Três morrem e outros dois ficam feridos em acidente de carro

Os dois veículos, após a colisão, caíram em uma ribanceira, de acordo informações preliminares do Samu.

Um acidente envolvendo dois carros deixou três pessoas mortas e outras duas feridas, na manhã desta terça-feira (1º), na BR-251, em Salinas (MG). Os veículos, após a colisão, caíram em uma ribanceira, de acordo informações preliminares do Samu. Um corpo carbonizado foi encontrado em um dos automóveis.

No outro, relatou o G1, um homem e uma mulher ficaram presos às ferragens. No carro que não pegou fogo, uma vítima foi levada para o hospital em estado grave. Uma criança também teria sido encaminhada a uma unidade de saúde.

As idades das vítimas e as causas do acidente ainda não foram divulgadas. Também não há informações se a pista foi interditada.

Noticias ao Minuto

Fumaça de canavial em chamas causou acidente que matou criança e adolescente em Goiás

Três passageiros ficaram gravemente feridos e estão internados na UTI do Hugol, respirando com a ajuda de aparelhos.

O acidente que causou a morte de uma criança de 3 anos e uma adolescentes, de 15, após o carro em que elas estavam cair em um canavial em chamas foi causado pela fumaça na pista, segundo o Corpo de Bombeiros. Outros três passageiros ficaram gravemente feridos e estão internados na UTI de um hospital em Goiânia.

O grupo seguia pela GO-210 no domingo (23), quando passou por um canavial que estava pegando fogo, em Santa Helena de Goiás. “O condutor do veículo foi surpreendido por uma cortina de fumaça e fez com que ele perdesse a noção de direção do veículo e saisse da rodovia. Infelizmente, ele caiu onde haviam chamas e houve essa fatalidade” disse o major Marcos Vinícius, comandante do Corpo de Bombeiros de Santa Helena.

Os bombeiros informaram que o motorista, Francisco José Costa, não se feriu. Lorenia Alves Vieira Costa, Wannyel Tayllor Prado Pires e Jhowesley Vieira do Carmo, que também estavam no carro, tiveram queimaduras em diversas partes do corpo. Eles estão internados no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

Lorenia e Jhowesley estão em estado gravíssimo e respirando com ajuda de aparelhos. Já Wannyel está em estado grave e também respira com a ajuda de aparelhos.

Os corpos de David e Ester foram liberados do Instituto Médico Legal e estão sendo velados em Santa Helena de Goiás.

A Polícia Civil vai investigar o caso. O delegado Thiago Latorre, no entanto, informou que ainda não tinha recebido as informações do acidente até a manhã desta segunda-feira (24).

Queimadas

Em 2017 já foram registradas mais de 30 mil queimadas em todo país. Desse total, 10.044 foram registradas na região Centro-Oeste. “Durante esse período, o aumento de queimadas às margens da rodovia causa risco de acidentes muito grave e muito sérios aqui na região”, disse o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Moisés Alves. 

Em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, uma queimada em área de pastagem destruiu árvores e chegou muito próximo de uma casa. “Meu filho tem que fazer nebulização quase todo dia porque não consegue dormir por causa dessas fumaças, poeira. O tempo já está seco e ainda coloca fogo assim, é meio sem lógica”, disse o mototaxista Francisco de Assis Cardoso.

“Um incêndio que coloca em perigo vida, patrimônio alheio, a pena prevista é de seis anos de reclusão e multa. Já incêndio em mata, floresta, a pena máxima é de quatro anos. Portanto, este crime de incêndio dá cadeia”, afirmou o delegado do Meio Ambiente, Luziano de Carvalho. queimada

Criança e adolescente morreram após carro cair em canavial em chamas em Santa Helena de Goiás (Foto: Arquivo Pessoal/Ita Evangelista).

G1/GO

Três ficam feridos após acidente entre carro e moto na GO-417

Corpo de Bombeiros precisou resgatar duas pessoas que ficaram presas às ferragens. O motociclista foi socorrido por terceiros que passavam pelo local.

Três homens, que não tiveram as identidades divulgadas, ficaram feridos após um acidente, neste domingo (2), entre um VW Gol e uma moto na GO-417, em São Luís de Montes Belos, no centro goiano. O Corpo de Bombeiros precisou resgatar duas vítimas que estavam no carro que estavam presas às ferragens.

A corporação informou que os dois feridos resgatados foram levados para o Hospital Geraldo Landó de São Luís de Montes Belos. Já o motociclista foi socorrido por terceiros que passavam na rodovia no momento da batida.

G1 tenta contato com o hospital, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que o VW Gol bateu na traseira da motocicleta, no entanto, não há informações o que causo a colisão. A corporação disse ainda que não foi preciso interditar a rodovia, já que os veículos saíram da pista. Ambos foram retirados do local poucas horas após o acidente.

Ainda segundo a PRE, não foi possível realizar teste do bafômetro nos condutores, porque ambos foram hospitalizados.

G1/GO

Mãe entrega filho suspeito de tráfico para polícia após acidente em perseguição

Rapaz conseguiu fugir do local do acidente, mas foi preso em hospital após mãe confirmar identidade para policias.

Um homem de 22 anos foi preso em um hospital de Porto Nacional após a mãe dele confirmar que o jovem é um dos suspeitos de tráfico de drogas que ficaram feridos em uma perseguição policial em Palmas. Ele quebrou um braço e teve ferimentos em várias partes do corpo quando caiu de uma motocicleta após fugir da polícia. Durante a fuga, a dupla deixou para trás uma mochila com mais de 10 kg de drogas.

A Polícia Militar informou que a perseguição aconteceu na região sul de Palmas. Os dois rapazes conseguiram fugir por um matagal após a queda da motocicleta, mas uma denúncia anônima alertou a PM de que um dos homens estava em um hospital com ferimentos semelhantes aos dos suspeitos. A equipe esteve no Hospital Geral de Palmas antes de localizar o jovem no Hospital Regional de Porto Nacional, na região central do estado.

O homem tentou enganar os policiais dizendo que tinha se machucado em um jogo de futebol, mas a mãe, que acompanhava o filho no atendimento, confirmou a identidade do suspeito para a polícia. As drogas, a motocicleta e o jovem foram levados para a delegacia em Palmas, onde ele deve permanecer preso.

G1/TO

Carro bate, pega fogo e morre empresário de Peixe Tocantins

Segundo testemunhas, o acidente aconteceu por volta das 21h desta terça-feira, 27, na BR-242 no trecho que entre o povoado de Vila Quixaba e Peixe.

Uma camionete  Mitsubishi L200 Triton, conduzida pelo empresário Degmar dos Reis Custódio, 51 anos, conhecido como Degmar da Areia, colidiu com uma camionete D-10, a gás, que estava estacionada na margens da rodovia.  As pessoas que estava neste veículo saíram ilesos.

Dagmar da areia faleceu no local do acidente, ele estava conduzindo a Triton. A pessoa que conduzia a gaseira estava parado com parte do veículo dentro da pista, com isso o empresario Dagmar bateu, capotou o veículo e teve o seu corpo arremessado para fora da camionete que pegou fogo com o impacto”, disse a testemunha.

Dagmar da areia era proprietário de uma empresa que atua com mineração de areia às margens do Rio Santa Tereza.

O veículo ficou totalmente destruido.
O veículo ficou totalmente destruido.

 

Com informações de atitudetocantins

‘Pedi ajuda, mas só tiravam foto’, diz sobrevivente de acidente

A colisão, que matou 23 e deixou mais de 20 feridos, envolveu um ônibus, uma carreta, uma mini-van e uma ambulância, nessa quinta-feira (22),na BR-101, em Guarapari.

Uma das sobreviventes do acidente que matou 23 pessoas e deixou mais de 20 feridas no Espírito Santo desabafou sobre a falta de socorro de moradores e populares momentos depois da tragédia. “Corri pedindo ajuda, mas muitas pessoas eu via só filmando, tirando fotos e não ajudavam”, lamentou Fabiana Silva, 31 anos. A colisão envolveu um ônibus, uma carreta, uma mini-van e uma ambulância, nessa quinta-feira (22),na BR-101, em Guarapari.

O marido de Fabiana, o gesseiro Fernando de Spuza Dias, 36, estava no acidente, mas não resistiu. Ele estava encostado no ombro dela. “Foi na hora que eu ouvi o barulho do freio, a explosão e o fogo vindo. Quando eu vi o fogo, olhei para o lado e vi que ele não estava. Vi os corpos e algumas pessoas saindo queimadas. Como o fogo estava se alastrando, comecei a correr desesperada, pulei no barranco e comecei a gritar”, recordou, em entrevista.

Ela ainda comentou sobre os momentos de angústia por não ter condições de ajudar o marido. “Ele gritava por socorro, foi arremessado para perto de uma árvore, onde estava parte do ônibus pegando fogo. Não tinha como eu passar. Eu falava: ‘Fernando’, e ele respondia: ‘Me tira daqui, eu quebrei uma perna e um braço. Preciso criar meus filhos’. E eu não consegui tirá-lo de lá. Corri pedindo ajuda, mas muitas pessoas eu via só filmando, tirando fotos e não ajudavam”

O casal estava casado há três anos. O motivo da viagem para o Espírito Santo era o enterro da avó de Fernando. Ele chegou a comentar que preferia ir com outro meio de transporte, mas, por ser uma emergência, não teve escolha. “Eu não queria, senti um gelo no meu coração. Eu pressenti”, falou a mulher.

Noticias ao Minuto

Acidente mata quatro pessoas e deixa outras duas feridas na GO-162

Segundo Corpo de Bombeiros, dois carros bateram de frente. Feridos foram levados ao Hospital Regional de São Luiz dos Montes Belos.

Quatro pessoas morreram e outras duas ficaram feridas após os dois carros em que elas estavam baterem de frente, no domingo (25), em Turvânia, na região central de Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros, os feridos foram levados para o Hospital Regional de São Luiz dos Montes Belos, mas não há informação sobre o estado de saúde deles.

De acordo com o tenente Leandro Alfredo Garcia, do Corpo de Bombeiros, não é possível determinar quem invadiu a pista. “Isso será definido por investigação da polícia. Com a força da colisão, foi preciso usar equipamentos para cortar a lataria de um dos carros para retirar os corpos das vítimas”, disse.

O acidente aconteceu por volta das 11h20 de domingo no trecho da GO-162 entre Turvânia e Palminópolis. Um Ford Escort com placa de Trindade, com dois ocupantes, e um VW Jetta com identificação de Goiânia, com quatro pessoas, seguiam pela rodovia bateram um contra o outro.

Com o impacto, os dois ocupantes do Escort, além do motorista e um dos passageiros do Jetta morreram na hora. Os outros dois sobreviventes foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Saúde (Samu).

O G1 tentou contato com o Hospital Regional de São Luiz dos Montes Belos, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.

Os corpos das vítimas fatais foram recolhidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

Bombeiros tiveram que fazer desencarceramento para retirar vítimas do veículo, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Bombeiros tiveram que fazer desencarceramento para retirar vítimas do veículo, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

G1/GO

Acidente com ambulâncias, carreta e ônibus deixa 15 mortos

Outras 20 pessoas ficaram feridas na colisão, considerada grave.

A colisão de duas ambulâncias com uma carreta e um ônibus deixou 15 mortos e pelo menos 20 feridos em Guarapari, no Espírito Santo. A maioria das vítimas morreu carbonizada. O acidente, confirmado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), às 9h18, ocorreu no KM 343 da BR-101, próximo à capital, Vitória. Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de mortos pode aumentar.

A BR-101 foi interditada nos dois sentidos por causa das chamas que consumiram os veículos e do vazamento de óleo. O bloqueio parcial segue. Segundo a PRF, a carreta carregada de pedras invadiu a contramão e colidiu de frente com o ônibus da Viação Águia Branca. O coletivo saiu de São Paulo para Vitória. As ambulâncias, dos municípios de Jerônimo Monteiro e Alfredo Chaves, seguiam atrás do ônibus e também foram atingidas.

De acordo com a PRF, os feridos estão sendo levados aos hospitais Jayme Santos Neves, Antônio Bezerra de Faria e São Lucas, na Grande Vitória. O secretário de Saúde de Jerônimo Monteiro, José Maria Justo, disse que a ambulância transportava o motorista, três pacientes e dois acompanhantes. 

Ao tentar desfiar da colisão, o condutor acabou acertando a ambulância de Alfredo Chaves. O motorista morreu, mas os passageiros não tiveram ferimentos. “Estamos com um sentimento de tristeza muito grande. Perdemos um colega de trabalho”, disse o secretário ao G1. O carro de Alfredo Chaves informou que na ambulância do município estavam um motorista, uma paciente e um acompanhante. Nenhum corre risco de morte.

Noticias ao Minuto

Acidente de ônibus em Minas deixa 9 mortos e 18 feridos

A suspeita é de que o ônibus trafegasse em alta velocidade.

Um acidente com ônibus durante a madrugada desta segunda-feira, 19, na BR-251, em Salinas, no norte de Minas Gerais, deixou pelo menos nove mortos e 18 feridos, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O veículo saiu da pista e capotou.

A corporação investiga as causas do capotamento, mas a suspeita é de que o ônibus trafegasse em alta velocidade. O veículo partiu de São Paulo e seguia para Euclides da Cunha, na Bahia. O acidente aconteceu por volta das 4 horas.

Ainda segundo a PRF, ainda não é possível dizer a qual empresa o ônibus pertencia.

A Polícia Militar em Salinas informou que o trecho da rodovia em que o ônibus tombou é sinuoso e registra alto índice de acidentes. A BR-251 dá acesso à BR-116, conhecida como Rio-Bahia.

Por volta das 9h30, a ocorrência ainda estava em andamento – é possível que o número de vítimas aumente.

Noticias ao Minuto

Parentes e amigos fazem homenagens a vítimas de acidente na TO-020

Das seis pessoas que morreram, quatro eram da cidade de Aparecida do Rio Negro. Moradores lotaram ginásio onde os corpos foram velados. Prefeitura decretou luto oficial de três dias.

Parentes e amigos fizeram as últimas homenagens às vítimas de um acidente entre uma ambulância e um carro de passeio que deixou seis pessoas mortas na TO-020, no último sábado (18). Das pessoas que morreram, quatro eram de Aparecida do Rio Negro. A prefeitura decretou três dias de luto oficial.

A cidade tem pouco mais de 4 mil moradores que vivem a tristeza da tragédia, como se cada vítima fizesse parte de uma grande família. Os corpos foram velados no ginásio da cidade. Pessoas de vários municípios foram ao local para se despedir.

Os quatro moradores do município estavam dentro da ambulância. Diraci Gomes da Silva, de 62 anos, tinha desmaiado em casa e estava sendo levada para o Hospital Geral de Palmas. Ela estava na parte de trás da ambulância com o filho Josivaldo Gomes da Silva, de 28 anos. Na frente estava o motorista Elias Barbosa Lima, de 31, e a técnica de enfermagem Maria Edivania da Silva Alves, 34 anos.

Enfermeira está entre os mortos; acidente foi na TO-020 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Enfermeira está entre os mortos; acidente foi na TO-020 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Apesar de lotado, o ginásio, onde os corpos foram velados, era a expressão de um enorme vazio. Sem muita explicação, enfermeiros e outros funcionários da saúde falaram sobre o profissionalismo do motorista e da técnica de enfermagem que não era para ter ido na ambulância.

“Não era para ela ir na viagem, mas ela se dispôs a ir. Era otura técnica que ia, mas ela se dispôr a ir porque ela viu que a situação da paciente era muito grave”, diz a farmacêutica Daniele Alves.

Entenda

Seis pessoas morreram em um acidente entre uma ambulância e um carro de passeio na TO-020, entre Palmas e Aparecida do Rio Negro, na região central do Tocantins. O acidente aconteceu na tarde deste sábado (17). Os veículos pegaram fogo após bater. O Instituto Médico Legal informou que os corpos já estão sendo resgatados.

A Polícia Militar informou que quatro dos seis mortos estavam na ambulância e que os demais estavam no carro de passeio. Ainda não há detalhes de como a batida aconteceu. Equipes da PM, do Corpo de Bombeiros, do Instituto Médico Legal e da Perícia foram enviadas ao local da batida, no km 40 da rodovia, próximo a cidade de Aparecida do Rio Negro.

G1/To