Após a inúmeras fugas do sistema penitenciário de Goiás, o Ministério Público Estadual apresentou denúncias expondo um esquema interno de corrupção. Segundo investigação, as ações envolveram agentes, advogados e carcereiros, que viabilizaram a saída e depois camuflaram por um certo período a ausência dos detentos. As informações foram divulgadas pelo jornal O Popular de hoje.

O trâmite tinha início com o lobby realizado por agentes prisionais para indicação de advogados envolvidos no esquema. Estes utilizavam documentos falsos para conseguir liberação dos presos ou autorização para o regime semiaberto. Depois, carcereiros abonavam as faltas dos condenados que não retornavam para prisão.

Grampos telefônicos comprovaram as ações criminosas, mas ainda não foi divulgado quantos presos se beneficiaram do sistema corrupto para fugir. O secretário de Segurança Pública e vice-governador goiano, José Éliton Júnior (PSDB), não se pronunciou sobre o assunto.(fonte:goiás real)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here