Destaque

Ex-prefeito é condenado por esquema no recolhimento de lixo e fica inelegível

Leôncio Lino de Sousa Neto (DEM) é acusado de direcionar licitações para beneficiar empresários em 2011. Ele foi prefeito de Lagoa da Confusão entre 2008 e 2016.

O ex-prefeito de Lagoa da Confusão, Leôncio Lino de Sousa Neto (DEM), foi condenado pelo Tribunal de Justiça por um suposto esquema para beneficiar empresários em licitações na cidade.

Os crimes teriam acontecido em 2011, num processo para alugar caminhões para o recolhimento de lixo na cidade. Com a decisão, Neto fica inelegível. Ainda cabe recurso.

De acordo com o Ministério Público Estadual, o ex-prefeito e outros servidores montaram um esquema para direcionar os processos de licitação.

Os empresários beneficiados seriam Luiz Nery Quanz e Aroldo Panta de Oliveira, que alugaram os caminhões para o serviço por R$ 30.512,02 cada. O caso foi em 2011.

Além do político e dos empresários, também foram condenados servidores da prefeitura que teriam ajudado nas fraudes. O site tentou contato com as defesas dos citados, mas as ligações não foram atendidas.

Além da inelegibilidade por seis anos, os envolvidos também foram condenados a devolver o dinheiro gasto com os caminhões e a pagar uma multa de R$ 60 mil.

Eles também não podem assumir cargos públicos ou fechar contratos com o poder público.

A sentença é do dia 6 de março, mas só foi divulgada nesta terça-feira (13).

G1 Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.