Inscrições para concurso da Polícia Militar do Tocantins são abertas

Ao todo serão ofertadas 1.040 vagas, sendo 1.000 para soldados e 40 para oficiais da Polícia Militar.

As inscrições para o concurso da Polícia Militar foram abertas às 7h desta terça-feira (9) pelo horário local do Tocantins. São mil vagas para soldados e 40 vagas para oficiais, com salários que chegam a R$ 9 mil.

As provas estão programadas para o dia 11 de março em cinco cidades: Palmas, Araguaína, Gurupi, Arraias e Araguatins.

As inscrições custam R$ 80 para o cargo de soldado e R$ 120 para o cargo de oficial e serão feitas exclusivamente pelo site da banca organizadora do concurso.

O subsídio inicial durante o Curso de Formação de Oficiais é de R$ 4.499,52 e para o Curso de Formação de Soldados é de R$ 2.215,10.

Para se inscrever é preciso ter idade mínima de 18 anos e máxima de até 30 anos, na data de inscrição; altura mínima de 1,63m para homens e 1,60m para mulheres; carteira de habilitação a partir da categoria B; além de outros requisitos previstos no edital.

As inscrições seguem até o dia 9 de fevereiro. Para obter a isenção da taxa, o candidato deve preencher o formulário específico pelo site, no período de 9 a 15 de janeiro.

O concurso será composto por prova intelectual, exame de capacidade física, avaliação psicológica, avaliação médica e odontológica, e investigação social.

Provas

As provas intelectuais serão objetivas, de múltipla escolha, dissertativa. Vão avaliar língua portuguesa, raciocínio lógico e matemática, atualidades e conhecimentos regionais, noções de direito, noções de informática e normas da PM. Também haverá redação. No total, serão 60 questões que somarão 100 pontos.

Para soldado, o candidato deverá obter o mínimo de 50% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina. Já para oficial, a pontuação mínima será de 60% de acerto, tendo pelo menos um ponto em cada disciplina para ser aprovado para a segunda etapa do certame.

G1 Tocantins

Colégio Militar abre inscrições para 690 vagas em três cidades do Tocantins

Inscrições seguem até o dia 30 de novembro. São oferecidas vagas para alunos do 6º ano do ensino fundamental e 1ª série do ensino médio.

As inscrições para o processo seletivo do Colégio da Polícia Militar já estão abertas. São oferecidas 690 vagas para as unidades de Palmas, Araguaína e Arraias. As inscrições devem ser feitas neste site até o dia 30 de novembro.

São 120 vagas para o 6º ano do ensino fundamental na unidade em Palmas e 240 vagas para a 1ª série do ensino médio também na capital. Em Araguaína, são ofertadas 260 vagas para a 1ª série do ensino médio e em Arraias, são 70 vagas para alunos que vão fazer o 6º ano do ensino fundamental.

As provas serão aplicadas no dia 10 de dezembro, com duração de quatro horas, em dois turnos: a partir das 8h para o 6º ano do ensino fundamental e às 14h para a 1ª série do ensino médio. Os estudantes deverão fazer as provas na cidade onde escolheram estudar.

As avaliações serão compostas de 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 questões de língua portuguesa e 20 questões de matemática. 

G1/Tocantins

Abrem hoje as inscrições para o Encceja, exame que substitui o Enem

As inscrições serão abertas a partir das 10h desta segunda-feira (7).

Os interessados em obter certificação dos estudos por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 podem fazer a inscrição para a prova a partir da próxima segunda-feira (7), a partir das 10h, por meio do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira  (Inep). As inscrições são gratuitas e vão até o dia 18 de agosto.

O Encceja é destinado a jovens e adultos residentes no Brasil ou no exterior que não tiveram oportunidade de se formar na idade ideal. Os candidatos podem obter os diplomas do ensino fundamental ou médio por meio da prova, basta fazer a opção pelo nível de ensino que deseja obter no momento da inscrição.

Para pleitear a certificação do ensino fundamental o candidato precisa ter, no mínimo, 15 anos completos na data de aplicação do exame. No caso da certificação do ensino médio é preciso ter, no mínimo, 18 anos completos.

A prova será realizada no dia 22 de outubro, e não mais em 8 de outubro, como anunciado anteriormente.

No portal do Encceja é possível se informar sobre as competências que serão cobradas na prova e baixar materiais para estudo. Com informações da Agência Brasil.  

Noticias ao Minuto

Após atraso, Fies abre inscrições para 150 mil financiamentos

Após atraso de quase três horas, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) abriu inscrições na internet. A previsão era que o sistema fosse aberto às 12h, mas, segundo o Ministério da Educação, estava passando por ajustes finais. Nesta edição, são ofertados 150 mil financiamentos.

As inscrições começam hoje (7) e vão até o dia 10. O resultado será divulgado no dia 13. Para concorrer a uma das vagas, é preciso acessar o site do programa

Neste semestre, o governo reduziu o teto do financiamento aos estudantes. O limite mensal do Fies passou de R$ 7 mil para R$ 5 mil.

Atraso

O atraso na abertura das inscrições gerou reclamações nas redes sociais e o termo Fies chega aos mais citados no Twitter.

Ontem (6), o Ministério da Educação anunciou que o sistema seria aberto às 12h.”12h no fuso horário de Marte, né Fies”, escreveu um usuário do Twitter. “O MEC cobra comprometimento com o horário no Enem, mas eles mesmos não têm pra divulgar as coisas, como pode?”, reclamou outra. “Daqui a pouco é 2018 e não abriu essa inscrição ainda #FIES”, disse outra usuária do Twitter.

Ontem, os estudantes também tiveram que esperar para acessar o resultado do Programa Universidade para Todos (ProUni), que seleciona candidatos a bolsas em instituições privadas de ensino superior pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O link do resultado chegou a ser publicado pela manhã, mas os nomes ainda não estavam disponíveis. A lista dos aprovados foi divulgada apenas no fim do dia.

Financiamento

O Fies oferece financiamento a estudantes em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante. O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários-mínimos por pessoa.

A oferta de vagas do Fies dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde. Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do MEC.

Para participar é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do (Enem) e não ter zerado a redação.(fonte:agência brasil)

Começam hoje as inscrições para o ProUni

A partir de hoje (31), os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado podem se inscrever no Programa Universidade para Todos (Prouni). As inscrições podem ser feitas pela internet, no site do programa. O período de inscrições se encerrará às 23h59, no horário de Brasília, de 3 de fevereiro.

No total, serão oferecidas 214.110 bolsas de estudos, número que apresenta um crescimento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram ofertadas 203.602 bolsas. O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior de todo o país. A seleção dos candidatos, com base nas notas do Enem, alinha inclusão à qualidade e mérito dos estudantes com melhor desempenho acadêmico.

Do total de bolsas ofertadas, 103.719 são integrais e 110.391 parciais — o governo federal cobre 50% da mensalidade. Para acesso ao processo seletivo, na página eletrônica do programa, o candidato deve informar o número de inscrição e a senha usados no Enem. É possível escolher até duas opções de curso, por ordem de preferência.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 6 de fevereiro e o da segunda chamada, no dia 20. 

Podem concorrer os estudantes que não tenham diploma de curso superior e tenham alcançado o mínimo de 450 pontos no Enem; tenham cursado o ensino médio em escola pública ou, na condição de bolsista integral, na rede particular e comprovem renda familiar de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral e de até três salários mínimos para a parcial. Também podem participar pessoas com deficiência e professores da rede pública que integrem o quadro permanente da instituição de ensino.(fonte:agência brasil)

Alunos relatam que problemas para inscrição no Sisu persistem

Nas redes sociais, os candidatos afirmam que não conseguem efetuar a inscrição

Dois dias após o início das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), estudantes que fizeram a segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) reclamam que ainda não conseguiram acessar o sistema nesta quarta-feira, 25.

Nas redes sociais, os candidatos afirmam que não conseguem efetuar a inscrição e reclamam que estão sendo prejudicados em relação aos demais. Questionado sobre a continuidade dos problemas enfrentados pelos alunos, o Ministério da Educação (MEC) não se posicionou até as 12h30.

Em nota nesta terça-feira, 24, o MEC havia informado que foram identificados que cerca de 700 candidatos cujas notas na base de dados do Enem registravam participação na primeira e na segunda aplicação do Exame. “Essas inconsistências já foram corrigidas”, disse o ministério.

Ainda de acordo com o MEC, no primeiro dia de inscrições foram registradas ao menos 100 mil mudanças de senha na base do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, o que impede temporariamente o acesso ao Sisu.

“O MEC, juntamente com o Inep, continua trabalhando para identificar qualquer outra inconsistência e resolvê-la com a máxima brevidade, assegurando que não haverá prejuízo a nenhum candidato”, informou.

Ocupações

A segunda aplicação do Enem ocorreu após o exame ser adiado em escolas que estavam ocupadas na data oficial do exame, em 5 e 6 de novembro. A nova prova foi aplicada em 166 municípios para 277.624 pessoas.

Os estudantes ocuparam os prédios escolares em protesto contra Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece um teto para os gastos públicos, incluindo saúde e educação, e a proposta de reforma do ensino médio, entre outros pontos. Com informações do Estadão Conteúdo.(fonte:noticias ao minuto) 

Começam hoje as inscrições para o Fies

Os interessados em financiar o ensino superior pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) poderão se inscrever a partir de hoje (24) até o dia 29, no portal do Fies. Serão oferecidos 75 mil financiamentos. As vagas estão disponíveis para consulta, na internet.

Para participar da seleção, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e obtido 450 pontos na média das provas, além de ter tirado nota maior que 0 na redação. Os candidatos precisam ainda ter renda familiar bruta por pessoa de até três salários mínimos, o que equivale a R$ 2.640.

Os estudantes podem se inscrever apenas para um curso. A opção pode ser alterada até o fim do prazo de inscrição. Uma vez por dia, o Ministério da Educação (MEC) divulga a nota de corte de cada curso, que é a estimativa da nota mínima para ser aprovado com base nas inscrições feitas até o momento. A nota de corte não é calculada em tempo real e não garante a vaga ao estudante.

O resultado será divulgado no próximo dia 30. Aqueles que não forem selecionados serão automaticamente inscritos em lista de espera. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes pré-selecionados serão ofertadas à lista de espera de 4 de julho a 10 de agosto.

O Fies oferece financiamento de cursos em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante. Atualmente, 2,1 milhões de estudantes participam do programa.(fonte:agencia brasil)