Sua morte causou comoção a quem, por anos, acompanhou seus programas

Após um ano e quatro meses de tratamento e aos 51 anos, Robson Borges morreu nesta quinta-feira (10) junho, de um câncer no pâncreas.

Era casado com Meirele Costa Silva Borges, e tinha duas filhas, Isabella e Marilia.

O amor pelo rádio começou cedo e com isso, não teve dúvidas da profissão que seguiria, ouvia a programação sempre, despertando o interesse, aliado ao dom e talento que carregava.

Dos 30 anos de profissão, 20 deles foram dedicados há rádio Cidade FM de Palmeirópolis, na qual era presidente.

Conquistou espaço com seu talento e voz marcante, no programa ‘Manhã Sertaneja.

Robson sabia reconhecer o potencial de novos profissionais, sendo um grande incentivador e apoiador.

Um homem ético e correto que foi durante toda sua carreira, uma pessoa de coração puro e bondosa.

Seu velório acontecerá na igreja Católica de Palmeirópolis, á partir das 14horas, seguindo todo o protocolo da saúde e o sepultamento ocorrerá as 16horas no cemitério local.

À família, aos amigos e aos colegas de trabalho, que Deus traga o conforto e que descanse em paz.

Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here