Polícia prende suspeitos de matar idoso com enxada após não encontrar dinheiro em Arraias

Crime aconteceu em setembro de 2017 na cidade de Arraias, sudeste do Tocantins. Suspeitos invadiram casa da vítima, que teria reagido e foi morta com golpes de faca e enxada.

Dois homens foram presos pela Polícia Civil em Arraias, sudeste do Tocantins, suspeitos de matar o idoso Terezo Francisco Carvalho, de 68 anos, com golpes de enxada e faca em setembro de 2017.

Segundo o delegado regional José Antônio, David Wilson Gomes dos Santos é o principal suspeito e teria confessado o crime.

Além dele, o suspeito Lucas Balduino Pontes Rocha também foi preso, mas a participação dele ainda está sendo investigada.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os dois teriam chegado à casa da vítima para roubar dinheiro, mas após render o idoso os suspeitos não encontraram o que procuravam.

Por causa disso, Santos teria roubado dois isqueiros e aplicado um golpe conhecido como “gravata” no idoso. A vítima resistiu e conseguiu golpear o agressor com uma lanterna.

Ainda de acordo com a polícia, Santos teria dado vários golpes no idoso com uma enxada e uma faca. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu.

Conforme a delegada Vanusa Regina de Carvalho Nunes, responsável pelas investigações, o crime causou muita revolta na população porque o idoso era uma pessoa muito querida cidade.

Após o cumprimento das prisões preventivas, os dois suspeitos foram levados para a cadeia de Arraias.

O site tenta contato com a defesa das vítimas.

G1 Tocantins

Jovem é suspeito de matar companheira com golpes de enxada na cabeça no Tocantins

A ferramenta foi encontrada no mato com vestígios de sangue e cabelo e a vítima apresentava marcas de pancadas na cabeça. O caso aconteceu em São Miguel do Tocantins.

Um jovem de 26 anos é suspeito de ter matado a própria companheira, de 20 anos, no povoado Bela Vista, no município de São Miguel do Tocantins. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (8).

De acordo com a Polícia Militar, após serem acionados, os policiais encontraram o corpo da jovem no chão, próximo a cama. Ela apresentava sinais de pancadas na cabeça.

Conforme a polícia, parentes disseram que por volta das 2h30, o suspeito deixou levou o filho para a casa da avó, horário em que o crime teria ocorrido.

Em um mato próximo do local, foi encontrada uma enxada com vestígios de sangue e cabelo. De acordo com a PM, a ferramenta possivelmente foi usada no crime.

Ainda segundo informações da polícia, o local foi periciado e o corpo levado para o IML de Augustinópolis. A PM faz buscas pelo suspeito.

G1 Tocantins/Imagem ilustrativa