Município informou que aguarda nova remessa enviada pelo Ministério da Saúde ao Estado do Tocantins.

A segunda dose da vacina AstraZeneca está em falta nas unidades de saúde de Palmas. A prefeitura da capital confirmou, na manhã desta sexta-feira (9), que os imunizantes da Oxford estão indisponíveis na cidade.

O problema coloca em risco a imunização completa dos moradores.

O município disse que segue aguardando nova remessa enviada pelo Ministério da Saúde ao Estado do Tocantins. Informou também que o governo federal e o estadual estão cientes sobre a falta das unidades da vacina na cidade.

A equipe da TV Anhanguera recebeu reclamações de vários moradores, os quais alegam que, mesmo com o prazo de 90 dias para a segunda dose, não estão conseguindo agendar a imunização no site da prefeitura. No portal, o imunizante aparece como “indisponível”.

Por telefone, servidores das unidades de saúde das quadras Arso 23 (antiga 207 Sul), Arse 23 (antiga 210 sul), setor Taquari, Morada do Sol e Arso 111 (antiga 1.103 sul), confirmaram que a vacina está em falta.

Apesar do problema, o governo afirmou que não houve no Tocantins interrupção de vacinação com o imunizante AstraZeneca.

“A distribuição está em dia, uma vez que ainda não está esgotada a data limite para aplicação da segunda dose e o consequente fechamento do esquema vacinal”, disse a Secretaria Estadual de Saúde.

A secretaria destacou também que aguarda novas remessas por parte do Ministério da Saúde, o que tem ocorrido de forma sequencial, de forma tal a promover a aplicação de todas as segundas doses necessárias.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here