Corpo de estudante que morreu atropelada em frente a escola é velado em Araguaína

Velório é realizado na casa da família, no setor Araguaína Sul. Larissa Vitalino, de 12 anos, foi atingida por uma caminhonete e morreu no local.

Parentes e amigos velam, na manhã desta quinta-feira (12), em Araguaína, o corpo da estudante Larissa Vitalino Cortes, de 12 anos. Ela morreu após ser atropelada na frente do Colégio Estadual Alfredo Nasser. O velório é realizado na casa da família, no setor Araguaína Sul.

O acidente foi por volta das 16h30 desta quarta-feira (11). A jovem não era aluna do colégio e estava no caminho para a casa.

De acordo com a Polícia Militar o veículo que atropelou Larissa é uma caminhonete. O motorista permaneceu no local e se apresentou aos PMs. Ele prestou depoimento e foi liberado. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

Ainda de acordo com a PM, a jovem estudava na Escola Estadual Guilherme Dourado. As duas unidades escolares ficam na mesma região da cidade, a cerca de três quadras de distância uma da outra.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas Larissa já estava morta quando a equipe chegou.

Garota foi atropelada ao sair da escola (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

G1 Tocantins

Suspeito de encomendar assassinato é preso no Tocantins

Crime aconteceu em dezembro e teria sido motivado por dívida com tráfico. Suspeito de ser o mandante foi preso após polícia identificar homem que atirou na vítima.

A polícia civil prendeu na tarde desta terça-feira (21) Fábio de Lira Santana, de 24 anos. Ele é suspeito de ser o mandante do assassinato de Antônio Paiva de Sousa, de 26 anos, em dezembro de 2017.

O crime aconteceu no setor Raizal, em Araguaína, norte do Tocantins.

O outro suspeito de envolvimento no crime foi preso em fevereiro deste ano. Segundo a polícia, as investigações apontaram que o motivo do crime seria uma dívida envolvendo o tráfico de drogas.

O crime aconteceu em uma boca de fumo da cidade. Pouco antes da meia-noite, um criminoso chegou no local e deu quatro tiros na vítima. Sousa tinha várias passagens pela polícia e morreu na hora.

Santana foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína.

G1 Tocantins

Sobrinho é suspeito de tentar matar o próprio tio com barras de ferro no Tocantins

Vítima conseguiu escapar de agressões e procurou a Polícia Civil para fazer denúncia. Sidney Morais dos Santos foi preso e levado para a Casa de Prisão Provisória da cidade.

Foi preso em Araguaína, Sidney Morais dos Santos suspeito de tentar matar o próprio tio. O caso aconteceu no bairro Santa Terezinha, nesta segunda-feira (19).

Ele teria agredido a vítima identificada apenas como Nilson, de 68 anos, usando barras de ferro.

A prisão foi feita pela Polícia Civil. A vítima contou que conseguiu escapar das agressões e foi até uma delegacia para fazer a denúncia.

O sobrinho foi preso momentos depois e levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína. O idoso foi ferido no rosto e precisou levar vários pontos na sobrancelha esquerda.

G1 Tocantins

Homem teria usado barras de ferro para tentar matar tio (Foto: Divulgação)

Após 30 dias internada em hospital em Araguaína, deputada Amália Santana recebe alta

Amália ficou internada por 30 dias, sendo 12 deles na UTI, após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral.

Em nota oficial enviada à imprensa neste domingo, a assessoria de comunicação da deputada estadual Amália Santana informou que a parlamentar recebeu alta do Hospital Dom Orione, em Araguaína, neste final de semana.

Amália ficou internada por 30 dias, sendo 12 deles na UTI, após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral.

De acordo com a nota, a deputada seguirá se recuperando em casa e iniciará seu processo de reabilitação com realização de sessões de fisioterapia. “A família agradece as manifestações de carinho dos tocantinenses”, finaliza a nota.

A deputada Amalia Santana foi internada em coma após sofrer um AVC no dia 15 de fevereiro, quando estava em sua casa, no município de Colinas do Tocantins, e chegou a passar por procedimentos cirúrgicos.

T1noticias

Notícias sobre:

amália sa

Marido acusado de matar cabeleireira no Tocantins vai a júri popular

Aldenir Alves Teixeira está preso desde outubro de 2016, pela suspeita de matar e enterrar a esposa em uma chácara. O suspeito vai a júri nesta segunda-feira (19), em Araguaína.

O suspeito de matar a cabeleireira Edilene Oliveira da Silva, de 30 anos, marido dela, vai a júri popular nesta segunda-feira (19), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Araguaína, norte do estado.

O suspeito Aldenir Alves Teixeira está preso desde outubro de 2016, pela suspeita de matar e enterrar a esposa em uma chácara, na zona rural de Araguaína.

O crime contra Edilene Oliveira da Silva ocorreu em julho de 2016, após uma discussão entre o casal.

O corpo da cabeleireira só foi encontrado dois meses depois, quando o suspeito levou a polícia no local.

Entenda

O corpo da cabeleireira Edilene Oliveira da Silva foi encontrado em outubro de 2016. O corpo estava enrolado em um colchão dentro de um buraco de aproximadamente 30 centímetros de profundidade.

A polícia informou que o Alves tentou enganar a polícia se passando por vítima. Ele teve a prisão decretada como principal suspeito de matar a própria mulher e foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA).

Edilene era dona de um salão de beleza em Araguaína. Segundo a polícia ela foi vista pela última vez com o ex-marido Aldenir Alves Teixeira, após voltarem de uma viagem no Maranhão.

G1 Tocantins

Mãe e padrasto são suspeitos de torturar menina de três anos: ‘batiam cabeça dela na parede’, diz polícia

Mãe e padrasto estão presos preventivamente e foram indiciados por tortura, abandono intelectual e obstrução ao Conselho Tutelar. Caso foi registrado em Araguaína, norte do Tocantins.

Um casal foi indiciado por agressão e abandono intelectual contra a filha de apenas três anos em Araguaína, norte do Tocantins.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a mulher era mãe biológica e o homem padrasto da criança.

Os dois são suspeitos de constantemente agredir a menina e até bater a cabeça dela contra uma parede, entre outros tipos de tortura.

Conforme a Delegacia da Criança e Adolescente (DECA), a denúncia dos abusos foi feita pelo pai biológico da criança no início do mês.

O homem ficou sabendo das agressões por vizinhos e inicialmente procurou o Conselho Tutelar.

Os conselheiros chegaram a ir à casa da criança, mas a mãe disse que ela não estava. A mulher também tentou enganar a polícia, porém os agentes entraram na casa e encontraram a menina cheia de hematomas.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, a criança está internada em um hospital da cidade, onde passa por exames.

Antes, ela foi levada ao IML e o médico legista constatou que a criança sofria agressões há muito tempo.

A menina tinha hematomas nas costas, pernas e principalmente na cabeça.

“É uma situação muito grave e ela está internada para fazer tomografia porque os hematomas eram principalmente na região da cabeça. A própria criança relata que o padrasto a derrubou no chão, bateu na parede. Ela tem marquinhas no joelho porque provavelmente ficava ajoelhada em cima de grãos”, disse a conselheira tutelar Renata Rego.

Ainda segundo a conselheira, a criança estava sem frequentar a creche há vários dias. Nas poucas vezes que foi ao local, funcionários também relataram ter visto hematomas na criança.

O casal está preso preventivamente e a investigação sobre o caso foi concluída nesta terça-feira (13).

Conforme a polícia, os dois foram indiciados por tortura, abandono intelectual e obstrução ao Conselho Tutelar.

Denúncias de abusos contra crianças e adolescentes podem ser feitas pelo telefone do Disque Direitos Humanos, o Disque 100. Assim como diretamente à Polícia Civil no 197.

G1 Tocantins/Foto ilustrativa

Polícia encontra suposto gabarito de prova em celular em Araguaína; Civil investiga

Mais de 20 mil pessoas já assinaram na internet uma petição pública que pede investigação de supostas ocorrências registradas durante a aplicação da primeira fase do concurso da PM.

A polícia de Araguaína localizou uma mensagem de texto contendo um suposto gabarito de uma das provas do concurso da Polícia Militar em um aparelho celular que foi apreendido no último domingo, 11, em uma lixeira localizada em um dos locais da aplicação de provas.

O caso é investigado pela Polícia Civil. Conforme informações do delegado regional Bruno Boaventura, as respostas encontradas no aparelho não são o gabarito oficial da prova e ainda não é possível afirmar se houve fraude nas avaliações.

Conforme o Relatório de Ocorrências de Vulto nº 0141/2018, registrado pelo 2º BPM de Araguaína no domingo, o celular foi encontrado no banheiro do Colégio Santa Cruz, onde as provas eram aplicadas.

O celular estava dentro de um cesto de lixo. Após averiguação, a polícia identificou uma SMS, intitulada “Título Prova 3”, contendo gabarito alfanumérico de 01 a 60.

Petição pública pede investigação

Mais de 20 mil pessoas já assinaram na internet uma petição pública que pede investigação de supostas ocorrências registradas durante a aplicação da primeira fase do concurso da PM.

No documento são elencados vários erros e problemas encontrados pelos candidatos durante a realização das provas.

A petição deve ser protocolada nesta terça-feira, 13, na sede do Ministério Público Estadual, em Palmas. Os candidatos pedem “apuração dos fatos junto ao Ministério Público do Tocantins, se comprovado os fatos mencionados, anulação do certame, seguindo conformidades com a Lei 12.550/2011, apuração através de procedimento administrativo”.

PM responde

Em nota enviada, a Polícia Militar informou que recebeu os questionamentos da imprensa sobre o assunto e repassou para a AOCP, empresa responsável pelas primeiras três fases do concurso.

A empresa, por sua vez, informou à PM que “todas as solicitações já foram encaminhadas ao nosso Departamento Jurídico, para a devida análise e resposta”.

A PM destacou ainda que a prova foi aplicada dentro do planejado, “com supostas tentativas de fraudes devidamente identificadas pela AOCP e os responsáveis estão sendo detectados. Após apuração, serão dados os encaminhamentos conforme previsto no edital”.

Amália Santana continua sob observação em UTI de hospital particular de Araguaína

A deputada tem 55 anos e o seu estado de saúde atual é considerado estável.

A deputada estadual Amália Santana (PT) continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de rede privada de Araguaína.

A parlamentar sofreu um aneurisma cerebral hemorrágico na noite da última quinta-feira, 15.

Ele teve um mal estar e foi levada às pressas ao hospital, onde passou por cirurgia após o imediato diagnóstico.

A deputada tem 55 anos e o seu estado de saúde atual é considerado estável.

Confira nota na íntegra

A deputada estadual Amália Santana continua internada na UTI do Hospital Dom Orione em Araguaína.

Durante a noite ela teve uma sensível melhora. Sua situação é estável, mas ela continuará sendo monitorada até expirar o prazo de 72 horas, considerado pelo médico como período de maior risco.

A família agradece o apoio dos amigos, conhecidos e a todos aqueles que estão torcendo pela recuperação da deputada Amália Santana.

T1noticias

Aeroporto de Araguaína deve receber R$ 49 milhões para obras de ampliação

Governo Federal prevê recursos para 11 aeroportos do país. Aeroporto de Araguaína é o único da região norte e tem apenas uma companhia aérea em operação.

O governo federal anunciou a liberação de recursos para ampliar 11 aeroportos do país. O aeroporto de Araguaína está na lista e deve receber a maior parte dos recursos, R$ 49 milhões. O termo de compromisso foi assinado pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella. O valor total dos recursos é de R$ 212 milhões. 

O dinheiro deve ser investido na ampliação da pista que passará de 1.800 para 1.904 metros e deve ser usado também em equipamentos de segurança que vão permitir que aeronaves de médio porte operem no local.

O saguão de embarque e desembarque também deve ser ampliado. “Como Araguaína possui apenas um voo hoje, no período da tarde, suponha-se que será necessário parar o aeroporto apenas no período da tarde para que o aeroporto funcione normalmente enquanto as obras vão sendo realizados. A obra terá um prazo de conclusão de 24 a 30 meses. Mas a gente acredita que seja concluído antes até porque grande parte dos investimentos será na instrumentalização do aeroporto”, explicou o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico Hélter Dantas.

O aeroporto é o único da região norte do Tocantins que recebe voos comerciais, mas o número de passageiros vem diminuindo a cada ano. Em 2015, três companhias aéreas realizavam viagens, sendo que o local chegou a receber mais de 88 mil passageiros.

No ano passado, esse número caiu 70% e nos primeiros nove meses de 2017 apenas 25 mil passageiros embarcaram ou desembarcaram no aeroporto.

Um dos motivos para essa queda é que atualmente existe apenas uma companhia aérea em operação, que faz um voo por dia destino a São Paulo com escalas em Palmas, Goiânia e Ribeirão Preto. As condições de segurança do aeroporto não permitem que aeronaves de médio e grande porte façam operações.

No mês passado, chegou a faltar luz no aeroporto porque a conta de energia não tinha sido paga. 

 G1 Tocantins

Corpos de mãe e filho mortos em acidente são velados no Tocantins

Caminhonete onde vítimas estavam foi atingida por caminhão na BR-153, perto de Brasilândia do Tocantins. Marido de vítima sobreviveu e está internado em hospital.

Os corpos de Gelsa Maria Marques Guimarães e do filho João Paulo Marques Santana, que morreram na noite desta terça-feira (12) em um acidente na BR-153, estão sendo velados no salão de uma funerária em Araguaína. Os dois estavam em uma caminhonete que foi atingida por um caminhão. O marido de Gelsa, Lorisvaldo Ferreira Santana, sofreu ferimentos e está internado no Hospital Regional de Colinas.

Segundo informações de parentes às 11h os corpos serão levados para Rio Verde (GO) onde serão enterrados.

A batida aconteceu no km 265, perto de Brasilândia do Tocantins, região central do estado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, um caminhão invadiu a pista contrária para não bater em um carro que estava na sua frente. No momento, a caminhonete onde estavam as vítimas foi atingida pelo caminhão, conforme a polícia.

O motorista da caminhonete Lorisvaldo ficou gravemente ferido. Já Gelsa e João Paulo morreram no local. Um quarto ocupante do veículo não teve ferimentos.

O motorista do caminhão não sofreu ferimentos e foi levado para a delegacia de Polícia Civil em Colinas do Tocantins. Ele foi ouvido e liberado. O condutor disse que seguia em direção a Goiânia.

Carro ficou destruído após batida que matou três da mesma família (Foto: Divulgação)

G1 Tocantins