Segundo a corporação, o homem atirou contra os policiais ao receber voz de prisão. Houve troca de tiros e nenhum policial foi atingido.

Um homem foi morto pela Polícia Militar (PM) durante uma abordagem em Paranã, na região sul do Tocantins.

De acordo com a corporação, ele atirou contra os militares ao receber voz de prisão.

A PM afirmou que ele era um dos líderes de uma facção criminosa em Goiás e estaria tentando chegar ao aeroporto de Palmas para fugir para o Rio de Janeiro.

A morte foi registrada nesta segunda-feira (15) após os militares serem informados pela PM de Porangatu (GO) que o suspeito estaria no município.

Ao fazer buscas no setor Vila Nova, os policiais localizaram um veículo com as mesmas características que tinham sido repassadas.

O homem foi abordado e, quando os policiais foram cumprir um mandado de prisão por crime de tráfico de drogas, ele teria atirado na direção dos militares.

Os policiais também atiraram e, durante o confronto, o homem acabou sendo baleado. Nenhum militar ficou ferido.

O suspeito foi socorrido com vida e foi levado ao Hospital Municipal de Paranã, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

O local em que houve a troca de tiros foi isolado para realização da perícia. Além do carro que o suspeito estava, foram apreendidos: um revólver calibre 38 com seis munições deflagradas; 1 kg de maconha; dois celulares; uma carteira com documentos pessoais; uma corrente aparentemente de ouro; um HD externo e um relógio de pulso.

A PM afirmou que o homem já tinha passagem pela polícia pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, falsidade ideológica, uso de documento falso e associação para o tráfico.

Segundo a corporação, atualmente ele estava “assumindo um protagonismo muito grande dentro da facção criminosa, sendo uma das principais lideranças que se encontravam fora do sistema prisional e estaria tentando fugir para o estado do Rio de Janeiro”.

G1 Tocantins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here