‘É hora de bater de porta em porta’, escreve Lula em bilhete

PT substituiu a candidatura de Lula, impedido judicialmente de disputar a eleição, pela de Fernando Haddad.

perfil de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Twitter reproduziu, neste domingo (16), um bilhete escrito pelo ex-presidente.

Com a hashtag #RecadoDoLula, o post diz: “Até 7 de outubro. Palavras do presidente Lula”.

Na anotação, Lula, que está preso desde abril na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, diz que, a três semanas da eleição, há uma grande missão pela frente.

“Faltam 3 semanas para a eleição, e temos uma grande missão pela frente. É hora de defender nosso projeto de bater de porta em porta, lembrando o Brasil que construímos juntos”, escreveu.

Na semana passada, o PT substituiu a candidatura de Lula, impedido judicialmente de disputar a eleição, pela de Fernando Haddad, ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo. Com informações da Folhapress.

Até 7 de outubro. Palavras do presidente Lula.

Por Noticia ao Minuto

Preso que rompeu tornozeleira e deixou bilhete para polícia em Gurupi é preso após 16 dias

Leandro Dias foi detido durante uma abordagem de policiais civis que procuravam carro roubado em Gurupi. Após ser preso, ele foi levado para cadeia da região sul do estado.

Foi recapturado na manhã desta terça-feira (9) em Gurupi, no sul do estado, o preso Leandro Dias Sousa. Ele cumpria pena em regime semiaberto e fugiu após romper a tornozeleira eletrônica que usava dentro de uma delegacia. 

O equipamento foi deixado com um bilhete, onde ele afirmava que iria passar as festas do fim de ano com a família.

A tornozeleira foi encontrada no dia 24 de dezembro e o bilhete dizia: “Para o Lázaro. Tornozeleira do ex-reeducando Leandro Dias (setor Jardim dos Buritis). Ele viajou, foi passar o Natal e o Ano Novo com a família e trabalhar também”.

Leandro Dias era considerado foragido e tinha um mandado de prisão em aberto, mas só foi preso porque a Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos procurava um carro roubado no setor Bela Vista, em Gurupi.

Os policiais se depararam com ele e cumpriram o mandado de prisão. O preso foi levado para a central de flagrantes da cidade, onde foi autuado e mandado para o Centro de Reeducação Social Luz do Amanhã, em Cariri.

Tornozeleira e bilhete foram encontrados em delegacia de Gurupi (Foto: Reproducao/TV Anhanguera)

Entenda

A tornozeleira eletrônica de Leandro Dias foi deixada na Central de Flagrantes de Gurupi, sul do Tocantins. A Secretaria de Cidadania e Justiça afirmou, em nota, que a Central de Monitoração detectou o equipamento parado na delegacia do município a partir das 18h38, do domingo (24). E este foi o exato momento em que houve a violação. Assim, o preso teria tirado a tornozeleira dentro ou nos arredores da delegacia. 

O preso ganhou o benefício de cumprir a pena no regime semiaberto no dia 30 de novembro, quando recebeu a tornozeleira. Ele tinha sido preso por furto, mas estava cumprindo a pena em regime domiciliar, após uma decisão judicial.

G1 Tocantins

Preso que rompeu tornozeleira e deixou bilhete cumprirá pena em regime fechado

Decisão foi emitida na manhã desta quinta-feira (28). Segundo documento, assim que for encontrado, ele deve ser levado para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi.

Tornozeleira eletrônica é deixada com bilhete por preso no sul do Tocantins

Equipamento foi encontrado na Central de Flagrantes de Gurupi. Secretaria de Cidadania e Justiça disse que Leandro Dias estava preso em regime domiciliar.

O equipamento foi encontrado neste domingo (24) na delegacia. A Secretaria de Cidadania e Justiça informou que a tornozeleira estava com o preso Leandro Dias Sousa desde o dia 30 do mês passado. Ele tinha sido preso por furto, mas estava cumprindo a pena em regime domiciliar, após uma decisão judicial.

Não é possível dizer se foi o próprio preso ou outra pessoa quem deixou o equipamento no local. O bilhete é endereçado para um homem por nome de Lázaro:

“Para o Lázaro. Tornozeleira do ex-reeducando Leandro Dias (setor Jardim dos Buritis). Ele viajou, foi passar o Natal e o Ano Novo com a família e trabalhar também”.

Ainda segundo a secretaria, um relatório de violação será enviado à Comarca de Gurupi para que as providências sejam tomadas pela Justiça. Neste caso, o preso pode perder o benefício da prisão domiciliar e voltar para o regime fechado.

G1 Tocantins

Agricultor acusado de matar mulher e forjar bilhete de despedida é condenado 10 anos depois do crime

José Francisco terá que cumprir uma pena de 13 anos de prisão. Crime aconteceu em 2007; homem confessou que matou porque não aceitava fim do relacionamento.

O agricultor José Francisco Borges foi condenado a 13 anos de prisão por matar a mulher Maria da Conceição de Sousa e forjar um bilhete de despedida com o objetivo de não levantar suspeita. O Tribunal do Júri foi realizado nesta terça-feira (12), mais de 10 anos depois do crime, que foi cometido em fevereiro de 2007.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, o agricultor matou a mulher porque não aceitava o fim do relacionamento. Na época, ele enterrou o corpo em um lote baldio e forjou um bilhete de despedida. Nele, havia a informação de que a vítima tinha ido embora e o pedido para que a família cuidasse de dois filhos pequenos.

O inquérito policial chegou a ser arquivado por falta de provas, mas no início deste ano, uma pessoa procurou a polícia e disse que escreveu o bilhete a pedido de José Francisco. A perícia confirmou que a caligrafia da testemunha é correspondente com a do bilhete.

Depois disso, o inquérito foi reaberto. Em maio deste ano, o acusado foi preso em Goiânia.

O agricultor foi condenado a 13 anos de prisão pelo homicídio. Ele ainda deverá pagar R$ 50 mil por reparação de danos à família da vítima. Já pela ocultação de cadáver, José Francisco recebeu pena de um ano, mas ela foi extinta, por causa do período de 10 anos entre o homicídio e a denúncia do Ministério Público.

G1 Tocantins.