final da manhã.

G1 Tocantins.

Polícia encontra desmanche de motos e prende grupo suspeito de roubos

Grupo seria especializado em roubar motos e revender peças. Operação foi feita pela Polícia Civil de Araguaína, norte do Tocantins.

Duas pessoas foram presas e um adolescente apreendido suspeitos de integrar um grupo especializado em roubar e desmanchar motos para revender as peças. A prisão foi feita pela Delegacia de Investigação Criminal de Araguaína, na tarde desta quinta-feira (27).

G1 ainda tenta contato com a defesa das vítimas.

Segundo a Polícia Civil, o desmanche das motos era feito na casa de Marcos Alves dos Reis, de 31 anos. As investigações apontaram que ele é mecânico e seria o responsável por encomendar o roubo dos veículos.

No local foi encontrada uma moto parcialmente desmontada, além de várias peças de outros veículos que já tinham sido depenados. Ainda conforme a polícia, após consultas, os agentes verificaram que as motocicletas tinha sido roubadas ou furtadas.

A polícia informou ainda que durante a abordagem encontrou, no carro do suspeito, diversas peças prontas para serem revendidas.

Ainda durante a operação, Jackson da Paz de Sousa, de 20 anos, foi preso e um adolescente apreendido. Eles seriam responsáveis por roubar as motocicletas. Com os dois foi encontrado um revólver e munições intactas.

Os suspeitos foram levados para a delegacia. As peças e a moto foram encaminhadas para perícia.

G1 Tocantins.

Polícia termina inquérito sobre assassinatos três anos após acusado morrer

Deuziano da Silva Milhomem era suspeito de matar duas pessoas em um bar de Araguaína após uma discussão. Crime foi em 2014 e suspeito foi morto em 2015, mas o inquérito ainda estava em aberto.

A Polícia Civil de Araguaína, no norte do Tocantins, terminou o inquérito sobre o duplo assassinato registrado em um bar no setor Maracanã em novembro de 2014. As vítimas foram Gerson Luiz nunes da Silva e Marislene de Sousa Aguiar e teriam sido mortas durante uma discussão motivada por ciúmes. O acusado do crime é Deuziano da Silva Milhomem, mas ele morreu em 2015.

Segundo a investigação, os três envolvidos estavam em um bar quando Milhomem começou a discutir com Marisete. Silva teria tentado ajudar a amiga e por isso acabou sendo morto. Na época, a Polícia Militar informou que a mulher trabalhava como garota de programa e esta teria sido a origem da briga.

Já a morte de Milhomem, ainda de acordo com a Polícia Civil, teria relação com um assalto. Ele teria roubado uma motocicleta no dia 11 de junho de 2015 e sido assassinado horas depois. Não há informações sobre se há suspeitos presos por este crime.

O inquérito foi enviado a Justiça, que deve avaliar se vai arquivar o processo ou pedir novas diligências.

G1 Tocantins.

Marido traído incendeia casa de suposto amante, diz polícia

Residência ficou completamente destruída, mas vizinhos conseguiram retirar móveis, antes de o fogo se espalhar. Caso aconteceu na zona rural de Araguaína.

Um jovem de 20 anos teve a casa incendiada na noite desta terça-feira (24), na zona rural de Araguaína. Segundo a Polícia Militar, o fogo teria sido provocado pelo marido da mulher, com quem a vítima tinha um relacionamento. No momento, não havia pessoas na casa. Ninguém se feriu.

O dono da casa contou aos policiais que momentos antes tinha discutido com o homem a respeito do caso amoroso. Após o desentendimento, o marido ameaçou atear fogo na casa do jovem.

O incêndio foi registrado por volta das 22h. O Corpo de Bombeiros disse que foi chamado, mas quando chegou ao local, o fogo já tinha tomado conta da residência. O imóvel tinha telhado de palha o que facilitou a propagação das chamas.

Os móveis foram retirados da casa por vizinhos. Os Bombeiros fizeram o resfriamento e a extinção das brasas.

A Polícia Civil informou que não foi registrado boletim de ocorrência sobre o caso.

G1 Tocantins.