Padrasto confirma ao juiz que matou menino asfixiado em Goiânia a pedido da mãe

Jeannie Oliveira diz que ex assassinou o filho dela porque não aceitava o fim do relacionamento; corpo de Jorginho, de 9 anos, foi encontrado em um matagal em maio deste ano.

O padrasto de Antônyo Jorge Ferreira da Silva, de 9 anos, acusado de matar o menino asfixiado, voltou a dizer durante audiência, na terça-feira (5), que cometeu o crime a pedido da mãe, em Goiânia. Renato Carvalho Lima deu detalhes sobre como matou Jorginho. Ao ser ouvida, Jeannie da Silva chorou, disse que foi enganada e que acredita que o ex assassinou o filho dela por não aceitar o fim do relacionamento.

A audiência ocorreu de portas fechadas, na tarde de terça-feira, no Fórum de Goiânia. Renato e Jeannie, que estão presos, chegaram escoltados pela polícia. O depoimento dos dois durou cerca de duas horas. Várias testemunhas já foram ouvidas e novos depoimentos ainda devem ser marcados.

O crime ocorreu no dia 19 de maio, no Setor Nunes de Morais. Dois dias depois, Renato e Jeannie foram até a Polícia Civil para registrar um falso desaparecimento. A mãe afirmou à Polícia Civil que o filho tinha sido sequestrado. No entanto, ela e o então namorado entraram em contradição, o casal passou a ser suspeito do crime e, no mesmo dia, Renato confessou que matou Jorginho estrangulado a pedido de Jeannie.

Conforme apuração, durante a audiência Renato, que já tinha confessado o crime à Polícia Civil, voltou a confirmar a autoria, mas entrou em contradição sobre horários e sobre como planejou o crime. Já Jeannie disse ao juiz que acredita que o crime tenha sido cometido porque o ex sentia ciúmes da relação dela com o filho, além de não aceitar o término da relação.Antônyo Jorge Ferreira foi morto asfixiado pelo padrasto, segundo a Polícia Civil (Foto: Divulgação/Polícia Civil

A avó da vítima e mãe de Jeannie, Rosângela Raniel da Silva, compareceu ao local. Chorando muito no corredor, a mulher reforçou a versão da filha. “Eu não durmo direito, não como direito, só pensando nisso. Porque a menina dentro da cadeia, e o menino morto. Este monstro fez isso para se vingar dela”, desabafou.

A defesa dos acusados não quis gravar entrevista.

Imagens divulgadas pela Polícia Civil mostram Renato explicando que matou Jorginho asfixiado e colocou o corpo em uma caixa de papelão. Em seguida, abandonou em uma matagal. “Passei um lençol no pescoço dele, abracei e dei um mata-leão, enforquei até ele ficar sem ar”, disse na gravação. Em outros vídeos, o padrasto aparece a caminho do chaveiro e volta passeando com o enteado em direção ao local onde ele foi morto. 

Mãe e padrasto presos suspeitos de matar garoto são apresentados pela polícia, em Goiânia

Denúncia

O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) denunciou o casal no dia 6 de junho deste ano. De acordo com a denúncia, o crime foi motivado por um motivo fútil. “Consta no processo que a mãe estava doente e enfrentaria um longo tratamento e, por isso, não teria, não queria, continuar cuidando do filho e arquitetou toda a morte, que foi executada pelo namorado”, disse o promotor. 

Conforme o documento emitido pelo MP-GO, o casal é denunciado pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e comunicação falsa de crime. Segundo o órgão, a mulher pediu ao companheiro que matasse o menino.

Para a defesa de Jeannie, no entanto, ela é inocente. “Todas as testemunhas falaram que ela não tem envolvimento no crime. Então acreditamos na absolvição dela”, explicou a advogada Rosângela Borges de Freitas.

Já o advogado que representa Renato disse apenas que o cliente confessou o crime e que não tinha outras informações sobre o caso para passar no momento.

G1 Goiás

Municípios do Tocantins recebem R$ 57 milhões de FPM extra nesta quinta-feira

Cofres municipais recebem 1% adicional do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Os 139 municípios tocantinenses receberão nesta quinta-feira, 07, o adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) conquistados pelos movimentos municipalistas por meio da aprovação das Emendas Constitucionais 55/2007 e 84/2014. Essas medidas alteraram o artigo 159 da Constituição Federal e elevaram, gradativamente, os recursos repassados pela União para o Fundo. As prefeituras do Tocantins compartilharão o montante previsto de R$ 57.305.711,23, distribuídos conforme o coeficiente de cada município.

A previsão dos valores foi divulgada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), que realizou estudos com base em informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), por meio do Relatório de Avaliação Fiscal e Cumprimento de Meta. Segundo a CNM, a capital Palmas deve receber cerca de R$ 11 milhões, Araguaína cerca de R$ 3 milhões e Gurupi aproximadamente R$ 1,2 milhões.  Dos 139 municípios tocantinenses, 111 possuem população abaixo de 10.188 habitantes, com coeficiente de FPM em 0,6, o que leva cada cidade a receber individualmente R$ 269.090,69, que é o caso de Palmeirópolis.

Clique aqui e veja os valores. 

Precaução

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, prega precaução aos gestores na utilização dos recursos. “Em quase todos os meses de 2017 houve frustração de receitas nas finanças municipais, o que acarretou no desequilíbrio das contas neste fim de ano. O recurso adicional pode contribuir para amenizar a situação financeira dos Entes locais, sem dificuldades para o fechamento de contas das prefeituras. Os gestores devem priorizar o pagamento do 13° salário dos servidores e eventuais dívidas com fornecedores”, destaca Mariano, ao frisar que o FPM extra deve incorporar a Receita Corrente Líquida (RCL) do Município e, consequentemente, deve-se aplicar os limites constitucionais em saúde e educação.

O prefeito de Paranã, Fabrício Viana, revelou que o recurso de R$ 358.787,59, previsto a ser creditado nos cofres do Município será utilizado para o pagamento de contas. “Temos o planejamento de aplicar parte do recurso na complementação da verba destinada a pagar o 13° salário dos servidores comissionados, bem como no pagamento de contas e investimentos na educação e saúde. O recursos foi fundamental aos Municípios, pois deu folego aos gestores para encarar os desafios que surgirão no próximo ano”, afirma Viana, que paga o 13° dos servidores efetivos na data do aniversário de cada um.

Fábio Vaz prefeito de Palmeirópolis, disse que usará o dinheiro para pagar o 13º terceiro dos funcionários. 

Entenda o 1%

Os Municípios recebem todos os anos nos meses de julho e dezembro 1% da arrecadação de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) referente aos 12 meses anteriores ao mês do repasse. A ATM explica que o FPM é composto de 22,5% da arrecadação desses tributos repassados a cada decêndio e distribuídos de forma proporcional de acordo com uma tabela de faixas populacionais. Cabe destacar que, de acordo com a redação da emenda constitucional 55/2007, o 1% adicional do FPM não incide retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Associação Tocantinense de Municípios – ATM

 

 

Deputado Federal Gaguim discutiu na Comissão de Orçamento os relatórios setoriais

Atuação Parlamentar Deputado Carlos Henrique Gaguim.

O Deputado Federal, Carlos Henrique Gaguim, Podemos-TO, discutiu, ontem, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso – CMO, os relatórios setoriais. Esses documentos serão reunidos pelo relator-geral da proposta orçamentária, na definição das despesas públicas para o próximo ano.

O deputado Gaguim explicou: “Ainda estamos com alguns problemas para aprovar o orçamento de 2018. Os gastos previstos para Segurança Pública, neste orçamento, estão abaixo do esperado para este setor tão importante. Como coordenador da Região Norte da Frente Parlamentar de Segurança Pública estou trabalhando para aumentar os recursos para a segurança pública do Brasil.”

O Orçamento de 2018 é o primeiro elaborado sob efeito da emenda constitucional que limitou as despesas do governo (Emenda Constitucional 94). Este ano não haverá a utilização das chamadas ‘sobras do orçamento’ para obras ou serviços, uma vez que esse dinheiro deve voltar aos cofres do Tesouro Nacional.

“O governo está cortando verbas para cumprir o ajuste fiscal e nesse sentido temos que resguardar os valores essenciais para a saúde, educação e segurança pública e fazer os cortes em outras pastas. Infelizmente temos que fazer os ajustes fiscais necessários”. Salientou o deputado Gaguim.

A discussão e votação dos relatórios vão seguir ao longo da semana. A proposta de lei orçamentária precisa ser aprovada pelo Congresso e enviada para sanção presidencial até o fim do ano legislativo, que ocorre em 22 de dezembro.

Ascom: Deputado Gaguim

 

AOCP vence licitação e vai realizar o concurso da PM; certame custará R$ 2 mi

Empresa que concorreu com outras três venceu o processo licitatório; a previsão é de mais 100 mil inscritos que concorrem para mais de 1000 vagas.

A empresa AOCP (Assessoria em Organização em Concursos Públicos LTDA) venceu a licitação pelo valor de R$ 2 milhões para a realização de concurso público da Polícia Militar do Tocantins para o provimento de 1.000 vagas para soldado e 40 vagas para CFO.

A Comissão Permanente de Licitação da Secretaria da Fazenda publicou no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 4, o resultado da definição da empresa para a prestação do serviço.

Comandante da PM na época do anúncio do concurso público, coronel Glauber de Oliveira estimou a inscrição de mais de 100 mil candidatos no certame. O concurso será realizado no ano que vem. A previsão é de que as remunerações sejam a partir de R$ 4.056,67 para soldados e de R$ 7.631,84 para cadete.

Um prazo de cinco dias ainda deve correr para interposição de recursos, conforme a Lei 8.666/93. Caso interessados, as outras três empresas licitantes que concorreram podem apresentar suas contra razões em igual prazo, que começará a contar a partir do encerramento do prazo de razões.

t1noticias

Criminosos explodem caixa eletrônico dentro de bloco da UFT

Bloco I, onde ficam instalados os caixas eletrônicos, foi isolado até a chegada da perícia. Em agosto do ano passado, criminosos arrombaram dois caixas no mesmo local.

Criminosos explodiram um caixa eletrônico instalado no Bloco I da Universidade Federal do Tocantins. A informação é que o crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (5), por volta das 4h30. O bloco foi isolado até a chegada da perícia.

Para ter acesso ao local, os homens fizeram um bucaco na parede. Depois, usaram dinamites para explodir o equipamento. Com a explosão, a porta do bloco teve os vidros quebrados.

Em agosto do ano passado, dois caixas eletrônicos foram alvos de criminosos dentro da UFT. Os equipamentos foram abertos com a ajuda de maçaricos. Funcionários relataram na época que há três caixas no local, sendo que apenas os dois que realizam serviço de saque foram abertos pelos criminosos.

 G1 Tocantins

Tempestade solar pode deixar a Terra na escuridão total

Fenômeno não pode ser previsto pelos meteorologistas, que só saberiam o que está por vir cerca de 15 minutos antes.

Uma tempestade solar pode causar escuridão total em nosso planeta, ocasionando o corte do fornecimento de eletricidade em todo o mundo. O fenômeno não pode ser previsto pelos meteorologistas, que só saberiam o que está por vir cerca de 15 minutos antes.

A meteorologista britânica Catherine Burnett informou ao jornal “The Daily Mirror” que as ejeções de massa coronal (EMC) do Sol podem viajar em qualquer direção e, caso tomem o rumo da Terra, poderiam envolver o nosso planeta completamente.

“Uma ejeção de massa coronal significativa demora 19 horas para chegar à Terra“, diz a especialista, acrescentando que “assim que víssemos uma ejeção a abandonar a estrela, saberíamos dela apenas 15 minutos antes da chegada ao nosso planeta, bem como os dados restantes sobre a direção magnética ou o seu impacto”.

Como explica a publicação, as tempestades espaciais podem ser inofensivas e, muitas vezes, são vistas da Terra na forma de uma aurora boreal. Contudo, se for de grande magnitude, poderia desligar todos os sistemas de energia e navegação.

Um grupo de investigadores da Universidade de Harvard divulgou em agosto deste ano um cálculo de quanto tempo resta na Terra até que uma erupção solar acabe com a humanidade: 750 anos. Espera-se que até lá os cientistas encontrem uma forma de proteger o nosso planeta.

Noticias ao Minuto

‘Eles vão ter que me engolir’, diz Lula num ato em Vitória

Ex-presidente iniciou nesta segunda-feira caravana pelo Espírito Santo e pelo Rio de Janeiro.

Dois dias após a divulgação de pesquisa Datafolha que o aponta na liderança da corrida presidencial em 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de bobagem a suposição de que pode não ser candidato na disputa.

“Como disse Zagallo, eles vão ter que me engolir”, disse, em referência a uma frase que ficou famosa na boca do ex-técnico da seleção Mário Jorge Lobo Zagallo.

Durante ato no centro de Vitória (ES), na noite desta segunda-feira (4), o petista afirmou: “Não fiquem com essa bobagem de que o Lula não será candidato, não. Vou ser candidato e vou ganhar as eleições”.

Um drone foi usado para detectar a ocorrência de manifestação antes que a comitiva chegasse ao ato.

Pouco antes de o petista assumir o microfone no ato, o presidente da CUT, Vagner Freitas, citou a pesquisa Datafolha para dizer que há uma tentativa de impedir a candidatura do ex-presidente. “Eleição sem Lula é golpe”, discursou.

Ao pé do palco, o coordenador das Caravanas de Lula e vice-presidente do PT, Marcio Macedo, disse que os números da pesquisa, somado às consultas encomendadas pelo partido, consolidam a candidatura do ex-presidente, algo irrevogável, segundo ele.

Em seu primeiro discurso após a divulgação da pesquisa, o ex-presidente também lembrou ter lançado, durante a disputa presidencial de 2002, uma carta aos brasileiros em uma tentativa de tranquilizar o mercado quanto a riscos de sobressalto na economia. E acrescentou: “Quero voltar a ser Lulinha paz e amor”.

Mais uma vez, Lula disse não depender do apoio do mercado, afirmando também que os empresários e banqueiros foram beneficiados em seu governo.

“O mercado vai precisar muito mais de mim do que eu deles”, disse.

Em seu discurso, Lula ironizou o desempenho do presidente Michel Temer nas pesquisas de opinião. Afirmou que o peemedebista terminará seu mandato, que disse ter conquistado via golpe, “devendo ao Datafolha e ao Ibope”.

Temer, de acordo com o Datafolha, é rejeitado por 71%, uma variação de dois pontos para baixo do registrado em setembro, dentro da margem de erro.

Sem citar o nome do prefeito de São Paulo,João Doria, Lula afirmou que o Brasil não está precisando de um gestor, “como se fosse uma oficina mecânica”, mas de alguém que entenda do país. Também afirmou que não tem vergonha de ser político, nem de seu partido.

CARAVANA

O discurso de Lula marcou a abertura de sua caravana pelos Estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro. De Vitória, Lula seguirá até Campos, Maricá, Nova Iguaçu e Rio, passando por Cariacica.

Manifestantes chegaram a levar um trio elétrico ao aeroporto onde Lula era esperando por apoiadores. Mas, em menor número, se retiraram logo depois. 

Noticias ao Minuto

Asfalto cede e engole metade de caminhão em quadra no centro de Palmas

Incidente ocorreu em rua da quadra 304 Sul. Funcionários da concessionária de água informaram que tubulação rompeu, mas problema foi consertado.

O asfalto do retorno de uma rua da quadra 308 Sul, na região central de Palmas, cedeu e engoliu parte de um caminhão na tarde desta segunda-feira (4). Um registro feito do local viralizou na web e os internautas brincaram sobre a qualidade da malha asfáltica na cidade.

“Isso que é um asfalto de qualidade. Uma terraplanagem de primeira”, comentou um internauta. “Eita, que asfalto maravilhoso é este gente [sic]. Merece muitos aplausos, né?”, brincou uma jovem.

O registro foi feito no início da tarde desta segunda-feira (4). O caminhão foi retirado e o motorista não foi encontrado no local para comentar como aconteceu o acidente.

Uma equipe da empresa BRK que estava no local contou que uma tubulação rompeu. Após fazer o conserto, os funcionários fecharam o buraco.

A Prefeitura de Palmas também foi questionada sobre o caso, mas ainda não respondeu.

Buraco foi fechado por empresa concessionária de água (Foto: Patrício Reis/G1)

G1 Tocantins

Turma do 5º ano (B) de escola municipal em Palmeirópolis vence a gincana do meio ambiente

Alunos realizaram gincana em defesa do Meio Ambiente.

A 1ª gincana do Meio Ambiente da Escola Municipal Elda Silva Barros, foi encerrada nesta sexta-feira (1º) e surpreendeu as lideranças pela quantidade de material reciclável recolhido durante a coleta.
Professora Rosirene Moreira fazendo a abertura do evento

A gincana foi realizada dentro do Projeto Piloto de Coleta Seletiva, feito pela prefeitura municipal, em parceria com secretaria de educação, Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Palmeirópolis e Região – ACOMP e Engie Brasil Energia.

O projeto teve início no mês de maio e finalizou nesse final de semana (1º) em Palmeirópolis. O projeto envolveu todos os alunos do 5º ano do ensino fundamental de Palmeirópolis e também de São Salvador e Paranã.

O desafio dos participantes era conseguir a maior quantidade de lixo seco, que posteriormente foi encaminhado a ACOMP, para beneficiamento e reaproveitamento.

Os materiais foram recolhidos ao longo de vários meses, e na manhã de sexta-feira aconteceu o evento para premiar a turma vencedora.

Quem ficou em 1º lugar foi o 5º ano (B) da escola Elda Silva, tendo como professora Adélia Barros. Enivaldo Rodrigues foi o pai que mais se envolveu no projeto, foi o maior motivador da coleta. Sua filha Sophia Silva, disse que o projeto foi importante para ela descobrir o tanto de lixo que as pessoas acumulam e jogam na natureza.Bruna P. dos Santos,Ana Caroline Silva, Sophia S. Rodrigues, Julia Machado, Anna Carolynne Constantino.

Ela e sua turma foi responsável por 90 por cento da coleta, por isso tiraram em primeiro lugar coletando cerca de 3.209 kg.Turma vencedora 5º ano B da professora Adélia Barros

O segundo lugar ficou com turma da professora Eliene, o 5º ano (A), 1085 kg, e em terceiro lugar 73 kg, professora Dirlene, 5º ano C.

A professora Adélia Barros abraçou a ideia e juntamente com a turma batalharam pela vitória.  Ela disse que todos nós somos reprodutores de lixo e aprendeu muito no decorrer do trabalho.Professora Adélia Barros, Sophia Silva e Adriano Diniz Baldissera.

A quantidade de material reciclável surpreendeu até mesmo os organizadores.

Além de papel e papelão, foram recolhidos outros materiais como plásticos e o alumínio. Todo material foi pesado e a turma vencedora ganhou brindes e a escola recebeu um conjunto de coletor seletivo de resíduo e uma mesa de ping pong.Professora Rosirene Moreira e Adriano Diniz

O projeto visou alertar os alunos e a comunidade sobre as graves consequências do descarte incorreto de lixo, provocar discussões que possam gerar, futuramente, ações que tragam benefícios para a coletividade na cidade de Palmeirópolis e região; e permitir que os alunos tenham vivência prática em sustentabilidade e protejam o meio ambiente.

Conscientizar as crianças para a importância da coleta seletiva e da reciclagem de materiais, a fim de evitar o grande volume de resíduos que vão parar nos aterros sanitários.

Prestigiando o evento o prefeito Fábio Vaz acompanhado da primeira dama Ana Paula, estiveram parabenizaram a todos pela iniciativa do projeto.O secretário de Meio Ambiente do município, Jean Carlos disse que viu uma semente sendo plantada em cada participante, ficou um grande conhecimento para a turma e suas famílias que vai gerar qualidade de vida.

Secretário do Meio Ambiente Jean Carlos e a Engenheira Florestal Jessica Thais Cangussu,

A coordenadora da escola Elda Silva Barros Rosirene, junto com sua equipe deu total apoio ao projeto. Na ação junto aos moradores, os estudantes do Elda conseguiram arrecadar mais de 4 mil quilos de materiais recicláveis. 

Aproximadamente (60) famílias em Palmeirópolis vivem da coleta de lixo reciclável. Quem quiser fazer parte deste projeto procure um ponto de entrega dos resíduos e ajude famílias. 

Além de pais, estiveram presentes os Engenheiros Agrônomos Josimar Costa Furlan e Adriano Diniz Baldissera, Marcelo Oliveira gerente de Usina na ENGIE Brasil Energia, Rosirene Moreira diretora do Elda Silva Barros, Jéssica Cangussu Engenheira Ambiental, Prefeito Fábio Vaz e primeira dama Ana Paula Vaz, secretário de Meio Ambiente do munícipio Jean Carlos Pereira, Lucimar Tavares representando a secretaria de educação, professores local e equipe da escola. D redação

Quatro parentes do governador do Tocantins são indiciados pela Polícia Federal

Inquérito da operação Reis do Gado foi concluído pela Polícia Federal. Governador Marcelo Miranda não foi indiciado, mas ainda está sendo investigado em outro inquérito da PF.

O inquérito da Operação Reis do Gado foi concluído pela Polícia Federal e está nas mãos do vice-procurador geral da república em Brasília (DF).

A investigação apurou fatos dos dois primeiros mandatos do governador Marcelo Miranda (PMDB). A PF indiciou 17 pessoas, entre elas o pai do governador, Brito Miranda, o irmão, José Edmar Brito, e a irmã Maria da Gloria. Além da cunhada Marcia Pires Lobo e o empreiteiro Luiz Pires.

A Polícia Federal quer que eles sejam condenados por lavagem de dinheiro e corrupção. Isso porque teriam recebido propinas de empresários que tinham contratos com o governo.

O governador não foi indiciado, mas ainda é investigado em outro inquérito da Policia Federal que uniu as operações Reis do Gado e Ápia. Brito Miranda negou as acusações no dia em que foi levado para depor.

No relatório final da operação, a Policia Federal aponta que a casa do governador e da irmã dele teriam sido construídas pela Feci Engenharia ltda, em troca de contratos com estado.

A empresa é dos sócios Alex Peixoto dos Santos e José Miguel Santos Peixoto. Eles foram presos e liberados depois de pagar fiança.

A polícia também citou o presente do empreiteiro Rossine Aires Guimarães, um cheque de R$ 40 mil, para bancar despesas da festa de 15 anos da filha de Marcelo Miranda. A doação foi em 2010, após ele ter o mandato cassado.

Mesmo assim, os investigadores acreditam que o governador vinha recebendo benefícios há mais tempo.

O inquérito investigou também um contrato de prestação de serviços entre o governo e uma empresa de transporte aéreo.

Os valores eram tão altos que se fossem dimensionadas em horas de voo, obrigariam os pilotos a abastecerem as aeronaves no ar para poder suprir o valor integral do contrato.

A polícia calculou que cerca de R$ 200 milhões foram movimentados de forma ilegal. Segundo as investigações, a ocultação do dinheiro desviado era feita por meio de contratos de gaveta e manobras fiscais ilegais, como a compra de fazendas e de grandes quantidades de gado.

Além disso, peritos da PF concluíram que em um desses contratos a quantidade bois comprados não caberia sequer dentro da fazenda onde o rebanho seria destinado. Os policiais chamaram isso: “gados de papel”.

Outro lado

A advogado de Brito Miranda, José Edmar Brito, Maria da Glória e Márcia Pires Lobo afirmou que eles sempre agiram dentro da lei. Até agora a defesa de Alex Peixoto dos Santos e José Miguel Santos Peixoto não respondeu nossos questionamentos. Não conseguimos contato com Rossini Ayres e Luiz Pires.

Entenda

A Operação Reis do Gado investigou fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão temporária, 24 de condução coercitiva e 76 de busca e apreensão.

O suposto esquema de fraudes em licitações públicas envolvia empresas de familiares e pessoas de confiança do governador e aconteceu entre 2005 e 2012, segundo a PF. Foram identificados pelo menos R$ 200 milhões efetivamente lavados.

Segundo a PF, a ocultação do dinheiro desviado seria feita por meio de transações imobiliárias fraudulentas, contratos de gaveta e manobras fiscais ilegais, como a compra de fazenda e de gado.

A polícia informou ainda que parte do valor foi destinado a formação de caixa dois para campanhas realizadas no estado.

G1/Tocantins