Nota na íntegra

Nos autos do processo não há qualquer menção sobre isso.

Diante das matérias veiculadas em alguns sites no Estado do Tocantins, acerca de penhora de bens do ex-senador Vicentinho Alves, registra-se que a cobrança não é oriunda de dívida de campanha. Nos autos do processo não há qualquer menção sobre isso.

Esclarece-se, ainda, que a cobrança está calcada em cheque decorrente de negócio jurídico já finalizado.

Ou seja, a ação está eivada de irregularidades, as quais estão sendo averiguadas nas vias adequadas, ressaltando que o Judiciário tem rechaçado cobrança com juros ilegais e punido sim empresas que fazem cobranças indevidas.

Infelizmente, cobranças indevidas são comuns a todo cidadão de bem e possuímos confiança de que tais práticas serão coibidas pelas autoridades.

Vicentinho Alves/Ex-senador da República

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here