Combate à Dengue; responsabilidade só do poder público ou de toda a comunidade?

Cada um tem que fazer a sua parte em sua casa, eliminando pontos que possam servir de criadouro para o mosquito transmissor da dengue, cuidar do seu espaço; ninguém fará isso por nós. 

A dengue é uma doença viral transmitida principalmente pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti. Quando infectada, a vítima pode sentir uma série de sintomas como febre, dores de cabeça, tonturas e cansaço.

Apesar de não terem aparecido novos casos em Palmeirópolis recentemente, a dengue não deixa de ser uma doença preocupante.

É necessário algum cuidado para evitar que o mosquito desenvolva, além disso, é importante alertar a população, com os cuidados básicos, para combater o inseto, responsável por transmitir a dengue, Zika vírus, febre amarela e chikungunya. 

De acordo com o Ministério da Saúde, os ovos do mosquito necessitam de água parada para eclodirem, podem sobreviver até 450 dias, mesmo que o local depositado esteja seco.

A maneira mais eficaz de se prevenir a doença é impedir o ciclo de reprodução do mosquito transmissor.

O inseto coloca seus ovos apenas em acúmulos de água limpa, sendo essa a razão para ele ser tão frequente em épocas de chuva. Muitos materiais podem se tornar propícios para o desenvolvimento larvas do mosquito.

Pneus velhos, caixas d’água, garrafas, calhas entupidas, vasos de flor e também recipientes jogados em lixo descoberto.

Da redação/Edilson Gonçalves

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here