Homem é assassinado com tiros na cabeça no sul do Tocantins

Segundo a PM, o crime aconteceu no setor Jardim Medeiros, em Gurupi. Tiros atingiram a cabeça e a barriga da vítima que morreu no local.

Ivan Ferreira da Silva, 41 anos, foi assassinado a tiros na madrugada desta sexta-feira (18) em Gurupi, na região sul do Tocantins. De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem foi atingido por três tiros por volta das 2h40, no setor Jardim Medeiros.

A polícia disse os dois suspeitos do crime estavam em uma motocicleta e usaram duas armas na execução. Dois tiros foram na cabeça e o terceiro atingiu a barriga da vítima. Ele morreu no local.

Os suspeitos fugiram e não foram presos. A perícia esteve no local e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Gurupi e depois liberado para a família.

 G1 Tocantins/

(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Corpo de jovem com rachadura na cabeça é encontrado às margens da TO-080

Homem foi reconhecido pela polícia que o havia abordado no dia anterior. O corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal e a perícia foi acionada para investigar a morte.

O corpo de um jovem identificado como Pedro Pereira dos Santos, de 29 anos, foi encontrado na TO-080, entre Marianópolis e Caseara, região central do estado, na madrugada desta quinta-feira (22). A polícia foi acionada de forma anônima e quando chegou ao local, reconheceu a vítima.

No dia anterior o jovem já havia sido abordado por policiais. Ele disse que morava em Divinópolis e que estava a caminho de Caseara.

Santos contou que tinha passagem pela polícia, mas os policias o liberaram ao verificarem que não havia mandado de prisão em desfavor dele.

O corpo do jovem apresentava uma rachadura na parte de trás da cabeça. O corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal. A perícia foi acionada para investigar a morte.

G1 Tocantins

Mãe e padrasto são suspeitos de torturar menina de três anos: ‘batiam cabeça dela na parede’, diz polícia

Mãe e padrasto estão presos preventivamente e foram indiciados por tortura, abandono intelectual e obstrução ao Conselho Tutelar. Caso foi registrado em Araguaína, norte do Tocantins.

Um casal foi indiciado por agressão e abandono intelectual contra a filha de apenas três anos em Araguaína, norte do Tocantins.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a mulher era mãe biológica e o homem padrasto da criança.

Os dois são suspeitos de constantemente agredir a menina e até bater a cabeça dela contra uma parede, entre outros tipos de tortura.

Conforme a Delegacia da Criança e Adolescente (DECA), a denúncia dos abusos foi feita pelo pai biológico da criança no início do mês.

O homem ficou sabendo das agressões por vizinhos e inicialmente procurou o Conselho Tutelar.

Os conselheiros chegaram a ir à casa da criança, mas a mãe disse que ela não estava. A mulher também tentou enganar a polícia, porém os agentes entraram na casa e encontraram a menina cheia de hematomas.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, a criança está internada em um hospital da cidade, onde passa por exames.

Antes, ela foi levada ao IML e o médico legista constatou que a criança sofria agressões há muito tempo.

A menina tinha hematomas nas costas, pernas e principalmente na cabeça.

“É uma situação muito grave e ela está internada para fazer tomografia porque os hematomas eram principalmente na região da cabeça. A própria criança relata que o padrasto a derrubou no chão, bateu na parede. Ela tem marquinhas no joelho porque provavelmente ficava ajoelhada em cima de grãos”, disse a conselheira tutelar Renata Rego.

Ainda segundo a conselheira, a criança estava sem frequentar a creche há vários dias. Nas poucas vezes que foi ao local, funcionários também relataram ter visto hematomas na criança.

O casal está preso preventivamente e a investigação sobre o caso foi concluída nesta terça-feira (13).

Conforme a polícia, os dois foram indiciados por tortura, abandono intelectual e obstrução ao Conselho Tutelar.

Denúncias de abusos contra crianças e adolescentes podem ser feitas pelo telefone do Disque Direitos Humanos, o Disque 100. Assim como diretamente à Polícia Civil no 197.

G1 Tocantins/Foto ilustrativa

Suspeito de matar técnica de enfermagem e atirar na própria cabeça morre no hospital

José Humberto Nogueira estava internado no Hospital Geral de Palmas desde a semana passada. Informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde, mas causa da morte ainda não foi divulgada.

Morreu na tarde desta quinta-feira (8) o suspeito de ter matado a técnica de enfermagem Juvenia Cunha de Sousa, 36 anos.

José Humberto Nogueira estava internado em estado grave no Hospital Geral de Palmas desde o último dia 31 de janeiro, quando foi encontrado com um ferimento de tiro na cabeça.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde, mas a causa ainda não foi divulgada. Nogueira era suspeito de matar a ex-companheira e ter atirado na própria cabeça. O crime aconteceu em uma kitnet, na quadra 804 Sul.

O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Segundo a delegada responsável, algumas testemunhas foram ouvidas. Faltam ainda os depoimentos de parentes de Juvenia, que viajaram para acompanhar o velório dela.

Juvenia Cunha foi morta a tiros na região sul de Palmas (Foto: Reprodução/Facebook)

O crime

A técnica de enfermagem Juvenia Cunha de Sousa, 36 anos, foi morta a tiros na noite desta quarta-feira (31), em Palmas. O crime aconteceu em um conjunto de kitnets na quadra 804 Sul.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a mulher foi encontrada sem vida ao lado de José Humberto Nogueira, que apresentava um ferimento na cabeça.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita é de que o homem teria matado a mulher e depois atirado contra a própria cabeça. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e levado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) com vida.

G1 Tocantins

Homem mata mulher e atira na própria cabeça em Palmas

Crime aconteceu por volta das 19h na quadra 804 Sul, região central da cidade. Mulher morreu no local e homem foi levado para o Hospital Geral de Palmas.

A técnica de enfermagem Juvenia Cunha de Sousa, 36 anos, foi morta a tiros na noite desta quarta-feira (31), em Palmas.

O crime aconteceu em um conjunto de kitnets na quadra 804 Sul. Segundo o Corpo de Bombeiros, a mulher foi encontrada sem vida ao lado de José Humberto Nogueira, que apresentava um ferimento na cabeça.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita é de que o homem teria matado a mulher e depois atirado contra a própria cabeça. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e levado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) com vida.

A Polícia Militar não quis passar informações sobre o caso no local do crime.

A Secretaria de Saúde ainda não informou o estado de saúde de Nogueira.

G1 Tocantins

Jovem é suspeito de matar companheira com golpes de enxada na cabeça no Tocantins

A ferramenta foi encontrada no mato com vestígios de sangue e cabelo e a vítima apresentava marcas de pancadas na cabeça. O caso aconteceu em São Miguel do Tocantins.

Um jovem de 26 anos é suspeito de ter matado a própria companheira, de 20 anos, no povoado Bela Vista, no município de São Miguel do Tocantins. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (8).

De acordo com a Polícia Militar, após serem acionados, os policiais encontraram o corpo da jovem no chão, próximo a cama. Ela apresentava sinais de pancadas na cabeça.

Conforme a polícia, parentes disseram que por volta das 2h30, o suspeito deixou levou o filho para a casa da avó, horário em que o crime teria ocorrido.

Em um mato próximo do local, foi encontrada uma enxada com vestígios de sangue e cabelo. De acordo com a PM, a ferramenta possivelmente foi usada no crime.

Ainda segundo informações da polícia, o local foi periciado e o corpo levado para o IML de Augustinópolis. A PM faz buscas pelo suspeito.

G1 Tocantins/Imagem ilustrativa

Turista goiana morre após cair e bater a cabeça durante passeio na Chapada Diamantina

Caso ocorreu quando mulher de 55 anos passeava pela Cachoeira do Roncador com a família.

Uma turista goiana de 55 anos morreu após cair e bater a cabeça enquanto fazia um passeio pela Cachoeira do Roncador, na Chapada Diamantina. O caso ocorreu no sábado (6).

A mulher, identificada como Deise Borges, estava com a família quando caiu. Eles tentaram levar Deise para o hospital em Andaraí, mas ela não resistiu.

Ainda no sábado, o corpo de Deise foi encaminhado para Goiânia e o sepultamento ocorreu no domingo (7).

G1/Bahia/Imagem da internet

Corpo de vereador é encontrado com tiro na cabeça em Goiás

Wilson Portilho estava desaparecido desde segunda-feira (4).

O corpo do vereador licenciado e atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Goianésia, Wilson Portilho, 48 anos, foi encontrado com um tiro na cabeça nesta quarta-feira (6) no Distrito de Cirilândia, que pertence a Santa Isabel. 

Wilson estava desaparesido desde segunda-feira (4), quando teria passado pela prefeitura e saiu do local com um funcionário.

Segundo informações preliminares, Wilson teria deixado esse funcionário na casa dele e depois não foi mais visto. Ele estava usando um carro oficial da prefeitura.

As investigações sobre a morte do vereador estão a cargo do delegado regional Marco Antônio Maia, que não deu detalhes da investigação, mas ele já teria conversado com a esposa do vereador, que deixa, além da mulher, dois filhos. 

Eleito vereador em Goianésa nas eleições de 2016, Wilson Portilho é de família tradicional no município e já foi presidente do Sindicato Rural. 

Diário do Norte

Adolescente de 15 anos morre com tiro na cabeça no Tocantins

Após o disparo, Bruno foi encaminhado ao Hospital Regional de Paraíso ainda com vida, mas morreu.

Bruno Almeida da Silva, de 15 anos, morreu na última segunda-feira, 4, em Marianópolis, após ser atingido com um disparo de arma de fogo na cabeça. O caso é investigado pela Polícia Civil, que apura se a vítima e um grupo de amigos, também adolescentes, estariam fazendo “roleta-russa”.

Conforme depoimento de um jovem de 17 anos, o grupo de amigos estava em uma casa e Bruno teria supostamente pedido para ver a arma, quando o revólver disparou. O jovem que levou à arma ao local fugiu, mas se apresentou à delegacia no mesmo dia.

Após o disparo, Bruno foi encaminhado ao Hospital Regional de Paraíso ainda com vida, mas morreu.

T1noticias

Corpo com marcas de tiro na cabeça é encontrado em Araguaína

Ele foi localizado na rua dos Babaçus, no Setor Araguaína Sul II. A vítima ainda não foi identificada e segundo a polícia, o crime tem características de execução.

corpo de um homem foi encontrado na rua dos Babaçus, no Setor Araguaína Sul II, em Araguaína, na manhã desta sexta-feira (24), por volta das 6h30. Apresentava marcas de tiros na cabeça e na nuca e ainda não foi identificado.

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas disseram que ouviram a vítima gritar para que o suspeito do crime não a matasse. Em seguida houve três disparos de arma de fogo. Segundo a polícia, o crime tem características de execução.

G1/Tocantins