Incêndio destrói parte de salão de beleza em Araguaína

Fogo começou por volta das 19h30 e não deixou feridos. Bombeiros foram ao local, mas chamas já tinham sido apagadas por pessoas que estavam no salão.

Um incêndio destruiu parte de um salão de beleza em Araguaína na noite desta segunda-feira (13). Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 19h30 e não deixou feridos. O estabelecimento fica no setor Maracanã. As causas ainda não foram notificadas.

Quando os Bombeiros chegaram ao local as chamas já tinham sido apagadas por pessoas que estavam no salão. Os danos foram na fiação elétrica, tubulação de água, algumas divisórias de compensado, papéis, um colchão e uma cobertura pequena de brasilite.

A energia precisou ser desligada porque havia água no chão.

G1 Tocantins.

Jovem é morto a tiros após ser perseguido por ruas de Araguaína

Polícia Civil informou que Ruan Saladin Sousa, de 18 anos, tinha passagens e que suspeita é disputa entre facções. Ele foi baleado no setor Araguaína Sul.

Ruan Saladin Sousa, de 18 anos, foi morto a tiros após ser perseguido por ruas de Araguaína na noite desta sexta-feira (10). Testemunhas disseram para a polícia que pelo menos dois homens correram atrás da vítima antes de atirar diversas vezes contra ele. O caso foi no setor Araguaína Sul.

A Polícia Civil informou que a vítima tinha várias passagens por tráfico e que a principal linha de investigação é de que se trate de uma disputa entre facções criminosas. A maioria dos tiros atingiu a cabeça de Ruan Saladin.

O corpo dele foi levado para o IML de Araguaína ainda durante a noite e foi liberado para a família. O laudo deve ficar pronto em 10 dias.

G1 Tocantins.

Aposentada de 63 anos morre após fazer cirurgia plástica em Araguaína

Regina Pereira Melo fez uma abdominoplastia em um hospital particular na última segunda-feira (6). Laudo da morte aponta ‘falência múltipla dos órgãos’ como a causa.

A funcionária pública aposentada Regina Pereira Melo, de 63 anos, morreu nesta quinta-feira (9) após fazer uma cirurgia plástica em Araguaína. O procedimento foi na última segunda-feira (6) em um hospital particular e estava internada desde então. O laudo médico aponta que a morte foi por ‘falência múltipla dos órgãos’.

O médico que fez a cirurgia, Celso Eulálio, diz que todos os exames necessários foram feitos e que Regina não era uma paciente de risco. “Nós fizemos todos os exames pré-operatórios que são necessários e a saúde dela era perfeita. A única patologia que ela tinha, em tratamento, era uma hipertensão arterial, mas o próprio cardiologista dela fez a avaliação do risco pré-operatório e liberou a paciente para a cirurgia. O risco dela era o mínimo possível”.

O procedimento a que ela se submeteu é conhecido como abdominoplastia. O objetivo é retirar o excesso de gordura e pele do abdômen, reduzindo a flacidez da barriga. A cirurgia durou cerca de cinco horas e ela acordou no mesmo dia. No dia seguinte, começou a sentir falta de ar.

O médico diz que quando ela começou a apresentar problemas, durante o pós-operatório, outra cirurgia foi realizada. “Nós abrimos a cavidade abdominal dela para encontrar alguma coisa e simplesmente não encontramos nada. Então não houve nada que justificasse essa evolução dela”.

A família da paciente não quis falar sobre o caso durante o velório dela. A Polícia Civil informou que está investigando o caso e que já ouviu o médico e algumas testemunhas. O prontuário da paciente foi solicitado ao hospital onde a cirurgia foi feita.

G1 Tocantins.

Justiça condena dupla que obrigou mulher a sair nua do chuveiro durante assalto

Nove pessoas da mesma família foram feitas reféns durante o crime, inclusive um adolescente autista. A mulher que estava nua ainda teria sido agredida pelos acusados.

A Justiça do Tocantins condenou nesta quarta-feira (8) dois suspeitos de fazer uma família refém durante um assalto em Araguaína no mês de abril. Segundo a acusação, Pablo Eduardo Lima Campo Mori e Thales Fernandes Soares invadiram o local armados e renderam as vítimas. Uma mulher que estava tomando banho no momento do crime foi obrigada a sair nua do chuveiro.

Ao todo, nove pessoas estavam na casa, incluindo uma criança e um adolescente autista. A mulher que tomava banho contou que foi jogada no chão pelos criminosos e que teve as costas e o pescoço pisados. O mesmo aconteceu com duas outras pessoas, incluindo o jovem autista.

A denúncia diz ainda que eles ameaçaram a família com armas e facas. Foram levados celulares, dinheiro e uma motocicleta, localizada depois com os suspeitos. Nenhuma das vítimas ficou gravemente ferida.

A pena de Pablo Eduardo Lima Campo Mori é de 16 anos e nove meses e a de Thales Fernandes Soares é de 26 anos, quatro meses. As duas são em regime fechado. Soares tem a pena maior porque já tinha sido condenado outras duas vezes pelo crime, além do fato de Mori ter confessado o crime espontaneamente quando foi preso, o que é considerado atenuante.

G1 Tocantins.

Araguaína tem mais de 30% dos imóveis irregulares, diz pesquisa

Na maioria dos casos faltam documentos como a escritura, por exemplo. Advogada acredita que custo de transferência dos documentos é um dos fatores que mais pesa.

Atualmente Araguaína tem mais de 48 mil imóveis, segundo o IBGE. Uma pesquisa divulgada recentemente mostrou que mais de 30% deles, pelo menos 15 mil, estão irregulares. Faltam documentos como a escritura, por exemplo. O motivo pode ser o peso que a burocracia tem no bolso de quem se muda.

“Não fica barato, você escriturar e registrar. Hoje na situação financeira em que nós estamos, que o Brasil está passando. Economiza um pouco segurando a regularização destes documentos”, explica a advogada Cristiani Lins.

O agricultor Dalvo Pereira, que acaba de comprar uma casa, sabe bem disso. Ele gastou quase R$ 12 mil só para deixar tudo regular. “É caro? É caro porque você está fechando um contrato de compra. É necessário fazer para você se resguardar e ficar tranquilo. Isto é importante”, diz ele.

Existe uma lei federal que está tentando ajudar na solução do problema. Registrar o imóvel pode trazer benefícios como empréstimos em bancos em que o bem pode ser usado como garantia ou linhas de crédito voltadas para a reforma da casa.

G1 Tocantins.

Jovem leva tiro no rosto ao ser surpreendido por dois homens em Araguaína

Ele ficou ferido, foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Araguaína. Polícia acredita que trata-se de um acerto de contas.

Suspeito de matar homem por ciúmes é preso no momento em que tentava fugir em Araguaína

Homicídio aconteceu depois de uma discussão. Suspeito tinha ido à casa da vítima para buscar a namorada a força.

Eduardo Venâncio Santos, de 29 anos, foi preso nesta terça-feira (17) no momento em que se preparava para fugir, em Araguaína. Ele é suspeito de matar José Roberto de Sousa, de 65 anos, após uma discussão.

A Polícia Civil acredita que o crime tenha sido motivado por ciúmes. No dia do crime, Eduardo foi até a casa de José Roberto para buscar a namorada a força. No momento, ele interveio e foi atingido por disparos de arma de fogo.

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu antes de chegar no Hospital Regional de Araguaína.

G1 Tocantins.

No Tocantins, homem morre após ser baleado durante discussão

Discussão teria ocorrido porque suspeito encontrou a namorada na casa da vítima. O homem foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

José Roberto de Sousa, de 65 anos, morreu na tarde desta terça-feira (17), após ser baleado durante uma discussão na casa dele. O caso aconteceu por volta das 13h, no setor Itapuã, em Araguaína, no norte do Tocantins.

Segundo a Polícia Civil, a discussão ocorreu porque o suspeito do crime encontrou a namorada na casa do Sousa. Ela era ex da vítima.

O homem foi socorrido por parentes, mas morreu a caminho do hospital. O suspeito ainda não foi localizado.

G1 Tocantins.

Imagem ilustrativa da internet

Homem morre após ser baleado durante discussão em Araguaína

Discussão teria ocorrido porque suspeito encontrou a namorada na casa da vítima. O homem foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

José Roberto de Sousa, de 65 anos, morreu na tarde desta terça-feira (17), após ser baleado durante uma discussão na casa dele. O caso aconteceu por volta das 13h, no setor Itapuã, em Araguaína, no norte do Tocantins.

Segundo a Polícia Civil, a discussão ocorreu porque o suspeito do crime encontrou a namorada na casa do Sousa. Ela era ex da vítima.

O homem foi socorrido por parentes, mas morreu a caminho do hospital. O suspeito ainda não foi localizado.

G1 Tocantins.

Travesti é presa suspeita de espancar e matar colega em Araguaína

Tyfanni Sandes Dutra é suspeita de envolvimento na morte de outra travesti em Araguaína, norte do Tocantins. Crime aconteceu em 2017 e uma terceira travesti também está presa pelo crime.

A Polícia Civil prendeu uma travesti suspeita de envolvimento em um assassinato em Araguaína, norte do Tocantins. Tyfanni Sandes Dutra foi detida na noite desta quinta-feira (12) em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Ela é suspeita de ser uma das executoras das agressões contra a travesti Vitória Castro, de 36 anos, que morreu no hospital em 2017.

Tyfanni Sandes foi presa em Imperatriz (MA) por agentes da Delegacia de Homicídios e Delegacia Regional de Araguaína. O crime contra Vitória Castro aconteceu em abril do ano passado em uma esquina da cidade. Ela teria sido morta porque não aceitou fazer parte de um esquema de aliciamento.

Após ser presa no Maranhão, Tyfanni Sandes foi levada para uma delegacia de Imperatriz e colocada em uma cela. Ela deve ser transferida para o Tocantins nos próximos dias.

Uma terceira travesti, Kellyta Rodrigues de Sousa, foi presa em junho deste ano acusada de ser a mandante das agressões. Ela foi transferida para um presídio feminino após uma decisão da Justiça.

G1 Tocantins.