quinta-feira, maio 19, 2022
spot_img

Últimas Notícias

Palmas registra a maior alta da Covid-19 das últimas 8 semanas, com quase mil casos; mortes voltam a crescer no Estado

Palmas registrou a maior alta de novos casos de Covid-19 das últimas oito semanas entre o dia 23 e esse domingo, 30.

Foram 946 novas confirmações da doença no período, com alta de 2,3% em relação à semana anterior, quando a evolução foi de 2%, com 787 positivações.

Covid avança mais forte em Gurupi e Colinas

A Covid-19 avançou mais forte também em Gurupi semana passada, com alta de 2,4% contra 2% na semana anterior. Também em Colinas, com 2,4% contra 2,2% há 15 dias.

Ritmo menor em Araguaína

A doença perdeu ritmo em Araguaína, onde tinha crescido 3,7% entre 16 e 23 e levou o prefeito Wagner Rodrigues (SD) a endurecer as medidas de restrições. Entre o dia 23 e esse domingo, a alta foi de 3%, ainda a maior das cidades mais impactadas pelo novo coronavírus. Em Paraíso, a doença perdeu força pela quarta semana consecutiva, com crescimento de apenas 0,9% — a menor das cidades acompanhadas pela Coluna do CT — contra 1,1% no período anterior.

Mais mortes no Estado

O ritmo das mortes no Estado ganhou força novamente. O Tocantins perdeu 91 vidas semana passada para a Covid-19 contra 56 no período anterior. Com isso, a alta de óbitos saltou de 2,1% para 3,3%, e interrompeu uma sequência de três semanas de queda no número de falecimentos.

Palmas perde 14 vidas

Em Palmas, foram 14 vidas perdidas para a doença semana passada contra 6 no período anterior. Assim, o avanço dos óbitos na Capital saltou de 1,2% para 2,8% de uma semana para a outra.

Alta em Araguaína, Gurupi e Porto

Araguaína perdeu 10 vidas contra 8 na semana anterior. A alta saiu de 2,1% para 2,6%. Gurupi registrou 5 mortes contra 2 no período anterior, com a evolução saindo de 1,2% para 2,3%. Em Porto Nacional, foram 6 falecimentos semana passada contra 4 há 15 dias e, assim, o crescimento passou de 2,5% para 3,7%.

Sem mortes

Paraíso não registrou nenhum óbito semana passada. Entre os dias 16 e 23, haviam morrido cinco pessoas.

CT.

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.