sexta-feira, agosto 19, 2022

Últimas Notícias

Polícia prende chefe de quadrilha especializada

Grupo assaltava bancos e carros-fortes na modalidade de roubo conhecida como “novo cangaço”, além de homicídios

Buscas da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) do Tocantins levaram à prisão do chefe de quadrilha Francisco Eniram Lopes na última terça-feira, em Tailândia (PA). O grupo é considerado como um dos maiores, mais bem estruturados e com grande articulação no roubo a bancos e carros-fortes na modalidade “novo cangaço”, com atuação no Norte, Nordeste e Centro-Oeste do País.

A delegada titular da Deic, Liliane Albuquerque, classifica o acusado como um sujeito de alta periculosidade e com extensa ficha criminal. “Ele possui passagens por roubo a carro-forte e de cargas, tráfico de drogas e homicídios sanguinários. Inclusive, é acusado de ter praticado o fuzilamento de um ex-prefeito da cidade de Campo Grande (PB)”, enumerou, ao definir suas ações como crimes bárbaros.

As investigações começaram após ação da quadrilha na cidade de Lagoa da Confusão, há 220 km de Palmas. No dia 12 de julho de 2013, elementos sitiaram o município, munidos de armamentos de grosso calibre, e desferiram tiros contra a Polícia Militar e casas vizinhas. Moradores foram feitos de reféns e terminais de autoatendimento foram arrombados com maçarico e bananas de dinamite.

“Um mês depois eles conseguiram nova empreitada criminosa na cidade de Vila Rica (MT), onde roubaram três bancos e uma agência dos Correios. Houve confronto com a polícia e três criminosos morreram. Os demais retornaram para a base da quadrilha no Tocantins”, informou a delegada. Na época, a Polícia Civil de Vila Rica executou prisões em Palmas, Paraíso e Lagoa da Confusão, mas parte da quadrilha conseguiu fugir, incluindo Lopes, que é o administrador e articulador das ações.

Prisões

A prisão do chefe da quadrilha não finaliza as investigações. De acordo com a delegada Liliane, a quadrilha é muito bem articulada e com poder bélico enorme. “Eles possuem fuzil, AK 47 e calibre .50, que derruba até helicóptero”, listou.

Novos membros da quadrilha também precisam ser identificados. Conforme informações da delegada, o recrutamento de criminosos é constante. “A prisão dele desestrutura um pouco, mas não acaba com a quadrilha, porque eles recrutam vários. A maioria do pessoal que faz parte dessa quadrilha tem vínculo de parentesco com ele.” Lopes está na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), juntamente com outro integrante da quadrilha, Paulo César Cheffer. Outros cinco integrantes do bando, presos anteriormente, estão recolhidos em cadeias públicas do Rio Grande do Norte.

A ação contou com apoio da Polícia Civil do Pará e do Rio Grande do Norte e do Grupo de Operações Táticas Especiais do Tocantins (Gote).

INVESTIGAÇÃO

As investigações começaram após ação da quadrilha na cidade de Lagoa da Confusão, em julho de 2013, e vão continuar até a total desarticulação da organização criminosa e apreensão das armas utilizadas.(fonte:jornal do tocantins)

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.