IML fará exame da arcada dentária para identificar corpos carbonizados em chácara

Segundo a Polícia Civil, as vítimas são Acácio Gonçalves, de 70 anos, e o filho Márcio Gonçalves, de 36. Exame deve confirmar identidade para família fazer o enterro.

O Instituto Médico Legal de Palmas fará exame de arcada dentária para identificar os corpos que foram carbonizados no quarto de uma chácara, a cerca de 8 km de Paraíso do Tocantins. A polícia informou que as vítimas são Acácio Gonçalves, de 70 anos, e o filho Márcio Gonçalves, de 36. O problema é que por terem sido carbonizados, ainda não foi possível identificar quais as ossadas de cada uma das vítimas para que os parentes façam o enterro.

Os corpos de pai e filho foram encontrados na tarde do último sábado (22). A suspeita da polícia é que um botijão de gás tenha sido usado para queimar as vítimas. A mulher de Acácio, Ivani Ribeiro, de 61 anos, também foi assassinada. Ela foi encontrada no quintal da casa, com um corte profundo na garganta. O enterro da mulher foi neste domingo (23), no cemitério de Paraíso do Tocantins.

O IML aguarda dados odontológicos da família para fazer o exame de arcada dentária. Não há previsão de quando os corpos dos dois homens serão liberado. Caso não seja possível a identificação pela arcada, o instituto deverá fazer exame de DNA.

Corpos de pai e filho foram carbonizados em quarto — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera

Corpos de pai e filho foram carbonizados em quarto — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera

A Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigação latrocínio e homicídio. A suspeita é que as três pessoas da mesma família tenham sido mortas na madrugada do último sábado (22). Vizinhos disseram que viram fumaça saindo da chácara entre 4 e 5h da madrugada. Mas os corpos da família só foram encontrados horas depois, quando parentes localizaram o carro das vítimas queimado às margens da TO-447, na estrada que liga Paraíso do Tocantins e Chapada de Areia.

O delegado Hismael Tranqueira informou que o crime pode ter sido premeditado. “A brutalidade realmente é uma forma atípica dos crimes cometidos na região de Paraíso. Então, a forma, o modus operandi dos executores, nos levam a crer que o crime foi premeditado e, assim, tudo indica que as pessoas sabiam da rotina das pessoas no imóvel”.

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

Um dos filhos de Ivani e Acácio, Marcos Aurélio, disse que a família ficou em choque ao saber do crime. Ele comentou ainda que os pais não tinham inimigos e viviam tranquilos na chácara.

“Eles eram aposentados. Tiravam leite para beber, criavam galinhas e produziam coisas para a subsistência. Isso aí não é coisa que se faz com um ser humano. Acho que nem com um animal você deve fazer uma coisa dessas”, lamentou Marcos.

Na noite de sexta-feira (21), Marcos e uma irmã ligaram para os pais e não perceberam nada de errado. “Estavam todos bem, só minha mãe reclamou que estava um pouco tonta porque ela sofria de epilepsia e tomava remédios controlados”.

A família procura explicações. “Pelo menos saber o porquê. Porque uma coisa que eu te digo a verdade, eu não esperava isso”, lamentou Marcos.

Na manhã deste domingo (23), mais de 15 policiais civis saíram às ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato. Quatro pessoas já foram ouvidas. Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais.

G1 Tocantins.

Jovem atira na cabeça de colega durante briga por aposta em jogo de sinuca

Caso foi registrado em um bar em Pequizeiro, na região central do estado. Vítima foi levada para hospital em estado gravíssimo; suspeito foi preso em flagrante.

Uma aposta de bar acabou com um jovem baleado na cabeça em Pequizeiro, na região central do estado. O caso foi registrado na tarde deste domingo (23). Wagner Gomes da Silva, de 28 anos, foi socorrido após ser baleado e está em estado grave. O suspeito do crime foi preso em flagrante.

Conforme a Polícia Civil, a vítima estava com Ronan Santana de Mendonça, de 28 anos, jogando sinuca em um bar na cidade. Um deles perdeu a partida e não estaria querendo pagar a aposta, que seria uma cerveja. Por causa disso, eles começaram a discutir e entraram em uma luta corporal.

Testemunhas contaram à polícia que durante a confusão Santana sacou a arma e fez três disparos em direção a Wagner Gomes da Silva, praticamente à queima roupa. Um dos disparos pegou na cabeça da vítima.

O jovem foi socorrido e levado para o hospital municipal, mas foi transferido para Guaraí e depois para o Hospital Regional de Araguaína. Segundo o delegado responsável pela investigação, a última informação é de que o estado de saúde do rapaz era gravíssimo.

O suspeito do crime foi preso momentos depois e confessou ter feito os disparos. Ele foi levado para a cadeia de Colmeia, também na região central do estado.

G1 Tocantins.

Mãe e filha morrem após carro ser arrastado por carreta e bater em árvores na BR-153

Acidente aconteceu perto do município de Nova Olinda. Segundo a PRF, motorista do carro foi fazer ultrapassagem, quando bateu na lateral de carreta.

Mãe e filha morreram em um acidente registrado no km 205 da BR-153, na tarde deste domingo (23), perto de Nova Olinda, norte do Tocantins. A Polícia Rodoviária Federal informou que o carro em que as vítimas estavam bateu em um carreta e foi arrastado para fora da pista.

As vítimas foram identificadas como Naide Soares, de 88 anos, e Irene Soares Correia, de 61. Os corpos foram levados para o IML de Araguaína.

Quem conduzia o carro era a cabeleireira Irene. A PRF informou que o carro foi ultrapassar uma carreta, mas a condutora foi surpreendida por outro caminhão que seguia no sentido contrário. Ao tentar retornar para a pista, ela bateu na lateral do veículo.

O carro de passeio rodou e foi arrastado pela carreta para fora da rodovia. As vítimas ficaram presas nas ferragens e o veículo, preso embaixo da carreta e entre algumas árvores, fato que dificultou o resgate. A PRF informou que elas só foram resgatadas depois que um guincho retirou o caminhão.

As duas vítimas moravam em Colinas do Tocantins. O motorista da carreta, de 45 anos, não sofreu ferimentos. Ele se apresentou espontaneamente na delegacia.

G1 Tocantins.

‘Nem com animal deve fazer uma coisa dessa’, diz filho de casal assassinado em chácara

Ivani Ribeiro, o marido Acácio Gonçalves e um dos filhos do casal Márcio Gonçalves foram mortos em Paraíso do Tocantins. Família disse que vítimas não tinham inimigos e ficou em choque ao saber de crime.

“Isso aí não é coisa que se faz com um ser humano. Acho que nem com um animal você deve fazer uma coisa dessas”. A declaração é de Marcos Aurélio Gonçalves, um dos filhos do casal que foi assassinado numa propriedade da zona rural, a 8 km de Paraíso do Tocantins, neste sábado (22). Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, foi encontrada morta no quintal da chácara. Já o marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e um dos filhos do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36 foram carbonizados.

Marcos tem mais três irmãos. A família ficou em choque ao saber do crime. Ele disse que os pais não tinham inimigos e viviam tranquilos na chácara. “Eles eram aposentados. Tiravam leite para beber, criavam galinhas e produziam coisas para a subsistência”.

Na noite de sexta-feira (21), Marcos e uma irmã ligaram para os pais e não perceberam nada de errado. “Estavam todos bem, só minha mãe reclamou que estava um pouco tonta porque ela sofria de epilepsia e tomava remédios controlados”.

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

Ivani Ribeiro e Acácio Gonçalves foram encontrados mortos em propriedade de Paraíso do Tocantins — Foto: Arquivo Pessoal

A suspeita é que o crime tenha sido praticado na madrugada de sábado. Os corpos foram encontrados à tarde. Ivani foi morta com um corte profundo na garganta. Ela foi velada e enterrada na tarde deste domingo, no cemitério Bom Jesus, em Paraíso do Tocantins. Já Marcos e Acácio tiveram os corpos incendiados, em um dos quartos da casa. Eles estão no IML de Palmas e vão passar por exames de DNA.

A família procura explicações. “Pelo menos saber o porquê. Porque uma coisa que eu te digo a verdade, eu não esperava isso”, lamentou Marcos.

Na manhã deste domingo (23), mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio.

G1 Tocantins.

No Tocantins, homem é encontrado com marcas de tiros perto de chácara

A vítima é Sebastião Ancelmo Filho. Ele foi morto com três a quatro disparos de arma de fogo e foi localizado em estrada que dá acesso à chácara Santa Rita.

Um homem foi encontrado com marcas de tiros numa estrada que dá acesso à chácara Santa Rita, em Araguaína. O crime aconteceu na noite deste sábado (22), por volta das 22h40. A vítima é Sebastião Ancelmo Filho.

Segundo a Polícia Civil, ele foi assassinado com três a quatro disparos de arma de fogo. Ninguém foi preso. Parentes da vítimas e outras testemunhas serão ouvidos nessa semana. A polícia informou que investiga os motivos e a autoria do crime.

G1 Tocantins.

Corpo de mulher que morreu junto com marido e filho em chácara é velado

Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, está sendo velada na capela do cemitério de Paraíso do Tocantins. Corpos de marido e filho foram carbonizados e ainda vão passar por exame de DNA.

O corpo de Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, encontrada morta no quintal da propriedade onde a família morava, em Paraíso do Tocantins, está sendo velado neste domingo (23) na capela do cemitério Bom Jesus, no município. Os corpos do marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e do filho do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36, que foram encontrados carbonizados em um dos quartos da casa, ainda estão no IML e serão submetidos a exame de DNA. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (22) e eles foram encontrados à tarde.

O corpo de Ivani começou a entrar em estado de decomposição e por isso o enterro deve ser às 16h deste domingo. “Os corpos do meu pai e do meu irmão viraram um só, não sabemos quem é quem. Por isso, ainda vão passar por exames, porque senão serão enterrados como indigentes”, disse um dos filhos do casal, Marcos Aurélio Gonçalves.

Não há previsão de quando os corpos serão liberados do IML. Mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio. Ivani foi encontrada com um corte profundo na garganta.

A polícia informou que policiais foram convocados e estão em diligências colhendo informações sobre os fatos. Ninguém foi preso. Nesta manhã, quatro pessoas foram ouvidas. As investigações estão sob sigilo, por isso a identidade das pessoas que prestaram depoimento não pode ser revelada.

A Polícia Civil disse ainda que os celulares das vítimas foram levados. Informou também que o crime pode ter sido planejado. As investigações continuam sob a responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais. O carro da família foi localizado queimado a 2 km da casa.

Velório de mulher é realizado em capela de cemitério em Paraíso do Tocantins — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera

Velório de mulher é realizado em capela de cemitério em Paraíso do Tocantins — Foto: Aurora Fernandes/TV Anhanguera.

G1 Tocantins.

Polícia tem duas linhas de investigação sobre assassinato de mãe, pai e filho

Os três foram encontrados mortos na propriedade onde moravam, a cerca de 8 km de Paraíso do Tocantins. Polícia Civil disse que celulares foram levados e que crime pode ter sido planejado.

Mais de 15 policiais civis estão nas ruas de Paraíso do Tocantins e cidades vizinhas para investigar o assassinato de Ivani Ribeiro dos Santos, de 61 anos, o marido Acácio Gonçalves de Souza, de 70, e do filho do casal Márcio Gonçalves de Souza, de 36. A Polícia Civil informou que trabalha com duas linhas de investigação: latrocínio e homicídio.

O corpo da mulher foi encontrado com um corte profundo na garganta, no quintal da propriedade onde a família morava, a 8 km de Paraíso do Tocantins. Os corpos do marido e do filho estavam carbonizados dentro de um quarto, que pegou fogo. O carro da família foi localizado queimado a 2 km da casa. O crime aconteceu na madrugada deste sábado (22) e eles foram encontrados à tarde.

A polícia informou que policiais foram convocados e estão em diligências colhendo informações sobre os fatos. Ninguém foi preso. Nesta manhã, quatro pessoas foram ouvidas. As investigações estão sob sigilo, por isso a identidade das pessoas que prestaram depoimento não pode ser revelada.

A Polícia Civil disse ainda que os celulares das vítimas foram levados. Informou também que o crime pode ter sido planejado. As investigações continuam sob a responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins.

Os três moravam juntos na propriedade e eram produtores rurais. O corpo de Ivani foi liberado do IML. Os corpos de Acácio e Márcio ainda estão no instituto, em Paraíso do Tocantins e devem ser encaminhados para o IML de Palmas.

G1 Tocantins.

Perícia em ossada de criança encontrada em Palmas não tem prazo para terminar

SSP informou que o trabalho é complexo e ainda não é possível dizer o sexo porque o esqueleto estava incompleto. Ossos foram localizados por trabalhadores próximo a local de obra.

Os laudos periciais da ossada de criança encontrada em um matagal na região norte de Palmas ainda não têm prazo para ficar prontos. A Secretaria de Segurança Pública informou que o trabalho é muito complexo e envolve profissionais das áreas de medicina legal, genética, odontologia e antropologia forense.

Também não foi possível identificar o sexo da criança já que o esqueleto estava incompleto. O crânio e os ossos dos braços não estavam no local. Peritos que trabalham no caso e foram ouvidos pela TV Anhanguera estimaram que a criança tinha no máximo 13 anos.

A ossada foi descoberta por funcionários que trabalham na construção do anel viário de Palmas. Ela estava em um matagal entre a TO-010 e o setor Lago Norte. O caso foi na tarde desta sexta-feira (21).

Ossos estavam em matagal na região norte de Palmas — Foto: Wilton Dias/TV Anhanguera

Ossos estavam em matagal na região norte de Palmas — Foto: Wilton Dias/TV Anhanguera

G1 Tocantins.

Bombeiros resgatam homem esfaqueado dentro de casa incendiada

Casa que ficava no setor Planalto, em Araguaína, foi completamente destruída no incêndio. Vítima foi identificada como James Vitor dos Santos Sousa.

O Corpo de Bombeiros de Araguaína resgatou James Vitor dos Santos Sousa de um incêndio na manhã deste sábado (22). A corporação informou que foi até o local com a informação de que o homem estava preso no fogo, mas ao retirá-lo do imóvel perceberam que havia marcas de facadas no corpo dele.

Sousa estava deitado em um sofá e tinha ferimentos no lado esquerdo do tórax e um corte profundo na garganta pouco abaixo da mandíbula. Os Bombeiros administraram oxigênio e levaram a vítima até o Hospital Regional de Araguaína. A casa fica no setor Planalto e foi completamente destruída no fogo.

A Polícia Militar foi ao local conversar com parentes do homem e com vizinhos. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio ou sobre a origem dos ferimentos.

Casa foi completamente destruída em incêndio — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Casa foi completamente destruída em incêndio — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Adolescente morre após ser arremessada de carro durante acidente; outro menor dirigia

Luiza Vitória Almeida Ferreira, de 14 anos, morreu no local. O motorista tem 16 anos e foi liberado após ser ouvido em delegacia.

O jovem Luiza Vitória Almeida Ferreira, de 14 anos, morreu após ser arremessada de um carro em um acidente em Porto Nacional. O veículo capotou em um rua do setor Vila Nova. A jovem estaria sem cinto de segurança e foi arremessada para fora do carro.

O motorista do veículo também era menor de idade. Ele tem 16 anos e foi levado para a delegacia de plantão. O adolescente foi ouvido e liberado após os pais comparecerem ao local. O carro está apreendido e passou por perícia.

O corpo de Luiz Vitória foi levado para o Instituto Médico Legal de Porto Nacional. Dentro do carro estavam outros dois adolescentes. A PM informou que existe a suspeita de que eles estivessem em alta velocidade.

Este é o terceiro caso de acidente envolvendo menores no volante a terminar em morte no Tocantins em uma semana. No domingo um empresário e uma cozinheira morreram em Palmas. Nenhum dos casos foi solucionado.

G1 Tocantins.