quarta-feira, agosto 10, 2022

Últimas Notícias

Governo do Estado entrega Escola Família Agrícola de São Salvador na próxima segunda-feira

Esta é a terceira unidade deste modelo entregue à população em 2016

Dando continuidade ao processo de fortalecimento da educação do campo, o Governo do Estado inaugura, na próxima segunda-feira, 6, a Escola Família Agrícola (EFA) José Porfírio de Souza , de São Salvador, na região Sul do Tocantins. Esta é a terceira unidade deste modelo entregue à população em 2016. A primeira, localizada em Esperantina, na região do Bico do Papagaio, foi oficialmente inaugurada em abril e a EFA de Colinas, na região norte, em maio.

O terreno, de cerca de 4,8 hectares, foi doado pela Prefeitura de São Salvador. A escola, já em funcionamento, atende cerca de 150 alunos de São Salvador, Palmeirópolis, Jaú do Tocantins, Paranã e Peixe – todos oriundos de famílias atingidas pelos impactos das barragens da Usina Hidrelétrica construída na região.

A EFA oferece ensino fundamental do 6º ao 9º ano, 1ª série do ensino médio e curso técnico em Agropecuária integrado com o ensino médio básico, dentro do regime da Pedagogia da Alternância, em que os alunos passam um período na escola e outro em casa, colocando em prática os ensinamentos adquiridos.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adão Francisco de Oliveira, a EFA José Porfírio de Souza visa, além do objetivo pedagógico das modalidades formais de ensino, ao desenvolvimento econômico da região por meio da formação desses jovens estudantes. “Isso é parte do esforço do Governo do Estado para reduzir as desigualdades socioeducacionais do Estado. Mais do que formar os nossos jovens, nosso objetivo é promover, aliado à educação, o desenvolvimento regional do Tocantins”, destacou.

Pedagogia da alternância

A Pedagogia da Alternância foi criada na França no início do século XX, em um período de grande êxodo rural, com o intuito de evitar os longos períodos de traslado até as escolas, ou que os estudantes fossem mandados definitivamente para internatos em regiões rurais ou urbanas.

No Brasil, a metodologia chegou no final da década de 1960 a quase todos os estados, principalmente para áreas de difícil acesso do transporte escolar. Neste modelo de educação, os estudantes têm disciplinas regulares do currículo escolar, além de disciplinas técnicas voltadas às atividades do campo e, no período em que passam em casa, colocam em prática o aprendizado adquirido durante o período de estadia na escola.(fonte:portal stylo)

Últimas Notícias

spot_imgspot_img

Não deixe de ler

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS

Quer ficar informado em primeira mão? Se cadastre na nossa Newsletter e receba o Mapa da Notícia no seu e-mail.