Criminosos pretendiam cobrar R$ 700 mil para libertar vítima, segundo delegado. Sequestro aconteceu na quadra 1.112 Sul em Palmas; suspeito de envolvimento no caso foi preso.

Um homem, confundido com pecuarista, foi sequestrado e colocado no porta-malas do próprio carro, na quadra 1.112 Sul em Palmas, nesta terça-feira (21). Segundo a Polícia Civil, os criminosos pretendiam realizar o sequestro para cobrar R$ 700 mil de resgate.

Um dos envolvidos no caso foi preso em flagrante suspeito de extorsão mediante sequestro, com uso de arma de fogo, além de associação criminosa.

O sequestro aconteceu na tarde desta terça-feira. Dois homens trafegavam em um carro na quadra 1.112 Sul, quando foram abordados por dois criminosos armados com revólveres, que anunciaram um assalto. Uma das vítimas conseguiu escapar e acionou a Polícia Civil.

Os policiais então foram até as saídas de Palmas para fazer barreira. Uma das equipes deslocou para a TO-020, saída para Aparecida do Rio Negro, onde encontraram um dos envolvidos perto de um posto de combustíveis.

A polícia informou que, inicialmente, o suspeito negou ter participado do sequestro. Depois, disse que ficou responsável por resgatar dois comparsas que tinham abordado as vítimas. Na casa dele, os policiais apreenderam um dos revólveres usados no crime.

A vítima foi encontrada numa estrada vicinal, às margens da TO-020 e indiciou aos policiais onde os sequestrados haviam abandonado o veículo.

Segundo o delegado Evaldo de Oliveira Gomes, titular da Delegacia Especializada em Investigações Criminais, os criminosos queriam sequestrar outras pessoas. “As vítimas, que trabalham como corretores de gado, foram efetivamente confundidas com pecuaristas pelos suspeitos, que pretendiam cobrar a quantia de R$ 700 mil reais para libertá-las”, disse.

O homem preso foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas. Os outros suspeitos envolvidos no crime não foram localizados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here