Estudante de 14 anos morre atingida por raio na porta de casa no Tocantins

Cleidiane Lima Rodrigues estava na área de casa, em Araguatins, esperando a chuva passar quando o raio atingiu a fiação elétrica do local. A adolescente estava descalça e morreu na hora.

Um raio matou a estudante Cleidiane Lima Rodrigues, de 14 anos, no começo da noite desta quarta-feira (10). A adolescente estava na área de casa, no povoado Falcão, em Araguatins, quando o acidente aconteceu.

A informação de amigos da família é de que a descarga elétrica atingiu a fiação do imóvel antes de chegar em Cleidiane, que morreu na hora. Um tio dela e outro adolescente tiveram ferimentos leves.

A professora de Cleidiane, Elianes Eduardo de Souza, disse que a jovem estava prestes a começar o 7ª ano do ensino fundamental. Ela morava com os avós na casa onde o raio caiu.

De acordo com a professora, uma forte chuva atingiu a cidade no final da tarde e veio com muitos raios e relâmpagos.

O corpo de Cleidiane foi levado para o Instituto Médico Legal de Tocantinópolis e ainda não há informações sobre o enterro.

Outro caso

No dia 2 de janeiro a dona de casa Maria Edileusa Campos Ferreira, de 52 anos, também morreu ao ser atingida por um raio. O caso foi debaixo de uma árvore na zona rural de Pau D’arco, no norte do Tocantins. O acidente também deixou a filha dela de 16 anos e duas sobrinhas feridas.

A filha contou que eles perceberam o tempo fechando e se preparavam para deixar o local quando o raio caiu na árvore.

As sobrinhas, Alessandra dos Santos Silva e Renata dos Santos Silva, precisaram ficar em observação no hospital. Os ferimentos da filha, Elaine Beatriz Campos da Silva, foram mais leves.

G1 Tocantins

Mulher que morreu ao ser atingida por raio embaixo de árvore é enterrada no interior do Tocantins

Maria Edileusa Campos Ferreira, de 52 anos, estava passando o fim de ano com a família. Acidente também deixou filha dela e duas sobrinhas feridas.

A dona de casa que morreu após ser atingida por um raio enquanto estava embaixo de uma árvore foi enterrada no final da tarde desta quarta-feira (3). O enterro foi em Bandeirante do Tocantins, onde Maria Edileusa Campos Ferreira, de 52 anos, morava.

Ela estava em uma chácara na zona rural de Pau D’arco passando as festas de fim de ano com a família quando o acidente aconteceu.

Além de Maria Edileusa o raio também feriu a filha dela e duas sobrinhas, que já tiveram alta. A filha, Elaine Campos Ferreira, de 16 anos, disse que ficou com a perna paralisada após ser atingida pelo raio e não conseguiu se levantar para ajudar a mãe.

Ela contou ainda que havia mais pessoas embaixo da árvore momentos antes do acidente, incluindo quatro crianças.

A família disse que percebeu que o tempo começou a ficar nublado antes de o raio cair e que já estava saído debaixo da árvore. A dona de casa ficou recolhendo alguns pertences e acabou não resistindo.

O enterro foi no cemitério municipal de Bandeirante do Tocantins, por volta das 18h.

Esse foi o segundo acidente envolvendo raios no Tocantins em 2017. No dia 1º de janeiro, sete vacas morreram com uma descarga elétrica em Talismã, no sul do estado. Diante dos casos a Defesa Civil orientou a população a tomar alguns cuidados durante a chuva, como evitar ficar em áreas abertas, debaixo de árvores ou de fios de rede elétrica.

 G1 Tocantins

Cantor gospel morre baleado e filha de 12 anos também é atingida

Uma amiga da família contou que os criminosos, que não anunciaram assalto, chegaram atirando.

Um atentado a uma família na noite dessa quarta-feira (25), no município de Ibirapitanga, no Sul da Bahia, deixou um morto e uma criança de 12 anos baleada. As vítimas, o pastor, cantor gospel e ex-cantor da banda Shalom, Melquiades Santos Neto, conhecido como Netto Paz, e a filha dele, atingida de raspão no peito, estavam dentro de um carro com outras três pessoas quando foram abordadas por dois suspeitos. 

gundo informações de uma amiga da família Louane Silva Santana o crime aconteceu quando Netto chegava a Ibirapitanga. Os criminosos, que não anunciaram assalto, de acordo com ela, chegaram atirando. “A gente nem consegue imaginar o motivo (da morte), porque ele era uma pessoa do bem que só pensava em ajudar. A gente não consegue ter ideia do que pode ter acontecido. Ele não tinha inimigos e era amado por todos”, disse Louane.
Os outros ocupantes do carro eram a filha mais nova do caa, de 7 anos, a mulher do cantor gospel, Flávia Sampaio Oliveira, além de um pastor natural do Pará. A esposa da vítima se feriu na boca. A garota baleada está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, e passa bem.

Nenhum dos suspeitos foi localizado pela polícia, que incestiga o crime na 7ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin). A autoria e motivação ainda são desconhecidas.

Noticias ao Minuto