Evento de lançamento de livro desenvolvido por alunos do 6º ao 9º ano, da escola Maria Guedes com orientação dos professores, foi um sucesso.

Aconteceu na sexta-feira 26, em Palmeirópolis, o lançamento do livro “Memórias-Elo entre Gerações.  O evento foi a partir das 19horas, no ginásio de esporte da cidade e contou com aproximadamente 2 mil pessoas.

Colocar palavras no papel, criar um enredo, falar de personagens, contar uma história, fazer ilustrações e publicar um livro.

De maneira simples e resumida, esse foi o processo de criação que os alunos e professores da escola Maria Guedes em Palmeirópolis fizeram durante todo o ano.

“Memórias-Elo entre Gerações”, foi um projeto com a finalidade de resgatar a cultura familiar, local e estabelecer um elo entre as gerações, bem como, desenvolver no aluno o gosto pela leitura e escrita.

O aluno foi atrás de ouvir as memórias de família e de algumas pessoas de sua região para então reproduzi-las. Desta forma, o livro tornou-se parte de sua história passada e que agora também fará parte da história de todos: alunos, professores, escola, pais e da comunidade de Palmeirópolis.

O projeto foi idealizado pelas professoras: Alexsandra Mendes Pereira, Edina Alves Costa de Sousa, Keila Uzêda Leal, Miriam Nunes da Silva, diretor José Daniel Rosa e pela orientadora pedagógica Lorena Aparecida.

Desenvolvido pelos alunos dos 6º aos 9º anos na disciplina de língua portuguesa, da coordenadora Maria de Fátima Cavalcante, que acompanhou e orientou a equipe em cada etapa do processo, ainda da escola estadual professora Maria Guedes com a participação direta da professora Maísa Magalhães.

Professora Miriam Nunes e professora Dângela Rodrigues

Foi um projeto interdisciplinar que contou ainda com a participação direta da historiadora Dângela Rodrigues, que trabalhou memórias históricas com os alunos, e teve total dedicação da coordenadora financeira Cláudia Regina, que além de organizar todos os gastos fez toda a parte de designer e arte do livro, participou de todo o processo.

Os alunos foram estimulados não só para a atividade da leitura, mas também para a prática da escrita, e eles se sentiram tão envolvidos com o trabalho que o livro acabou nascendo dessa vontade de produzir e escrever.

A primeira apresentação da noite foi o teatro musical da memória: da Alemanha ao Brasil, escrito pela aluna Emilly e adaptado para o teatro pela professora Miriam Nunes.

Os ensaios desse teatro foram iniciados em junho e perduraram até o dia do lançamento.

A professora Miriam Nunes, falou da alegria em conseguir desenvolver nos alunos o gosto pela leitura e escrita, pois segundo ela, “ler é voar com as asas do outro, escrever é dar asas a sua imaginação.” Afirmou ainda que o projeto foi uma forma de valorização das histórias de família, da cultura, do respeito ao idoso e ao que ele pode ensinar, além de ser uma forma de registro das histórias da região que nunca serão perdidas apesar de estarem inundadas de subjetividade e imaginação”.

E ainda destacou o orgulho que sentiu dos seus alunos ao ver o livro com histórias escritas por eles e ainda desenvolvendo um teatro musical com perfeição, paródias e poemas que encantaram o público.

O professor Antônio Guedes, (filho da professora Maria Guedes in memorian), não pôde estar presente, mas foi homenageado pelas alunas, Karolinne Oliveira Silva e Juliana Cristina C. Martins, esteve presente a professora Adirce Guedes que o representou.

Através do poema que escreveram para a professora Maria Guedes, os alunos conseguiram expor no papel um pouquinho de toda a emoção que ele (Antônio Guedes) repassou ao falar com tanto carinho e orgulho da professora Maria Guedes, como “pessoa, mãe,  membra da sociedade, da igreja, como ser humano idealista, que sempre esteve muito à frente de seu tempo”…

O diretor Daniel Rosa explicou que o “trabalho foi por etapa, tudo planejado, “Tivemos a idéia e juntos trabalhos, afim de mostrar a história de pessoa simples como nós, através do livro, tudo foi feito com recurso próprio, apenas o evento teve patrocino de pais dos alunos e também do professor Antônio Guedes que doou as cadeiras para o evento. Foram impressos 500 livros num valor simbólico de 25 reais cada, todos os alunos participantes do projeto e os homenageados receberam exemplares do livro”, explicou.

Os autores estão radiantes, ainda mais que os textos produzidos, além de serem lidos por estudantes das escolas participantes do projeto, serão conhecidos por muitas pessoas, vez que a obra será utilizada em outros projetos de Leitura.

Autoridades, professores, alunos, pais e comunidade em geral foram convidados para prestigiar a iniciação literária dos estudantes.

Estiveram presentes no evento a primeira dama de Palmeirópolis Ana Paula Vaz e vereadores, o presidente da Câmara William Marques, Davi Pereira de Abrantes Diretor Regional de Educação de Gurupi, Cirineu da Rocha-coordenador do Colégio Familia Agrícola, comandante da Polícia Militar Rosa Neto, além do diretor Daniel Rosa e professores.

Presidente da Câmara de Palmeirópolis Willian Marques e a primeira dama Ana Paula Vaz.
Davi Pereira de Abrantes Diretor Regional de Educação de Gurupi e o diretor Daniel Rosa.

VEJA MAIS FOTOS

             

Da redação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here