Os três foram encontrados mortos na propriedade onde moravam, a cerca de 8 km de Paraíso do Tocantins. Polícia Civil disse que celulares foram levados e que crime pode ter sido planejado.

Mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato de Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, o marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e do filho do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio.

O corpo da mulher foi encontrado com um corte profundo na garganta, no quintal da propriedade onde a família morava, a 8 km de Paraíso do Tocantins. Os corpos do marido e do filho estavam carbonizados dentro de um quarto, que pegou fogo. O carro da família foi localizado queimado a 2 km da casa. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (22) e eles foram encontrados à tarde.

A polícia informou que policiais foram convocados e estão em diligências colhendo informações sobre os fatos. Ninguém foi preso. Nesta manhã, quatro pessoas foram ouvidas. As investigações estão sob sigilo, por isso a identidade das pessoas que prestaram depoimento não pode ser revelada.

A Polícia Civil disse ainda que os celulares das vítimas foram levados. Informou também que o crime pode ter sido planejado. As investigações continuam sob a responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais. O corpo de Ivani foi liberado do IML. Os corpos de Acácio e Márcio ainda estão no instituto, em Paraíso do Tocantins e devem ser encaminhados para o IML de Palmas.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here