O presidente Jair Bolsonaro vai convidar o governador Mauro Carlesse (DEM) a se filiar em seu novo partido, a Aliança pelo Brasil.

Carlesse deixou o PHS em maio para se filiar ao Democratas. O convite de Bolsonaro pode resolver o desconforto que o governador sente em seu novo partido, onde ele e seu grupo travam uma batalha silenciosa contra a presidente regional, a deputada federal Dorinha Seabra Rezende.

Com Farlei

Como a Coluna do CT já antecipou, a Aliança pelo Brasil ficará no Tocantins sob a coordenação do policial federal aposentado Farlei Meyer, que foi candidato a senador pelo PSL em 2018 e é amigo pessoal do deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP).

Sem acordo

O imbróglio no DEM é Dorinha não abre mão da presidência, como insiste seu colega de partido e Câmara, Carlos Gaguim, que afirma que haveria um acordo com a deputada para que ambos se revezassem no comando da sigla no Tocantins. Ela nega qualquer acerto nesse sentido. Conforme Gaguim tem defendido, cada um deveria ficar um ano na presidência.

Sai de mala e cuia

Assim, o convite de Bolsonaro a Carlesse pode ter chegado em boa hora. Se aceitar, o governador deve levar 30 dos 38 prefeitos do DEM, todos os que são ligados a ele e Gaguim.

Cleber Toledo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here