Ontem, três deslizamentos de terra atingiram o distrito de Raigad.

Pelo menos 67 pessoas morreram no estado de Maharashtra, no oeste da Índia, segundo informaram autoridades hoje, após chuvas torrenciais de monções causarem deslizamentos de terra e enchentes em áreas baixas, isolando centenas de vilas.

Ontem, três deslizamentos de terra atingiram o distrito de Raigad, no estado. Em outras regiões do estado, cerca de 15 pessoas também estariam desaparecidas.

Parte da costa oeste da Índia recebeu até 594 mm de chuva em 24 horas, forçando as autoridades a retirarem pessoas de áreas vulneráveis enquanto liberavam água de represas que ameaçavam transbordar.

“Chuvas inesperadas e muito fortes provocaram deslizamentos de terra em muitos lugares e rios inundados”, disse o ministro-chefe Uddhav Thackeray, que lidera o governo estadual de Maharashtra, a jornalistas.

A Marinha e a Força Aérea uniram forças para ajudar milhares de pessoas afetadas pelas inundações, mas a magnitude dos danos – sobretudo, os deslizamentos que bloquearam várias estradas, como a rodovia entre Mumbai (capital do estado) e Goa – dificulta os trabalhos de resgate.

As 24 horas ininterruptas de intensas chuvas provocaram o transbordamento do rio Vashishti. Alguns bairros da localidade de Chiplun se encontram sob 3,5 metros de água. No final de semana, pelo menos 34 pessoas morreram soterradas por um muro arrastado por um deslizamento de terra, em meio às fortes chuvas de monções em Mumbai.

Nas zonas atingidas, a Marinha mobilizou sete equipes de resgate equipadas com lanchas, coletes salva-vidas e flutuadores, bem como mergulhadores especializados e um helicóptero para socorrer os moradores em situação de risco.

O serviço meteorológico da Índia ativou alertas vermelhos em várias regiões do estado, já que as fortes chuvas devem continuar nos próximos dias.

O desabamento de edifícios é comum na Índia durante a estação das monções (junho a setembro), quando estruturas frágeis e precárias cedem após dias de chuva ininterrupta.

As fortes chuvas inundaram um complexo de tratamento de água, interrompendo o abastecimento “em muitas partes de Mumbai”, uma megacidade de 20 milhões de pessoas, segundo as autoridades locais.

A mudança climática está tornando as monções mais fortes na Índia, de acordo com um relatório do Potsdam Institute for Climate Impact Research (PIK), publicado em abril.

Este relatório alerta para as graves consequências que isso pode ter na alimentação, na agricultura e na economia de um território onde vive um quinto da população mundial.

Notícias ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here