Aviões que transportam corpos de vítimas devem chegar por volta de 10 em Chapecó

Os aviões que estão transportando os corpos das vítimas do acidente aéreo da última terça-feira (29) na Colômbia devem chegar atrasados em Chapecó (SC). A previsão inicial era de que as aeronaves pousassem entre as 7h e as 8h de hoje (3). No entanto, a informação divulgada há pouco no aeroporto da cidade catarinense é de que os voos vão atrasar cerca de uma hora e meia.

Assim que os corpos chegarem no aeroporto de Chapecó, está prevista uma cerimônia fúnebre com a presença do presidente da República Michel Temer. Depois, haverá um cortejo pelas ruas da cidade catarinense que deve durar cerca de uma hora e meia. Três caminhões decorados com a bandeira e as cores do time vão desfilar com os caixões. Eles já estão posicionados no pátio do aeroporto.

Após o cortejo, os corpos serão levados para a Arena Condá, onde acontece o velório coletivo. Durante a primeira hora, a cerimônia será fechada, apenas com a presença da família e dos amigos das vítimas. Depois, os portões do estádio serão abertos para o público em geral.

Apesar de serem esperadas mais de 50 mil pessoas no velório coletivo, apenas 19 mil poderão entrar no estádio para não exceder a capacidade máxima do local. Na área externa da Arena Condá, foram instalados telões e banheiros químicos para as pessoas que não conseguirem ingressar na cerimônia.(fonte:agência brasil)

Cerca de 900 jornalistas de 14 países cobrirão velório coletivo da Chapecoense

Cerca de 900 profissionais de imprensa de 14 países se credenciaram para trabalhar na cobertura do velório coletivo das vítimas do acidente aéreo da última terça-feira (29), na Arena Condá, em Chapecó. Além disso, segundo a administração da Chapecoense, outros 800 pedidos de credenciamento foram feitos por e-mail. A cerimônia acontece amanhã de manhã, quando os corpos das vítimas devem chegar a Chapecó.

Carros de transmissão de televisão se preparam para cobertura de velório coletivoDaniel Isaia / Agência Brasil
Carros de transmissão de televisão se preparam para cobertura de velório coletivoDaniel Isaia / Agência Brasil

O entorno da Arena Condá, estádio do clube catarinense, está lotado de veículos de imprensa e carros com equipamentos para transmissão de som e imagens. As principais empresas de comunicação de Santa Catarina, com sede em Florianópolis, enviaram os âncoras dos telejornais para transmitirem os programas direto do estádio da Chapecoense.

O portão que dá acesso às arquibancadas e ao gramado é compartilhado por jornalistas e moradores da região que vêm até a Arena Condá para prestar homenagens aos integrantes da delegação da Chapecoense que morreram no acidente. Nessa área comum, os profissionais de imprensa coletam boa parte dos depoimentos dos torcedores que são publicados e transmitidos para todo o mundo.

Amanhã, durante a cerimônia, os jornalistas terão acesso limitado ao gramado, onde os corpos serão velados. A intenção dos organizadores é permitir aos familiares e amigos das vítimas que tenham a privacidade respeitada.

Emoção

Desde os primeiros dias após a tragédia, jornalistas de vários países acompanham de perto a comoção e a tristeza que tomou conta da cidade catarinense. Nas entrevistas coletivas, as perguntas dos profissionais brasileiros se intercalam com indagações em vários idiomas, especialmente em espanhol e francês.

O correspondente da Televisión Española (TVE) no Rio de Janeiro, Marcos López, manifestou sua emoção de fazer essa cobertura desde quarta-feira. “Eu fui jornalista esportivo durante muito tempo, então essa tragédia me atingiu de uma forma horrível. Durante a homenagem aqui na Arena Condá, na noite de quarta-feira, eu chorei muito enquanto trabalhava”, contou

López disse ter ficado impressionado com a relação íntima que existe entre a Chapecoense e os moradores de Chapecó: “Como é uma cidade pequena, eu vi que as pessoas conheciam os jogadores. Não é como em São Paulo ou no Rio, onde os atletas são estrelas inacessíveis. Aqui, eles eram parte da família”.

O jornalista apontou a necessidade de tomar cuidado para não aumentar os fatos. “Isso já é uma tragédia. O jornalista não pode ir além disso para fazer sensacionalismo. As imagens falam por si, não se pode ir além disso”, afirmou López.(fonte:agência brasil)

Corpos dos jogadores da Chape e jornalistas serão repatriados hoje

O velório coletivo está previsto para o sábado (3) em Chapecó

Os brasileiros vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense devem ser encaminhados ao Brasil a partir das 19h (horário de Brasília) desta sexta-feira (2).

De acordo com o Diário Catarinense, está previsto que neste horário decolem três aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) que irão repatriar os corpos dos mortos no acidente. Um quarto voo comercial irá partir no mesmo horário, levando os seis jornalistas da Fox que perderam a vida no voo da LaMia.

A publicação explica que os corpos serão deslocados por comboio até o aeroporto. Antes de os caixões serem depositados no interior das aeronaves, deve haver uma cerimônia breve, organizada pelo governo colombiano para a despedida.

Os caixões dos brasileiros, todos jogadores da Chapecoense, estavam cobertos com uma bandeira branca com o distintivo do clube e a inscrição: “Campeões para sempre”. Os caixões não serão lacrados no translado até o Brasil.

Velório

O velório das vítimas do acidente aéreo na Colômbia está previsto para o sábado (3) em Chapecó, no oeste de SC. 

Espera-se que cerca de mil jornalistas de todas as partes do mundo estejam presentes para fazer a cobertura. Além disso, o UOL destaca que personalidades como o presidente da República Michel Temer e o presidente da Fifa, Gianni Infantino, são esperadas

Chapecó espera cerca de 100 mil pessoas nos arredores da Arena Condá na manhã de sábado, o que representa mais da metade da população local. Cerca de 20 mil terão acesso à parte interna do estádio.(fonte:noticias ao minuto)

Cinegrafista Ari Júnior deve ser velado na sede do Goiás, seu time de coração

Torcedor fanático do clube, profissional é uma das 71 vítimas da queda do avião que levava equipe da Chapecoense para final da Copa Sul-Americana, na Colômbia

O corpo do cinegrafista goiano Ari Ferreira de Araújo Júnior, conhecido como Ari Júnior, de 48 anos, deve ser velado no Ginásio Luis Torres de Abreu, localizado na Serrinha, sede do Goiás Esporte Clube, no Setor Bela Vista, em Goiânia. Torcedor fanático do time, ele foi um dos 71 mortos na queda do avião que levava a equipe da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, na Colômbia. Outras seis pessoas sobreviveram.

A assessoria de imprensa do Goiás confirmou a informação por telefone. O local é o mesmo onde foi velado corpo do ex-jogador Fernandão, ídolo do clube, que morreu em 2014, aos 36 anos em um acidente de helicóptero. No entanto, a data da cerimônia ainda está indefinida, pois não há previsão de quando o corpo chegará ao Brasil para ser reconhecido.

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), declarou luto oficial pela tragédia e colocou o Gabinete de Gestão de Assuntos Internacionais à disposição da família de Ari. Em nota, destacou que vai “oferecer a assistência necessária para o sepultamento” do profissional.

Querido entre jornalistas e também no meio esportivo, Ari Júnior recebeu várias homenagens de pessoas como o jogador de basquete Thiago Splitter, o líbero Serginho, a pentatleta Yane Marques, a nadadora Ana Marcela Cunha, a judoca Sarah Menezes e a triatleta Fernanda Keller

Perfil

Antes de ser cinegrafista, Ari Júnior começou como porteiro na TV Serra Dourada, afiliada do SBT em Goiânia. Na década de 1990, trabalhou na TV Anhanguera, onde fez imagens marcantes, como da Caminhada Ecológica entre Aruanã e Goiânia, às margens do Rio Araguaia, em 1996.

Depois de 1997, Ari foi para a TV Globo em São Paulo e, em 2012, foi convidado a trabalhar na Globo do Rio de Janeiro. Atualmente, ele integrava a equipe do programa Planeta Extremo. Em abril de 2015, fez parte da comitiva que estava no Nepal quando houve um terremoto, que matou milhares de pessoas. As imagens feitas pelo cinegrafista goiano rodaram o mundo.

Quando não estava em viagens para a gravação do programa, costumava atuar fazendo coberturas esportivas. Ari nasceu em Goiânia, mas morou também em Trindade e deixa quatro filhos. Ele era devoto do Divino Pai Eterno.

Thiago Splitter posta homenagem ao cinegrafista Ari Júnior (Foto: Reprodução/Instagram)
Thiago Splitter posta homenagem ao cinegrafista Ari Júnior (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte:ge/go

Cruz Vermelha diz que 60 corpos já foram resgatados de avião

A Cruz Vermelha da Colômbia disse que já foram resgatados 60 corpos do acidente com o avião que levava o time da Chapecoense para Medellín, na Colômbia. Um representante da Cruz Vermelha disse à rádio Blu Colombia que 60 dos 75 corpos que estavam no local do acidente foram recuperados e levados para Olaya Herrera.

equipe de branco resgata corpo
Equipe de resgate localiza corpo em buscas nos destroços do avião da ChapecoenseDivulgação/ Polícia de Antioquia

O avião da companhia Lamia tinha capacidade para 95 pessoas, mas contava com 81 pessoas a bordo no momento do acidente, sendo que nove delas eram membros da tripulação. Além de dirigentes esportivos e jogadores, entre os passageiros havia 21 jornalistas e representantes da imprensa esportiva brasileira.(fonte:agência brasil) 

Veja lista de passageiros do avião da Chapecoense que caiu na Colômbia

Segundo a Rádio Caracol, da Colômbia, 76 pessoas morreram no acidente e cinco pessoas sobreviveram.

 Veja a lista de passageiros preliminar, que está sendo atualizada na medida que as informações são atualizadas.

SOBREVIVENTES

Alan Ruschel (lateral da Chapecoense)
Jakson Follmann (goleiro)
Danilo (goleiro)
Rafael Henzel (jornalista)
Ximena Suarez (comissária)

VÍTIMAS

Lista de jornalistas:
Victorino Chermont – FOX
Rodrigo Santana Gonçalves – FOX
Devair Paschoalon – FOX
Lilacio Pereira Jr. – FOX
Paulo Clement – FOX
Mário Sérgio – FOX
Guilherme Marques – Globo
Ari de Araújo Jr. – Globo
Guilherme Laars – Globo
Giovane Klein Victória – RBS (repórter da RBS TV de Chapecó)
Bruno Mauri da Silva – RBS (técnico da RBS TV de Florianópolis)
Djalma Araújo Neto – RBS (cinegrafista da RBS TV de Florianópolis)
André Podiacki – RBS (repórter do Diário Catarinense)
Laion Espíndola – Globo Esporte (repórter de Chapecó)
Rafael Valmorbida – Rádio Oeste
Renan Agnolin
Fernando Schardong
Edson Ebeliny
Gelson Galiotto
Douglas Dorneles
Jacir Biavatti
Ivan Agnoletto

Lista da tripulação:
Miguel Quiroga

Ovar Goytia
Sisy Arias
Romel Vacaflores
Alex Quispe
Gustavo Encina
Erwin Tumiri
Angel Lugo

Lista da delegação da Chapecoense:
Ananias Monteiro
Arthur Maia
Bruno Rangel
Aiton Cesar
Cleber Santana
Marcos Padilha
Dener Assunção
Filipe Machado
José Paiva
Guilherme de Souza
Everton Kempes
Lucas da Silva
Matheus Btencourt
Hélio Zampier
Sérgio Manoel Barbosa
William Thiego
Tiago da Rocha
Josimar
Marcelo Augusto
Mateus Lucena dos Santos
Luiz Saroli
Eduardo Filho
Anderson Araújo
Anderson Martins
Marcio Koury
Rafael Gobbato
Luiz Cunha
Luiz Grohs
Sérgio de Jesus
Anderson Donizette
Andriano Bitencourt
Cleberson Fernando da Silva
Emersson Domenico
Eduardo Preuss
Mauro Stumpf
Sandro Pallaoro
Nilson Jr.
Decio Filho
Jandir Bordignon
Gilberto Thomaz
Mauro Bello
Edir De Marco
Daví Barela Dávi
Ricardo Porto
Delfim Pádua Peixoto Filho

Fonte:mais goias noticias

Polícia confirma 76 mortos em avião da Chapecoense

A polícia colombiana confirmou que 76 pessoas que estavam a bordo do avião que levava o time da Chapecoense morreram no acidente ocorrido nesta madrugada (29). As informações são da agência Ansa.

O avião que levava o time da Chapecoense sofreu um acidente na madrugada desta terça-feira (29), na Colômbia, com 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros e nove tripulantes.

Entre as pessoas que estavam na aeronave, havia jogadores, dirigentes esportivos e jornalistas. O avião era um British Aerospace 146, gerenciado pela companhia boliviana Lamia.

Ele teria desaparecido do radar e feito um pouso forçado, devido a uma falha elétrica, em Cerro Gordo, nas proximidades da cidade de La Unión. Fontes locais dizem que a aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto decidiu arriscar o pouso antes.

Ele teria, inclusive, esvaziado os tanques de combustível para evitar uma explosão. O avião, que havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, tinha como destino final o município colombiano de Medellín, onde a Chapecoense disputaria as finais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, amanhã à noite.(fonte agência brasil)

Avião com o time da Chapecoense cai na Colômbia

Um avião que levava o time da Chapecoense, de Santa Catarina, caiu na Colômbia na madrugada de hoje (29), informou o Aeroporto José María Córdova, de Rionegro. A equipe seguia para Medellin, onde iria disputar amanhã (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional da Colômbia.

De acordo com uma postagem no Twitter do aeroporto, a aeronave, com matrícula CP 2933, caiu na região da província de Antioquia. As primeiras informações são de que há sobreviventes, de que havia 81 pessoas a bordo – setenta e dois passageiros e nove tripulantes. Ainda não há dados exatos sobre vítimas e sobreviventes. O aeroporto acompanha a situação no Twitter e diz que as condições climáticas dificultam o acesso ao local da queda, que só pode ser feito por terra. Equipes de resgate estão no local. 

No texto divulgado no Twitter, o aeroporto informou que a torre de controle recebeu às 22h [hora de Bogotá] comunicado do piloto de que o avião, da empresa Lamia Corporation, procedente de Santa Cruz de la Sierra, estava em situação de emergência, entre o município de La Ceja e La Unión, com falhas elétricas.

Imediatamente, foram mobilizados o Comitê Operativo de Emergência, com a presença de funcionários da prefeitura de Rionegro, da Polícia Aeroportuária, Força Aérea Colombiana, de bombeiros e autoridades.(fonte:agência brasil)

Neymar sofre leve acidente de carro, mas passa bem e encara o Real Sociedad

O craque brasileiro Neymar se envolveu em um leve acidente de carro na manhã deste domingo. O jogador bateu sua Ferrari à caminho do CT do Barcelona, mas passa bem, segundo informações do jornal Marca.

Em vídeo disponibilizado pela emissora TV3, o carro de Neymar aparece na contra-mão de uma via espanhola. O jogador teria sofrido um toque na traseira de sua Ferrari 458 Spider e perdido o controle do carro, batendo no guard rail.

Funcionários do clube buscaram o jogador no local, próximo ao CT da equipe. Neymar viaja com seus companheiros para a cidade de San Sebastián, onde o time enfrenta o Real Sociedad.

O jornal ainda informou que o jogador será titular no duelo deste domingo, às 17h45 (de Brasília), contra o Real Sociedad, fora de casa. Os catalães lutam pela liderança do Campeonato Espanhol. Com a vitória por 2 a 1 no último sábado, o Real Madrid aumentou sua vantagem em sete pontos.(fonte:gazeta esportiva)

MPE recomenda imediata interdição do Estádio Mirandão

Em virtude das condições precárias de segurança no estádio Mirandão, o Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 5ª Promotoria de Justiça de Araguaína, expediu nesta quinta-feira, 17, recomendação ao Governo do Estado para que interdite, imediatamente, o núcleo esportivo. O documento é baseado no relatório de vistoria realizado pelo Corpo de Bombeiros, o qual apontou uma série de irregularidades que colocam em risco a integridade física dos frequentadores. O Estádio Leôncio de Souza Miranda, conhecido como “Mirandão”, foi inaugurado em 2009.

A Promotora de Justiça Araína Cesárea Ferreira dos Santos D’Alessandro reforça que apesar de o relatório técnico ter sido elaborado ainda no mês de julho, com repercussão do assunto na imprensa, a Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esporte (Seduc), responsável pela gestão das instalações, não tomou nenhuma medida para solucionar os problemas apontados.

De acordo com o relatório técnico do Corpo de Bombeiros, o Estádio Mirandão oferece risco quanto às condições de segurança, principalmente aquelas relacionadas aos riscos de incêndio. A vistoria detectou irregularidades no sistema de hidrantes, extintores, alarmes de incêndio, ausência de brigada de incêndio, além problemas nas saídas de emergência, acessos e escadas. O documento cita também a inexistência de novos projetos de Prevenção de Incêndio e Pânico, relacionados à ampliação de edificação embaixo das arquibancadas, sendo estes exigências para o funcionamento.

Além do relatório do Corpo de Bombeiros, a própria Seduc empreendeu um levantamento com a finalidade de elaborar projeto arquitetônico de reforma e atualização do projeto e também pode comprovar a situação de risco do estádio. Os engenheiros são enfáticos no levantamento e apontam ainda infiltrações, paredes rachadas, alambrados em péssimas condições, degraus de escadas deteriorados, banheiros danificados, portões estragados, entre outros problemas.

Recomendações

Além da interdição, a recomendação orienta que não seja realizado nenhum evento até que sejam tomadas as medidas necessárias. A Secretaria terá o prazo de 30 dias para corrigir as irregularidades, sob pena de responder judicialmente pela omissão.(fonte:portal o norte)