A primeira mostra de cinema do Tocantins com direções realizadas por mulheres ocorre no próximo dia 4, com transmissão ao vivo pelo Youtube

O Festival de Mulheres do Tocantins – Toca FM inicia sua programação no dia 04 de setembro, a abertura do festival contará com a mostra que reúne 9 curtas metragens dirigidos por mulheres, entre esses 03 produções tocantinenses e 6 produções de outros estados.

O Toca FM é realizado exclusivamente por mulheres e foi contemplado pelo Prêmio Aldir Blanc Tocantins do Governo do Estado do Tocantins, com apoio do Governo Federal por meio do Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, pelo Fundo Nacional de Cultura.

Os filmes foram selecionados por chamada artística através da curadoria da jornalista, produtora cultural, mestre em cinema e doutoranda em comunicação, Thuanny Vieira.

“Queremos promover espaços para a exibição e divulgação de múltiplas e diversas realidades, numa tentativa de equiparar a exibição cinematográfica entre gêneros” destacou Thuanny. A curadora da mostra explicou que a seleção buscou contemplar todos os gêneros e mulheres de todas as regiões, portanto a mostra tem produções do gênero animação, experimental, videoarte, documetal e ficção.

A mostra Curta Elas recebeu inscrições de 55 cineastas de todo o país, os estados com mais inscrições foram Pernambuco e Rio de Janeiro e os gêneros mais recorrentes foram ficção e documentário.

Dados Mulheres no Cinema

A pesquisa Participação feminina na produção audiovisual brasileira realizada pela Agencia Nacional de Cinema (Ancine) em 2018 mostra o avanço da participação feminina em comparação ha anos anteriores, segundo a pesquisa as mulheres representam 20% dos cargos de direção nos filmes nacionais, 25% como roteiristas, 41% nos cargos de produção executiva, 12% na direção de fotografia e 57% na direção de arte (único cargo onde são maioria em comparação aos homens).

Outro dado alarmante é que menos que 2% de mulheres negras com acesso a recursos e meios para produções e distribuição de longas-metragens ficcionais no Brasil.

Os avanços na equidade de gênero no cinema ainda caminham a passos lentos, mas a perspectiva tem mudado. Esse ano a chinesa Chloé Zhao, diretora de Homeland, tornou-se a segunda mulher – e a primeira mulher não branca – a ganhar o Oscar como melhor diretora.

Selecionados Curta Ela

Os filmes selecionados para amostra são: Isolada com elas (Érika Mariano, Tocantins, 2020); A Fórmula (Cláudia Roberta, Tocantins, 2020); Apoio Cultural (Juliane Almeida, Tocantins, 2017); Uma força extraordinária (Amandine Goisbault, Pernanbuco, 2019); Alfazema (Sabrina Fidalgo, Rio de Janeiro, 2019); Abebé (Keila Serruya Sankofa, Amazonas, 2021); Cancelada (Dandara de Moraes, Pernambuco, 2017); Pulso (Helena Cunha, Rio de Janeiro, 2016) e  Silêncio (Bruna Caroli, Distrito Federal, 2020).

A primeira edição da Mostra Curta Elas ocorre no dia 4 de setembro de 2021 de forma virtual, às 20h no canal do TOCA FM no YouTube.

Toca FM/Thalia Batista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here