sexta-feira, agosto 19, 2022

Últimas Notícias

Insegurança toma conta dos usuários

Quem precisa passar pelo local alega ter receio da falta de segurança; PM afirma que realiza policiamento ostensivo

A Praça dos Girassóis conta com Palácio do Araguaia, relógio solar gigante, fonte, queda d’água, estátuas, monumentos e várias construções que expressam a grandiosidade com estruturas, mas deixa a desejar no que se refere à segurança. A segunda maior praça pública do mundo e a maior da América Latina e um dos principais cartões postais de Palmas foi palco de crime que chocou a população tocantinense nas últimas semanas.

Localizada estrategicamente no ponto central da Capital e servindo como Ponto Cardeal para localização geográfica, a praça recebe expressivo fluxo de transeuntes que a utilizam para diminuir a distância entre pontos, além do grande movimento devido a entrada e saída de servidores públicos em horário comercial. A praça também recebe os esportistas, especialmente no período noturno, o que aumenta a sensação de insegurança.

A Polícia Militar (PM) informou que o 1º Batalhão atende a Praça dos Girassóis e é responsável por designar viaturas do serviço ordinário e de inteligência para realização de policiamento ostensivo e repressivo.

No entanto, para o bancário Leandro Henrique Morais, de 32 anos, o policiamento poderia ser mais assertivo. Pela manhã ele utiliza a praça para brincar com o filho João Henrique, de 5 anos, e para caminhada no final da tarde. “Das poucas vezes que vi a polícia fazendo ronda, geralmente era em torno do Palácio”, informou, ao reforçar que o Palácio já possui segurança o suficiente e que os crimes acontecem nas extremidades do local.

De acordo com a PM, “quatro viaturas fazem o patrulhamento rotineiro principalmente durante os horários com maior concentração de pessoas como horário de expediente e de prática de atividades esportivas”, complementou em nota.

Iluminação

Há cinco anos, a professora de educação física Eva Lima dos Santos coordena grupo de prática de exercícios na Praça nos períodos matutino e noturno e, de acordo com ela, a falta de iluminação é o que mais implica na sensação de insegurança. “Não há horário pra pessoa agir. Independente disso, eu dificilmente vejo polícia na praça.”

Eva informou, ainda, que certa vez um meliante roubou pneus de um carro que estava próximo, porém eles não perceberam nada. “Ficamos no estacionamento da Assembleia e a iluminação é muito precária. Aconteceu também o caso da aluna que teve os vidros do carro quebrados e em ambos os casos não vimos o movimento por causa da escuridão”. Ela ainda alerta: “sempre que for caminhar ou correr na praça, faça em duas ou mais pessoas”.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) informou que a manutenção da iluminação é realizada mensalmente para troca de lâmpadas e reatores e que já existe um projeto para aumentar a quantidade de lâmpadas dos postes nas áreas arborizadas da praça.

PRAÇA DOS GIRASSÓIS

Possui aproximadamente 570.000 m²

Segunda maior praça pública do mundo

Abarca os prédios do Executivo, Legislativo e Judiciário.(fonte:jornal do tocantins)

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.