Homem que matou companheira na frente do filho da vítima é condenado a 14 anos

Ele foi considerado culpado pelo assassinato da companheira, em 2015, na Capital. A vítima foi esfaqueada na frente do filho de três anos de idade.

Cleone da Silva Souza foi condenado a 14 anos e três meses de prisão em sessão do Tribunal do Júri na terça-feira, 10, em Palmas. Ele foi considerado culpado pelo assassinato da companheira, em 2015, na Capital. A vítima foi esfaqueada na frente do filho de três anos de idade.

Após uma discussão com Ana Lúcia Feitosa da Silva, Cleone a matou utilizando uma faca. De acordo com o Ministério Público Estadual, o acusado já colecionava uma série de processos relacionados à Lei Maria da Penha.

Na sessão do Tribunal do Júri, o promotor de Justiça André Henrique Oliveira Leite demonstrou a crueldade e a frieza do réu, pois cometeu o crime na frente do filho da vítima. Pelos fatos apresentados na denúncia criminal, os jurados consideraram Cleone culpado, sendo condenado, nos termos da pronúncia, pelo crime de homicídio qualificado, cometido mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ele cumprirá a pena em regime inicialmente fechado.

T1noticia

Bombeiros encontram corpo de homem após três dias de buscas no rio Tocantins

Homem desapareceu quando entrou para tomar banho e atravessar o rio nadando. Testemunhas contaram que a vítima estava sob efeitos de álcool quando mergulhou.

Foi encontrado na manhã desta terça-feira (10) o corpo de Luís Ferreira da Silva, de 45 anos. O homem estava desaparecido desde o último domingo (8), quando entrou no rio Tocantins supostamente embriagado. Ele desapareceu no cais do porto de Tocantinópolis e foi encontrado a cerca de três quilômetros do local.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima estava submersa a cerca de 1 m de profundidade e debaixo de galhadas. “O resgate do corpo durou em torno de 1 hora e meia e foi bastante difícil em decorrência da grande quantidade de galhadas na região”, disse sargento Gilvan Guimarães dos Santos.

O corpo foi entregue à perícia e o caso repassado para a polícia.

Entenda

Testemunhas contaram que a vítima é de Araguaína e estava sob efeito de álcool quando entrou na água. Ele teria dito que iria atravessar o rio, mas submergiu e desapareceu.

Os Bombeiros informaram que alguns fatores dificultaram as buscas, como a correnteza, a água escura, a baixa temperatura e a cheia do rio.

G1 Tocantins

Bombeiros iniciam terceiro dia de buscas por homem que sumiu no rio Tocantins

Vítima desapareceu enquanto tomava banho no último domingo (8). Condições da água têm atrapalhado as buscas, segundo o Corpo de Bombeiros.

Corpo de Bombeiros iniciou o terceiro dia de buscas por Luís Ferreira da Silva, de 45 anos, que desapareceu no rio Tocantinsno último domingo (8). Testemunhas contaram que o homem sumiu no momento em que nadava no porto de Tocantinópolis, região norte do estado.

As buscas começaram no mesmo dia, mas a vítima ainda não foi encontrada. A vítima é de Araguaína e testemunhas disseram que ele estava sob os efeitos do álcool quando entrou na água.

Três militares estão ficando na cidade para as buscas. Os Bombeiros informaram que alguns fatores dificultam as buscas, como a correnteza, a água escura, a baixa temperatura e a cheia do rio.

G1 Tocantins

Homem morre após ser sugado por máquina de arroz no Tocantins

Acidente de trabalho aconteceu quando Valteir Barbosa foi desentupir a máquina que estava ligada. Bombeiros usaram rapel para resgatar corpo.

Valteir Barbosa da Silva, de 31 anos, morreu durante um acidente de trabalho, em Paraíso do Tocantins. Os Bombeiros informaram que ele foi sugado por uma máquina de arroz. No momento ele fazia manutenção com o equipamento ligado. O caso aconteceu na noite desta quinta-feira (6).

Funcionários contaram aos militares que notaram a ausência do colega de trabalho no momento em que eles trocavam de turno. A vítima foi sugada pela máquina e asfixiada pela palha de arroz.

O dono da empresa acionou os Bombeiros, que usaram técnicas de rapel para resgatar o corpo da vítima. Eles também tiveram que cortar a máquina de arroz para retirar o trabalhador.

G1 Tocantins

Três suspeitos de torturar e decapitar homem em Arraias são presos

Corpo de vítima foi encontrado parcialmente enterrado e em avançado estado de decomposição. Polícia suspeita que crime seja efeito da disputa pelo controle do tráfico na cidade.

A Polícia Civil prendeu três pessoas suspeitas de ter participação na morte de João Marcos Barbosa Pereira, conhecido como ‘Pinguim’, em Arraias, sul do Tocantins. O crime foi em julho e chocou a cidade pela brutalidade. Foram detidos como suspeitos, Rafael Souza Carvalho, de 23 anos, Thais Aquino da Silva, 24 anos e Francisco Filho Cavalcante, de 36 anos.

Segundo as investigações, os três torturaram, decaptaram e enterraram o corpo de Pereira em uma estrada vicinal da cidade. O rapaz ficou com parte do corpo expostas e por isso foi encontrado por moradores alguns dias depois, já em avançado estado de decomposição.

A Polícia Civil não esclareceu o papel de cada um dos envolvidos no crime. Rafael Souza e Thais Aquino foram pesos em Goiás e Francisco Filho estava em Taguatinga, no sudeste do estado. Todos estão sendo levados para Arraias, já que a Justiça determinou a prisão preventiva deles.

A principal linha de investigação é que a execução seja efeito de uma disputa pelo controle do tráfico de drogas na cidade. A vítima e os suspeitos, têm passagens pela posse de drogas na cidade.

G1 Tocantins

Homem morre e outro fica ferido após caminhão tombar no Tocantins

Corpo de Bombeiros informou que as vítimas ficaram presas às ferragens. Motorista morreu no local e ferido foi levado por moradores para um hospital da cidade.

Um homem morreu e outro ficou ferido após um caminhão tombar em Santa Tereza do Tocantins, na região central do estado. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista, Moacir dos Santos Regis, 52 anos, teria perdido o controle da direção e morreu no local.

O acidente foi em um trevo, na saída da cidade. O Corpo de Bombeiros informou que todas as vítimas ficaram presas às ferragens. O homem ferido foi levado por moradores para um hospital do município. O terceiro ocupante do caminhão saiu ileso.

Já o corpo do homem deve ser levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Palmas.

 G1 Tocantins

Homem invade casa após quebrar janela, passa mal e morre debaixo de cama

Polícia acredita que homem tenha sofrido overdose ou um mal súbito. Caso foi registrado em uma casa na região central de Gurupi, sul do estado.

Uma moradora da região central de Gurupi, no sul do estado, tomou um susto após ter a casa invadida por um homem na tarde desta terça-feira (20).

Conforme a Polícia Militar, depois de quebrar uma janela de vidro da casa, o invasor se escondeu debaixo de uma cama e começou a passar mal. Alex Miranda Ribeiro, de 35 anos, acabou morrendo no local.

A polícia informou que ao chegar na casa encontrou o homem ensanguentado e com a respiração ofegante. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas somente constatou a morte. Nenhum tipo de arma foi encontrada com Ribeiro.

Para a PM, a principal suspeita é de que ele tenha sofrido algum tipo de overdose ou mal súbito e não é possível afirmar que tenha entrado no local para praticar algum crime. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal e o caso repassado para a Polícia Civil.

Moradores se aglomeraram na porta de casa onde homem morreu (Foto: Divulgação)

G1 Tocantins

Homem passa mal ao volante e morre após bater em poste no Tocantins

A suspeita é que o representante comercial Antônio Alves teve um infarto. Ele chegou a ser socorrido por parentes e levado para o hospital, mas não resistiu.

Antônio Alves da Cruz morreu enquanto dirigia uma caminhonete perto de centro de Aragominas, no norte do Tocantins.

Moradores da cidade disseram que ele passou mal nesta segunda-feira (19), perdeu o controle da direção e bateu em um poste. A suspeita é que ele teve um infarto.

A vítima morava numa chácara no assentamento Rio Preto e tinha ido à cidade visitar parentes. Nesta manhã, ele saiu da garagem, deu a volta em uma quadra para buscar a esposa e voltar ao assentamento, onde morava, mas passou mal em frente à mercearia do sogro.

Vizinhos disseram que ele saiu do veículo e caiu. Parentes perceberam quando o homem passou mal, o socorreram e levaram para o hospital, mas ele não resistiu.

O IML de Araguaína informou que o corpo já foi liberado. O velório deve ser realizado na Igreja Assembleia de Deus, em Aragominas.

O site busca informações oficiais sobre a causa da morte de Cruz. Ele trabalhava como representante comercial de uma marca de feijão.

G1 Tocantins

Homem dá ré em carro e mata bebê da namorada em Goiás

Mulher ficou abalada e não conseguiu prestar depoimento; menino tinha 1 ano e 5 meses. Delegado disse que porção de maconha foi encontrada na casa, no Bairro do Sossego.

Um homem de 36 anos foi preso, na manhã desta quinta-feira (8), suspeito de dar ré no carro dele e matar o filho da namorada, de 1 ano e 5 meses, em Iporá, região central de Goiás.

Ainda não há informações exatas sobre como o acidente aconteceu, mas a suspeita é de que o menino estivesse engatinhando e tenha sentado atrás do veículo.

De acordo com o delegado Ramon Queiroz, a mãe, que tem 18 anos, e o menino passaram a noite na casa do homem. Pela manhã, quando ela quis ir embora, o homem foi para a garagem tirar o carro dele, para que o dela ficasse liberado. O acidente aconteceu no Bairro do Sossego.

“Tinha dois carros: o dela na frente e o dele atrás. Ele ia tirar o dele para ela poder sair. Ele abriu o portão, o som já ligou e ele deu ré. Ele não viu o menino. A mãe já veio de lá gritando e foi a hora que ele viu, pela reação da mãe”, diz o delegado. “A roda passou por cima da cabeça da criança, que morreu na hora.”

O casal está junto há cerca de seis meses. Em depoimento, o homem contou que fez uso de maconha à noite junto com a namorada. Na casa, foi encontrada uma porção da droga. Ele se recusou a ser submetido a exame toxicológico.

“Não conseguimos ouvir a mãe. Ela estava muito abalada, não conseguia falar, não conseguia dizer nem o nome dela. Ela vai fazer o exame para detectar possível presença de drogas”, explicou Ramon.

“Realmente foi um acidente. Não pode falar que ele tinha intenção de tirar a vida da criança. Não é possível nem afirmar que o uso de drogas possa ter influenciado”, completou.

O homem vai ser indiciado por homicídio culposo, cuja pena prevista no Código Penal varia entre um e três anos de prisão, e por posse de droga, uma contravenção penal.

G1 Goiás

Homem mata mãe idosa com golpes de guidão de bicicleta

Fernando Lino de Souza, de 33 anos, teria espancado a mãe por dinheiro.

Um homem de 33 anos espancou a mãe até a morte, com um guidão de bicicleta, nesta quinta-feira (22), no Distrito Federal.

Conforme a 27ª Delegacia de Polícia, em Riacho Fundo, Fernando Lino de Souza matou a mãe, Isabel Lino de Souza, 60, por causa de dinheiro.

Segundo a polícia, em depoimento, o suspeito teria dito que a mãe gastava muita água, e eles não tinham como pagar a conta – os dois viviam com a aposentadoria de Isabel.

“Foi burrice da minha cabeça”, desabafou Fernando Lino, declarando estar também arrependido, de acordo com o Metropóles. Familiares e vizinhos disseram à polícia que a mãe e o filho tinham problemas mentais.
A polícia foi acionada pela vizinha da família, a enfermeira Letíce Spíndola, de 38 anos, que chegou a prestar os primeiros socorros a Isabel.

Segundo Letíce, Isabel já teria levado três golpes e, na frente dela, foi atingida mais duas vezes. “Verifiquei os sinais vitais. Ela ainda deu alguns suspiros, mas não resistiu”, afirmou, em estado de choque. O próprio Fernando Lino teria pedido para a vizinha chamar a polícia. “Mandei ele manter distância para eu poder sair. Foi horrível”, lembrou ao site.

Irmãs da vítima disseram que os dois viviam na casa há dois anos e brigavam muito. O principal motivo seria o fato de o suspeito ser usuário de drogas.

Delegado da 27ª DP, Pablo Aguiar informou que Fernando já havia sido preso por tentativa de homicídio em 2012 e cumpria prisão domiciliar desde 2014. O suposto agressor será indiciado por feminicídio qualificado e pode ficar até 30 anos preso.

Noticias ao Minuto