Pais de bebê que teve braço e clavícula quebrados durante parto denunciam caso

Após passar duas semanas no hospital, bebê se recupera em casa. Promotora quer que Pedro Miguel passe por uma avaliação para saber se houve sequela.

s pais do bebê Pedro Miguel, que teve o braço e a clavícula quebrados durante um parto na Maternidade Dona Regina, em Palmas, denunciaram o caso ao Ministério Público Estadual, que está apurando o que aconteceu. O parto foi realizado no dia 23 de outubro. Após passar mais de duas semanas internado no hospital, o menino está em casa se recuperando.

A promotora de Justiça Ceres Rezende diz que já ouviu a equipe médica responsável pelo parto. “Os médicos falaram que deveria ser não só o ultrassom que define qual o tipo de parto, mas toda uma avaliação. Mas que poderia também ter um erro no ultrassom, que embora não seja uma coisa exata, pode ter havido um erro porque a diferença foi muito grande e resultou em uma lesão na criança e na mãe”, explicou. 

Caso do bebê que teve braço quebrado durante o parto está sendo investigado

Agora, o MPE quer que o bebê passe por uma avaliação médica. Além disso, a promotoria espera que o Conselho Regional de Medicina e a Secretaria Estadual de Saúde apurem o que de fato aconteceu.

“Independente de tudo isso, nós vamos abrir um procedimento para acompanhar não só a criança, mas se a mãe vai necessitar de outras cirurgias. Neste caso, nós vamos entrar com ação para que eles tenham todo o acompanhamento”, disse a promotora.

Enquanto isso, o bebê se recupera em casa. A mãe Lorena Amaral conta que ele ficou internado durante uma semana. Foi liberado, voltou para casa, mas depois teve infecção no umbigo e precisou ficar mais uma semana no hospital.

Um erro no peso do bebê teria complicado o parto. Antes do nascimento, a equipe médica disse que ele tinha 2,8 quilos, mas Pedro nasceu com 4,6 quilos.

Violência obstétrica

Nesta segunda-feira (27), servidores das maternidades públicas do estado realizam o Dia D de Combate à Violência Obstétrica. O objetivo é orientar sobre os direitos que as mulheres têm na hora do parto.

A gerente de Média e Alta Complexidade da Secretaria Estadual da Saúde, Raquel Marques, explicou que a violência engloba desde as agressões verbais até a posição da mulher no momento de dar à luz.

“Agressões verbais, frases, comentários constrangedores, desrespeitosos, como: ‘Não chore, não grite senão você vai ficar aí sozinha’. Esses tipos de comentários se configuram violência obstétrica e tudo aquilo que é negligenciado no momento do parto quando eu retiro da mulher aquilo que é garantido por lei”, argumenta.

Raquel diz que a mulher tem direito de levar um acompanhante e escolher, tanto o tipo de parto, quanto a posição. “A mulher pode parir de cócoras, sentada, em pé. As evidências científicas mostram que aquela posição antiga que a mulher é colocada em posição ginecológica, com as pernas amarradas não é a ideal, outras posições são melhores para fazer força”.

G1/TO

Adolescente suspeito de gerenciar boca de fumo é apreendido em Palmas

Adolescente tem 17 anos e foi apreendido após receber objetos furtados em troca de drogas. Ponto de venda de drogas foi encontrado na região sul da capital.

m adolescente de 17 anos foi apreendido em Palmas suspeito de comandar uma boca de fumo no setor Santa Fé IV, na região sul da capital. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o menor foi encontrado após descobrir que objetos furtados de uma casa tinham sido trocados por drogas no local.

Os policiais civis foram até a casa e encontraram o adolescente, que teria confessou ter recebido um dos eletrodomésticos furtados. Porém, disse que tinha vendido o objeto para outra pessoa.

Com o suspeito também foi encontrada uma porção de maconha e R$ 250, além de vários objetos de origem ilícita. O adolescente foi levado para a 5ª delegacia da Polícia Civil e apreendido em flagrante por tráfico de drogas. O caso deve ser repassado para Delegacia da Criança e do Adolescente (DECA). 

G1/Tocantins

Campanha Juntos por Levi realizará brechó para ajudar a salvar bebê com AME

Os preços oscilam entre R$ 2,00 a R$ 300,00 com muitas peças novas e seminovas. 

De 23 a 25 de novembro, o público de Palmas terá a oportunidade de adquirir roupas, acessórios diversos e reforçar a corrente de solidariedade no brechó Juntos por Levi, uma ação que faz parte de uma campanha lançada pela família e amigos de Levi Alves Braga, um bebê de 5 meses, nascido em Palmas e diagnosticado com Amiotrofia Muscular Espinhal (AME) Tipo I, uma doença neurodegenerativa que, se não tratada a tempo, paralisa os músculos de todo o corpo.

Os produtos adquiridos para o brechó são resultados do apoio e solidariedade de centenas de pessoas e empresários de Palmas que estão mobilizados na campanha Juntos Por Levi. As peças são de excelente qualidade. Vestidos, camisas, sapatos, produtos para decoração de casa, roupas infantis, roupas clássicas, entre outras de grifes e marcas famosas.  

Os preços oscilam entre R$ 2,00 a R$ 300,00 com muitas peças novas e seminovas. O brechó acontecerá dia 23, quinta-feira, no Espaço Dengo Doce, na 103 Sul, rua lateral à Pousada dos Girassóis e nos dias 24 e 25, na Igreja de Cristo 106 Norte, alameda 18, de 8h às 22h, com vendas à vista e no cartão de débito e crédito.

O brechó reforça as ações em prol da campanha para custear o medicamento que não é oferecido no Brasil.  O Spinraza, única alternativa para salvar a vida de bebês com Ame, precisa ser importado e tem um custo de cerca de R$ 3 milhões para o primeiro ano de tratamento. Além disso, o bebê precisa de suporte de home care que gera um custo de R$ 15 mil reais por mês e inclui acompanhamento de pediatra, pneumologista, gastro, neurologista, cuidados respiratórios, locação de aparelhos, sessões diárias de fisioterapia e fonoaudiologia.

Parceiros

Além da mobilização de centenas de pessoas, o brechó tem o apoio de empresas  como Inglês Mesmo, Canela Chic, Precisa Comunicação, Loucos & Santos, Jorge Bischoff, Complemento Decor, Mano Silva Media Creator, Marcelo Venâncio Designer, Terê Modas, Loja Palpitti, Closet Fashion, Laços e Mimos, Laços Cris Freitas, Marcela Abreu Fotografia, Daniela Godói, Preta Luh  Fotografia, CBA da Fotografia Thenes Pinto, Salão Classe A, Tecmídia, Brinquelândia, JD Celulares, Diego Sousa Fotografia, Cláudia Mittelstad Fotografia, Datha Company, Fashion Store, Taís Modas e Semijóias e Palmer Store.

Mais sobre AME

A Atrofia Muscular Espinhal (AME) é uma doença que destrói os neurônios aos poucos, de maneira irreversível, por isso, a urgência no tratamento. De acordo a Associação Brasileira de Amiotrofia Espinhal, a Abrame, apesar de a AME Tipo I, também chamada de Doença de Werdnig-Hoffmann, ser a mais comum no Brasil, surgem cerca de 300 novos casos por ano no país. Por ser hereditária, a AME se manifesta em pessoas cujos pais sejam portadores do gene “modificado” responsável pela doença.

O Tipo I da doença é aquele que se manifesta nos primeiros seis meses de vida do bebê ou ainda na barriga da mãe. A AME resulta na dificuldade respiratória e motora da criança e, por essas complicações sérias, acaba fazendo muitas vítimas fatais, ainda na infância.

Fonte:precisaassessoria/Campanha Juntos por Levi

Grupo queima pneus e fecha ponte em protesto por asfalto no sul de Palmas

Eles fecharam a Avenida Teotônio Segurado e queimaram pneus. Manifestantes também cobravam da Prefeitura a entrega de documentos de imóveis.

Um grupo de moradores do Jardim Taquari realizou um protesto na Avenida Teotônio Segurado, em Palmas, na tarde desta segunda-feira (21). Com faixas, eles fecharam a via na altura da ponte que liga o plano diretor aos bairros da região sul da capital. O motivo da manifestação é a falta de serviços como asfalto no setor e a entrega de documentos de imóveis.

“No verão é poeira. Queremos o asfalto. No inverno é lama e alagamento”, escreveram os moradores em faixa.

Segundo a Polícia Militar (PM), os manifestantes queimaram pneus e tentaram impedir completamente a passagem de veículos, causando congestionamento. Após a chegada dos policiais, parte da avenida foi liberada.

A PM disse que a manifestação foi pacífica e que não houve feridos, mas não informou a quantidade de pessoas no protesto. O Corpo de Bombeiros também esteve no local.

A Prefeitura de Palmas informou que prevê para as próximas semanas a regularização dos imóveis da região e a entrega dos documentos e disse ainda que após essa etapa os serviços de pavimentação devem ser iniciados, mas isto ainda não tem data para acontecer. 

G1/Tocantins

“É lógico que o Podemos vai caminhar com Amastha e Álvaro Dias” diz Adir Gentil

Consolidado como presidente do Podemos no TO, o secretário explicou que o partido pretende unir a experiência na iniciativa pública e privada e mira base política para Álvaro Dias no Tocantins.

Conforme adiantado pelo T1 Notícias, o subprefeito e secretário da Casa Civil de Palmas, Adir Gentil ingressou no partido Podemos/PTN assumindo então o comando da sigla no Estado, substituindo o deputado federal Carlos Gaguim. Em entrevista na tarde desta terça-feira, 21, Gentil destacou que “o Amastha tem uma amizade pessoal com o senador Álvaro Dias e nós percebendo o quadro nacional, onde é visível que todos nós queremos uma pessoa com uma larga experiência no serviço público e na administração privada, e ao mesmo tempo ficha limpa. O senador Álvaro lidera o Podemos Nacional atualmente e já estamos  trabalhando uma pré-candidatura em que ele nos convidou para abraçar essa causa do Podemos”, adiantou. 

O Podemos, antigo PTN, que se denomina um partido de centro, também apoia a pré candidatura do prefeito Carlos Amastha ao governo do Tocantins. “Nós todos entendemos que o momento atual é buscar as boas práticas da esquerda e da direita e fazer um governo onde você atue na área social, por exemplo, com elementos da iniciativa privada e, sobretudo com essa função de alavancar e de ter uma estrutura partidária em prol da candidatura do senador Álvaro Dias.

Sobre a troca de comando, Adir esclareceu que tudo indica que Gaguim deverá sair do partido já que não apoia a candidatura de Álvaro. “Como nesse momento o deputado Gaguim ainda não se decidiu quanto ao candidato dele à presidência da república, houve de comum acordo e eu conversei com o Gaguim, que eu então assumisse a presidência do Podemos. O Gaguim vai ver ainda o que ele vai fazer, se continua ou não, mas realmente nós vamos procurar estruturar o máximo possível o partido e criar base política para o senador Álvaro Dias aqui no Tocantins. E nós não podemos ter no nosso quadro ninguém que possa ter qualquer tipo de dúvida sobre o candidato”, afirmou Adir que será nomeado nesta quarta-feira, 22.

T1noticias/Foto divulgação

Márlon Reis prega mudança nos padrões políticos do Tocantins ao lançar pré-candidatura ao governo do Estado

Na próxima sexta-feira, dia 24, o ex-juiz e advogado criador da Lei da Ficha Limpa recebe em Palmas, entre outros líderes políticos , Marina Silva, Randolfe Rodrigues, Alessandro Molon e o jurista Luiz Flávio Gomes na abertura do “Diálogos pelo Tocantins”.

Tocantinense de Pedro Afonso, o ex-juiz e advogado Márlon Reis, 47, lançará na próxima sexta-feira, dia 24, às 19h, na escola municipal Padro Josimo, em Palmas, sua pré-candidatura ao governo do Estado. Com participação da presidenciável Marina Silva e parlamentares da Rede Sustentabilidade, Márlon Reis abre o “Diálogos pelo Tocantins”. Também confirmaram presença o senador Randolfe Rodrigues e o deputado federal Miro Teixeira, entre outros. O jurista Luiz Flávio Gomes também participará das atividades.

Redator e um dos principais responsáveis pela criação da Lei da Ficha Limpa e fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Márlon Reis vem percorrendo o Tocantins apresentando suas propostas e ideias para o Tocantins. E garante: “mudará os padrões políticos no Estado”. “Defendemos uma gestão comprometida com a ética pública e respeito ao cidadão. Temos projetos e planos para o Estado que visam a sua modernização”, disse.

A abertura do “Diálogos pelo Tocantins” contará ainda com presença de líderes políticos locais e representantes de diversos segmentos da sociedade tocantinense. “Esta pré-candidatura nasce de um movimento de baixo, das bases, das comunidades mesmo. Por isso teremos o privilégio de receber representantes de comunidades quilombolas, de movimentos sociais, profissionais liberais e dos segmentos produtivos do Estado”, complementou.

ALIANÇAS POLÍTICAS

Márlon Reis tem sido procurado por diversas correntes políticas do Estado para já discutir alianças visando 2018. “Estamos discutindo, de fato, com várias correntes. Estamos abertos a dialogar com todos sobre o Tocantins. Nosso objetivo é o Tocantins”, disse. O advogado, entretanto, impõe três condições: “A primeira é: não vamos discutir com pessoas que já governaram o Estado e, consequentemente, deixaram o Tocantins nessa situação caótica de rombo nas contas e desleixo em quase que todas as áreas. Também não falaremos com os extremistas que pregam o ódio e os que são alvos de ações como a operação Lava Jato ou que tenham sofrido condenações, ou seja, que sejam atingidos pela Lei da Ficha Limpa”, finalizou.

Cristiano Machado

 

Professor é atropelado enquanto treinava grupo de ciclistas em Palmas

Acidente aconteceu na saída do estacionamento do aeroporto da capital. Professor de educação física deve escoriações pelo corpo e foi atendido no local.

O professor de educação física Marco Túlio Pereira de Sousa, de 42 anos, foi atropelado por um carro de passeio no momento em que treinava um grupo de ciclistas. O caso aconteceu na manhã deste domingo (19), em frente ao aeroporto de Palmas. A vítima foi socorrida no local.

“Estávamos próximo ao aeroporto. O carro de passeio estava saindo do estacionamento, mas estava na contramão, foi quando aconteceu o atropelamento. Foi algo muito inesperado”, contou o professor, que é o responsável por treinar a equipe.

Sousa foi o único atingido. Ele teve escoriações pelo corpo e foi atendido por um médico, que também participava do treinamento. A bicicleta ficou parcialmente destruída. O motorista do carro permaneceu no local até a chegada dos agentes de trânsito. O veículo dele foi rebocado.

Os 22 atletas fazem parte de uma assessoria esportiva de Palmas e treinavam para o Campeonato Estadual de Triatlon. O professor, que também se preparava para a competição, agora vai precisar de repouso. “Eu iria participar, mas o mais importante é a saúde. Não posso fazer nenhuma imprudência, porque como professor, minhas atitudes precisam ser um exemplo”.Ciclista teve escoriações pelo corpo após ser atropelado por carro de passeio (Foto: Divulgação)

Outro caso

Há exatamente uma semana, o médico Pedro Caldas foi atropelado enquanto corria na marginal leste da rodovia TO-050, em Palmas. Ele sofreu traumatismo craniano e está em coma, internado na UTI de um hospital particular. O estado de saúde dele é grave. 

Médico teve traumatismo craniano e foi internado no HGP (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

O acidente aconteceu perto do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Tocantins (Dertins). Caldas e o médico Moacir Naoyuk Ito foram atingidos por um carro. Os dois estavam juntos. Naoyuk estava treinando em uma bicicleta e teve ferimentos leves. Os dois são triatletas e corriam com um grupo de assessoria esportiva.

Segundo a Polícia Militar, o carro era conduzido por Iolanda Costa Fregonesi, que não apresentou carteira de habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Ela foi levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde pagou fiança de R$ 3 mil e foi liberada para responder em liberdade. Por telefone a família de Iolanda disse que não irá se posicionar sobre o assunto.

 G1/Tocantins

Chuva com raios provoca apagão em quadras do centro de Palmas

Chuva atingiu a capital no final da tarde deste sábado (18). Moradores relataram problemas em pelo menos seis quadras do centro da cidade.

A chuva com raios que atingiu Palmas no final da tarde deste sábado (18) deixou várias quadras do centro da cidade sem energia. Moradores relataram problemas em pelo menos seis pontos da cidade. Nas quadras 205, 207, 305, 307, 405 e 407 Sul houve oscilações. Ainda não há informações sobre se o apagão foi em função de algum raio ou por outro fator.

O jornal entrou em contato com a Energisa e aguarda resposta. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia é de que a chuva continue durante o domingo (19) em pontos isolados. Em casos como este a Defesa Civil recomenda alguns cuidados:

  • Ao menor sinal de inundação, procure abrigar-se em locais seguros e mais altos;
  • Oriente-se e veja se locais próximos a você podem inundar, como córregos, rios, canais etc;
  • Se estiver em casa, desligue a energia elétrica na caixa de força de sua casa. Não toque em equipamentos elétricos se tiver descalço ou com os pés molhados;
  • Não ande na água, porém, se for extremamente necessário, use uma vara ou madeira para verificar se a área é firme e rasa;
  • Não dirija em áreas inundadas;
  • Não se abrigue debaixo de árvores, pois há riscos de quedas;
  • Coloque documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido;
  • Revise a resistência da sua casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado;
  • Não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda (risco de queda pelo vento).

G1/Tocantins

Aeroporto de Palmas se recupera e número de passageiros volta a crescer

Movimentação dos aeroportos é considerada indicador de como está a atividade econômica no Tocantins. Em 2016, terminal chegou a perder 26 mil passageiros.

Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas, voltou a registrar crescimento no número de passageiros após sofrer uma forte queda em 2016. A recuperação aconteceu entre julho e setembro deste ano, quando cerca de 170 mil usuários passaram pelo local. Os economistas consideram a movimentação nos aeroportos um indicador de como está a atividade econômica.

Na comparação entre os primeiros nove meses de 2016 e 2017, o crescimento é de 3%. Ao todo, foram mais de 472 mil pessoas embarcando ou desembarcando em Palmas no período este ano. O mesmo crescimento foi registrado no número de voos que decolaram ou pousaram no terminal, já são quase 5 mil.

A movimentação de cargas também teve crescimento com mais de mil toneladas passando pelo terminal de Palmas. 8,1% a mais que no ano anterior.

Os economistas previram que a movimentação no aeroporto iria acompanhar as tendências da economia nacional de forma mais geral. Como 2017 foi um ano de supersafra no agronegócio os resultados acabam beneficiando os estados que estão na fronteira agrícola.

Araguaína

O outro aeroporto que recebe voos comerciais no Tocantins, em Araguaína, segue na tendência de queda. Isto porque o local sofre com uma série de problemas estruturais e reformas que não ficaram prontas. O número de voos, que já tinha caído 70% em 2016, voltou a registrar queda. Nos nove primeiros meses de 2017 foram apenas 544 voos na cidade e 25 mil passageiros ao todo. 

G1/Tocantins

Após passarem a noite na CPP, médicos do Tocantins presos pela PF são ouvidos na Justiça Federal

A PF decretou a prisão temporária de 13 pessoas no Tocantins, durante a Operação Marcapasso, que estão envolvidos em esquema criminoso relacionado à compra superfaturada de Órteses e Próteses.

Após passarem a noite na Casa de Prisão Provisória de Palmas, 10 médicos e um representante comercial, que são investigados pela Polícia Federal por fraudes em licitações, começam a ser ouvidos em audiências de custódia, a partir das 9h desta quarta-feira, 8, pela Justiça Federal. Na audiência, o juiz avaliará se mantém ou não a prisão dos investigados.

A Polícia Federal decretou a prisão temporária de 13 pessoas no Tocantins na manhã de ontem, 7, durante a Operação Marcapasso, que estão envolvidos em esquema criminoso relacionado à compra superfaturada de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME’s). Outro foco da investigação foram fraudes no Plansaúde. Durante a investigação, ainda foi descoberto que houve a retirada de vários equipamentos caros do Hospital Geral de Palmas (HGP) para serem utilizados em clínicas da rede privada.

Ao todo 137 mandados judiciais foram expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal de Palmas, sendo 12 mandados de prisão temporária expedidos, 41 mandados de condução coercitiva contra empresários e 84 mandados de busca e apreensão no Tocantins, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Paraná, Bahia, Ceará, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A investigação começou quando os sócios da empresa Cardiomed Comércio e Representação de Produtos Médicos e Hospitalares Ltda-Epp foram presos em flagrante por terem, na qualidade de proprietários da empresa, fornecido à Secretaria de Saúde do Tocantins produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais cujos prazos de validade de esterilização estavam vencidos.

T1noticias