Acidente na TO-134 mata estudante de 14 anos e deixa dois feridos

Marcos Roberto Pereira Cruz morava em um assentamento da região e cursava o 8º ano do ensino fundamental. O motorista e outro adolescente foram levados ao pronto-socorro em Araguaína.

Um acidente na TO-134 matou o estudante Marcos Roberto Pereira Cruz, de 14 anos, e deixou outras duas pessoas feridas nesta quinta-feira (9). Marcos Roberto morava em um assentamento próximo a cidade de Darcinópolis e cursava o 8º ano do ensino fundamental no Colégio Estadual José de Souza Porto.

O motorista e outro adolescente, de 12 anos, foram socorridos por moradores da região e levados para um pronto-socorro em Araguaína. Eles não tiveram ferimentos graves.

Segundo testemunhas, os três estavam em uma caminhonete quando o condutor perdeu o controle do veículo, atravessou a pista e capotou no acostamento da faixa contrária. O acidente foi na altura do km 160, próximo ao local onde o jovem morava.

O caso comoveu os colegas e professores do estudante. A Secretaria Estadual de Educação divulgou uma nota lamentando a perda do jovem. O corpo dele foi levado para o IML de Tocantinópolis e depois liberado para a família.

G1 Tocantins.

Maioria das vítimas de violência sexual no Tocantins tem menos de 14 anos

Nos cinco primeiros meses do ano foram registrados cerca de 230 casos e mais da metade das vítimas tinha entre 10 e 14 anos. Só na semana passada foram quatro casos.

No Tocantins, a maior parte das vítimas de violência sexual tem menos de 14 anos. Os números são dos cinco primeiros meses de 2018 e foram divulgados pela Secretaria de Saúde. Pelo menos sete em cada dez vítimas se encaixa nesta categoria.

Só na última semana, quatro casos envolvendo crianças de um, oito, 11 e 13 anos foram registrados pela polícia. No período do levantamente foram registrados cerca de 230 atendimentos a vítimas em hospitais do estado, quase a metade desse total, de crianças entre 10 e 14 anos de idade.

Ainda segundo o levantamento, na maioria dos casos, os agressores são homens, já as vítimas, são do sexo feminino. Embora os índices sejam preocupantes, a polícia acredita que o número de ocorrências desse tipo seja ainda maior.

“Mais de 90% deste tipo de situação o agressor faz parte do meio familiar ou da confiança da família da criança”, explica o delegado Márcio Girotto.

A denúncia de casos do tipo pode ser feita por qualquer pessoa, ainda que não seja da família da criança, de forma anônima, em delegacias especializadas ou de plantão.

G1 Tocantins.

Maioria das vítimas de violência sexual no Tocantins tem menos de 14 anos

Nos cinco primeiros meses do ano foram registrados cerca de 230 casos e mais da metade das vítimas tinha entre 10 e 14 anos. Só na semana passada foram quatro casos.

No Tocantins, a maior parte das vítimas de violência sexual tem menos de 14 anos. Os números são dos cinco primeiros meses de 2018 e foram divuldados pela Secretaria de Saúde. Pelo menos sete em cada dez vítimas se encaixa nesta categoria.

Só na última semana, quatro casos envolvendo crianças de um, oito, 11 e 13 anos foram registrados pela polícia. No período do levantamente foram registrados cerca de 230 atendimentos a vítimas em hospitais do estado, quase a metade desse total, de crianças entre 10 e 14 anos de idade.

Ainda segundo o levantamento, na maioria dos casos, os agressores são homens, já as vítimas, são do sexo feminino. Embora os índices sejam preocupantes, a polícia acredita que o número de ocorrências desse tipo seja ainda maior.

“Mais de 90% deste tipo de situação o agressor faz parte do meio familiar ou da confiança da família da criança”, explica o delegado Márcio Girotto.

A denúncia de casos do tipo pode ser feita por qualquer pessoa, ainda que não seja da família da criança, de forma anônima, em delegacias especializadas ou de plantão.